29 de julho de 2014

Descobrindo os Segredos do Universo

Oi gente! Como vocês estão? Estou aqui, mais uma vez, com o intuito de mostrar o quanto alguns livros podem mexer com a gente. Esse texto é de Benjamin Alire Sáenz, autor de "Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo" e foi retirado do Blog da Companhia.

Estou trazendo esse texto para vocês hoje não só porque fala sobre um dos meus livros favoritos, mas simplesmente porque vale a pena ser lido. O autor, de uma forma clara e bastante pessoal, aborda alguns temas importantes como a descoberta da sexualidade e a aceitação (não só a pessoal), mas sem tirar a felicidade de foco.

26 de julho de 2014

Resultado: O Projeto Rosie


Oi gente! Hoje eu finalmente tive tempo de finalizar o último sorteio que teve aqui no blog, e já vamos descobrir que foi o sortudo (ou sortuda) que vai levar um exemplar do livro "O Projeto Rosie" do autor Graeme Simsion para casa! E vamos ao resultado...

24 de julho de 2014

Análise de Série: Jogos Vorazes

Títulos: Jogos Vorazes
              Em Chamas
              A Esperança
Autor: Suzanne Collins
Páginas: Total de 1151 páginas
Tradutor: Alexandre D’Elia
Editora: Rocco

Sabe aquela pessoa que se interessa pela série de livros depois de ter visto o filme? Esta sou eu. E geralmente não me arrependo, mesmo que o filme seja muito diferente do livro. Felizmente para Jogos Vorazes tivemos sorte eu acho, e é desta série que vamos falar hoje, no meu post de estréia.

Que a sorte esteja sempre ao seu favor.

22 de julho de 2014

Resenha: O Chamado do Cuco

Título Original: The Cuckoo's Calling
Autor: Robert Galbraith
Páginas: 448
Tradutor: Ryta Vinagre
Editora: Rocco

Quando uma modelo problemática cai para a morte de uma varanda coberta de neve, presume-se que ela tenha cometido suicídio. No entanto, seu irmão tem suas dúvidas e decide chamar o detetive particular Cormoran Strike para investigar o caso. Strike é um veterano de guerra, ferido física e psicologicamente, e sua vida está em desordem. O caso lhe garante uma sobrevida financeira, mas tem um custo pessoal: quanto mais ele mergulha no mundo complexo da jovem modelo, mais sombrias ficam as coisas e mais perto do perigo ele chega. Um emocionante mistério mergulhado na atmosfera de Londres, das abafadas ruas de Mayfair e bares clandestinos do East End para a agitação do Soho. O chamado do Cuco é um livro maravilhoso. Apresentando Cormoran Strike, este é um romance policial clássico na tradição de P.D. James e Ruth Rendell, e marca o início de uma série única de mistérios.

"O Chamado do Cuco" já havia chamado a minha atenção pela trama. Pode não parecer, mas gosto muito de livros policiais. A maioria das críticas eram positivas e isso me deixou muito curiosa. Quando saiu a notícia que Robert Galbraith seria então um pseudônimo adotado pela minha amada J. K. Rowling, a ansiedade triplicou. 

18 de julho de 2014

Resenha: As Vantagens de Ser Invisível

Título Original: The Perks of Being a Wallflower
Autor: Stephen Chbosky
Páginas: 223
Tradutor: Ryta Vinagre
Editora: Rocco

Elogiado pela crítica e adorado pelos leitores, As vantagens de ser invisível – que foi adaptado para os cinemas com Emma Watson, a Hermione de Harry Potter, e Logan Lerman, de Percy Jackson, no elenco – acaba de ganhar nova reimpressão pela Rocco. Livro de estreia do roteirista Stephen Chbosky, o romance, que vendeu mais de 700 mil exemplares nos EUA desde o lançamento, está de volta ao topo do ranking do The New York Times impulsionado pela adaptação para a telona. Ao mesmo tempo engraçado e atordoante, As vantagens de ser invisível reúne as cartas de Charlie, um adolescente de quem pouco se sabe - a não ser pelo que ele conta nessas correspondências -, que vive entre a apatia e o entusiasmo, tateando territórios inexplorados, encurralado entre o desejo de viver a própria vida e ao mesmo tempo fugir dela.

Estava na casa da minha melhor amiga quando, de repente, ela me mostra que comprou "As Vantagens de Ser Invisível". Eu fiquei enlouquecida, gente. A pobrezinha nem tinha pegado no livro direito e o sequestrei. Fui chegando em casa e comecei a ler. Em menos de quatro horas já tinha terminado. Já conseguem imaginar o quanto eu amo esse livro? Não, não conseguem. Nem eu sei explicar. 

16 de julho de 2014

Resenha: Vaclav & Lena

Título Original: Vaclav & Lena
Autora: Haley Tanner
Páginas: 252
Tradutora: Maria Luiza Newlands
Editora: Intrínseca

Vaclav e Lena parecem destinados um ao outro. Eles se encontram pela primeira vez aos 6 anos, numa aula de inglês para imigrantes em Brighton Beach, no Brooklyn. Vaclav é precoce e falante. Lena, com dificuldade no idioma, refugia-se na segurança de sua adoração por ele. Ele imagina a história dos dois se desenrolando como em um conto de fadas. No entanto, uma das muitas verdades a serem descobertas nessa extraordinária obra de estreia de Haley Tanner é que "felizes para sempre" nunca é um desfecho garantido. Um dia, Lena não vai à escola. Desaparece da vida de Vaclav e da família dele como num cruel truque de mágica. Durante os sete anos seguintes, Vaclav deseja boa-noite a Lena todos os dias, perguntando-se se ela faz o mesmo onde quer que esteja. No dia do aniversário de 17 anos de Lena, ele finalmente descobre o que aconteceu. Haley Tanner tem a originalidade e a verve de uma contadora de histórias nata, e também a ousadia de imaginar um mundo em que o amor pode superar as circunstâncias mais difíceis. Em Vaclav & Lena, a autora dá vida a dois inesquecíveis jovens protagonistas que evocam a alegria, a perplexidade e a paixão de se ter uma profunda e duradoura ligação com outra pessoa.

Não vou mentir para vocês. Sabe quando a gente é tão compulsiva que compra um livro só porque ele está muito barato ou porque a capa é maravilhosa demais? Foi justamente isso que aconteceu: entrei na Submarino num dia qualquer e "Vaclav & Lena" estava por R$: 4,49. Não bastasse isso, essa capa é a minha favorita dos últimos tempos. 

13 de julho de 2014

Maratona Literária de Férias


Julho é aquele mês perfeito para tirar o atraso das leituras. Todo mundo está de férias, naquela nostalgia e sem nada para fazer. Por isso, o Vinícios Costa do blog Multiverso resolveu dar início a essa maratona. Tudo bem que minhas férias acabam amanhã, mas como nunca participei de uma maratona na vida (acreditam?), resolvi participar mesmo com as minhas aulas voltando no dia 14. q 

12 de julho de 2014

Resenha: Garotas de Vidro

Título Original: Wintergirls
Autora: Laurie Halse Anderson
Páginas: 272
Tradutora: Ana Paula Corradini
Editora: Novo Conceito

Lia está doente e sua obsessão pela magreza a deixa cada vez mais confusa entre a realidade e a mentira. Mas ela perde totalmente o controle quando recebe a notícia de que sua melhor amiga, Cassie, morreu sozinha em um quarto de motel. E o pior: Cassie ligou para Lia 33 vezes antes de morrer. O que começou como uma aposta entre duas amigas para ver quem ficaria mais magra tornou-se o maior pesadelo de duas adolescentes reféns de seus próprios corpos. Ao negar seu problema, Lia impõe a si mesma um regime cruel em que contar calorias não é o bastante. Ao omitir seu desespero, apela ao autoflagelo numa tentativa premeditada de aliviar seus tormentos. Seus pais e sua madrasta tentam ajudá-la a qualquer custo, mas nem mesmo sua doce irmã, Emma, consegue fazer com que Lia pare de se destruir. Agora, Lia precisa encontrar um modo de lidar com todos os seus fantasmas, e a morte de Cassie é um deles. Garotas de Vidro é uma história intoxicante sobre a autorrepugnância e a busca pela identidade. Neste livro, Laure Halse anderson aborda de modo realista a dolorosa condição de jovens que sofrem de transtornos alimentares e sua complicada relação com o espelho e consigo mesmos.

Quando li "Garotas de Vidro", eu simplesmente não sabia o que esperar. Um dia eu pus na cabeça que queria um livro novo, e queria tão urgentemente que vesti uma roupa e fui na livraria aqui da minha cidade mesmo, que costuma ser bem mais cara que as virtuais.Comprei esse livro unicamente poque achei a capa a coisa mais maravilhosa do mundo. Foi um mergulho no escuro: não li resenhas, não li sinopse, nunca tinha ouvido falar nele. A parte boa? Foi uma belíssima surpresa. 

9 de julho de 2014

TAG: Feitiços de Harry Potter


Oi gente, tudo bem com vocês? Vi essa tag há bastante tempo no Estante Vertical e só hoje tive tempo de respondê-la. A tag foi criada pelo canal TurtleSympathy e traduzida pela Rafaela do Arrastando as Alpargatas. São dez feitiços, cada um ligado a uma questão. Vamos ver as minhas respostas? 

8 de julho de 2014

Resenha: O Menino que Pintava Sonhos

Título: O Menino que Pintava Sonhos
Autor: Duca Leindecker
Páginas: 152
Editora: L&PM Editores

Duca Leindecker conseguiu emocionar milhares de leitores com seu livro de estreia, o belo A casa da esquina. Depois escreveu A favor do vento. Em ambos, a mesma segurança, o mesmo talento com que emociona e faz vibrar as plateias como um dos grandes músicos brasileiros. Há baladas e rock and roll como fundo para suas histórias. Há medos, ilusões, euforias e tristezas que são, de resto, as grandes emoções que agitam os corações dos jovens. Tudo isto está presente nos livros de Duca Leindecker. O menino que pintava sonhos é uma história sobre ilusões e verdades. Ou verdades e mentiras, se nos apegarmos às duras lições da realidade. Duca escreve com raro talento para o público jovem. E estando na mesma frequência, ele comove e emociona com suas histórias que são simples por um lado, mas ao mesmo tempo têm um infinito emaranhado de significados. Veja o caso de Jules. Ele vive uma vida pouco comum, num cotidiano difícil, se defendendo das tragédias, dos dramas familiares e dos percalços do dia a dia. Mas Jules tem que sobreviver. E ele faz a sua opção, como você verá nesta história que vai prendê-lo da primeira à última página. E vai mostrar que, se há um lado sombrio na vida, sempre haverá uma porta aberta para a esperança.

Em um universo totalmente envolvente, o músico e escritor, Duca Leindecker, mergulha em um mar de sentimentos onde traz a ternura e a curiosidade numa leitura intensa. Pois é desta forma que se resume o seu terceiro livro lançado no ano de 2013 pela editora L&PM Editores, o exemplar “O Menino Que Pintava Sonhos”.

5 de julho de 2014

Música: Playlist de "O Segredo de Ella e Micha"


Oi, gente! Em primeiro lugar: que honra fazer parte dos colaboradores do blog Roendo Livros. E já como missão, a pequena e linda resenhista, a Ana Clara, me incentivou a escrever sobre a playlist que a autora do livro “O Segredo de Ella e Micha”, a Jessica Sorensen, separou como trilha sonora para apreciar os diversos momentos do jovem casal da história.

E já que o meu assunto preferido é música, bora conferir o que eu escrevi? Bora!

1 de julho de 2014

Resenha: Sangue Quente

Título Original: Warm Bodies
Autor: Isaac Marion
Páginas: 256
Tradutor: Cassius Medauar
Editora: LeYa

R é um jovem vivendo uma crise existencial - ele é um zumbi. Perambula por uma América destruída pela guerra, colapso social e a fome voraz de seus companheiros mortos-vivos, mas ele busca mais do que sangue e cérebros. Ele consegue pronunciar apenas algumas sílabas, mas ele é profundo, cheio de pensamentos e saudade. Não tem recordações, nem identidade, nem pulso, mas ele tem sonhos. Após vivenciar as memórias de um adolescente enquanto devorava seu cérebro, R faz uma escolha inesperada, que começa com uma relação tensa, desajeitada e estranhamente doce com a namorada de sua vítima. Julie é uma explosão de cores na paisagem triste e cinzenta que envolve a "vida" de R e sua decisão de protegê-la irá transformar não só ele, mas também seus companheiros mortos-vivos, e talvez o mundo inteiro. Assustador, engraçado e surpreendentemente comovente, Sangue Quente fala sobre estar vivo, estando morto, e a tênue linha que os separa.

Não sei se vocês sabem, mas tenho "quedinha" por zumbis. Quando li a sinopse de "Sangue Quente" em algum lugar na web, algo mexeu comigo. Eu sinceramente não sabia o que esperar de um zumbi que tem crises existenciais, que fala, pensa e muito menos que possui sentimentos. Num universo pós apocalíptico isso me pareceu simplesmente fora de cogitação. E continuo pensando assim, se querem mesmo saber.
 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©