26 de novembro de 2014

Cinema: C.R.A.Z.Y. – Loucos de Amor

Título Original: C.R.A.Z.Y.
Ano: 2005
Diretor: Jean-Marc Vallée
Duração: 127 minutos
Gênero: Drama
Elenco Principal: Michel Côté, Marc-André Grondin, Danielle Proulx, Émile Vallée...

C.R.A.Z.Y tem como tema principal homossexualidade e conta a história de Zac, porém foi inspirado nos diários de François Boulay e experiências pessoais do diretor Jean-Marc. 

A história começa em 1960, com o nascimento de Zac no dia de natal, além disso o filme foca em sua infância aos 6 anos, e adolescência dos 16 aos 20 anos. Ele vive em uma família tradicional católica-conservadora e por isso reprime todos seus desejos e impulsos homossexuais por anos e anos. 

24 de novembro de 2014

Embarque em uma viagem pelo universo steampunk

Seja bem-vindo a Albion, uma cidade pacata onde tudo é regido pelo tempo. Sob o comando do Relojoeiro, uma figura imponente de ordem extrema, estão moradores comuns e acomodados. A não ser por Owen Hardy, é claro. Um jovem de 16 anos que resolve questionar a importância de cada pessoa decidir a própria vida. Burlando qualquer previsão, Owen dá início a uma jornada por um mundo alternativo criado em uma parceria que une dois grandes nomes: o baterista da banda Rush, Neil Peart e o escritor best-seller Kevin J. Anderson.

17 de novembro de 2014

Resenha: A Menina Que Semeava

Título Original: Blue
Autor: Lou Aronica
Páginas: 416
Tradução: Maria Angela Amorim de Paschoal
Editora: Novo Conceito

Chris Astor é um homem de seus quarenta e poucos anos que está passando pelo mais difícil trecho de sua vida. Ele tem uma filha, Becky, de 14 anos, que já passou imensas dificuldades até chegar a se tornar uma moça vibrante e alegre, mas que parece que terá que enfrentar mais um grande problema em sua vida. Quando Becky era pequena e teve câncer, Chris e ela inventaram um conto de fadas, uma fantasia infantil que adquiriu vida e tornou-se um terrível, provavelmente fatal, problema. Agora, Chris, Becky e Miea (a jovem rainha da fantasia criada por pai e filha) terão que desvendar um segredo: o segredo de por que seus mundos de fantasia e realidade se juntaram neste momento. O segredo para o propósito disso tudo. O segredo para o futuro. É um segredo que, se descoberto, irá redefinir a mente de todos eles. A menina que semeava é um romance de esforço e esperança, invenção e redescoberta. Ele pode muito bem levá-lo a algum lugar que você nunca imaginou que existisse. Uma fantasia que trabalha assuntos densos como a separação dos pais, oncologia infantil, separação de filha e pai, adolescência. A menina que semeava não é um livro sobre adolescentes comuns. É sobre uma que se deparou prematuramente com a ameaça do fim e teve de tentar aprender a lidar com ele.

Quando a gente escolhe um livro às cegas, obviamente não sabemos o que esperar dele. A Menina Que Semeava, a começar pelo título, nos passa uma ideia totalmente diferente do que realmente está por vir. Esse é um dos motivos de eu preferir um milhão de vezes o título original à tradução. Bom, a leitura do livro não correu exatamente como eu esperava. 

12 de novembro de 2014

Promoção de Lançamento do Rascunho Cultural

Olá pessoal! Vocês perceberam que o blog está recheado de promoções ultimamente, né? O blog Rascunho Cultural, juntamente com algum dos seus parceiros (Loja Lhama Louca, Blog Você é o que Lê! e, é claro, Roendo Livros) resolver fazer um mega sorteio para comemorar sua entrada na blogosfera. Que tal ser o ganhador desses prêmios incríveis?

11 de novembro de 2014

Aniversário de 01 ano do Roendo Livros!


Hoje, dia 11 de novembro de 2014, o Roendo Livros completa um aninho de existência. É claro que não poderia faltar uma promoção daquelas para comemorar, não é mesmo? Por isso, o blog se juntou com vários outros blogs amigos para sortear alguns kits para os leitores. Quem sabe você não será o sortudo que irá levar um deles para casa?

7 de novembro de 2014

Resenha: Antes Que Eu Vá

Título Original: Before I Fall
Autora: Lauren Oliver
Páginas: 368
Tradução: Rita Sussekind
Editora: Instrínseca

Samantha Kingston tem tudo: o namorado mais cobiçado do universo, três amigas fantásticas e todos os privilégios no Thomas Jefferson, o colégio que frequenta — da melhor mesa do refeitório à vaga mais bem-posicionada do estacionamento. Aquela sexta-feira, 12 de fevereiro, deveria ser apenas mais um dia de sua vida mágica e perfeita. Em vez disso, acaba sendo o último. Mas ela ganha uma segunda chance. Sete “segundas chances”, na verdade. E, ao reviver aquele dia vezes seguidas, Samantha desvenda o mistério que envolve sua morte — descobrindo, enfim, o verdadeiro valor de tudo o que está prestes a perder. ... Em uma noite chuvosa de fevereiro, Sam é morta em um acidente de carro horrível. Mas em vez de se ver em um túnel de luz, ela acorda na sua própria cama, na manhã do mesmo dia. Forçada a viver com os mesmos eventos ela se esforça para alterar o resultado, mas acorda novamente no dia do acidente. O que se segue é a história de uma menina que ao longo dos dias, descobre através de insights desoladores, as conseqüências de cada ação dela. Uma menina que morreu jovem, mas no processo aprende a viver. E que se apaixona um pouco tarde demais.

Já faz um bom tempo que eu li esse livro, meados de 2011, por aí, mas quando vi que ainda não tinha feito resenha dela para vocês, fiquei me perguntando o porquê, já que acho esse livro incrível. Já adianto que a história dele é totalmente o contrário de tudo o que eu esperava, e isso uma super vantagem, na maioria das vezes. 

4 de novembro de 2014

TAG: Meus Livros, Ninguém Sai!


Olá pessoas! Tudo bem com vocês? Eu vou remando, como diz minha avozinha. Mas deixando o bla bla bla de lado, estou aqui porque o Tony, do Tony Lucas Blog me indicou para essa TAG super divertida, a "Meus Livros, Ninguém Sai!". 

2 de novembro de 2014

O Que Eu Li: Outubro

Olá, como vão vocês? Eu vou bem, na medida do possível. Posso dizer que os últimos dias não foram muito generosos comigo. E, obviamente, a minha lida para conseguir o mínimo de tempo possível para me dedicar aos meus amados livros continua firme e forte. 

Definitivamente, o mês passado foi tão corrido quanto o anterior, mas ainda assim consegui ler um pouco mais. Eu tive uma semana inteirinha de palestras na faculdade, e se tem uma coisa que eu detesto no mundo é palestra. Não deu outra, né? Passei todas essas manhãs lendo e, graças a isso, consegui acelerar um pouco. Não me matem, por favor. Isso se chama desespero, gente (hahahaha). Agora vou mostrar para vocês os quatro livros fantásticos que li no mês de outubro. 

01. Cartas de Amor aos Mortos: já estava um pouco cansada de ver resenhas desses livro aqui na blogosfera. É claro que eu não podia deixar de conferir, né? Confesso que, apesar de ter gostado bastante da leitura, esperava um pouco mais do livro. Achei a história um pouco previsível, mas ainda assim bem legal. Já tem resenha aqui no Roendo Livros, para quem quiser saber direitinho a minha opinião. 

Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky. Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.
 
Layout feito por Vinícios Costa | Todos os direitos reservados ©