31 de dezembro de 2014

Retrospectiva Literária 2014


Pois é, pessoal... Mais um ano chegou ao fim e nada melhor que uma velha e boa retrospectiva para nos lembrarmos dos bons momentos, não é mesmo? Como o nosso assunto preferido são os livros, nada melhor do que um "balanço" literário!

30 de dezembro de 2014

07 Livros para Ler nas Férias de Janeiro


Oi gente, como vocês estão? Eu vou bem, apesar de não ter ganhado um mísero livrinho de presente de Natal, mas tudo bem. O post de hoje é uma dica bem rapidinha de alguns livros que eu li e acho que são a cara das férias. 

26 de dezembro de 2014

Resenha: Marina

Título Original: Marina
Autor: Carlos Ruiz Zafón
Páginas: 189
Tradução: Eliana Aguiar
Editora: Suma de Letras

Na Barcelona dos anos 1980, o menino Óscar Drai, um solitário aluno de internato, conhece Marina, uma jovem misteriosa que vive num casarão com o pai idoso. Em passeios pela cidade, os dois presenciam uma cena estranha num cemitério e se envolvem na resolução de um mistério que remonta aos anos 1940. Numa tentativa inútil de escapar da própria memória, Oscar abandona sua cidade. Acreditava que, colocando-se a uma distância segura, as vozes do passado se calariam. Quinze anos mais tarde, ele regressa à cidade para exorcizar seus fantasmas e enfrentar suas lembranças – a macabra aventura que marcou sua juventude, o terror e a loucura que cercaram a história de amor.

Sempre que ouvi falar do Zafón, foram sempre coisas muito positivas. Me diziam que seus livros são especiais, que todos os "mundos" que ele criou são extremamente peculiares e difíceis de sair da memória. Lembro de "Marina" como se o tivesse lido ontem, e é claro que isso é um elogio. 

21 de dezembro de 2014

Resenha: Para Francisco

Título: Para Francisco
Autora: Cristiana Guerra
Páginas: 192
Editora: Arx

Delicado, verdadeiro, denso - Para Francisco é mais do que uma história de amor e superação. É um livro de rara beleza, em que a realidade e a poesia se entrelaçam, despertando nos leitores emoções essenciais. Um homem tem morte súbita, dois meses antes do nascimento do seu único filho. Assim nasceu o blog "para Francisco", de Cristiana Guerra, que foi transformado neste livro. Em seus textos, a publicitária mineira tenta entender e explicar dois sentimentos opostos e simultâneos vividos por ela, que ao mesmo tempo se transformou em viúva e mãe. Muitos questionamentos. Muitos raciocínios. Muito aprendizado. E a ânsia de Cris em falar para Francisco sobre seu pai, sobre o mundo e sobre si mesma. Textos delicados, ora engraçados, ora sensíveis, mas sempre envoltos pela urgência de ser feliz e superar a perda.

Apesar de gostar bastante, eu não acho que escrever seja uma tarefa fácil. Agora pense você como deve ser difícil escrever sobre uma história tão triste e, ainda por cima, real. É justamente isso que eu estou passando agora. É muito difícil imaginar que os "personagens" desse livro existem e viveram situações tão difíceis. 

19 de dezembro de 2014

05 Livros Nacionais Que Devem Ser Lidos

Se tem uma coisa que me deixa bastante chateada é o preconceito que as pessoas têm para com os livros nacionais, principalmente os clássicos. Por conta disso, resolvi fazer uma pequena lista de alguns livros nacionais que eu li e amei.

Vale lembrar que essa é uma opinião pessoal e pode não agradar a todos, mas ainda assim acho que esses cinco livros da minha lista merecem uma atenção especial. Só para constar, eles não estão exatamente em uma ordem de preferência.

Título: Pra Ser Sincero
Autor: Humberto Gessinger
Páginas: 304
Editora: Belas-Letras

Em 11 de janeiro de 1985, mesmo dia da abertura da primeira edição do Rock in Rio, Humberto Gessinger subia ao palco do auditório da Faculdade de Arquitetura da UFRGS de cabelo new wave e bombacha, para o primeiro show de uma banda que tinha nascido para durar uma noite só. Era para ter se chamado Frumelo & Os Sete Belos, mas ninguém gostou, então os integrantes da banda resolveram fazer uma brincadeira com os estudantes de Engenharia e os surfistas que frequentavam o bar da universidade, que estava a pelo menos 100 quilômetros do mar. Engenheiros do Hawaii. Vinte e cinco anos depois dessa estreia, Humberto Gessinger – que acompanhou todas as formações desde o primeiro show – lança neste livro seu olhar sobre a trajetória do grupo, sobre cada uma das composições e revela curiosidades e bastidores das gravações. Com fotografias inéditas, informações sobre cada um dos discos, letras comentadas e um diário de 1984 a 2009, Pra Ser Sincero é um livro sobre uma banda que era para ter durado uma noite só, mas que acabou escrevendo um capítulo da história do rock brasileiro, mesmo estando longe demais das capitais.

Muita gente não sabe, mas além de ser um exímio cantor e compositor, Humberto Gessinger também escreve. "Pra Ser Sincero" é o seu segundo livro e de longe o meu favorito entre todos os que ele escreveu. Na obra, ele nos conta um pouquinho sobre sua carreira, os Engenheiros do Hawaii e outros projetos.

16 de dezembro de 2014

Maratona Literária de Verão 2014


Ah, as tão sonhadas férias de verão... Tem sensação melhor do que acordar depois das nove todos os dias, não ter que se preocupar com provas e faculdade e sair com os amigos? É claro que essas são sensações indescritíveis, mas, para mim, existe sim coisa melhor que isso: ler, ler e ler até a vista cansar. 

12 de dezembro de 2014

Resenha: Bob, Um Gato Fora do Normal

Título Original: Bob No Ordinary Cat
Autor: James Bowen
Páginas: 208
Tradução: Maria Angela Amorim de Paschoal
Editora: Novo Conceito

"Nós ganhamos segundas chances todos os dias, mas geralmente não as aproveitamos. E então eu conheci o Bob.” James Bowen é um músico sem-teto que se apresenta nas ruas de Londres para sobreviver. A partir do momento em que ele encontra um gato de rua machucado, com o pelo cor de laranja e grandes olhos verdes, sua vida começa a mudar. Juntos, James e Bob enfrentam o mundo – e vencem. Uma história verdadeira sobre amor e amizade que vai fazer você sorrir muito.

Gosto de ser sincera com as pessoas que leem minhas resenhas. A verdade é que meu interesse por esse livro não era muito grande. Para ser mais sincera ainda, era quase nulo. Porém eu amo gatos com todas as minhas forças e essa capa é realmente incrível. Então pensei em dar uma chance para o Bob, um gatinho fantástico que conquistou o amor não só do James, mas de todos ao seu redor. Inclusive o meu.

7 de dezembro de 2014

O Que Eu Li: Novembro

Olá pessoal, como vocês estão!? Para responder a pergunta de vocês se eu estou ou não bem, lá vai uma questão: sabe quando as pessoas dizem para vocês que a vida melhora cem por cento na faculdade? Pois então, é tudo mentira. É claro que a gente tem um tempinho sobrando, mas não dá para fazer tudo o que gostamos e acaba entrando tudo em uma bola de neve, principalmente agora no fim do período. 

Mas para ser sincera, estou bem feliz. Acho que alguns dos meus esforços estão valendo à pena, então vai ficar tudo bem. Também queria pedir desculpas pelo meu sumiço, mas a verdade é que eu não estou conseguindo ler muito, portanto... Enfim, depois dessa falação toda, vamos ao que interessa de verdade. Vou mostrar para vocês as minhas leituras do mês de novembro. 

01. A Menina Que Semeava: um dia desses, quando fui gravar alguns videos com a Jessie, do Lendo & Comentando, ela me levou para ver os milhões de livros que ela tem repetidos e acabou me dando alguns de presente. Me apaixonei por essa capa logo de cara. Apesar de ter uma história com grande potencial, assim como eu disse na resenha, o livro acabou me decepcionando um pouco. 

Chris Astor é um homem de seus quarenta e poucos anos que está passando pelo mais difícil trecho de sua vida. Ele tem uma filha, Becky, de 14 anos, que já passou imensas dificuldades até chegar a se tornar uma moça vibrante e alegre, mas que parece que terá que enfrentar mais um grande problema em sua vida. Quando Becky era pequena e teve câncer, Chris e ela inventaram um conto de fadas, uma fantasia infantil que adquiriu vida e tornou-se um terrível, provavelmente fatal, problema. Agora, Chris, Becky e Miea (a jovem rainha da fantasia criada por pai e filha) terão que desvendar um segredo: o segredo de por que seus mundos de fantasia e realidade se juntaram neste momento. O segredo para o propósito disso tudo. O segredo para o futuro. É um segredo que, se descoberto, irá redefinir a mente de todos eles.A menina que semeava é um romance de esforço e esperança, invenção e redescoberta. Ele pode muito bem levá-lo a algum lugar que você nunca imaginou que existisse. Uma fantasia que trabalha assuntos densos como a separação dos pais, oncologia infantil, separação de filha e pai, adolescência. A menina que semeava não é um livro sobre adolescentes comuns. É sobre uma que se deparou prematuramente com a ameaça do fim e teve de tentar aprender a lidar com ele.

1 de dezembro de 2014

Minhas compras da Black Friday

Olá leitores queridos, como vocês estão? Apesar de todo o aperto de fim de período eu vou bem. Aliás, é por esse motivo que ando bem sumida por aqui. Além de estar louca estudando para as mil provas que vêm todas de uma vez, não estou com um tempo bom para ler e resenhar para vocês. 

Agora com algumas explicações dadas, vou falar para vocês um pouco sobre o que eu comprei nessa Black Friday. Apesar de terem sido pouquíssimas coisas, acredito que foram minhas melhores aquisições do ano até agora (ainda falta o Natal né, gente, não posso desanimar q). Então, vamos conferir de uma vez essas belezinhas?
 
Layout feito por Vinícios Costa | Todos os direitos reservados ©