27 de fevereiro de 2015

Resenha: Os Goonies

Título Original: The Goonies
Autor: James Kahn
Páginas: 240
Tradução: Cecilia Giannetti
Editora: Darkside Books

Os Goonies - O clássico filme infanto-juvenil, volta direto dos anos 1980, adaptado para livro. Às vésperas de serem despejados de seus lares, um grupo de crianças segue em busca de um tesouro escondido. “Os Goonies é, na verdade, um filme sobre a amizade, sobre manter-se unido. O sonho de toda criança é poder estar no controle de seu próprio destino, ainda que apenas por um sábado à tarde. Não seria incrível nunca perdermos esse sonho? A verdadeira magia dessa história está sobretudo naquilo que eles se tornam uns para os outros, de uma maneira muito especial.” – Steven Spielberg. 

Provavelmente você já viu esse filme ao menos uma vez na vida. Na minha época (falou a velha de vinte anos de idade) ele costumava passar o tempo inteiro na Sessão da Tarde. Tudo bem, não tanto quanto "A Lagoa Azul", mas está valendo. O livro foi baseado no roteiro do filme criado pelo incrível Steven Spilelberg.

25 de fevereiro de 2015

Resenha: O Amor Está no Quarto ao Lado

Título: O Amor Está no Quarto ao Lado
Autora: Li Mendi
Páginas: 188
Versão em e-book. Para lê-lo, clique aqui.
Para adquirir a versão impressa, clique aqui.
Visite o site da autora.
Curta a página do Facebook.


Jeniffer é uma jovem estudante que perde o padrasto em um acidente de serviço militar. Antes de morrer, este lhe confia aos cuidados do capitão Ruan. O amor nasce entre eles é arrebatador e mexe com os corações. Os dois mal percebem que não precisão ir tão longe para serem felizes. Porque o amor pode estar bem ali, no quarto ao lado. 

Li Mendi é uma escritora nacional que faz bastante sucesso na internet. Atualmente, a autora possui mais de 15 livros digitais e quatro em versão impressa. "O Amor Está no Quarto ao Lado" fez tanto sucesso que acabou ganhando uma edição pela Editora Outras Letras. É claro que, quando surgiu a oportunidade de fechar uma parceria com a Li, agarrei-a com as duas mãos. Mesmo não gostando muito do gênero que ela escreve, resolvi me arriscar.

22 de fevereiro de 2015

Resenha: Psicose

Título Original: Psycho
Autor: Robert Bloch
Páginas: 240
Tradução: Anabela Paiva
Editora: Darkside Books

Psicose, o clássico de Robert Bloch, foi publicado originalmente em 1959, livremente inspirado no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. O protagonista Norman Bates, assim como Gein, era um assassino solitário que vivia em uma localidade rural isolada, teve uma mãe dominadora, construiu um santuário para ela em um quarto e se vestia com roupas femininas. Uma história curiosa envolvendo o livro é que Alfred Hitchcock adquiriu anonimamente os direitos de Psycho e depois comprou todas as cópias do livro disponíveis no mercado para que ninguém o lesse e, consequentemente, ele conseguisse manter a surpresa do final da obra.

Acho que não há uma pessoa nesse mundo que não tenha, no mínimo, ouvido falar da famosa cena do chuveiro de Alfred Hitchcock. Até eu que nunca assisti ao filme conheço. É mais provável que não saibam que o filme é, na verdade, uma adaptação do livro homônimo. Também pudera! O cineasta achou a obra tão incrível que comprou as três mil cópias disponíveis e trancafiou todas em um porão, tudo para que não descobrissem o final da trama. 

20 de fevereiro de 2015

Parceria: Kyuuto Store

Oi pessoal, como estão vocês? Perceberam que o blog anda cheio de novidades esse ano? Inclusive vem novidade boa por aí... Mas não estou aqui hoje para falar sobre isso. Esse post é para apresentar para vocês a nova loja parceira do blog, a Kyuuto Store!

17 de fevereiro de 2015

Resenha: O Lado Mais Sombrio

Título Original: Splintered
Autora: A. G. Howard
Páginas: 368
Tradução: Denise Tavares Gonçalves
Editora: Novo Conceito

Alyssa Gardner ouve os pensamentos das plantas e animais. Por enquanto ela consegue esconder as alucinações, mas já conhece o seu destino: terminará num sanatório como sua mãe. A insanidade faz parte da família desde que a sua tataravó, Alice Liddell, falava a Lewis Carroll sobre os seus estranhos sonhos, inspirando-o a escrever o clássico Alice no País das Maravilhas. Mas talvez ela não seja louca. E talvez as histórias de Carroll não sejam tão fantasiosas quanto possam parecer.

Eu sempre gostei muito de "Alice no País das Maravilhas", desde a época que minha mãe contou para mim em uma noite em que eu teimava que não queria dormir (é incrível como eu detestava ir para a cama cedo desde criança). Foi esse gosto, além de toda a repercussão na blogosfera, que me fez ficar morta de vontade de ler esse livro. Não sei se minhas expectativas estavam altas demais ou foi outra coisa qualquer, mas eu não consegui me conectar muito bem com a história de "O Lado Mais Sombrio". 

14 de fevereiro de 2015

Parceria: Grupo Editorial Novo Conceito

É isso mesmo que vocês leram, pessoal! É com muita alegria e animação que venho contar para vocês que o Roendo Livros foi selecionado como parceiro da Novo Conceito esse semestre. Confesso que fiquei muito surpresa quando fui conferir o resultado e o blog estava na lista. Não é que eu não confie no que faço, só é difícil de acreditar mesmo, principalmente porque o blog não é tão grande quanto eu gostaria que fosse.

12 de fevereiro de 2015

Resenha: Laranja Mecânica

Título Original: A Clockwork Orange
Autor: Anthony Burgess
Páginas: 352
Tradução: Fábio Fernandes
Editora: Aleph

Publicado pela primeira vez em 1962, e imortalizado 9 anos depois pelo filme de Stanley Kubrick, Laranja Mecânica não só está entre os clássicos eternos da ficção como representa um marco na cultura pop do século 20. Meio século depois, a perturbadora história de Alex – membro de uma gangue de adolescentes que é capturado pelo Estado e submetido a uma terapia de condicionamento social – continua fascinando, e desconcertando, leitores mundo afora.

Creio que fiquei, no mínimo, 15 minutos olhando para a página de postagem do Blogger sem saber o que escrever. E mais uns 15 minutos para sair desse parágrafo. A questão é que, se eu achava difícil falar de uma coisa que eu não gosto muito, cheguei a conclusão que é MUITO mais difícil falar das nossas coisas preferidas. "Laranja Mecânica" é um livro tão incrível que o que eu tenho é medo de escrever sobre ele, de escrever besteiras demais. 

10 de fevereiro de 2015

TAG: Liebster Award

























Há pouco tempo fui indicada pela Mari e pelo Alê do blog Além da Contracapa e pela Isabelle do blog Mundo dos Livros para responder a TAG Liebster Award, que consiste em falar alguns fatos sobre mim, responder as perguntas dos blogs que me indicaram e, é claro, fazer algumas perguntas e indicar alguns blogs. 

8 de fevereiro de 2015

Resenha: Giovanni

Título Original: Giovanni's Room
Autor: James Baldwin
Páginas: 208
Tradução: Alfonso Blacheyre
Editora: Abril

Dramática viagem através do submundo da homossexualidade masculina. Na trajetória amorosa de Giovanni e David - principais personagens do romance de James Baldwin - onde não faltam os sentimentos comuns aos relacionamentos heterossexuais, a insofismável assertiva: o amor é passível de crises e dúvidas, mas nunca de objeto de culpa ou anormalidade. Giovanni é um caso de amor que contém todas as suas alegrias, angústias e crises de esfriamento. Entretanto, este não é um drama comum. 

Escrito na década de 1950, Giovanni tem até hoje uma temática atual e que vigora, retratando fielmente as descobertas dos desejos e o que isto implica em meio a uma sociedade pouco evoluída e com muitos preconceitos. Diferente de outros livros que pode-se encontrar e que também retratam a homossexualidade, James Baldwin em Giovanni mostra a realidade de um relacionamento, fazendo com que este livro seja único em meio a tantos com temas semelhantes.

4 de fevereiro de 2015

Parceria: Li Mendi

Oi gente! Como vocês estão? Eu estou maravilhosa, sabem por quê? Acertou quem disse que é por causa da nova parceria que eu consegui para o Roendo Livros. Vamos saber um pouco mais sobre a autora e a sua obras?

A autora Li Mendi escreve desde 2006 na web e já possui 7.400 mil fãs em sua fanpage. Semanalmente, ela publica seus livros abertos, que são seguidos pelo grupo de leitores fiéis, que se reúnem em um fanclube com já 900 integrantes. Neste, debatem temas sobre literatura, fazem encontros online para fóruns e comentam suas opiniões sobre o andamento dos enredos.

Este trabalho interativo já rendeu mais quinze livros online, que você pode ler gratuitamente no portal da autora. Um destes ganhou a versão impressa ("O amor Está no Quarto ao Lado", Ed. Outras Letras) e outros três foram lançados pela Editora Highlands ("Coração de Pelúcia", "A verdadeira Bela" e "Alma Gêmea Por Acaso").

3 de fevereiro de 2015

Cinema: 500 Dias Com Ela

Título Original: (500) Days of Summer 
Ano: 2009
Diretor: Mark Webb
Duração: 95min. 
Gênero: Drama | Comédia-romântica
Elenco Principal: Joseph Gordon-Levitt, Zooey Deschanel

"Não é uma historia de amor", essa frase inicia o filme que nada mais é sobre isso, ou melhor, não é sobre isso. Confuso?

O filme conta a história de Tom ao se apaixonar por Summer, sua colega de trabalho. Ao decorrer das cenas nos encontramos amando (e odiando) cada um deles. O filme conta com uma sequencia de cenas nos passados 500 dias de relação, sem ordem cronológica mas muito bem claro. 

2 de fevereiro de 2015

O Que Eu Li: Janeiro + Resultado da Maratona de Verão

Olá pessoal! Como vocês estão? Eu vou muito bem, obrigada. Nem preciso falar para vocês que o mês de janeiro não foi nada produtivo, né? Eu juro que eu tentei me esforçar, mas com a cirurgia que eu fiz no olho direito ficou quase impossível ler alguma coisa. Resumindo: fiquei parada cerca de duas semanas por causa da bendita cirurgia. 

Nas duas semanas restantes, consegui (com muito custo) ler três livros e, felizmente, gostei dos três. 

01. À Espera de Um Milagre: comecei o ano com o livro que deu origem a um dos meus filmes preferidos da vida. Só estamos em fevereiro e já posso dizer com uma certeza enorme que esse vai ser um dos melhores livros do ano. Como eu disse na resenha, "À Espera de Um Milagre" foge de tudo o que o autor escreveu até hoje, mas é uma história extremamente maravilhosa. 

Uma trama de mistério e terror, ambientada nos anos 30, em plena Depressão americana, num cenário de desespero e sufoco: a Penitenciária de Cold Mountain. Stephen King foi buscar no lado mais sombrio de sua imaginação a história assombrosa de John Coffey, condenado à morte, e seu encontro fatal com o carcereiro Paul Edgecombe. Nas telas, o diretor Frank Darabont recria a história magistral de King, com Tom Hanks interpretando o guarda Edgecombe.
 
Layout feito por Vinícios Costa | Todos os direitos reservados ©