28 de junho de 2015

Resenha: O Diamante

Título Original: The Engagements
Autora: J. Courtney Sullivan
Páginas: 480
Tradução: Ivar Panazzolo Junior e Robson Paulin
Editora: Novo Conceito

Cinco personagens, separados pelo tempo e aparentemente sem conexão entre si, contam a história da paixão das mulheres pelo diamante aliás, não só das mulheres! Revezando-se em uma ciranda de acontecimentos divertidos, infelizes, revoltantes ou surpreendentes, a extraordinária Frances Gerety que existiu de verdade e outros indivíduos muito especiais mostram que a história de uma sociedade é construída por meio das relações humanas, na intimidade dos lares. As transformações do mundo moderno nem sempre conseguem abalar aquilo em que se acredita com todo o coração mas as decepções com aqueles que amamos... essas podem mudar as nossas opiniões. Um livro diferente, que fala das muitas formas de viver o amor e que deixa no ar uma pergunta: os casamentos são mesmo feitos para durar?

Existem livros que, só pela capa e a promessa que trazem consigo, conseguem me deixar extremamente curiosa pela leitura. Outros simplesmente estão lá, na estante, e por um motivo qualquer, sem razão algum, decido tirá-los de lá e ler. Na grande maioria das vezes, essas escolhas de supetão me surpreendem. Em algumas outras mais raras, os livros dão tantas voltas que fico me perguntando qual, afinal, é o sentido deles. Na primeira metade do livro, achei que O Diamante, de J. Courtney Sullivan, se encaixaria na segunda classe; no entanto, depois que o enredo se desenvolveu, alguns elementos conseguiram me conquistar, ainda que não se possa dizer ser um livro incrível.

23 de junho de 2015

Resenha: A Lista

Título Original: Onde Hundred Names
Autora: Cecelia Ahern
Páginas: 384
Tradução: Amanda Moura
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora

Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente. Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira. Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.

Apesar de todo mundo falar que Cecelia Ahern é uma autora incrível, nunca havia lido nada dela. A maior conexão que tive com ela foi ter assistido ao filme Simplesmente Acontece (que eu adorei, aliás), que foi baseado em seu livro homônimo. Eu não sabia o que esperar de A Lista, por isso comecei a lê-lo sem nenhuma motivação, digamos assim. Em certo ponto do livro, minha ansiedade ficou tão grande que não consegui parar de ler nem por um minuto.

5 de junho de 2015

Resenha: A Playlist de Hayden

Título Original: Playlist for the Dead
Autora: Michelle Falkoff
Páginas: 285
Tradução: Amanda Orlando
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora


Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola, o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente. Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava. A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.

Às vezes eu não sei lidar com as minhas expectativas. Fico apreensiva e idealizo mil e uma coisas. E vocês sabem muito bem o que acontece quando esperamos muito de alguma coisa: ah, a decepção. Bem no começo deste livro, foi isso mesmo o que achei que ia acontecer, mas com o passar das páginas fui ficando cada vez mais ansiosa. 
 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©