31 de agosto de 2016

Resenha: Entropia

Um ousado romance do mesmo autor de ''Parafilias''. Em ''Entropia'', Alexandre Marques Rodrigues mais uma vez mostra pleno domínio das técnicas narrativas: em um ousado romance, o autor se emaranha por toda a complexidade de seus personagens, em um enredo que se desconcentra na ideia, concretizada ou não, de viagem, de procura (ou será de fuga?) de si mesmo ou do corpo enterrado da mãe. Tudo cumprido, Alexandre Marques Rodrigues vai muito além. O jogo de identidades entre personagens – que perturba o leitor tanto quanto lhe impõe investigá-los, decifrá-los, mapeá-los, confirmá-los a cada página – é caso muito sério, ocasião em que a literatura capta o espírito dissolvido de um tempo sem que da engenharia do escritor se ouça o mais mínimo ruído.

Título Original: Entropia
Autor: Alexandre Marques Rodrigues
Páginas: 304
Editora: Record
Livro recebido em parceria com a editora 

Entropia, de Alexandre Marques Rodrigues, me chamou atenção justamente pelo nome. Não que eu seja muito fã de Termodinâmica nem nada, mas o conceito em si, de uma grandeza que mede a desordem das partículas de um sistema físico, é muito interessante. Eu não imaginava o que esperar do livro, que é bastante complexo — pelo menos para mim — e terminei a leitura com uma sensação de confusão gigante em minha cabeça. 

29 de agosto de 2016

Promoção: Um Ano de Estilhaçando Livros


Oi, gente! Adivinhem só quem Estilhaçando Livros está fazendo um aninho de existência? Pois é! E para comemorar vários blogs lindos se juntaram para sortear um kitzinho contendo os dois primeiros volumes da série A Garota do Calendário. Vocês não vão perder essa, vão? 

28 de agosto de 2016

Pokémon Book Tag


Oi, gente! A Rízia Castro, do Livroterapias, me indicou para essa tag há uns dois mil anos atrás e só agora fui lembrar, acreditam? Mas acho que não escolhi hora melhor para respondê-la, já que além de eu amar o anime, a febre do Pokémon Go está aí. 

26 de agosto de 2016

Resenha: A Caçadora de Bruxos

No mesmo estilo de Guerra dos Tronos, “A Caçadora de Bruxos” reconstrói uma Inglaterra medieval mítica, com magia e muita intriga política Na Ânglia do século XVI, a prática da magia é ilegal e infratores são queimados nas fogueiras. Elizabeth Grey é uma das melhores caçadoras de bruxos do rei: ela localiza e captura Reformistas, rebeldes suspeitos de praticar feitiçaria para que sejam julgados e executados, conforme manda a lei. Até que, inexplicavelmente, ela é incriminada e acaba presa sob a acusação de praticar a arte que se dedicou a erradicar. A salvação, no entanto, acaba vindo na forma de seu maior inimigo: Nicholas Perevil, o mago mais poderoso e procurado de Ânglia. À medida que Elizabeth se associa aos Reformistas, suas crenças sobre a legitimidade da proibição da magia são profundamente abaladas. Ela se vê em meio a uma contenda política de proporções épicas e percebe que seus antigos aliados agora são seus inimigos mortais. Será que Elizabeth está pronta para decidir de qual lado está sua lealdade, afinal de contas?

 Título Original: The Witch Hunter
Autora: Virginia Boecker
Páginas: 308
Tradução: Alves Calado
Editora: Galera Record
Livro recebido em parceria com a editora

A Caçadora de Bruxos, livro da editora Galera Record, foi escrito por Virginia Boecker e confesso que me pegou primeiramente pela capa. Com uma arte belíssima de uma Ouroboros, recebi um livro que mais parecia edição de colecionador. A obra possui uma diagramação lindíssima, além de inícios de parágrafos muito chamativos. Fisicamente falando, temos uma bela obra que deleita a quem a vê. Infelizmente, como nem tudo são flores, possuímos problemas grandes durante a leitura.

23 de agosto de 2016

Resenha: The Kiss of Deception

Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas menos para a protagonista dessa história. Morrighan é um reino imerso em tradições, histórias e deveres, e a Primeira Filha da Casa Real, uma garota de 17 anos chamada Lia, decidiu fugir de um casamento arranjado que supostamente selaria a paz entre dois reinos através de uma aliança política. O jovem príncipe escolhido se vê então obrigado a atravessar o continente para encontrá-la a qualquer custo. Mas essa se torna também a missão de um temido assassino. Quem a encontrará primeiro? Quando se vê refugiada em um pequeno vilarejo distante o lugar perfeito para recomeçar ela procura ser uma pessoa comum, se estabelecendo como garçonete, e escondendo sua vida de realeza. O que Lia não sabe, ao conhecer dois misteriosos rapazes recém-chegados ao vilarejo, é que um deles é o príncipe que fora abandonado e está desesperadamente à sua procura, e o outro, um assassino frio e sedutor enviado para dar um fim à sua breve vida. Lia se encontrará perante traições e segredos que vão desvendar um novo mundo ao seu redor. O romance de Mary E. Pearson evoca culturas do nosso mundo e as transpõe para a história de forma magnífica. Através de uma escrita apaixonante e uma convincente narrativa, o primeiro volume das Crônicas de Amor e Ódio é capaz de mudar a nossa concepção entre o bem e o mal e nos fazer repensar todos os estereótipos aos quais estamos condicionados. É um livro sobre a importância da autodescoberta, do amor, e como ele pode nos enganar. Às vezes, nossas mais belas lembranças são histórias distorcidas pelo tempo.

Título Original: The Kiss of Deception
Autora: Mary E. Pearson
Páginas: 406
Tradução: Ana Death Duarte
Editora: DarkSide Books
Pode conter spoilers!

Apesar de não ler muito do gênero, gosto demais de um bom livro de fantasia, principalmente quando há uma mistura de romance, mistério e aventura no meio. Eu tinha certeza que ia adorar The Kiss of Deception, mas a leitura me surpreendeu mais que o normal. Claramente caí em todas as armadilhas preparadas pela Mary E. Pearson e eu simplesmente adorei esse fato. 

21 de agosto de 2016

Resenha: No Meio do Caminho Tinha Um Amor

"Eu achava que o amor existia, mas não era pra mim. Você foi a prova que eu estive errado por muito tempo!" – Matheus Rocha. Às vezes, a gente insiste em viver um relacionamento que já chegou ao final faz tempo. Tentamos resistir, fazer de tudo para durar mais, lutando para trazer de volta os momentos mágicos do início. Mas, quando o amor acaba, no lugar do conforto e do carinho que existiam só restam feridas que vão doer por um bom tempo e deixar cicatrizes que não desaparecerão. Porque o amor nem sempre é para sempre. Com o fim vem a tristeza, a saudade, a mágoa, o desespero e a vontade de nunca mais sentir aquela dor. Aí fechamos as portas ao perigo de sermos machucados outra vez, mas também à chance de sermos amados de novo. Um belo dia, quando as lágrimas já secaram e nos esquecemos do desconforto, com muito cuidado abrimos uma fresta só para ver a vida lá fora. E, assim como um raio de sol que entra por qualquer brecha, de repente uma vontade de recomeçar nos invade e tudo volta a fazer sentido. E, sem nem saber como, no meio do caminho avistamos novamente o amor – e a certeza de um novo começo!

 Título Original: No Meio do Caminho Tinha Um Amor
Autor: Matheus Rocha
Páginas: 176
Editora: Sextante
Livro recebido em parceria com a editora

Adivinhem só quem solicitou um livro só porque a capa é maravilhosa? Pois é, né? Quem nunca? Para quem ainda não conhece, No Meio do Caminho Tinha Um Amor é do autor/blogueiro — gente como a gente — Matheus Rocha, do Neologismo. O livro é de encher os olhos, já que não traz apenas crônicas, mas também imagens com frases marcantes em lettering, que foi o que me chamou atenção para a obra. 

20 de agosto de 2016

Top Comentarista (Antes Tarde do Que Nunca): Agosto 2016


Tá, vocês não estão muito acostumados a ver esse tipo de promoção por aqui, né? Não prometo que farei sempre (só se tiver um bom resultado), mas hoje acordei inspirada e pensei: por que não? O prêmio do top comentarista desse mês, que vai do dia 20/08 ao dia 21/09 são dois livros muito fofos, O Papai é Pop 2 e A Mamãe é Rock, ambos para o mesmo ganhador. 

18 de agosto de 2016

Resenha: Garota Online em Turnê

Penny está de malas prontas! Quando Noah a convida para acompanhá-lo em sua turnê pela Europa, ela mal pode esperar para passar semanas na companhia de seu fantástico namorado roqueiro. Mas, entre a agenda cheia de Noah, seus companheiros de banda não tão amigáveis e mensagens ameaçadoras de fãs invejosas, Penny começa a se perguntar se foi feita para a vida em turnê. Ela sente muita falta da família, de seu melhor amigo, Elliot... E de seu blog, o “Garota Online”. Será que Penny vai aprender a equilibrar vida, amor, amizade, planos para o futuro — tudo isso com os pés na estrada —, ou vai pôr tudo a perder nas férias de verão mais emocionantes e imprevisíveis da sua vida?
Título Original: Girl Online on Tour
Autora: Zoe Sugg
Páginas: 294
Tradução: Débora Isidoro
Editora: Verus 
Livro recebido em parceria com a editora.

Penny Porter seria uma adolescente normal se não possuísse estranhos e inevitáveis ataques do pânico e um namorado rockstar. No segundo volume da série Garota Online, fui apresentada mais uma vez aos devaneios adolescentes de uma garota tipicamente britânica que está ganhando o mundo. A blogueira Zoella prendeu mais uma vez apesar do enredo simples e o desenrolar quase infantil do romance principal.

16 de agosto de 2016

Resenha: Simon vs. a Agenda Homo Sapiens

Simon tem dezesseis anos e é gay, mas ninguém sabe. Sair ou não do armário é um drama que ele prefere deixar para depois. Tudo muda quando Martin, o bobão da escola, descobre uma troca de e-mails entre Simon e um garoto misterioso que se identifica como Blue e que a cada dia faz o coração de Simon bater mais forte. Martin começa a chantageá-lo, e, se Simon não ceder, seu segredo cairá na boca de todos. Pior: sua relação com Blue poderá chegar ao fim, antes mesmo de começar. Agora, o adolescente avesso a mudanças precisará encontrar uma forma de sair de sua zona de conforto e dar uma chance à felicidade ao lado do menino mais confuso e encantador que ele já conheceu. Uma história que trata com naturalidade e bom humor de questões delicadas, explorando a difícil tarefa que é amadurecer e as mudanças e os dilemas pelos quais todos nós, adolescentes ou não, precisamos enfrentar para nos encontrarmos.

Título Original: Simon vs. The Homo Sapiens Agenda  
Autora: Becky Albertalli
Páginas: 272
Tradução: Regiane Winarsky
Editora: Intrínseca

Gosto bastante de livros com a temática LGBT por motivos óbvios, mas infelizmente ainda existem poucos livros que tratam do assunto. Não preciso nem dizer o porquê de eu ter escolhido Simon vs. a Agenda Homo Sapiens, né? Estava bastante ansiosa pela leitura e, quando a fiz, foi de uma vez só, numa sentada. A leitura é bem rápida e dinâmica e sim, a história é muito fofinha, gostosinha e todos os outro adjetivos do gênero, mas com algumas ressalvas. 

14 de agosto de 2016

Resenha: Segundo a Lei da Arma

O Corvo sobrevoava o deserto do Novo México. Atraído pelo chamamento do sangue, chegou a uma solitária montanha pintada em tons alaranjados. Abaixo, três figuras: um fora da lei, um ranger e um caçador de recompensas — três representantes do melhor e do pior que a espécie humana tem para oferecer — dançavam uma dança tão antiga como a própria existência: a dança da morte. Texas Red. Filho perdido do povo Navajo e criminoso sanguinário, produto das tragédias que assolaram o seu povo. Olhos-Azuis. Personificação estóica do velho oeste e da ideia de que as leis apenas existem porque homens poderosos asseguram a sua existência. Forasteiro de Negro. Sádico e desprovido de quaisquer escrúpulos. Ele cospe na face das leis da sociedade e obedece apenas ao seu depravado e rígido código moral. No final do dia, estes três homens demonstrarão que quando o homem despe as ilusões efémeras da sociedade apenas uma lei sobrevive — A Lei da Arma.

Título Original: Segundo a Lei da Arma
Autor: José Casado Alberto
Páginas: 203
Editora: Chiado
Livro recebido em parceria com o autor

Segundo a Lei da Arma é o livro de estreia do autor José Casado Alberto e monta a história de três personagens totalmente diferentes entre si: Texas Red, índio norte-americano e assaltante, com uma vida dedicada aos crimes; Olhos azuis, o “anjo bom” da história, um homem seguidor da lei e que busca Red para que este pague por seus crimes; e Forasteiro de Negro, o lado sombrio, que vai em busca de Red pela recompensa que é oferecida pela sua cabeça.

12 de agosto de 2016

Golem & o Gênio: Por Que Eu Abandonei?

Os confrontos e as barreiras vividas por duas culturas tão próximas, ainda que aparentemente opostas. Em Golem e o Gênio, premiado romance fantástico que a DarkSide® Books traz ao Brasil em 2015, o leitor se transporta à Nova York da virada do século XX, em uma viagem fascinante através das culturas árabe e judaica. Seus guias serão poderosos seres mitológicos. Chava é uma golem, criatura feita de barro, trazida à vida por um estranho rabino envolvido com os estudos alquímicos da Cabala. Ahmad é um gênio, ser feito de fogo, nascido no deserto sírio, preso em uma antiga garrafa de cobre por um beduíno, séculos atrás. Atraídos pelo destino à parte mais pobre de uma Manhattan construída por imigrantes, Ahmad e Chava se tornam improváveis amigos e companheiros de alma, desafiando suas naturezas opostas. Até a noite em que um terrível incidente os separa. Mas uma poderosa ameaça vai reuni-los novamente, colocando em risco suas existências e obrigando-os a fazer uma escolha definitiva.

Título Original: The Golem and The Jinni
Autora: Helene Wecker
Páginas: 514
Tradução: Cláudia Guimarães
Editora: DarkSide

Não sei vocês, mas eu sou fã dos livros da DarkSide. Sou apaixonada pelo carinho que eles têm para com o leitor, já que capricham tanto na diagramação, na capa, na qualidade do livro em si. É claro que sempre fui louca para ler este, aí não sei o que é que aconteceu... Pode ser que as expectativas estivessem altas demais, ou pode ser que a história não me prendeu mesmo, mas infelizmente não consegui passar da página 150.

10 de agosto de 2016

Resenha: Lua de Vinil

Em 1973, a ditadura militar comandava o Brasil. O Pink Floyd lançava o aguardado disco The Dark Side of the Moon. E Giba passava os dias jogando futebol de botão com os amigos do prédio, suspirando por Leila, sua vizinha irreverente e descolada. Ele tentava ignorar o estado grave de seu pai, internado no hospital, e não sabia que a violência do governo estava muito mais perto da sua casa na Vila Mariana do que ele imaginava. Até que, num dia tranquilo de março, ele acaba causando um acidente e se vê obrigado a lidar com um dilema moral que o fará abandonar a inocência dos dezesseis anos para sempre.

Título Original: Lua de Vinil
Autor: Oscar Pilagallo
Páginas: 168
Editora: Seguinte
Livro recebido em parceria com a editora

Não sei o que me fez querer ler Lua de Vinil, de Oscar Pilagallo. Não sei mesmo. Talvez o fato de contar uma parte da história do Brasil que eu pouco li em livros. Talvez o fato de parecer um livro despretensioso, ainda que tratasse do assunto sério como foi a ditadura militar. Mesmo sem saber o porquê, eu solicitei o livro, que não se mostrou um livro sensacional, mas que definitivamente estava bem longe do que eu imaginava.

8 de agosto de 2016

Resenha: Os Bons Segredos

Foto: Carlos H. Barros
Há segredos muito bons para serem guardados — e livros muito bons para serem esquecidos. Sydney sempre viveu à sombra do irmão mais velho, o queridinho da família. Até que ele causa um acidente por dirigir bêbado, deixando um garoto paraplégico, e vai parar na prisão. Sem a referência do irmão, a garota muda de escola e passa a questionar seu papel dentro da família e no mundo. Então ela conhece os Chatham. Inserida no círculo caótico e acolhedor dessa família, Sydney pela primeira vez encontra pessoas que finalmente parecem enxergá-la de verdade. Com uma série de personagens inesquecíveis e descrições gastronômicas de dar água na boca, Os bons segredos conta a história de uma garota que tenta encontrar seu lugar no mundo e acaba descobrindo a amizade, o amor e uma nova família no caminho.

Título Original: Saint Anything
Autora: Sarah Dessen
Páginas: 408
Tradução: Christian Clemente
Editora: Seguinte
Livro recebido em parceria com a editora

Conheci a Sarah Dessen através de Just Listen, um dos melhores livros que li na vida. Morria de medo de ler outro livro da autora e perder aquele encantamento, principalmente porque as outras obras dela não são tá tão recomendadas. Mas uma coisa é certa: depois de ler Os Bons Segredos tenho certeza de que Dessen merece e muito o título de Rainha do YA.

6 de agosto de 2016

Resenha: Achados e Perdidos

“— Acorde, gênio.”
Assim King começa a história de Morris Bellamy. O gênio é John Rothstein, um autor consagrado que há muito abandonou o mundo literário. Bellamy é seu maior fã e seu maior crítico. Inconformado com o fim que o autor deu a seu personagem favorito, ele invade a casa de Rothstein e rouba os cadernos com produções inéditas do escritor, antes de matá-lo. Morris esconde os cadernos pouco antes de ser preso por outro crime. Décadas depois, é Peter Saubers, um garoto de treze anos, quem encontra o tesouro enterrado. Quando Morris é solto da prisão, depois de trinta e cinco anos, toda a família Saubers fica em perigo. Cabe ao ex-detetive Bill Hodges e a seus ajudantes, Holly e Jerome, protegê-los de um assassino agora ainda mais perigoso e vingativo.

Título Original: Finders Keepers
Autor: Stephen King
Páginas: 350
Tradução: Regiane Winarski
Editora: Suma de Letras
Livro recebido em parceria com a editora

Sim, vai ter Stephen King pra caralho e se reclamarem, vai ter mais Stephen King (e só pra constar, vai ter mais mesmo)! Achados e Perdidos é o segundo livro da trilogia Bill Hodges e gente, eu estava esperando muito por esse livro já que o Mr. Mercedes acabou se tornando o meu livro preferido do autor. Achados e Perdidos não é bem uma continuação, já que temos um antagonista e um protagonista diferentes, mas eu amei mesmo assim.

4 de agosto de 2016

Resenha: O Pintor de Memórias

Um amor que atravessa o tempo. Uma equipe de cientistas prestes a fazer uma grande descoberta sobre a construção da memória e um medicamento milagroso capaz de revelar um mistério antigo. Bryan Pierce é um renomado pintor cujos trabalhos deslumbram o mundo. Mas há um segredo para seu sucesso: cada tela é inspirada em um sonho excepcionalmente vívido. Sempre que acorda, ele adquire novas e extraordinárias habilidades, como a capacidade de falar línguas obscuras ou um gênio inexplicável para o xadrez. A vida inteira Bryan se perguntou se seus sonhos eram apenas isso ou se seriam memórias, se ele estaria experimentando a vida de outras pessoas. Linz Jacobs é uma neurogeneticista brilhante, dedicada a decifrar os genes que ajudam o cérebro a criar memórias. Ao visitar uma exposição na galeria de uns amigos, ela se depara com a imagem de um pesadelo recorrente de sua infância e adolescência... em um dos quadros de Bryan. Linz localiza o artista, e o encontro dos dois desencadeia o sonho mais intenso do pintor: a visão de uma equipe de cientistas que, na iminência de descobrir uma cura para o Alzheimer, morre em uma explosão no laboratório. Bryan fica obcecado pelas circunstâncias estranhas que cercam a morte dos cientistas, e seus sonhos aos poucos revelam o que aconteceu no laboratório, assim como um mistério mais profundo que o leva ao Egito antigo. Juntos, Bryan e Linz começam a perceber um padrão em seus sonhos. E que há um inimigo mortal observando cada movimento deles que não vai parar enquanto não atingir seu objetivo.

Título Original: The Memory Painter
Autora: Gwendolyn Womack
Páginas: 379
Tradução: Ronaldo Sergio de Biasi
Editora: Record
Livro recebido em parceria com a editora  

As capas dos livros, às vezes, me compram mais que os livros em si. Bastou eu colocar os meus olhos n'O Pintor de Memórias e me apaixonar pela arte dele para eu ter certeza de que o queria na minha estante. É claro que muitas vezes essas coisas não dão certo e acabamos odiando os livros mas, com essa obra divina foi diferente. Já me prendi nas primeiras páginas e não consegui largar por nada no mundo. 

2 de agosto de 2016

Book Haul: Junho & Julho 2016


Oi, gente! Sim, fiquei com preguiça de gravar o book haul do mês de junho, então o vídeo desse mês vai ter bastante livro que acumularam em dois meses. Recebi muitos livros maravilhosos das editoras parceiras aqui do blog e ganhei alguns de presente também dos meus miguxos lindos. O vídeo está bem curtinho, aproveitem e já corram para assistir!
 
Layout feito por Vinícios Costa | Todos os direitos reservados ©