31 de outubro de 2016

Resenha: Placebo Junkies

Audie é uma jovem como qualquer outra, mas encontrou uma forma incomum de descolar uns trocados: ela serve de cobaia para a indústria farmacêutica. Neste irreverente romance, J.C. Carleson, ex-agente da CIA, mergulha no universo pouco conhecido, mas muito impressionante, dos voluntários em série de testes farmacológicos. Na tradição de Trainspotting e Drugstore Cowboy, doses cavalares de humor negro disputam espaço na trama com o drama de jovens que vivem no limite. No caso de Audie, ela precisa juntar dinheiro para oferecer a Dylan, seu namorado que tem uma doença terminal, uma festa de aniversário de 18 anos inesquecível. “Não há ganho sem dor”, ela repete, em meio aos efeitos colaterais das substâncias e procedimentos a que está sujeita e aos esquemas para lidar com eles. Mostrando as entranhas de um mundo desconhecido da maioria das pessoas, Placebo Junkies arrancou elogios da crítica com sua narrativa original e completamente viciante.

Título Original: Placebo Junkies 
Autora: J.C. Carleson
Páginas: 304
Tradução: Edmundo Barreiros
Editora: Fábrica 231
Livro recebido em parceria com a editora

O que chamou a minha atenção nesse livro foi o título, em primeiro lugar. A sinopse também é extremamente intrigante, deixa a gente curiosa para saber a historia de Audie. Eu mesma não tinha ideia que pessoas se submetiam a procedimentos laboratoriais do gênero para conseguir dinheiro. Sim, acho que sou um pouco ingênua quando algumas questões entram em cena. Placebo Junkies é algo que ninguém nunca leu e mostra um lado das indústrias que a gente nem imaginava que fosse possível. 

30 de outubro de 2016

Resenha: Tintim na América

Em Tintim na América, a dupla desembarca em Chicago para deter os homens de Al Capone. Após descobrir o paradeiro dos bandidos, Tintim e Milu vão parar em uma tribo de peles-vermelhas, e o encontro com os nativos americanos não será nada amigável. Esta é uma edição fac-similar da série As aventuras de Tintim, lançada pela primeira vez em 1931.

Título Original: Tintim En America
 Autor: Hergé
Páginas: 140
Tradução: Érico Assis
Editora: Globo Livros Graphics 
Livro recebido em parceria com a editora

Todo mundo conhece o icônico Tintim, o Jornalista e seu fiel cãozinho Milu, não é mesmo? Eu mesma sabia que ele é personagem de um quadrinho muito famoso, mas nunca tinha lido. Amei demais quando pude solicitar pelo menos um dos volumes, o Tintim na América (sim, só porque vivo na América).

26 de outubro de 2016

Resenha: Ninguém Vira Adulto de Verdade

As tirinhas certeiras de Sarah Andersen, que já contam com mais de 1 milhão de fãs no Facebook, registram lindos fins de semana passados de pernas pro ar na internet, a agonia de andar de mãos dadas com alguém de quem estamos a fim (e se os dedos ficarem suados?!), a longa espera diária para chegar em casa e vestir o pijama, e a eterna dúvida de quando, exatamente, a vida adulta começa. Em outras palavras, este livro é sobre as estranhezas e peculiaridades de ser um jovem adulto na vida moderna. A sinceridade com que Sarah Andersen lida com temas como autoestima, timidez, relacionamentos e a frequência com que lavamos o sutiã torna impossível não se identificar com esses quadrinhos hilários e carismáticos.

Título Original: Adulthood is a Myth
Autora: Sarah Andersen
Páginas: 120
Tradução: André Czarnobai
Editora: Seguinte
Livro recebido em parceria com a editora 

Provavelmente você já ouviu falar sobre as tirinhas magníficas da Sarah Andersen e pode até mesmo ter compartilhado algumas no Facebook, já que é impossível não se identificar com elas. A página Sarah's Scribbles tem mais de um milhão de curtidas na rede social, só para vocês terem uma ideia. As tirinhas da Sarah mostram a vida adulta como ela é de verdade, mas de uma forma muito mais divertida que o normal. 

25 de outubro de 2016

Parceria: Gatafunhos


Oi, pessoal! O post de hoje é um pouquinho diferente do que vocês estão acostumados, até porque já faz séculos que não venho anunciar uma parceria aqui no blog. Conheço a Paulinha há muito tempo pois, além de Criminal Minds, temos outras coisas em comum, mas foram os Engenheiros do Hawaii que são 100% culpados de seguirmos uma a outra no Twitter. E sim, essas artes maravilhosas que vocês irão ver nesse post são todas dela, e é por isso que estou aqui. 

22 de outubro de 2016

Resenha: Depois da Última Dança

Estação de King´s Cross, 1943. Rose chega a Londres querendo se entregar a uma vida de romance, glamour e dança, e para isso ela escolhe o Rainbow Corner, o mais famoso salão de dança da cidade. Enquanto a Segunda Guerra Mundial entra em seu momento final, Rose se apaixona perdidamente por um piloto, mas terá que lidar com as reviravoltas do destino antes que a guerra chegue ao fim.Las Vegas, dias atuais. Uma linda mulher vestida de noiva entra em um bar procurando alguém para se casar com ela. Quando Leo assume o papel e diz “sim”, ele não tem nenhuma ideia da situação em que está se metendo. Quem será Jane, a mulher misteriosa? Quando Jane e Rose, agora uma senhora de idade, se conhecem, a fagulha da discórdia se acende. Mas acontecimentos que elas não podem controlar fazem com que o tempo se torne um bem muito precioso. Depois da última dança conta a extraordinária história dessas duas mulheres, separadas pelo tempo mas ligadas pelo destino. Um romance que fará com que você acredite no poder do amor.

Título Original: After the Last Dance
Autora: Sarra Manning
Páginas: 336
Tradução: Viviane Diniz
Editora: Suma de Letras
Livro recebido em parceria com a editora

Depois da Última Dança, de Sarra Manning, despertou minha curiosidade por alguns diferentes motivos. Primeiro, porque intercala passado e presente, e alguns dos livros que eu mais gostei tinham essa construção. Em segundo lugar, porque parte da história se passa durante a segunda guerra mundial e, além de adorar tramas que se desenrolam nesse momento histórico, questionei-me se a autora (conhecida por publicar livros mais voltados aos jovens, como Os Adoráveis e Onde Deixarei Meu Coração) conseguiria dar ao enredo a seriedade necessária. Sarra Manning não me decepcionou e conseguiu criar um romance intenso e realista, duro, mas sem deixar de lado a doçura necessária às histórias de amor.

20 de outubro de 2016

Resenha: O Diário de Bridget Jones + Bridget Jones no Limite da Razão

Bridget Jones já é uma personagem querida por milhões de leitores. Seja pelas desventuras amorosas ou pelos problemas com os pais, é muito fácil se identificar (e se encantar) com a protagonista criada por Helen Fielding. Nesta nova edição comemorativa dos vintes anos de lançamento do primeiro livro os fãs antigos terão a chance de reencontra-lá, e os novos leitores descobrirão uma paixão por este clássico!

Títulos Originais: Bridget Jones's Diary | The Edge of Reason
Autora: Helen Fielding
Páginas: 288 | 400
Tradução: Beatriz Horta | Alda Porto
Editora: Paralela
Livros recebidos em parceria com a editora

Minha intenção ao ler os livros da Bridget Jones era espairecer um pouquinho, já que estava lendo muito livros do Stephen King que claramente têm histórias mais pesadas. Sinceramente, eu já não gosto muito do gênero chick-lit, mas resolvi dar uma chance porque né, todo mundo conhece Bridget Jones, nem que seja pelos filmes, mas a verdade é que eu achei a personagem tão contra os meus princípios que eu acabei não gostando dos livros.

17 de outubro de 2016

Resenha: A Garota Dele

Vic Salazar é conhecido por quebrar todas as regras. Ele não se importa com as normas sociais e vive causando problemas. Existe apenas um princípio que ele não é capaz de infringir: mesmo que esteja apaixonado por Monika Fox há anos, ele sufoca esse sentimento porque ela é a namorada do seu melhor amigo, Trey. Mas quando uma desgraça acontece, Vic e Monika serão obrigados a romper a distância que mantêm um do outro e será cada vez mais difícil esconder a conexão que existe entre eles. Tentar fazer a coisa certa nem sempre é fácil, ainda mais quando tantos segredos estão sendo escondidos.

Título Original: Wild Crush
Autora: Simone Elkeles 
Páginas: 300
Tradução: Fabienne Mercês
Editora: Globo Alt 
Livro recebido em parceria com a editora

A Garota Dele, até onde eu sei, é o segundo volume da série Amor em Jogo. Eu não li esse primeiro livro, e apesar de os protagonistas dele aparecerem aqui, você não precisa necessariamente lê-lo para entender a história contida no segundo livro. Sim, o casal protagonista é outro. Adoro livros assim, sério. Fiquei super animada para ler algo da tão famosa Simone Elkeles, mas acabei me decepcionando um pouco (talvez muito). 

15 de outubro de 2016

Resenha: Americanah

Lagos, anos 1990. Enquanto Ifemelu e Obinze vivem o idílio do primeiro amor, a Nigéria enfrenta tempos sombrios sob um governo militar. Em busca de alternativas às universidades nacionais, paralisadas por sucessivas greves, a jovem Ifemelu muda-se para os Estados Unidos. Ao mesmo tempo que se destaca no meio acadêmico, ela se depara pela primeira vez com a questão racial e com as agruras da vida de imigrante, mulher e negra. Quinze anos mais tarde, Ifemelu é uma blogueira aclamada nos Estados Unidos, mas o tempo e o sucesso não atenuaram o apego à sua terra natal, tampouco anularam sua ligação com Obinze. Quando ela volta para a Nigéria, terá de encontrar seu lugar num país muito diferente do que deixou e na vida de seu companheiro de adolescência. Chimamanda Ngozi Adichie parte de uma história de amor para debater questões prementes e universais como imigração, preconceito racial e desigualdade de gênero.

Título Original: Americanah
Autora: Chimamanda Ngozi Adichie
Páginas: 516
Tradução: Julia Romeu
Editora: Companhia das Letras
Livro recebido em parceria com a editora 

Chimamanda Ngozi Adichie é provavelmente uma das minhas escritoras/pessoas preferidas dos últimos tempos. Ela escreve exatamente o que eu quero ler, fala exatamente o que eu quero ouvir. A cada livro, texto, conferência, seja o que for, ela se torna um exemplo para mim. Não sei se o fato de eu ter gostado tanto de Americanah tem a ver com o fato de eu gostar tanto da autora — apesar que, parando para pensar, a gente sempre tende a defender os feitos dos autores que gostamos — ou simplesmente porque tem uma história com vida própria. 

14 de outubro de 2016

Promoção: Sorteio Macabro


A noite em que as bruxas e todas as criaturas do além podem passear por aí, livres, assustando todos. Esse é o HALLOWEEN! Embora não seja tão tradicional no Brasil como é no EUA, podemos fazer nossa própria comemoração. E uma vez que somos leitores ávidos por termos mais livros do que conseguimos ler, que tal uma promoção com histórias só de terror? Para concorrer aos cinco livros da DarkSide, entre no post, leia as regras e preencha o formulário de participação!  

12 de outubro de 2016

Resenha: O Jogo das Perguntas

Com mais de 2,5 milhões de exemplares vendidos, O jogo das perguntas se tornou um fenômeno ao levar os leitores a refletir sobre seus princípios e valores.Abordando diversos assuntos – como amor, dinheiro, sexo, ética e tecnologia –, este livro estimula o crescimento pessoal, ajuda a aprofundar seus relacionamentos e é um ótimo passatempo para quando você estiver sozinho no carro ou num jantar com seus amigos e familiares.Nas 291 questões polêmicas que encontrará aqui, você será convidado a explorar o mais fascinante dos temas: você mesmo e a maneira como lida com a vida.Você reescreveria a redação de seu filho no vestibular se isso garantisse a ele uma vaga na melhor universidade? Estaria disposto a abrir mão de sexo durante um ano se isso lhe garantisse paz interior?Pergunte. Reflita. Debata. Sem oferecer uma resposta sequer, este livro vai desafiar suas crenças e, quem sabe, mudar a maneira como você enxerga o mundo e as pessoas à sua volta.

Título Original: The Book Of Questions
Autor: Gregory Stock Ph.D.
Páginas: 192
Tradução: Melissa Lopes Leite
Editora: Sextante
Livro recebido em parceria com a editora

O Jogo das Perguntas é um livro instigante, provocativo e polêmico, com 291 questões que buscam descobrir até onde vai a ética e o senso de humanidade de cada respondedor. O universalismo marcante se expande em cada linha, levando o leitor a cada uma das respostas por um caminho longo que induz o pensamento e a medida das consequências de cada uma.

10 de outubro de 2016

Book Haul: Agosto e Setembro 2016


Oi, lindos! Não é novidade que às vezes — quase sempre, eu confesso — eu fico com um pouco de preguicinha de gravar vídeo... Enfim, antes tarde do que nunca! Era para ter bem mais livros nesse book haul, mas como fui passar as férias na casa dos meus pais, alguns ficaram lá. Mas corram para assistir porque tem bastante coisa legal!

9 de outubro de 2016

Promoção: Quatro Anos de LiteRata


Hoje o blog LiteRata completa 4 anos de existência e, para comemorar, chamou alguns amigos blogueiros para, junto dela, fazerem um sorteio bem bacana para presentear os protagonistas dessa história, e sabe quem eles são? Isso mesmo, vocês! O sorteio foi dividido em três kits que é para não assustar ninguém com o tamanho do formulário, participem e divirtam-se, mas não esqueçam das regras hein!

7 de outubro de 2016

Resenha: Eu Estou Aqui

No cenário frio e asséptico de um hospital surge a paixão entre Elsa, uma montanhista em coma há cinco meses depois de cair durante uma escalada, e Thibault, que se refugia no quarto da moça, por não querer visitar o irmão, o motorista bêbado que causou a morte de duas adolescentes num acidente automobilístico. Delicadamente composto, o romance mostra o envolvimento gradual entre dois personagens cuja comunicação se dá instintivamente. Enquanto Thibault pode conversar e incentivar Elsa a retomar o domínio de suas ações, a jovem ouve, percebe e sente toques em seu corpo, mas não tem como comunicar seus desejos e anseios. Os dois passam a se conhecer tanto pelo que transmitem um ao outro – Thibault em suas confidências, Elsa tentando demonstrar que corresponde a seus estímulos – quanto pelo que os amigos da montanhista comentam a respeito do rapaz ou falam a ele sobre Elsa. Junto da moça em coma, Thibault sente-se tranquilo e protegido da revolta contra o irmão, internado em estado grave no mesmo hospital. Elsa, embora cercada pela família e por amigos, se entusiasma com a ousadia de Thibault, que não se acanha em beijá-la. E quando os parentes discutem a possibilidade de desligar os aparelhos que a mantêm viva, é com ele que Elsa conta para lutar por sua própria sobrevivência.

Título Original: Je Suis Là
Autora: Clélie Avit
Páginas: 288
Tradução: Marcos Marcionilo
Editora: Fábrica 231
Livro recebido em parceria com a editora 

Confesso que o que chamou minha atenção neste livro foi a capa — o que me surpreendeu, porque costumo odiar capas em que a arte são rostos, e também porque me lembrou muito os livros da Gayle Forman por motivos óbvios. Para ser sincera, nunca tinha ouvido falar da Clélie Avit até então. A escritora ganhou o prêmio Nouveau Talent 2015 por essa obra e posso garantir que foi muito bem merecido. 

5 de outubro de 2016

Resenha: Boa Noite

Alina quer deixar seu passado para trás. Boa aluna, boa filha, boa menina. Não que tudo isso seja ruim, mas também não faz dela a mais popular da escola. Agora, na universidade, ela quer finalmente ser legal, pertencer, começar de novo. O curso de Engenharia da Computação - em uma turma repleta de garotos que não acreditam que mulheres podem entender de números -, a vida em uma república e novos amigos parecem oferecer tudo que Alina quer. Ela só não contava que os desafios estariam muito além da sua vida social. Quando Alina decide deixar de vez o rótulo de nerd esquisitona para trás, tudo se complica. Além de festas, bebida e azaração, uma página de fofocas é criada na internet, e mensagens sobre abusos e drogas começam a pipocar. Alina não tinha como prever que seria tragada para o meio de tudo aquilo nem que teria a chance de fazer alguma diferença. De uma hora para outra, parece que o que ela mais quer é voltar para casa.

Título Original: Boa Noite
Autora: Pam Gonçalves
Páginas: 240
Editora: Galera Record
Livro recebido em parceria com a editora

Depois que eu li O Amor Nos Tempos de #Likes, decidi que daria uma chance para o livro solo da Pam pelo simples fato de achar a sua escrita promissora, de achar que ela seria capaz de desenvolver uma história caso tivesse oportunidade. E eu não estava enganada. Apesar de não ter nada de incrível, Boa Noite tem uma história que precisa ser lida simplesmente pelos temas que aborda. 

3 de outubro de 2016

Resenha: 50 Anos de Jornada Nas Estrelas

Após seis séries de tv, treze longas e cinco décadas como ícone da cultura pop, Jornada nas estrelas se tornou uma das franquias mais duradouras e rentáveis de Hollywood. Na mesma época da estreia no Brasil de Star Trek: Sem fronteiras, nova adaptação para os cinemas, a Globo Livros lança o primeiro volume de 50 anos de Jornada nas estrelas. A coleção reúne histórias de bastidores narradas por pessoas diretamente ligadas à série, como seu criador Gene Roddenberry.

Título Original: The Fiftt-Year Mission
Autores: Edward Gross e Mark A. Altman
Páginas: 392
Tradução: Rodrigo Salem
Editora: Globo Livros
Livro recebido em parceria com a editora 

Quem é fã de ficção-científica ou cultura pop com certeza já pelo menos ouviu falar de Star Trek, uma franquia super rentável que trouxe inúmeras inovações — e, talvez, algumas polêmicas — na década de 60. Apesar de não me considerar uma exímia fã da série, não posso negar que ela me fascina. Que outra série no mundo é capaz de mesclar temas que vão de políticos a sociais, tudo durante grandes aventuras em uma nave espacial?

2 de outubro de 2016

Promoção: Seis Anos de Amores e Livros


É tempo de festa para o blog Amores e Livros, que está comemorando seis anos de existência. A cada ano que passa, várias coisas mudam, mas uma sempre permanece: o amor e admiração pelos livros. Sim, o aniversário é do blog, mas como nosso maior presente são vocês, queridos leitores, nada mais justo do que premiar quem faz a nossa alegria diariamente.

1 de outubro de 2016

Top Comentarista: Outubro 2016


Oi, gente! Sim, resolvi continuar com o top comentarista aqui no blog só porque vocês estão merecendo muito nesses últimos meses. Dessa vez, o prêmio será o livro George, do Alex Gino, que acabou ganhando o meu coração por sua simplicidade. O período de inscrições vai do dia 01/10 ao dia 01/11, lembrando que este último dia é apenas um diazinho a mais para vocês colocarem os comentários em dia. 
 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©