24 de abril de 2017

Resenha: Caraval

Scarlett nunca saiu da pequena ilha onde ela e sua irmã, Donatella, vivem com seu cruel e poderoso pai, o Governador Dragna. Desde criança, Scarlett sonha em conhecer o Mestre Lenda do Caraval, e por isso chegou a escrever cartas a ele, mas nunca obtivera resposta. Agora, já crescida e temerosa do pai, ela está de casamento marcado com um misterioso conde, e certamente não terá mais a chance de encontrar Lenda e sua trupe, mas isso não a impede de escrever uma carta de despedida a ele. Dessa vez o convite para participar do Caraval finalmente chega à Scarlett. No entanto, aceitá-los está fora de cogitação, Scarlett não pretende desobedecer ao pai. Sendo assim, Donattela, com a ajuda de um misterioso marinheiro, sequestra e leva Scarlett para o espetáculo. Mas, assim que chegam, Donattela desaparece, e Scarlett precisa encontrá-la o mais rápido possível. O Caraval é um jogo elaborado, que precisa de toda a astúcia dos participantes. Será que Scarlett saberá jogar? Ela tem apenas cinco dias para encontrar sua irmã e vencer esta jornada.

Título Original: Caraval
Autora: Stephanie Garber
Páginas: 400
Tradução: Camila Fernandes
Editora: Novo Conceito
Livro disponibilizado pela editora 

Caraval é o primeiro livro de uma possível duologia e é a nova aposta da Editora Novo Conceito. A história nos apresenta duas irmãs, Scarlett e Donatella Dragna, que vivem em uma pequena ilha sob a influência de um pai terrível que abusa física e psicologicamente das jovens. Desde muito novas Scar e Tella ouvem sobre o Caraval — uma espécie de jogo onde os participantes têm cinco dias para desvendar pistas e vencê-lo, ganhando, assim, um prêmio incrível — e todas as suas maravilhas e ambas sonham em conhecer o espetáculo. Para isso, Scarlett envia cartas para o Mestre Lenda, ano após ano, na esperança de que ele conceda o seu maior desejo. 

22 de abril de 2017

Resenha: A Última Camélia

Às vésperas da Segunda Guerra Mundial, o último espécime de uma camélia rara, a Middlebury Pink, esconde mentiras e segredos em uma afastada propriedade rural inglesa. Flora, uma jovem americana, é contratada por um misterioso homem para se infiltrar na Mansão Livingston e conseguir a flor cobiçada. Sua busca é iluminada por um amor e ameaçada pela descoberta de uma série de crimes. Mais de meio século depois, a paisagista Addison passa a morar na mansão, agora de propriedade da família do marido dela. A paixão por mistérios é alimentada por um jardim de encantadoras camélias e um velho livro. No entanto, as páginas desse livro insinuam atos obscuros, engenhosamente escondidos. Se o perigo com o qual uma vez Flora fora confrontada continua vivo, será que Addison vai compartilhar do mesmo destino?

Título Original: The Last Camellia
Autora: Sarah Jio
Páginas: 320
Tradução: Ana Paula Mello
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora 

A Última Camélia é um romance de tirar o fôlego que se passa em décadas diferentes, onde as protagonistas acabam se interligando por algo que mudou a vida de uma e poderá mudar a vida da outra. O livro possui 320 páginas, alternando os capítulos entre passado e presente, cada um referente à uma personagem.

19 de abril de 2017

Aviso Importante: Tô de Twitter Novo!


Oi, pessoal! Estou passando rapidinho aqui no blog hoje para avisar a todos que me acompanham, tanto aqui quanto nas redes sociais, que eu precisei criar uma conta nova no Twitter. Acho importante avisá-los porque já desativei a conta antiga e muitos me seguem por causa das promoções e top comentaristas.

18 de abril de 2017

Resenha: A Promessa

Depois de ouvir duas adolescentes trocando confidências no porão de sua casa, Myron faz com que as garotas prometam ligar para ele se um dia estiverem em alguma encrenca e não tiverem coragem de recorrer aos pais em busca de ajuda. Ele garante que irá em seu socorro sem questionamentos, qualquer que seja a situação. Alguns dias depois, às duas da manhã, seu telefone toca. É Aimee Biel, uma das garotas a quem oferecera apoio incondicional. Abalada e nervosa, ela pede que Myron a deixe em frente a uma casa numa rua deserta, o suposto endereço de uma amiga. Apesar de sentir que alguma coisa está errada, Myron honra sua palavra e não faz perguntas. Mas ele se arrependerá profundamente dessa decisão, porque talvez essa seja a última vez que Aimee será vista por alguém. Atormentado pela culpa – ao mesmo tempo que se torna o principal suspeito pelo misterioso desaparecimento –, Myron decide investigar o caso por conta própria. Envolvido numa trama cheia de promessas desfeitas e segredos devastadores, ele descobre que essa não será apenas uma busca por uma adolescente que sumiu: será também uma busca pela verdade em suas nuances mais sombrias.

Título Original: Promise Me
Autor: Harlan Coben
Páginas: 351
Tradução: Alves Calado
Editora: Arqueiro
Livro recebido em parceria com a editora. 

A Promessa é mais um livro do conceituadíssimo escritor Harlan Coben, autor obrigatório pra quem adora o gênero de suspense. Lançado em 2017 pela editora Arqueiro, a obra nos traz a história de Myron Bolitar, ex-jogador de basquete que após um ferimento no joelho, passa a ser agente de jogadores, atores e celebridades no geral.

16 de abril de 2017

Resenha: A Menina Que Não Acredita em Milagres

Foto: P.S. Amo Leitura
Campbell tem 17 anos.
Ela não acredita em Deus.
Muito menos em milagres.
Cam sabe que tem pouco tempo de vida, por isso quer viver intensamente e fazer tudo o que nunca fez, no tempo que lhe resta. Mas a mãe de Cam não aceita o fato de perder a filha, assim, ela a convence a fazer uma viagem com ela e a irmã para Promise um lugar conhecido por seus acontecimentos miraculosos. Em Promise, Cam se depara com eventos inacreditáveis, e, também, com o primeiro amor. Lá encontra, finalmente, o que estava procurando mesmo sem saber. Será que ela mudará de ideia em relação à probabilidade de milagres? A Menina que não Acredita em Milagres vai fazer você rir, chorar e repensar sua conduta de vida.

Título Original: The Probality of Miracles
Autora: Wendy Wunder
Páginas: 327
Tradução: Ana Paula Rezende Dias da Silva de Mello
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora 

Eu sei que a maioria dos leitores já está cansado de sick-lits justamente porque são tristes demais, mas A Menina Que Não Acredita em Milagres é diferente. Campbell Cooper tem câncer, tem plena consciência de que está morrendo, mas já aceitou a condição "tão bem" que para ela tanto faz. Tanto que ela já não quer mais se submeter à procedimentos que só fazem mal à ela, só quer terminar sua vida em paz. 

14 de abril de 2017

Resenha: A Vida Que Ninguém Vê

Uma repórter em busca dos acontecimentos que viram notícia e das pessoas que não são celebridades. Uma cronista à procura do extraordinário de cada vida anônima. Uma escritora que mergulha no cotidiano para provar que não existem vidas comuns. O mendigo que jamais pediu coisa alguma. O carregador de malas do aeroporto que nunca voou. O macaco que ao fugir da jaula foi ao bar beber uma cerveja. O doce velhinho dos comerciais que é também uma vítima do holocausto. O homem que comia vidro, mas só se machucava com a invisibilidade. Neste livro, você encontra essas e outras histórias extraordinárias da vida real. Ao final, também descobre algo sobre si mesmo.

Título Original: A Vida Que Ninguém Vê 
Autora: Eliane Brum 
Páginas: 208 
Editora: Arquipélogo Editorial

Talvez alguns leitores do Roendo Livros saibam que eu sou estudante de jornalismo, que, aliás, me formo em dezembro deste ano como comunicóloga com habilitação em jornalismo. E talvez vocês desconheçam quem é a Eliane Brum. Tenho quase certeza disso. Mas quem se importa, não é mesmo? Até por que, jornalista não deve ser protagonista. São os donos das histórias que nós – jornalistas – contamos que merecem toda atenção de vocês, leitores, ouvintes ou/e telespectadores. É o nosso dever, como porta-voz da comunicação, dar voz a quem merece ser ouvido. 

12 de abril de 2017

Resenha: Belgravia

Uma nova saga histórica, fascinante e irresistível, repleta de segredos e escândalosAmbientada nos anos 1840, quando os altos escalões da sociedade londrina começam a conviver com a classe industrial emergente, e com um riquíssimo rol de personagens, a saga de Belgravia tem início na véspera da Batalha de Waterloo, em junho de 1815, no lendário baile oferecido em Bruxelas pela duquesa de Richmond em homenagem ao duque de Wellington.
Pouco antes de uma da manhã, os convidados são surpreendidos pela notícia de que Napoleão invadiu o país. O duque de Wellington precisa partir imediatamente com suas tropas. Muitos morrerão no campo de batalha ainda vestidos com os uniformes de gala.
No baile estão James e Anne Trenchard, um casal que fez fortuna com o comércio. Sua bela filha, Sophia, encanta os olhos de Edmund Bellasis, o herdeiro de uma das famílias mais proeminentes da Bretanha. Um único acontecimento nessa noite afetará drasticamente a vida de todos os envolvidos. Passados vinte e cinco anos, quando as duas famílias estão instaladas no recente bairro de Belgravia, as consequências daquele terrível episódio ainda são marcantes, e ficarão cada vez mais enredadas na intrincada teia de fofocas e intrigas que fervilham no interior das mansões da Belgrave Square. 

Título Original: Belgravia
Autor: Julian Fellowes
Páginas: 432
Tradução: Rachel Agavino
Editora: Intrínseca

Já ouvi muito falar sobre Downtown Abbey, série de TV criada por Julian Fellowes, mas só tive real curiosidade de assistir depois de começar a ler Belgravia, escrito pelo mesmo autor e publicado este ano pela Editora Intrínseca. Imediatamente notei algumas semelhanças na construção de ambas as histórias e, apesar de só ter visto o primeiro episódio da versão televisiva, tenho a impressão de que, se a experiência for semelhante à da leitura do livro, Julian Fellowes entrará na lista de autores históricos favoritos sem qualquer dificuldade.

9 de abril de 2017

Resenha: Eu Estou Pensando Em Acabar Com Tudo

Foto: Carlos Barros
No romance de estreia do canadense Iain Reid, Jake conduz o carro em que ele e a namorada, que narra a história, vão à fazenda dos pais do rapaz. Durante a longa viagem por estradas desertas e escuras, a garota, atormentada com a perseguição de um homem misterioso que deixa sempre a mesma mensagem de voz em seu telefone, pensa em encerrar o relacionamento com Jake. Mas talvez seja tarde demais. Reid, que tem dois livros de não ficção elogiados pela crítica e contribui para veículos de prestígio como a revista New Yorker, une, numa narrativa profundamente psicológica, tanto referências de terror clássico, quanto elementos de suspenses menos tradicionais, sustentando a trama para além das limitações inerentes ao gênero. Um thriller denso que esconde, em meio ao medo provocado pela sensação de uma tragédia iminente, alegorias sobre a própria vida ser uma tragédia anunciada.

Título Original: I'm Thinking of Ending Things
Autor: Iain Reid
Páginas: 224
Tradução: Santiago Nazarian
Editora: Fábrica 231 
Livro recebido em parceria com a editora

Como amante de títulos que sou, não preciso nem dizer que o que mais me chamou a atenção para essa obra. Obviamente, também, ela não foi nada do que eu esperava, tanto que é até um pouco difícil escrever uma resenha sem acabar falando demais. Portanto, esteja ciente que esse texto conterá spoilers, então se você deseja ler o livro, volte e leia depois que terminar.

6 de abril de 2017

TAG: The Name Game Book


Fui indicada pela Nati, do blog Ei Nati, para responder a TAG The Name Game Book, que consiste basicamente em escolher um livro para cada inicial do nosso nome. Como meu nome é muito grande, dei uma roubadinha real oficial e escolhi apenas três livrinhos, rs.

4 de abril de 2017

Resenha: Ninfeias Negras

Giverny é uma cidadezinha mundialmente conhecida, que atrai multidões de turistas todos os anos. Afinal, Claude Monet, um dos maiores nomes do Impressionismo, a imortalizou em seus quadros, com seus jardins, a ponte japonesa e as ninfeias no laguinho. É nesse cenário que um respeitado médico é encontrado morto, e os investigadores encarregados do crime se veem enredados numa trama em que nada é o que parece à primeira vista. Como numa tela impressionista, as pinceladas da narrativa se confundem para, enfim, darem forma a uma história envolvente de morte e mistério em que cada personagem é um enigma à parte - principalmente as protagonistas. Três mulheres intensas, ligadas pelo mistério. Uma menina prodígio de 11 anos que sonha ser uma grande pintora. A professora da única escola local, que deseja uma paixão verdadeira e vida nova, mas está presa num casamento sem amor. E, no centro de tudo, uma senhora idosa que observa o mundo do alto de sua janela.
Título Original: Nymphéas Noirs
Autor: Michel Bussi
Páginas: 352
Tradutor: Fernanda Abreu
Editora: Arqueiro
Livro recebido em parceria com a editora

Confesso ser uma grande amante dos romances policiais britânicos e ao mesmo tempo uma leitora ávida de Sidney Sheldon. Mas há muito não encontrava uma trama tão bem desenvolvida e emaranhada quando a do francês Michel Bussi. Ao ver o burburinho dos leitores novamente acerca de uma publicação do escritor no Brasil, após vários anos do lançamento de O Voo da Libélula me senti totalmente entregue à curiosidade e resolvi encarar uma obra diferenciada.

2 de abril de 2017

Resenha: Misery

Paul Sheldon descobriu três coisas quase simultaneamente, uns dez dias após emergir da nuvem escura. A primeira foi que Annie Wilkes tinha bastante analgésico. A segunda, que ela era viciada em analgésicos. A terceira foi que Annie Wilkes era perigosamente louca. Paul Sheldon é um famoso escritor reconhecido pela série de best-sellers protagonizados por Misery Chastain. No dia em que termina de escrever um novo manuscrito, decide sair para comemorar, apesar da forte nevasca. Após derrapar e sofrer um grave acidente de carro, Paul é resgatado pela enfermeira aposentada Annie Wilkes, que surge em seu caminho. A simpática senhora é também uma leitora voraz que se autointitula a fã número um do autor. No entanto, o desfecho do último livro com a personagem Misery desperta na enfermeira seu lado mais sádico e psicótico. Profundamente abalada, Annie o isola em um quarto e inicia uma série de torturas e ameaças, que só chegará ao fim quando ele reescrever a narrativa com o final que ela considera apropriado. Ferido e debilitado, Paul Sheldon terá que usar toda a criatividade para salvar a própria vida e, talvez, escapar deste pesadelo.

Título Original: Misery
Autor: Stephen King
Páginas: 326
Tradução: Elton Mesquita
Editora: Suma de Letras 
Livro recebido em parceria com a editora

Em Misery, acompanhamos um pouquinho a vida de Paul Sheldon, um autor bem reconhecido e famoso (inclusive têm entrevistas do SK dizendo que utilizou fatos da sua própria vida para construir o personagem). Cansado das histórias com a personagem Misery, resolve matá-la em seu último manuscrito e, para comemorar tal fato, resolve sair para beber. Porém, Paul bebe demais e acaba acordando em lugar totalmente deserto sem ter a mínima noção do que está acontecendo. Para saber mais sobre a história de Paul, é só assistir ao vídeo. 

1 de abril de 2017

Top Comentarista: Abril 2017


Abril é o meu mês favorito de todos por motivos óbvios: nasci dia 07/04 (estou aceitando livros de aniversário, por falar nisso, rs), então não podia deixar de sortear um lançamento incrível e super esperado aqui no top comentarista. Em parceria com a Globo Alt, o livro da vez é A Química Que Há Entre Nós, um romance que estou super ansiosa para ler. Como todos já sabem, o período de inscrições vai do dia 01/04/2017 ao dia 01/05/2017, sempre lembrando que este último dia é apenas para vocês regularizarem os comentários.

31 de março de 2017

Dica de Leitura: Bidu – Caminhos

Em Bidu – Caminhos, os autores Eduardo Damasceno e Luís Felipe Garrocho reimaginam a forma como Bidu e Franjinha - os dois primeiros personagens criados por Mauricio de Sousa - se tornaram melhores amigos. Uma aventura cheia de problemas, surras, desvios de rota, chuva, cachorros, decisões difíceis e ternura.

Título Original: Bidu – Caminhos
Autores: Luís Felipe Garrocho & Eduardo Damasceno
Páginas: 84
Editora: Panini Comics
Texto por Carlos Barros

Nesta história de origens, testemunhamos como Franjinha encontrou Bidu, ou melhor, como Bidu encontrou Franjinha. Bidu, um dos personagens mais antigos, foi o primeiro a ganhar sua própria revista, ainda nos anos 60, além de ser o símbolo da empresa de Maurício de Souza.

28 de março de 2017

Resenha: Espero Por Você

Algumas coisas valem a pena esperar. Algumas coisas valem a pena experimentar. Algumas coisas não devem ser mantidas em silêncio. E, por algumas coisas, vale a pena lutar. Avery Morgansten precisa fugir. Ir para uma faculdade a centenas de quilômetros de casa foi a única forma que encontrou para esquecer o acontecimento fatídico que, cinco anos antes, mudara a sua vida para sempre. O que não estava em seus planos era atrair a atenção do único rapaz que pode mudar totalmente a rota do futuro que Avery está tentando construir. Cameron Hamilton tem um metro e noventa de altura, impressionantes olhos azuis e uma habilidade notável para fazer com que Avery deseje coisas que ela acreditava terem sido roubadas irrevogavelmente dela. Envolver-se com ele é perigoso. No entanto, ignorar a tensão entre eles — e despertar um lado dela que nunca soube que existia — é impossível. Até onde ela estará disposta a ir e o que fará para esquecer o passado e viver aquela relação intensa e apaixonada, que ameaça ruir todas as suas certezas e fazê-la conhecer um mundo de sensações que julgava estar negadas para sempre?

 Título Original: Wait For Yoy
Autora: J. Lynn
Páginas: 384
Tradução: Leonardo Gomes Castilhone
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora

Espero Por Você, lançamento de fevereiro da Editora Novo Conceito, é narrado por Avery Morgansten, uma garota de 19 anos que está começando a faculdade em uma nova cidade, longe de sua família e de todos que ela conhece. Porém, isso não é problema para Avery, afinal, foi ela mesma quem escolher ir para longe de sua cidade natal, pois queria fugir de tudo e tentar recomeçar a vida, deixando seu passado para trás. 

25 de março de 2017

Resenha: Um Novo Amanhã

A tradicional pousada da cidade de Boonsboro já viveu tempos de guerra e paz, teve diversos donos e até sofreu com rumores de assombrações. Agora ela está sendo totalmente reformada, sob direção dos Montgomerys, que correm para realizar a grande reinauguração dentro do prazo. Beckett, o arquiteto da família, é um charmoso conquistador que passa a maior parte do tempo falando sobre obras, comendo pizza e bebendo cerveja com seus irmãos Ryder e Owen. Atarefado com a pousada, ultimamente nem tem desfrutado de uma vida social decente, mas pretende mudar logo isso para atrair a mulher por quem é apaixonado desde a adolescência. Depois de perder o marido na guerra e retornar para Boonsboro, Clare Brewster leva uma vida tranquila cuidando de sua livraria e dos três filhos. Velha amiga de Beckett, ela volta a se reaproximar dele ao ajudar nos preparativos da pousada. Em meio a essa apaixonante reconstrução, rodeados de amigos, Beckett e Clare passam a se conhecer melhor e começam a vislumbrar um futuro novo e promissor juntos. Neste primeiro livro da trilogia A Pousada, Nora Roberts apresenta o romântico Beckett Montgomery, que, ao buscar realizar o sonho de sua família, acaba deparando com um amor que pensava estar esquecido.

Título Original: The Next Always
Autora: Nora Roberts
Páginas: 320
Tradução: Janaína Senna
Editora: Arqueiro
Livro recebido em parceria com a editora 

Um Novo Amanhã, primeiro livro da trilogia A Pousada, foi escrito escrit pela aclamada autora Nora Roberts e publicada no Brasil pela editora Arqueiro. Possui 306 páginas, divididas em 20 capítulos alternando os pontos de vista dos protagonistas.

23 de março de 2017

Resenha: Infinita Highway

Era pra ter durado uma noite só. Era pra ter sido somente uma banda de abertura. Era pra ter outro nome. Não era pra ser um trio. Eram várias variáveis. Graças a essa sucessão de fatos estranhos, quando não ter plano é o melhor plano, nasceu uma das maiores bandas do rock brasileiro: Engenheiros do Hawaii. Uma história cheia de lances improváveis que o jornalista Alexandre Lucchese conta nesta biografia, depois de ter entrevistado mais de uma centena de pessoas ligadas à banda, inclusive Humberto Gessinger, Carlos Maltz e Augusto Licks, o trio responsável pela fase de maior sucesso, que acabou se desfazendo anos mais tarde em meio a brigas e processos judiciais. Embarque na infinita highway para ver como nada do que foi planejado para a viagem deu certo, mas, nesse caso, ter dado tudo errado não poderia ter sido o mais certo.

Título Original: Infinita Highway
Autor: Alexandre Lucchese
Páginas: 328
Editora: Belas Letras
Livro recebido em parceria com a editora 

A esta altura do campeonato quase todo mundo já deve saber que uma das minhas bandas preferidas é a Engenheiros do Hawaii. Desde que soube que o Alexandre Lucchese iria lança uma biografia, sabia que seria o meu pedido e sabia que ia amar. Em Infinita Highway conhecemos parte da história por trás de uma das maiorias bandas brasileiras (e nem tentem discordar), desde o seu nascimento em 1985, até 1995, ano em que restou apenas Gessinger como membro original. 

20 de março de 2017

Resenha: Duff

Bianca Piper não é a garota mais bonita da escola, mas tem um grupo leal de amigas, é inteligente e não se importa com o que os outros pensam dela (ou ela acha). Ela também é muito esperta para cair na conversa mole de Wesley Rush - o cara bonito, rico e popular da escola - que a apelida de DUFF, sigla em inglês para Designated Ugly Fat Friend, a menos atraente do seu grupo de amigas. Porém a vida de Bianca fora da escola não vai bem e, desesperada por uma distração, ela acaba beijando Wesley. Pior de tudo: ela gosta. Como válvula de escape, Bianca se envolve em uma relação de inimizade colorida com ele. Enquanto o mundo ao seu redor começa a desmoronar, Bianca descobre, aterrorizada, que está se apaixonando pelo garoto que ela odiava mais do que tudo.

Título Original: The Duff
Autora: Kody Keplinger
Páginas: 328
Tradução: Fal Azevedo
Editora: Globo Alt
Livro recebido em parceria com a editora

Para ser sincera, não consigo me lembrar o que me motivou a ler esse livro. Acho que eu estava buscando uma história leve, alguma coisa bem clichê só para passar o tempo mesmo, já que ultimamente tenho lido vários livros densos. Duff realmente cumpre com o que promete, tem uma narrativa suave e fluida, mas estaria mentindo se dissesse que caí de amores pela obra. 

17 de março de 2017

Resenha: Fogo Contra Fogo

A festa de Ano-novo terminou com uma tragédia irreparável, e Mary, Kat e Lillia podem não estar preparadas para o que está por vir. Após a morte de Rennie, Kat e Lillia tentam entender os acontecimentos fatais daquela noite. Ambas se culpam pela tragédia. Se Lillia não tivesse se apaixonado por Reeve. Se Kat não tivesse deixado Rennie ter partido sozinha. Se a vingança não tivesse ido longe demais, talvez as coisas seriam como antes. Agora, elas nunca mais serão as mesmas. Apenas Mary sabe a verdade sobre aquela noite. Sobre o que ela realmente é. Também descobriu a verdade sobre Lillia e Reeve terem se apaixonado, sobre Reeve ser feliz quando tudo o que ele merece é o sofrimento, assim como ela ainda sofre. Para Mary, as tentativas infantis de vingança ficaram no passado, ela está fora de controle e pretende sujar suas mãos de sangue, afinal, não tem mais nada a perder.

Título Original: Ashes to Ashes
Autoras: Jenny Han & Siobhan Vivian
Páginas: 352
Tradução: Maria Angela Amorim de Paschoal
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora

Finalmente a trilogia Olho por Olho lança o desfecho do trio Kat, Lillia e Mary. Quem nunca passou por aquele tipo de situação ruim em que você pensa "Ah se eu pudesse..." ou então "Como eu queria..."; pensando exatamente dessa forma, o trio resolve não esperar que o carma aconteça, e começam a agir por si, dando o troco nas pessoas que as fizeram mal durante a vida. Em Fogo Contra Fogo vamos presenciar as consequências da vingança que começou como num filme de colégio americano, e acabou chegando num ponto praticamente irreversível, numa fase mais adulta, apresentando até mesmo um pouco do mundo sobrenatural ao leitor. Ah, só avisando, essa resenha contém spoilers!

15 de março de 2017

Resenha: Noah Foge de Casa

Noah tem oito anos e acha que a maneira mais fácil de lidar com seus problemas é não pensar neles. Quando se vê cara a cara com uma situação muito maior do que ele próprio, o menino simplesmente foge de casa, aventurando-se sozinho pela floresta desconhecida. Logo, Noah chega a uma loja mágica de brinquedos, com um dono bastante peculiar. Ele tem uma história para contar, uma história cheia de aventuras que termina com uma promessa quebrada, uma história que vai levar o fabricante de brinquedos a pensar sobre o seu passado e Noah a pensar sobre aquilo que deixou para trás. Em seu primeiro livro juvenil desde o best-seller O Menino do Pijama Listrado, o escritor irlandês John Boyne cria um mundo que mistura contos de fadas com os problemas mais cotidianos de um garoto comum. Esta fábula leve e inteligente prende os leitores presos até o final com dois grandes mistérios: por que Noah fugiu de casa e quem é o fabricante de brinquedos? 

Título Original: Noah Barleywater Runs Away
Autor: John Boyne
Páginas: 198
Tradução: Eduardo Brandão
Editora: Seguinte
Livro recebido em parceria com a editora 

Não é difícil de imaginar que fiquei tão animada para ler esse livro porque ele é de um autor que admiro muito, John Boyne. Noah Foge de Casa é um livro destinado para o público infanto-juvenil, mas que possui uma história bastante densa por trás das entrelinhas. Desde o início somos levados a ler o livro basicamente para obter uma resposta: o que aconteceu para um menininho de apenas oito anos resolver fugir de casa do nada? 

14 de março de 2017

Promoção: Box Autografado da Julia Quinn


Ganhar livros recém lançados é muito bom. Mas melhor ainda, é quando eles estão autografados pela autora, inclusive o box onde eles ficam guardados. É isso mesmo. O Carlos, do Gettub, aproveitou que Julia Quinn foi em Belo Horizonte, e levou tudo para ela colocar sua assinatura e seu desenho de um coração. Ou seja, este prêmio se tornou um item bem raro! E como você pode ganhá-lo? Simples! Só seguir as regras abaixo ;) 

12 de março de 2017

Novidades das Editoras Para Março

Olá, meus leitores maravilhoso! Percebi que já tinha um tempinho que não trazia um post de news aqui para vocês com os lançamentos do mês das editoras parceiras aqui do blog. Já estamos em março, mas antes tarde do que nunca, não é? Tem muito livro lindo, muito livro legal, então não deixem de conferir!

10 de março de 2017

Resenha: Sussurros do País das Maravilhas

Alyssa Gardner entrou na toca do coelho para assumir o controle do seu destino. Ela sobreviveu à batalha pelo País das Maravilhas e pelo seu coração. No conto O Menino Na Teia, a mãe de Alyssa relembra o período em que viveu no País das Maravilhas e resgatou o homem que se tornaria seu marido e pai de sua filha. No A Mariposa No Espelho, conhecemos as lembranças de Morfeu, de quando ele mergulhou nas memórias de Jeb para descobrir os segredos dele e tentar ganhar, de uma vez por todas, o disputado coração de Alyssa. No Seis Coisas Impossíveis, Alyssa revive os momentos mais preciosos de sua vida após Qualquer outro lugar, e sobre o papel mágico que desempenhou para preservar a felicidade daqueles que ela ama. Neste livro você encontrará três contos de lembranças inéditas e inesquecíveis. Junte-se novamente aos personagens da série O Lado Mais Sombrio e embarque no fantástico mundo do País das Maravilhas.

Título Original: Untamed
Autora: A. G. Howard
Páginas: 272
Tradução: Paulo Polzonoff Junior
Editora: Novo Conceito 
Livro recebido em parceria com a editora

Para os fãs da série O Lado Mais Sombrio, a autora trouxe uma novidade: um livro com três contos onde vocês podem voltar ao mundo mágico do País das Maravilhas. Contendo 272 páginas , o livro é divididos em razão dos três contos citados anteriormente e cada um possui pouco mais de 8 capítulos.

8 de março de 2017

Seis Livros Sobre Mulheres, Escritos Por Elas


Apesar de eu sempre defender o clichê que dia das mulheres é todo dia, não podia deixar de fazer um post especial sobre o Dia Internacional da Mulher. Esse dia é especial para todas que, assim como eu, defendem os seus ideais e direitos, batalham todo santo dia pelos sonhos, acreditam que somos iguais a qualquer outra pessoa no mundo. Pensando nisso, separei seis livros escritos por mulheres e não só isso, que também contam histórias de mulheres fortes que lutam para serem que são.

7 de março de 2017

Resenha: 30 e Poucos Anos e Uma Máquina do Tempo

Imagine poder viajar no tempo para assistir a qualquer grande show da história: os Beatles no Shea Stadium ou no telhado da Apple Records, o Nirvana em um bar minúsculo de Seattle ou Miles Davis no lendário clube Birdland. A norte-americana Mo Daviau transformou esse desejo em realidade no engenhoso 30 e poucos anos e uma máquina do tempo, uma espécie de cruzamento entre De volta para o futuro e Alta fidelidade protagonizado por Karl e Wayne, dois amigos de meia-idade que descobrem um meio de voltar no tempo para assistir a shows incríveis, e a ganhar dinheiro com o negócio. Tudo vai bem até que Wayne decide o óbvio: interferir no passado. Afinal, quem dispensaria a chance de reescrever uma ou outra linha da própria história? Movido a música e romance, 30 e poucos anos e uma máquina do tempo é uma espirituosa, e um tanto nostálgica, reflexão sobre sonhos, escolhas de vida e a passagem do tempo.

Título Original: Every Anxious Wave
Autora: Mo Daviau
Páginas: 304
Tradução: Edmundo Barreiros
Editora: Fábrica 231
Livro recebido em parceria com a editora

Sempre que tenho a oportunidade de ler algum livro onde a música está presente, leio. Adoro ver as músicas ou músicos que já conheço contextualizadas em uma história, da mesma forma que amo conhecer novos sons. 30 e Poucos Anos e Uma Máquina do Tempo é uma leitura satisfatória, mas que acabou me decepcionando em alguns pontos. É aquela velha história de ir com muita sede ao pote...

4 de março de 2017

Resenha: Darkmouth

Elas estão chegando! As Lendas (ou melhor, monstros aterrorizantes que se alimentam de humanos) invadiram a cidade de “Darkmouth”. Elas querem dominar o mundo. Mas não entre em pânico! Finn, o último dos Caçadores de Lendas, vai nos proteger. Finn tem doze anos, adora animais, não leva muito jeito para lutar; mas é muito, muito esforçado. E todos nós sabemos que ser esforçado é a melhor arma contra um Minotauro faminto, né? Hum... Pensando bem, pode entrar em pânico. Entre em pânico agora! Corra!

Título Original: Darkmouth
Autor: Shane Hegarty
Páginas: 336
Tradução: Bárbara Menezes de Azevedo Belamoglie
Editora: #irado 
Livro recebido em parceria com a editora

Darkmouth é a última das Vilas Flageladas que deverá ser defendida com unhas, dentes e dissecadores. Para isso, Finn deverá proteger sua cidade com suas habilidades de Caçador de Lendas a fim de manter a paz na vila e obter seu nome de carreira. Enevoando situações de conflito com uma narrativa inebriante, Shane consegue dar um novo aspecto à saga do herói.

2 de março de 2017

Resenha: Crave a Marca

Num planeta em guerra, numa galáxia em que quase todos os seres estão conectados por uma energia misteriosa chamada “a corrente” e cada pessoa possui um dom que lhe confere poderes e limitações, Cyra Noavek e Akos Kereseth são dois jovens de origens distintas cujos destinos se cruzam de forma decisiva. Obrigados a lidar com o ódio entre suas nações, seus preconceitos e visões de mundo, eles podem ser a salvação ou a ruína não só um do outro, mas de toda uma galáxia. Primeiro de uma série de fantasia e ficção científica, Crave a marca é aguardado novo livro da autora da série Divergente, Veronica Roth, que terá lançamento simultâneo em mais de 30 países em 17 de janeiro, e surpreenderá não só os fãs da escritora, mas também de clássicos sci-fi como Star Wars.

Título Original: Carve the Mark
Autora: Veronica Roth
Páginas: 480
Tradução: Petê Rissatti
Editora: Rocco
Livro recebido em parceria com a editora

Por várias vezes eu desejei ler Divergente. Isso, até assistir ao filme e receber spoilers de como termina o último livro. Aí, fiz o contrário, fugi dessa série. Então, fiquei sabendo do novo livro da autora, Crave a Marca, que traria um enredo que agradaria aos fãs de ficção-científica, mais especificamente, aos fãs de Star Wars. Bem, acredito que se eles lerem a história, não vão gostar muito do que vão encontrar.

1 de março de 2017

Top Comentarista: Março 2017


Depois de passar um feriadão lendo (ou procrastinando, assim como eu), chegou a hora de anunciar mais um top comentarista. O livro desse mês é uma ficção-científica que está dando o que falar, O Problema dos Três Corpos. Como sempre, o período de inscrições vai do dia 01/03/2017 ao dia 01/04/2017, sempre lembrando que este último dia é apenas para vocês regularizarem os comentários.

27 de fevereiro de 2017

Resenha: Ainda Estou Aqui

Trinta e cinco anos depois de Feliz ano velho, a luta de uma família pela verdade Eunice Paiva é uma mulher de muitas vidas. Casada com o deputado Rubens Paiva, esteve ao seu lado quando foi cassado e exilado, em 1964. Mãe de cinco filhos, passou a criá-los sozinha quando, em 1971, o marido foi preso por agentes da ditadura, a seguir torturado e morto. Em meio à dor, ela se reinventou. Voltou a estudar, tornou-se advogada, defensora dos direitos indígenas. Nunca chorou na frente das câmeras. Ao falar de Eunice, e de sua última luta, desta vez contra o Alzheimer, Marcelo Rubens Paiva fala também da memória, da infância e do filho. E mergulha num momento negro da história recente brasileira para contar — e tentar entender — o que de fato ocorreu com Rubens Paiva, seu pai, naquele janeiro de 1971.

Título Original: Ainda estou aqui
Autor: Marcelo Rubens Paiva
Páginas: 296
Editora: Alfaguara
Livro recebido em parceria com a editora

Não sou grande fã de ler biografias. Talvez seja ignorância minha, mas eu me entedio fácil e é difícil livros desse gênero conseguirem me prender. Por outro lado, sempre quis ler algo de Marcelo Rubens Paiva, em especial seu tão conhecido Feliz ano velho, mas, até agora, não tive oportunidade. Por isso escolhi Ainda Estou Aqui para resenha e, apesar do receio inicial que as tão temidas biografias trazem à minha vida, mergulhei inteiramente na leitura e o livro se tornou, desde já, inesquecível.

25 de fevereiro de 2017

Resenha: Desintegrados

A Fragmentação tornou-se um grande negócio com poderosos interesses políticos e corporativos em jogo. O governo não quer apenas continuar com ela, como também expandi-la. Cam foi feito inteiramente com as melhores partes de fragmentados e, tecnicamente, ele é um garoto que não existe. Um verdadeiro Frankstein do futuro, que luta para encontrar sua identidade e se questiona se um ser como ele pode ter alma. Quando as ações de um sádico caçador de recompensas ameaçam a causa de Connor, Lev e Risa, o destino de um deles é ligado ao de Cam. A aguardada sequência de Fragmentados desafia a suposição de onde começa e termina a vida e o que realmente significa viver. 

Título Original: Unwholly
Autor: Neal Shusterman
Páginas: 416
Tradução: Camila Fernandes
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora

Desintegrados é a sequencia de Fragmentados, distopia com uma premissa muito original que foi lançada pela Editora Novo Conceito em 2015. No segundo volume da trilogia, após a revolta no Campo de Colheita Happy Jack, Connor comanda o Cemitério, refúgio para os desertores, Risa, que se recusou a receber uma coluna nova e, por isso, ficou paraplégica, é uma autoridade médica no Cemitério, e Lev faz parte de um movimento de resgate aos dízimos. 

23 de fevereiro de 2017

Resenha: O Guia Para Ser Você Mesma

Inspirado nos best sellers O Livro Perigoso para Garotos e O Livro das Garotas Audaciosas, este guia traz tudo que uma moça moderna precisa saber. O que inspira e o que não sai de moda. Textos motivacionais sobre etiqueta nas redes sociais, bullying virtual e sororidade. Histórias de mulheres inspiradoras como Audrey Hepburn, Nise da Silveira, Jane Austen e Chimamanda Ngozi. Do it yourself, receitinhas e decoração. Lugares para viajar e sonhar, e como tirar as melhores fotos. Listas interativas com filmes, séries, músicas e livros!

Título Original: O Guia Para Ser Você Mesma
Autora: Lia Camargo e Melina Souza
Páginas: 168
Editora: Galera Record
Livro recebido em parceria com a editora

Lia Camargo e Melina Souza são blogueiras que estão há muito tempo influenciando na internet. Com fotos meiguíssimas e postagens sobre suas viagens, logo virei fã da Melina e uma stalker oficial dos seus perfis. Já a Lia se torna minha inspiração para a montagem de looks e adoro dar uma conferida nos layouts sempre fofos do Just Lia.

22 de fevereiro de 2017

Promoção: Harry Potter Ilustrado


Melhor que ler os livros de Harry Potter, é ler e ver belíssimos desenhos que ilustram cada um dos mais importantes acontecimentos da história. Por isso, o Gettub e mais alguns blogs amigos, uniram-se para presentear um sortudo com as duas edições ilustradas da Rocco, mais alguns brindes exclusivos. 

19 de fevereiro de 2017

Resenha: Uma História de Notáveis Caçadores de Sombras e Seres do Submundo

Em Uma História de Notáveis Caçadores de Sombras e Seres do Submundo - contada na linguagem das flores, Cassandra Jean mergulha nos personagens criados por Cassandra Clare nas séries Os Instrumentos Mortais, As Peças Infernais e Os Artifícios das Trevas, reunindo características e ficha técnica de nomes como Jace Wayland, Magnus Bane e Tessa Grey. Comparando cada um deles a uma flor, e com belas ilustrações, ela cria um guia para os amantes dessas histórias... e para os que desejam começar a conhecê-las.

Título Original: A History of No Shadowhunters Denizens of Downworld
Autoras: Cassandra Clare & Cassandra Jean
Páginas: 208
Tradução: Ana Resende
Editora: Galera Record
Livro recebido em parceria com a editora

Confesso que quando solicitei Uma História de Notáveis Caçadores de Sombras e Seres do Submundo, esperava receber um spin-off das séries que já conhecemos e amamos tanto. Me surpreendi bastante quando abri o livro que vi que, na verdade, se tratava de uma mini enciclopédia de todos os personagens criados pela Classandra Clare. 

17 de fevereiro de 2017

Resenha: Atlântida - O Gene

A contagem regressiva para uma nova fase da raça humana já começou. Em uma expedição na costa da Antártida, pesquisadores encontram uma misteriosa estrutura enterrada em um iceberg. A milhares de quilômetros dali, na Indonésia, a Dra. Kate Warner pesquisa a cura para o autismo em crianças através de experiências genéticas. Quando essas crianças são sequestradas, um agente de segurança altamente habilitado, acredita ter encontrado uma ligação entre esses dois fatos e busca desvendar uma conspiração global que ameaça toda a humanidade.

Título Original: The Atlantis, Gene
Autor: A. G. Riddle
Páginas: 568
Tradução: Petê Rissatti
Editora: Globo Alt
Livro recebido em parceria com a editora

Atlântida – O Gene é o primeiro livro da trilogia  O Mistério da Origem que obteve um enorme sucesso. Publicado pela Globo Alt e escrita por A. G. Riddle, temos uma obra-prima da genética e da investigação (ou quase isso). Um livro eletrizante que prende do início ao fim, repleto de mistérios e enigmas que envolvem até o leitor mais cético.

15 de fevereiro de 2017

Book Haul: Janeiro 2017 (e outros livros aleatórios de 2016 que esqueci de mostrar )


Oi gente, tudo bem? Sim, estou de volta com cenário novo, casa nova, livros novos! Já queria pedir desculpas para vocês pelo áudio horrível e a mudança de iluminação (porque né, nós que somos pobres gravamos com luz natural mesmo rs), só percebi quando tava dando aquela mexidinha básica no vídeo. Mas enfim, o importante é que o vídeo saiu e mostrei vários livros legais, então não deixem de assistir! :)

13 de fevereiro de 2017

Resenha: Sway

Sway é o apelido de Jesse Alderman, por causa de seu talento para conseguir qualquer coisa para qualquer pessoa, como providenciar trabalhos escolares, fazer com que pessoas sejam expulsas da escola, arrumar cerveja para as festas, entre outras coisas, legais ou ilegais... É sabendo dessa fama que Ken Foster, o capitão do time de futebol da escola, pede a ele um trabalho controverso: Ken quer que Bridget Smalley saia com ele. Com seu humor ácido e seu jeito politicamente incorreto de ver a vida, Sway terá que encarar o trabalho mais difícil que já teve: sufocar todos os sentimentos que Bridget desperta nele, a única menina verdadeiramente boa que ele conheceu em toda a sua vida.

Título Original: Sway
Autora: Kat Spears
Páginas: 256
Tradução: Santiago Nazarian
Editora: Globo Alt
Livro recebido em parceria com a editora

Sway te ajuda a ganhar dinheiro e o dinheiro te ajuda a ter sway. Mas way não é dinheiro.

Sway é o apelido de Jesse Alderman. Um jovem negociante que consegue tudo dentro e fora da lei. Expulsar alunos, drogas, cerveja, trabalhos escolares são fichinha para o requisitadíssimo aluno da Wakefield High School. Dono de uma personalidade forte recheada de sarcasmo e rancor familiar, a história não poderia ter um meio diferente: uma garota surge sob condição improvável e o faz repensar toda a sua postura desde a morte de sua mãe.

11 de fevereiro de 2017

Resenha: Branco Como a Neve


Recuperando-se do terror que vivenciou nas mãos da máfia, Lumikki tem a chance de deixar a Finlândia, se livrando das roupas pesadas, das lembranças sombrias... e do perigo. Ela só quer ser uma garota normal, misturar-se à multidão de turistas e aproveitar as férias. Quando Lumikki conhece Zelenka, uma jovem misteriosa que alega ter o mesmo sangue que ela, as coincidências são inquietantes. Rapidamente ela se vê envolvida no mundo triste daquela mulher, descobrindo peças de um mistério que irá conduzi-la a uma seita secreta e aos mais altos escalões do poder corporativo. Para escapar dessa trama asfixiante, Lumikki não poderá fazer tudo sozinha. Não desta vez.

Título Original: As White as Snow
Autora: Salla Simukka
Páginas: 224
Tradução: Pasi Loman e Lilia Loman
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora

Branco Como a Neve é o segundo livro da Trilogia da Branca de Neve. Na continuação de Vermelho Como o Sangue, após escapar da máfia, Lumikki decide ir para Praga e aproveitar as férias como uma turista comum. No entanto, em meio ao sol e aos belíssimos pontos turísticos, Lumikki conhece Zelenka, uma mulher alguns anos mais velha que Lumikki que alega ser sua irmã. Zelenka conta uma história detalhada e coerente para provar seu parentesco com Lumikki, mas, mesmo assim, as atitudes de Zelenka são estranhas e levantam diversos questionamentos.

9 de fevereiro de 2017

Resenha: Dois Irmãos

Um dos livros mais importantes da literatura brasileira contemporânea, Dois irmãos vem, desde seu lançamento há quinze anos, conquistando novas gerações de leitores. E foi com o mesmo entusiasmo desses leitores que Fábio Moon e Gabriel Bá embarcaram na missão de adaptar o romance de Milton Hatoum para uma graphic novel. Entre os mais premiados da última década, os irmãos quadrinistas vêm igualmente arrebatando fãs e trazendo uma verdadeira legião de leitores às HQs. Suas obras foram publicadas em diversos países, atravessando fronteiras culturais e políticas. Ao mesmo tempo que preserva a força narrativa de Hatoum, esta adaptação evidencia o talento de Bá e Moon na construção de histórias que alternam entre a tragédia, a delicadeza, a brutalidade e o humor. No traço deles, a vida dos gêmeos Yaqub e Omar ganha novos contornos épicos. A Manaus dos quadrinhos, feita de um jogo de luz e sombras, acolhe este drama que cruza gerações e, seja nos grandes planos ou nos mínimos detalhes, carrega o enredo original de energia e vitalidade. Quem conhece a obra de Hatoum vai não apenas reencontrar, mas redescobrir com outros olhos personagens marcantes como Domingas, Halim, Zana e Dália. E os novos leitores terão contato com um riquíssimo universo ficcional, um drama que, ao esmiuçar a intimidade e a rivalidade de Yaqub e Halim, lança luz nas frestas das relações familiares, do amor e da história recente do Brasil.

Título Original: Dois Irmãos
Autores: Fábio Moon e Gabriel Bá
Páginas: 232
Editora: Quadrinhos na Cia.
Livro recebido em parceria com a editora

O post de hoje é sobre a graphic novel Dois Irmãos, que foi inspirada no livro homônimo de Milton Hatoum. A história gira em torno dos irmãos gêmeos Omar e Yaqub, mais especificamente na rixa entre entre eles, já que a mãe claramente prefere o filho mais novo, Omar. Certo dia, os dois têm uma briga tão forte que os pais resolvem mandar o filho mais velho para fora – simplesmente porque sim – o que acaba fazendo com que Yaqub se torne cada vez mais isolado da família. Se quer saber um pouco mais sobre a história e o que eu achei dela, é só dar play no vídeo!

7 de fevereiro de 2017

Resenha: O Pássaro Noturno

Somente uma amizade verdadeira pode quebrar uma antiga maldição. Quando você acha que sabe o que vai acontecer, o mundo te surpreende. Isso é especialmente verdadeiro em uma cidadezinha no Massachusetts que, segundo os rumores, é o lar de um monstro. Por causa de um segredo de família, a jovem Twig tenta ao máximo ser invisível, mas quando duas meninas, Julia e Agate, se mudam para o chalé ao lado da sua casa, tudo muda. Uma bruxa morou lá, e Twig sempre foi proibida de entrar naquele lugar. Mas Julia pode ser sua primeira amiga de verdade e aliada no plano para quebrar a antiga maldição. Nessa fascinante história, amizade e amor são verdadeiramente mágicos.

Título Original: Nightbird 
Autora: Alice Hoffman 
Páginas: 176 
Tradução: Ludimila Hashimoto 
Editora: Bertrand Brasil 
Livro recebido em parceria com a editora

Uma das coisas que eu mais adoro no fato de ler é a forma como um livro pode surpreender a gente, principalmente quando não temos expectativas nenhumas sobre ele. O que fez eu me interessar por O Pássaro Noturno foi o fato de ser um livro infanto-juvenil e, desde que li De Volta a Blackbrick me sentia um pouco órfã do gênero. Gente, ainda bem que dei uma chance para esse livro, é uma das fantasias mais fofinhas que já li na vida!

5 de fevereiro de 2017

Resenha: O Bosque Subterrâneo

Um clássico para o século XXI, O Bosque Selvagem só poderia ter nascido da imaginação de Colin Meloy, celebrado vocalista da banda Decemberists. Vida de Prue Mckeel é bem normal até seu irmãozinho ser sequestrado por um bando de corvos. Nos mapas de Portland, no Oregon, existe uma imensa área verde às margens da cidade conhecida como “F.I.”, ou “Floresta Impassável”. Ninguém nunca cruzou seus limites, ou pelo menos nunca voltou de lá para contar. É exatamente nesse lugar que os corvos pegam o irmão de Prue. E é onde começa a aventura que levará a menina e seu amigo, Curtis, até o coração da Floresta Impassável e seus perigos e maravilhas.

 Título Original: Under Wildwood
Autor: Colin Meloy
Páginas: 432
Tradução: Rodrigo Abreu
Editora: Galera Record
Livro recebido em parceria com a editora

O Bosque Subterrâneo é o segundo volume da série As Crônicas de Wildwood e eu só descobri o fato quando a obra chegou aqui em casa e vi a capa de O Bosque Selvagem na contracapa do livro. É importante frisar que, apesar de eu não ter tido dificuldades para entender a história em si, senti falta daquela famosa descrição de personagens que só é feita em primeiros volumes de séries. Não chegou a me atrapalhar, mas a verdade é que eu não conheço tão bem os personagens como quem leu o primeiro livro.

3 de fevereiro de 2017

Promoção: Dois Anos de Pobre Leitora


O blog Pobre Leitora está completando 2 anos de vida e estamos todos muitos felizes! Pra comemorar essa data, é claro que não podia faltar um sorteio onde você, leitor, leva vários livros pra casa!

2 de fevereiro de 2017

Resenha: Juntando os Pedaços

Jack tem prosopagnosia, uma doença que o impede de reconhecer o rosto das pessoas. Quando ele olha para alguém, vê os olhos, o nariz, a boca… mas não consegue juntar todas as peças do quebra-cabeça para gravar na memória. Então ele usa marcas identificadoras, como o cabelo, a cor da pele, o jeito de andar e de se vestir, para tentar distinguir seus amigos e familiares. Mas ninguém sabe disso — até o dia em que ele encontra a Libby. Libby é nova na escola. Ela passou os últimos anos em casa, juntando os pedaços do seu coração depois da morte de sua mãe. A garota finalmente se sente pronta para voltar à vida normal, mas logo nos primeiros dias de aula é alvo de uma brincadeira cruel por causa de seu peso e vai parar na diretoria. Junto com Jack. Aos poucos essa dupla improvável se aproxima e, juntos, eles aprendem a enxergar um ao outro como ninguém antes tinha feito.

Título Original: Holding Up the Universe
Autora: Jennifer Niven
Páginas: 392
Tradução: Alessandra Esteche
Editora: Seguinte
Livro recebido em parceria com a editora

Não parece ser exclusividade minha ter pegado esse livro para ler por causa de Por Lugares Incríveis – que, inclusive, é um dos meus livros preferidos –, outra obra escrita pela Jennifer Niven. O livro fez tanto sucesso que foi um dos maiores destaques do gênero YA em 2015 e fez com Niven viesse para a Bienal do Livro no ano passado. Eu gostei muito de Juntando os Pedaços, mas faltou muito para chegar aos pés do livro anterior da autora. 

1 de fevereiro de 2017

Top Comentarista: Fevereiro 2017


Janeiro passou tão rápido que parece que durou uma semana (pelo menos para mim), tanto que mal pisquei e já estou aqui fazendo post de top comentarista de novo. O livro desse mês é para matar a saudade de um Potterhead que ainda não teve a oportunidade de ler Harry Potter e a Criança Amaldiçoada. O período de inscrições vai do dia 01/02/2017 ao dia 01/03/2017, sempre lembrando que este último dia é apenas para vocês regularizarem os comentários.

30 de janeiro de 2017

Resenha: O Par Perfeito

Mesmo sendo conhecido como o mais durão dos irmãos, Ryder Montgomery deixa as mulheres aos seus pés quando coloca seu cinto de ferramentas. Nenhuma delas é imune a seu jeito sexy quando está no trabalho. Sem contar, é claro, Hope Beaumont, a gerente da Pousada BoonsBoro. Ex-funcionária de um luxuoso hotel em Washington, Hope está acostumada à agitação e ao glamour, porém isso não significa que ela não aprecie os prazeres da cidade pequena. Sua vida está exatamente como ela deseja – exceto pela questão amorosa. Sua única interação com alguém do sexo oposto são as frequentes discussões com Ryder, que sempre lhe dá nos nervos. Ainda assim, qualquer um vê que há uma química inegável entre os dois. Enquanto o dia a dia na pousada transcorre sem problemas graças aos instintos infalíveis de Hope, algumas pessoas de seu passado estão prestes a lhe fazer uma indesejável – e humilhante – visita. Mas, em vez de se afastar ao descobrir que Hope tem seus defeitos, Ryder só fica mais interessado por ela. Será que pessoas tão diferentes podem formar um par perfeito? No livro que encerra a trilogia A Pousada, Nora Roberts apresenta Ryder Montgomery, que, ao tentar driblar o amor refugiando-se no trabalho, acabou sendo surpreendido pelo sentimento mais nobre e profundo que já teve. 

Título Original: The Perfect Hope
Autora: Nora Roberts
Páginas: 320
Tradução: Janaína Sena
Editora: Arqueiro
Livro recebido em parceria com a editora 

O Par Perfeito é o terceiro livro da trilogia A Pousada, escrita pela autora Nora Roberts e publicada no Brasil pela editora Arqueiro. Com 309 páginas, divididos em 20 capítulos, possui pontos de vista alternados entre os personagens. É importante lembrar que, apesar de o livro fazer parte de uma trilogia, não é tecnicamente necessário ler os outros dois volumes para compreender este aqui (porém eventuais spoilers de Um Novo Amanhã e O Eterno Namorado poderão aparecer).

27 de janeiro de 2017

Nunca Se Sabe


Logan morava em um apartamento pequeno em New York – sala, cozinha, dois quartos e um banheiro não muito grande. Passava a maior parte do tempo entre àquelas quatro paredes construindo um mundo só seu, um mundo que nenhum outro jovem da sua idade gostaria de viver. 

23 de janeiro de 2017

Resenha: Sombras Vivas

Mais uma vez no Mundo do Espelho, Jacob Reckless precisa se libertar de uma maldição que em poucos meses lhe custará a vida. Depois de tentar diferentes formas de magia, sua última opção é uma lendária balestra, capaz de dizimar exércitos, mas também de salvar aqueles que realmente precisam. Para encontrar esse objeto extraordinário, ele terá de viajar por Álbion, Lorena e Austrásia, enfrentar criaturas terríveis e competir com Nerron, um ser perigosíssimo que está decidido a derrotá-lo a qualquer custo e a ser o primeiro a encontrar a balestra, para então ser tornar o caçador de tesouros mais talentoso de todos. Jacob não tem tempo a perder. E se não fosse a presença de Fux, sua companheira de aventuras capaz de assumir tanto a forma humana quanto a figura de uma raposa, ele talvez não tivesse forças para encarar tantos obstáculos. Só assim, no limite entre a vida e a morte, ele conseguirá perceber que existem tesouros ainda mais preciosos que sua própria vida.

Título Original: Reckless – Lebendige Schatten
Autora: Cornelia Funke
Páginas: 304
Tradução: Sonali Bertuol
Editora: Seguinte
Livro recebido em parceria com a editora

Segundo volume da série Reckless, Sombras Vivas, de Cornelia Funke, é a continuação de A Maldição da Pedra e, assim como seu antecessor, é recheado de aventuras no mundo atrás do espelho. Particularmente, gostei ainda mais desse segundo volume, já que os pontos baixos do primeiro livro foram deixados para trás e a história me envolveu por completo dessa vez.

21 de janeiro de 2017

Resenha: Maus

Maus ("rato", em alemão) é a história de Vladek Spiegelman, judeu-polonês que sobreviveu ao campo de concentração de Auschwitz, narrada por ele próprio ao filho Art. O livro é considerado um clássico contemporâneo das histórias em quadrinhos. Foi publicado em duas partes, a primeira em 1986 e a segunda em 1991. No ano seguinte, Maus ganhou o prestigioso Prêmio Pulitzer de literatura. A obra é um sucesso estrondoso de público e de crítica. Desde que foi lançada, tem sido objeto de estudos e análises de especialistas de diversas áreas -história, literatura, artes e psicologia. Em nova tradução, o livro é agora relançado com as duas partes reunidas num só volume. Nas tiras, os judeus são desenhados como ratos e os nazistas ganham feições de gatos; poloneses não-judeus são porcos e americanos, cachorros. Esse recurso, aliado à ausência de cor dos quadrinhos, reflete o espírito do livro: trata-se de um relato incisivo e perturbador, que evidencia a brutalidade da catástrofe do Holocausto. Spiegelman, porém, evita o sentimentalismo e interrompe algumas vezes a narrativa para dar espaço a dúvidas e inquietações. É implacável com o protagonista, seu próprio pai, retratado como valoroso e destemido, mas também como sovina, racista e mesquinho. De vários pontos de vista, uma obra sem equivalente no universo dos quadrinhos e um relato histórico de valor inestimável.

Título Original: MAUS
Autor: Art Spiegelman
Páginas: 296
Tradução: Antônio de Marcelo Soares
Editora: Quadrinhos na Cia. 

Vocês sabem que eu tento ser cem por cento sincera nas minhas resenhas e é justamente isso o que eu vou ser aqui. Começando por agora, onde eu admito que eu simplesmente não sei o que falar sobre Maus. A minha vontade é de falar apenas uma coisa: "morria de vontade de ler Maus. Li. Estou bem triste", e não porque a história é ruim, longe disso. É porque, como toda história que fala sobre o Holocausto, é extremamente triste mesmo.

19 de janeiro de 2017

Resenha: Rio-Paris-Rio

Maria e Arthur se encontram em Paris no início de 1968. Ela estuda filosofia na Sorbonne, ele é poeta e artista de rua. Juntos vivem os excessos daqueles anos de revoluções e utopias e fogem da ditadura no Brasil, divididos entre o deslumbramento pelo que o Velho Mundo lhes oferece e a permanente sensação de que são intrusos na grande festa que é Paris. Duas vezes ganhadora do prêmio Jabuti, uma delas com a biografia Arthur Bispo do Rosário, publicada pela Rocco, a jornalista e escritora Luciana Hidalgo estreou na ficção com O passeador, romance ambientado no Rio de Janeiro da Belle Époque. Agora, em seu segundo romance, a autora narra uma história de amor, sonhos e desilusões, tendo como pano de fundo um período conturbado da história, tanto na Europa quanto no Brasil, com uma prosa poética e potente.

Título Original: Rio-Paris-Rio
Autora: Luciana Hidalgo
Páginas: 160
Editora: Rocco
Livro recebido em parceria com a editora

Sempre que tenho oportunidade de ler algum livro nacional, eu leio. Rio-Paris-Rio me chamou a atenção por causa da sinopse: dois brasileiros que se encontram refugiadas em um país diferente enquanto a terra natal sofria os horrores da ditadura. E, claro, o fato de ser "uma história de amor, sonhos e desilusões" ambientada em Paris.

17 de janeiro de 2017

Entrevista: Audrey Carlan


A Analu, que colabora aqui no Roendo Livros algumas vezes, conseguiu uma super entrevista com Audrey Carlan, autora da A Garota do Calendário. Todas as suas histórias foram feitas para proporcionar aos leitores uma experiência sexy e romântica. Seus livros já figuraram nas listas de mais vendidos de jornais, como New York Times, Washington Street Journal e USA Today. Audrey mora na Califórnia com o marido e dois filhos. Quando não está escrevendo, ela gosta de praticar ioga, tomar uma taça de vinho com as amigas e ler romances picantes. A entrevista original foi publicada no Gettub.
 
Layout feito por Vinícios Costa | Todos os direitos reservados ©