27 de fevereiro de 2017

Resenha: Ainda Estou Aqui

Trinta e cinco anos depois de Feliz ano velho, a luta de uma família pela verdade Eunice Paiva é uma mulher de muitas vidas. Casada com o deputado Rubens Paiva, esteve ao seu lado quando foi cassado e exilado, em 1964. Mãe de cinco filhos, passou a criá-los sozinha quando, em 1971, o marido foi preso por agentes da ditadura, a seguir torturado e morto. Em meio à dor, ela se reinventou. Voltou a estudar, tornou-se advogada, defensora dos direitos indígenas. Nunca chorou na frente das câmeras. Ao falar de Eunice, e de sua última luta, desta vez contra o Alzheimer, Marcelo Rubens Paiva fala também da memória, da infância e do filho. E mergulha num momento negro da história recente brasileira para contar — e tentar entender — o que de fato ocorreu com Rubens Paiva, seu pai, naquele janeiro de 1971.

Título Original: Ainda estou aqui
Autor: Marcelo Rubens Paiva
Páginas: 296
Editora: Alfaguara
Livro recebido em parceria com a editora

Não sou grande fã de ler biografias. Talvez seja ignorância minha, mas eu me entedio fácil e é difícil livros desse gênero conseguirem me prender. Por outro lado, sempre quis ler algo de Marcelo Rubens Paiva, em especial seu tão conhecido Feliz ano velho, mas, até agora, não tive oportunidade. Por isso escolhi Ainda Estou Aqui para resenha e, apesar do receio inicial que as tão temidas biografias trazem à minha vida, mergulhei inteiramente na leitura e o livro se tornou, desde já, inesquecível.

25 de fevereiro de 2017

Resenha: Desintegrados

A Fragmentação tornou-se um grande negócio com poderosos interesses políticos e corporativos em jogo. O governo não quer apenas continuar com ela, como também expandi-la. Cam foi feito inteiramente com as melhores partes de fragmentados e, tecnicamente, ele é um garoto que não existe. Um verdadeiro Frankstein do futuro, que luta para encontrar sua identidade e se questiona se um ser como ele pode ter alma. Quando as ações de um sádico caçador de recompensas ameaçam a causa de Connor, Lev e Risa, o destino de um deles é ligado ao de Cam. A aguardada sequência de Fragmentados desafia a suposição de onde começa e termina a vida e o que realmente significa viver. 

Título Original: Unwholly
Autor: Neal Shusterman
Páginas: 416
Tradução: Camila Fernandes
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora

Desintegrados é a sequencia de Fragmentados, distopia com uma premissa muito original que foi lançada pela Editora Novo Conceito em 2015. No segundo volume da trilogia, após a revolta no Campo de Colheita Happy Jack, Connor comanda o Cemitério, refúgio para os desertores, Risa, que se recusou a receber uma coluna nova e, por isso, ficou paraplégica, é uma autoridade médica no Cemitério, e Lev faz parte de um movimento de resgate aos dízimos. 

23 de fevereiro de 2017

Resenha: O Guia Para Ser Você Mesma

Inspirado nos best sellers O Livro Perigoso para Garotos e O Livro das Garotas Audaciosas, este guia traz tudo que uma moça moderna precisa saber. O que inspira e o que não sai de moda. Textos motivacionais sobre etiqueta nas redes sociais, bullying virtual e sororidade. Histórias de mulheres inspiradoras como Audrey Hepburn, Nise da Silveira, Jane Austen e Chimamanda Ngozi. Do it yourself, receitinhas e decoração. Lugares para viajar e sonhar, e como tirar as melhores fotos. Listas interativas com filmes, séries, músicas e livros!

Título Original: O Guia Para Ser Você Mesma
Autora: Lia Camargo e Melina Souza
Páginas: 168
Editora: Galera Record
Livro recebido em parceria com a editora

Lia Camargo e Melina Souza são blogueiras que estão há muito tempo influenciando na internet. Com fotos meiguíssimas e postagens sobre suas viagens, logo virei fã da Melina e uma stalker oficial dos seus perfis. Já a Lia se torna minha inspiração para a montagem de looks e adoro dar uma conferida nos layouts sempre fofos do Just Lia.

22 de fevereiro de 2017

Promoção: Harry Potter Ilustrado


Melhor que ler os livros de Harry Potter, é ler e ver belíssimos desenhos que ilustram cada um dos mais importantes acontecimentos da história. Por isso, o Gettub e mais alguns blogs amigos, uniram-se para presentear um sortudo com as duas edições ilustradas da Rocco, mais alguns brindes exclusivos. 

19 de fevereiro de 2017

Resenha: Uma História de Notáveis Caçadores de Sombras e Seres do Submundo

Em Uma História de Notáveis Caçadores de Sombras e Seres do Submundo - contada na linguagem das flores, Cassandra Jean mergulha nos personagens criados por Cassandra Clare nas séries Os Instrumentos Mortais, As Peças Infernais e Os Artifícios das Trevas, reunindo características e ficha técnica de nomes como Jace Wayland, Magnus Bane e Tessa Grey. Comparando cada um deles a uma flor, e com belas ilustrações, ela cria um guia para os amantes dessas histórias... e para os que desejam começar a conhecê-las.

Título Original: A History of No Shadowhunters Denizens of Downworld
Autoras: Cassandra Clare & Cassandra Jean
Páginas: 208
Tradução: Ana Resende
Editora: Galera Record
Livro recebido em parceria com a editora

Confesso que quando solicitei Uma História de Notáveis Caçadores de Sombras e Seres do Submundo, esperava receber um spin-off das séries que já conhecemos e amamos tanto. Me surpreendi bastante quando abri o livro que vi que, na verdade, se tratava de uma mini enciclopédia de todos os personagens criados pela Classandra Clare. 

17 de fevereiro de 2017

Resenha: Atlântida - O Gene

A contagem regressiva para uma nova fase da raça humana já começou. Em uma expedição na costa da Antártida, pesquisadores encontram uma misteriosa estrutura enterrada em um iceberg. A milhares de quilômetros dali, na Indonésia, a Dra. Kate Warner pesquisa a cura para o autismo em crianças através de experiências genéticas. Quando essas crianças são sequestradas, um agente de segurança altamente habilitado, acredita ter encontrado uma ligação entre esses dois fatos e busca desvendar uma conspiração global que ameaça toda a humanidade.

Título Original: The Atlantis, Gene
Autor: A. G. Riddle
Páginas: 568
Tradução: Petê Rissatti
Editora: Globo Alt
Livro recebido em parceria com a editora

Atlântida – O Gene é o primeiro livro da trilogia  O Mistério da Origem que obteve um enorme sucesso. Publicado pela Globo Alt e escrita por A. G. Riddle, temos uma obra-prima da genética e da investigação (ou quase isso). Um livro eletrizante que prende do início ao fim, repleto de mistérios e enigmas que envolvem até o leitor mais cético.

15 de fevereiro de 2017

Book Haul: Janeiro 2017 (e outros livros aleatórios de 2016 que esqueci de mostrar )


Oi gente, tudo bem? Sim, estou de volta com cenário novo, casa nova, livros novos! Já queria pedir desculpas para vocês pelo áudio horrível e a mudança de iluminação (porque né, nós que somos pobres gravamos com luz natural mesmo rs), só percebi quando tava dando aquela mexidinha básica no vídeo. Mas enfim, o importante é que o vídeo saiu e mostrei vários livros legais, então não deixem de assistir! :)

13 de fevereiro de 2017

Resenha: Sway

Sway é o apelido de Jesse Alderman, por causa de seu talento para conseguir qualquer coisa para qualquer pessoa, como providenciar trabalhos escolares, fazer com que pessoas sejam expulsas da escola, arrumar cerveja para as festas, entre outras coisas, legais ou ilegais... É sabendo dessa fama que Ken Foster, o capitão do time de futebol da escola, pede a ele um trabalho controverso: Ken quer que Bridget Smalley saia com ele. Com seu humor ácido e seu jeito politicamente incorreto de ver a vida, Sway terá que encarar o trabalho mais difícil que já teve: sufocar todos os sentimentos que Bridget desperta nele, a única menina verdadeiramente boa que ele conheceu em toda a sua vida.

Título Original: Sway
Autora: Kat Spears
Páginas: 256
Tradução: Santiago Nazarian
Editora: Globo Alt
Livro recebido em parceria com a editora

Sway te ajuda a ganhar dinheiro e o dinheiro te ajuda a ter sway. Mas way não é dinheiro.

Sway é o apelido de Jesse Alderman. Um jovem negociante que consegue tudo dentro e fora da lei. Expulsar alunos, drogas, cerveja, trabalhos escolares são fichinha para o requisitadíssimo aluno da Wakefield High School. Dono de uma personalidade forte recheada de sarcasmo e rancor familiar, a história não poderia ter um meio diferente: uma garota surge sob condição improvável e o faz repensar toda a sua postura desde a morte de sua mãe.

11 de fevereiro de 2017

Resenha: Branco Como a Neve


Recuperando-se do terror que vivenciou nas mãos da máfia, Lumikki tem a chance de deixar a Finlândia, se livrando das roupas pesadas, das lembranças sombrias... e do perigo. Ela só quer ser uma garota normal, misturar-se à multidão de turistas e aproveitar as férias. Quando Lumikki conhece Zelenka, uma jovem misteriosa que alega ter o mesmo sangue que ela, as coincidências são inquietantes. Rapidamente ela se vê envolvida no mundo triste daquela mulher, descobrindo peças de um mistério que irá conduzi-la a uma seita secreta e aos mais altos escalões do poder corporativo. Para escapar dessa trama asfixiante, Lumikki não poderá fazer tudo sozinha. Não desta vez.

Título Original: As White as Snow
Autora: Salla Simukka
Páginas: 224
Tradução: Pasi Loman e Lilia Loman
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora

Branco Como a Neve é o segundo livro da Trilogia da Branca de Neve. Na continuação de Vermelho Como o Sangue, após escapar da máfia, Lumikki decide ir para Praga e aproveitar as férias como uma turista comum. No entanto, em meio ao sol e aos belíssimos pontos turísticos, Lumikki conhece Zelenka, uma mulher alguns anos mais velha que Lumikki que alega ser sua irmã. Zelenka conta uma história detalhada e coerente para provar seu parentesco com Lumikki, mas, mesmo assim, as atitudes de Zelenka são estranhas e levantam diversos questionamentos.

9 de fevereiro de 2017

Resenha: Dois Irmãos

Um dos livros mais importantes da literatura brasileira contemporânea, Dois irmãos vem, desde seu lançamento há quinze anos, conquistando novas gerações de leitores. E foi com o mesmo entusiasmo desses leitores que Fábio Moon e Gabriel Bá embarcaram na missão de adaptar o romance de Milton Hatoum para uma graphic novel. Entre os mais premiados da última década, os irmãos quadrinistas vêm igualmente arrebatando fãs e trazendo uma verdadeira legião de leitores às HQs. Suas obras foram publicadas em diversos países, atravessando fronteiras culturais e políticas. Ao mesmo tempo que preserva a força narrativa de Hatoum, esta adaptação evidencia o talento de Bá e Moon na construção de histórias que alternam entre a tragédia, a delicadeza, a brutalidade e o humor. No traço deles, a vida dos gêmeos Yaqub e Omar ganha novos contornos épicos. A Manaus dos quadrinhos, feita de um jogo de luz e sombras, acolhe este drama que cruza gerações e, seja nos grandes planos ou nos mínimos detalhes, carrega o enredo original de energia e vitalidade. Quem conhece a obra de Hatoum vai não apenas reencontrar, mas redescobrir com outros olhos personagens marcantes como Domingas, Halim, Zana e Dália. E os novos leitores terão contato com um riquíssimo universo ficcional, um drama que, ao esmiuçar a intimidade e a rivalidade de Yaqub e Halim, lança luz nas frestas das relações familiares, do amor e da história recente do Brasil.

Título Original: Dois Irmãos
Autores: Fábio Moon e Gabriel Bá
Páginas: 232
Editora: Quadrinhos na Cia.
Livro recebido em parceria com a editora

O post de hoje é sobre a graphic novel Dois Irmãos, que foi inspirada no livro homônimo de Milton Hatoum. A história gira em torno dos irmãos gêmeos Omar e Yaqub, mais especificamente na rixa entre entre eles, já que a mãe claramente prefere o filho mais novo, Omar. Certo dia, os dois têm uma briga tão forte que os pais resolvem mandar o filho mais velho para fora – simplesmente porque sim – o que acaba fazendo com que Yaqub se torne cada vez mais isolado da família. Se quer saber um pouco mais sobre a história e o que eu achei dela, é só dar play no vídeo!

7 de fevereiro de 2017

Resenha: O Pássaro Noturno

Somente uma amizade verdadeira pode quebrar uma antiga maldição. Quando você acha que sabe o que vai acontecer, o mundo te surpreende. Isso é especialmente verdadeiro em uma cidadezinha no Massachusetts que, segundo os rumores, é o lar de um monstro. Por causa de um segredo de família, a jovem Twig tenta ao máximo ser invisível, mas quando duas meninas, Julia e Agate, se mudam para o chalé ao lado da sua casa, tudo muda. Uma bruxa morou lá, e Twig sempre foi proibida de entrar naquele lugar. Mas Julia pode ser sua primeira amiga de verdade e aliada no plano para quebrar a antiga maldição. Nessa fascinante história, amizade e amor são verdadeiramente mágicos.

Título Original: Nightbird 
Autora: Alice Hoffman 
Páginas: 176 
Tradução: Ludimila Hashimoto 
Editora: Bertrand Brasil 
Livro recebido em parceria com a editora

Uma das coisas que eu mais adoro no fato de ler é a forma como um livro pode surpreender a gente, principalmente quando não temos expectativas nenhumas sobre ele. O que fez eu me interessar por O Pássaro Noturno foi o fato de ser um livro infanto-juvenil e, desde que li De Volta a Blackbrick me sentia um pouco órfã do gênero. Gente, ainda bem que dei uma chance para esse livro, é uma das fantasias mais fofinhas que já li na vida!

5 de fevereiro de 2017

Resenha: O Bosque Subterrâneo

Um clássico para o século XXI, O Bosque Selvagem só poderia ter nascido da imaginação de Colin Meloy, celebrado vocalista da banda Decemberists. Vida de Prue Mckeel é bem normal até seu irmãozinho ser sequestrado por um bando de corvos. Nos mapas de Portland, no Oregon, existe uma imensa área verde às margens da cidade conhecida como “F.I.”, ou “Floresta Impassável”. Ninguém nunca cruzou seus limites, ou pelo menos nunca voltou de lá para contar. É exatamente nesse lugar que os corvos pegam o irmão de Prue. E é onde começa a aventura que levará a menina e seu amigo, Curtis, até o coração da Floresta Impassável e seus perigos e maravilhas.

 Título Original: Under Wildwood
Autor: Colin Meloy
Páginas: 432
Tradução: Rodrigo Abreu
Editora: Galera Record
Livro recebido em parceria com a editora

O Bosque Subterrâneo é o segundo volume da série As Crônicas de Wildwood e eu só descobri o fato quando a obra chegou aqui em casa e vi a capa de O Bosque Selvagem na contracapa do livro. É importante frisar que, apesar de eu não ter tido dificuldades para entender a história em si, senti falta daquela famosa descrição de personagens que só é feita em primeiros volumes de séries. Não chegou a me atrapalhar, mas a verdade é que eu não conheço tão bem os personagens como quem leu o primeiro livro.

3 de fevereiro de 2017

Promoção: Dois Anos de Pobre Leitora


O blog Pobre Leitora está completando 2 anos de vida e estamos todos muitos felizes! Pra comemorar essa data, é claro que não podia faltar um sorteio onde você, leitor, leva vários livros pra casa!

2 de fevereiro de 2017

Resenha: Juntando os Pedaços

Jack tem prosopagnosia, uma doença que o impede de reconhecer o rosto das pessoas. Quando ele olha para alguém, vê os olhos, o nariz, a boca… mas não consegue juntar todas as peças do quebra-cabeça para gravar na memória. Então ele usa marcas identificadoras, como o cabelo, a cor da pele, o jeito de andar e de se vestir, para tentar distinguir seus amigos e familiares. Mas ninguém sabe disso — até o dia em que ele encontra a Libby. Libby é nova na escola. Ela passou os últimos anos em casa, juntando os pedaços do seu coração depois da morte de sua mãe. A garota finalmente se sente pronta para voltar à vida normal, mas logo nos primeiros dias de aula é alvo de uma brincadeira cruel por causa de seu peso e vai parar na diretoria. Junto com Jack. Aos poucos essa dupla improvável se aproxima e, juntos, eles aprendem a enxergar um ao outro como ninguém antes tinha feito.

Título Original: Holding Up the Universe
Autora: Jennifer Niven
Páginas: 392
Tradução: Alessandra Esteche
Editora: Seguinte
Livro recebido em parceria com a editora

Não parece ser exclusividade minha ter pegado esse livro para ler por causa de Por Lugares Incríveis – que, inclusive, é um dos meus livros preferidos –, outra obra escrita pela Jennifer Niven. O livro fez tanto sucesso que foi um dos maiores destaques do gênero YA em 2015 e fez com Niven viesse para a Bienal do Livro no ano passado. Eu gostei muito de Juntando os Pedaços, mas faltou muito para chegar aos pés do livro anterior da autora. 

1 de fevereiro de 2017

Top Comentarista: Fevereiro 2017


Janeiro passou tão rápido que parece que durou uma semana (pelo menos para mim), tanto que mal pisquei e já estou aqui fazendo post de top comentarista de novo. O livro desse mês é para matar a saudade de um Potterhead que ainda não teve a oportunidade de ler Harry Potter e a Criança Amaldiçoada. O período de inscrições vai do dia 01/02/2017 ao dia 01/03/2017, sempre lembrando que este último dia é apenas para vocês regularizarem os comentários.
 
Layout feito por Vinícios Costa | Todos os direitos reservados ©