29 de setembro de 2018

Resenha: Querido Mundo

O relato surpreendente de uma menina síria em meio aos horrores da guerra. Aos 3 anos de idade, Bana Alabed tinha uma infância feliz que foi interrompida abruptamente por uma guerra civil. Durante os quatro anos seguintes, Bana viveu em meio a bombardeios, destruição e medo.
Sua provação angustiante culminou em um cerco brutal em que ela, seus pais e os dois irmãos mais novos ficaram presos em Aleppo, com pouco acesso a comida, água, medicamentos e outras necessidades básicas. Com o potencial revolucionário da Internet, Bana, em um gesto simples, mas inédito, usou o Twitterpara pedir paz e mobilizar pessoas ao redor do mundo pelo mesmo intuito.
Contendo palavras da própria Bana e cartas comoventes de sua mãe, Fatemah, Querido Mundo não é apenas um relato envolvente de uma família ameaçada pela guerra — o livro oferece, também, uma perspectiva únicasobre uma das maiores crises humanitárias da história, vista pelos olhos de uma criança. Bana perdeu sua melhor amiga, a escola onde estudava e seu lar. Mas não perdeu a esperança — com relação a si mesma e às outras crianças ao redor do mundo, vítimas e refugiadas de guerra que são dignas de vidas melhores.

Título Original: Dear World
Autora: Bana Alabed
Páginas: 160
Tradução: Claudia Gerpe Duarte
Editora: Best Seller
Livro recebido em parceria com a editora 

Eu já tinha ouvido falar sobre a história de Bana Alabed quando saiu aquela notícia sobre a J. K. Rowling ter enviado os e-books de Harry Potter para a garotinha, após um pedido de sua mãe, Fatemah. Lembro muito bem de que houve uma confusão enorme, porque as pessoas não acreditavam que Bana e Fatemah conseguiam usar a internet no meio de uma guerra. Eu nunca duvidei — até porque, convenhamos, não é lá muito difícil ter acesso à internet —, mas depois de ler Querido Mundo, eu tenho certeza do sofrimento de Bana, sua família e de todas as pessoas que viveram e ainda vivem essa guerra. 

27 de setembro de 2018

Resenha: Jack, o Estripador

Em 1888, no distrito londrino de Whitechapel, prostitutas foram assassinadas em série, de forma cruel e sádica. Chamado para investigar o caso, o inspetor Fred Abberline foi incumbido de rastrear e capturar o até hoje misterioso assassino que ficaria conhecido como Jack, o Estripador.
Apresentando todas as evidências conhecidas neste relato completo sobre o serial killer mais infame de todos os tempos, Donald Rumbelow submete as teorias sobre a identidade e a motivação do famoso assassino a intenso escrutínio, com uma lista de possíveis suspeitos que vai desde um ex-presidiário paupérrimo e um marinheiro mercante até Lewis Carroll, autor de Alice no País das Maravilhas, e Randolph Churchill, pai do ex-primeiro-ministro inglês Winston Churchill.
O autor examina a mitologia que envolve o caso e propõe uma análise sobre o perfil do Estripador, tanto nas reportagens à época dos crimes quanto na ficção inspirada nos assassinatos, além de traçar paralelos com outros terríveis casos famosos, como os do Estripador de Düsseldorf e do Estripador de Yorkshire, na tentativa de esclarecer as razões para as atrocidades cometidas na Londres vitoriana.

Título Original: The Complete Jack The Ripper
Autor: Donald Rumbelow
Páginas: 378
Tradução: Alessandra Bonrruquer
Editora: Record
Livro recebido em parceria com a editora

Quem acompanha o blog há mais tempo, sabe que meus gêneros literários preferidos são infanto-juvenil e jovem-adulto. Aí que vocês se perguntam: "uai Ana, então porque diabos você tá lendo um livro sobre investigação criminal?". Esse é um outro lado meu que poucas pessoas conhecem, eu amo esse tipo de coisa — não é atoa que minha série preferida e Criminal Minds. Eu já sabia que ia gostar de ler sobre Jack, o Estripador, o serial killer que intriga as pessoas até hoje. 

25 de setembro de 2018

Resenha: Bruto e Apaixonado

Mário Lancaster e Natália Esteves parecem não ter nada a ver um com o outro: ele é um ex-peão de rodeio e ela, uma empresária sofisticada de uma metrópole. Ela deve demitir funcionários da maior fábrica local, e ele é o responsável por convencê-la a mudar de ideia. Eles estão em lados opostos, mas a química entre os dois é impossível de ignorar. Bruto e Apaixonado é o primeiro volume da série Irmãos Lancaster e uma história irresistível de amor, superação, sedução e, claro, caubóis atraentes e possessivos.

Título Original: Bruto e Apaixonado
Autora: Janice Diniz
Páginas: 256
Editora: Harlequin Brasil
Livro recebido em parceria com a editora

Bruto e Apaixonado é o primeiro livro da série Irmãos Lancaster, escrito pela autora brasileira Janice Diniz, que é conhecida como a "Rainha dos Cowboys Brasileiros". Fiquei impressionada que mesmo com todos os livros e todo o sucesso que ela faz nas redes, eu ainda não conhecia o seu trabalho. Fiquei super feliz quando recebi o livro, mais feliz ainda porque é nacional e porque a premissa é de romance com uma pegada hot, meu gênero favorito, como vocês bem sabem.

23 de setembro de 2018

Promoção: Sete Anos de Além da Contra Capa


Aniversário tem que ter presente e nos 7 anos do Além da Contracapa eles vão todos para os nossos leitores. Então, com o apoio dos nossos blogs amigos e editoras parceiras, vamos sortear muitos livros para vocês. E não deixe de acessar o Além da Contracapa para conferir todos os prêmios

20 de setembro de 2018

Livros Que Empurrei Com a Barriga


Sempre têm aqueles livros que a gente não tá gostando muito — ou nem um pouquinho —, mas mesmo assim quer saber o que acontece no final ou simplesmente quer terminar de lê-lo pela força do ódio? O Victor do Geek Freak falou um pouquinho sobre os livros que ele empurrou com a barriga lá no canal, e eu gostei tanto da ideia que resolvi reproduzir aqui no Roendo Livros. A foto de cabeçalho dessa postagem é só pra ficar bem fofinho, porque de ruins bastam os livros que vou falar nesse post.

18 de setembro de 2018

Resenha: Amor Amargo

Último ano do colégio: a formatura da estudiosa Alex se aproxima, assim como a promessa feita com seus dois melhores amigos, Bethany e Zach, de viajarem até o Colorado, local para onde sua mãe estava indo quando morreu em um acidente. O Dia da Viagem se torna cada vez mais próximo, e tudo corre conforme o planejado.
Até Cole aparecer.
Encantador, divertido, sensível, um astro dos esportes. Alex parece não acreditar que o garoto está ali, querendo se aproximar dela. Quando os dois iniciam um relacionamento, tudo parece caminhar às mil maravilhas, até que ela começa a conhecê-lo de verdade…
Em um retrato realista de um relacionamento conturbado, a autora Jennifer Brown – do sucesso A Lista Negra – nos leva até o limite de nossos sentimentos.

Título Original: Bitter End
Autora: Jennifer Brown
Páginas: 256
Tradução: Guilherme Meyer
Editora: Gutenberg
Livro recebido em parceria com a editora

Eu me lembro que, há alguns anos, tentei ler A Lista Negra, mas parei antes da página 50 por estar achando a história muito parada. Ainda assim, unicamente pelo tema proposto, resolvi que daria mais uma chance para Jennifer Brown com Amor Amargo. Acredito que, do fundo do meu coração, eu nunca li um livro tão pesado, triste e real em toda a minha vida. 

15 de setembro de 2018

Resenha: Você e Outros Pensamentos Que Provocam Arrepio

Você e outros pensamentos que provocam arrepio traz 50 crônicas que retratam as relações amorosas com sensibilidade e irreverência.
Profundo conhecedor da alma feminina, Fred Elboni já vendeu cerca de 200 mil exemplares. Agora, em seu sexto livro, ele revela seu amadurecimento como escritor num prazeroso diálogo que desafia as mulheres a encontrarem a própria liberdade, buscando dentro de si o poder e a coragem de se despir de seus medos, pudores, preconceitos e inseguranças.
Com uma linguagem leve e sexy, Fred apresenta pequenos flashs do cotidiano em deliciosos textos sobre paixão, sexo, encontros casuais, saudade, intimidade e afeto, explorando as múltiplas e imprevisíveis maneiras de experimentar o amor – e a si mesmo.

Título Original: Você e Outros Pensamentos Que Provocam Arrepio
Autor: Fred Elboni
Páginas: 176
Editora: Sextante 
Livro recebido em parceria com a editora

Você me perdoe, mas eu fiz de novo: pedi um livro porque a capa era maravilhosa. Aliás, maravilhoso é pouco para falar sobre o trabalho de ilustração da Camila do Rosário em Você e Outros Pensamentos Que Provocam Arrepio. Na realidade, acho que o que mais me impressionou aqui foram as ilustrações, já que as crônicas do Fred Elboni não me cativaram nem um pouco. Infelizmente.

12 de setembro de 2018

Resenha: Correndo Descalça

Um romance emocionante sobre amizade, amor e família, da autora de Beleza Perdida.
Quando Josie Jensen, uma desajeitada menina prodígio da música, conhece Samuel Yates, um garoto confuso e revoltado descendente dos índios Navajos, uma amizade improvável floresce. Apesar de ser cinco anos mais nova, Josie ensina a Samuel sobre palavras, música, sonhos, e, com o tempo, eles formam um forte vínculo de amizade.
Após se formar no colégio, Samuel abandona a cidadezinha onde vivem em busca de um futuro, deixando sua jovem amiga com o coração partido. Muitos anos depois, quando Samuel retorna, percebe que Josie necessita exatamente das coisas que ela lhe oferecera na adolescência. É a vez de Samuel ensinar a Josie sobre a vida e o amor e guiá-la para que ela encontre seu rumo, sua felicidade.
Profundamente romântico, Correndo Descalça é a história de uma garota do interior e um garoto indígena, sobre os laços que os ligam a suas casas e famílias e sobre o amor que lhes dá asas para voar.

Título Original: Running Barefoot
Autora: Amy Harmon
Páginas: 349
Tradução: Débora Isidoro
Editora: Verus
Livro recebido em parceria com a editora

Apesar de Beleza Perdida ser o livro mais famoso de Amy Harmon, o meu primeiro contato com a autora foi através do Correndo Descalça, e eu fiquei muito feliz por ter tido a oportunidade de lê-lo. Eu jurava por Deus que esse seria mais um romance erótico que eu seria obrigada a criticar aqui no blog, mas não podia estar mais enganada. Começando pelo gênero, que não era nada do que eu pensava. Tudo o que eu encontrei aqui foi o que eu sonhava em encontrar: um romance bonito, bem construído, onde os personagens se atraem pelo que são e não pela beleza.

10 de setembro de 2018

Quem Tem Medo do Feminismo Negro?: Cinco Motivos Para Ler


Djamila Ribeiro é uma militante conhecida no país pelo seu ativismo na internet. É graduada em Filosofia e mestre em Filosofia Política pela Universidade Federal de São Paulo, com ênfase em Teoria Feminista. Escreveu por muitos anos no blog da CartaCapital e, atualmente, é colunista da revista Elle. Mas muito mais do que isso, Djamila é uma mulher linda, feminista, inteligente e forte, que inspira muitas outras mulheres através da sua luta contra o racismo. 

7 de setembro de 2018

Promoção: Independência Literária


Apesar do acontecimento do início do mês, o dia da Independência do Brasil ainda deve ser lembrado, afinal, é um dos fatos históricos mais importantes do nosso país — essa data marca o fim do domínio português e a conquista da nossa autonomia política. Sendo assim, o Roendo Livros junto com mais dez blogs amigos resolveram comemorar da melhor maneira possível: sorteando livros só de autores nacionais!

5 de setembro de 2018

Resenha: As Filhas da Noiva

Courtney Watson é a irmã desajustada da família. Ela pode não ter uma vida tão organizada quanto a das irmãs, mas ela é excelente em uma coisa: guardar segredos. Inclusive sobre seu caso flamejante com um produtor musical. Planejar o casamento da própria mãe traz sua vida secreta à tona, mudando completamente a imagem que sua família tinha de Courtney para sempre. Quando o namorado de Siena, a irmã rebelde, a pede em casamento bem na frente de sua mãe e suas irmãs, é uma completa surpresa para ela. Siena já passou por dois noivados fracassados e desfeitos. Como ela pode aceitar se ela nem tem certeza que é isso que ela ainda quer? Rachel é a cínica da família. Ela acreditava que o amor duraria para sempre. Até o seu divórcio. Enquanto o dia do casamento de sua mãe se aproxima, seu ex passa a implorar por uma segunda chance, e ela é forçada a reconhecer algumas verdades incômodas sobre os motivos pelos quais seu casamento não deu certo. Rachel precisa decidir se ela vai deixar o orgulho ficar no caminho do seu felizes para sempre.

Título Original: Daughters of the Bride
Autora: Susan Mallery
Páginas: 352
Tradução: Carolina Caires
Editora: Harlequin Brasil
Livro recebido em parceria com a editora

Em As Filhas da Noiva, conhecemos a história de três irmãs, cada uma tão diferente uma da outra que não tem como confundir. Uma é desastrada, a outra desapegada e a última é super cínica  o que eu vi como uma coisa até meio engraçada, bem como um alívio cômico mesmo. Os pontos de vistas da narrativa são divididos entre as irmãs durante os capítulos do livro.

3 de setembro de 2018

Resenha: A Livraria

Foto: Resenhas à La Carte
O livro que deu origem ao filme estrelado por Emily Mortimer, de A ilha do medo, e Patricia Clarkson, de House of Cards Florence Green, uma viúva de meia-idade, decide abrir uma livraria — a única — na pequena Hardborough, uma cidade costeira no interior da Inglaterra. Florence não esperava, contudo, que seu projeto pudesse transformar Hardborough em um campo de batalha: enquanto a influente e ambiciosa Violet Gamart, que tinha outros planos para a centenária casa que ela escolheu como sede, faz de Florence sua inimiga, a empreendedora também conquista um aliado na figura do excêntrico Sr. Brundish. Na história de Florence Green enfrentando a cortês mas implacável oposição local, vê-se a denúncia de uma estrutura de privilégios apoiada em invejas e crueldades, e, no microcosmo de Hardborough, Penelope Fitzgerald monta um cenário repleto de detalhes precisos e personagens atemporais.

Título Original: The Bookshop
Autor: Penelope Fitzgerald
Páginas: 160
Tradução: Sônia Coutinho
Editora: Bertrand Brasil
Livro recebido em parceria com a editora

Florence Green é uma viúva de meia idade que mora em uma pequena cidade da Inglaterra chamada Hardborough. Ela almeja abrir uma livraria em uma das casas mais velhas da cidade, mas os habitantes da mesma estão um tanto resistentes quanto à ideia da mulher. Eles querem que a casa seja um Centro de Artes ao invés de uma livraria e farão de tudo para tirar a Sra. Green de lá.

1 de setembro de 2018

Top Comentarista: Setembro 2018


Para quem disse que agosto demora um século para passar, eis a prova do contrário: parece que não tem nem uma semana que postei o top comentarista do mês passado e já estou aqui de novo! Como sempre, nesse mês a pessoa que ganhar poderá escolher um livro no valor de até trinta reais, dá para escolher algo bem bacana! O período de inscrições vai de 01/09/2018 ao dia 01/10/2018, sempre lembrando que este último dia é apenas para vocês regularizarem os comentários.
 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©