30 de dezembro de 2013

Análise de Série: Beautiful Creatures

Títulos: Dezesseis Luas
              Dezessete Luas
              Dezoito Luas
              Dezenove Luas
Autoras: Margaret Stohl e Kami Garcia
Páginas: Total de 1680 páginas
Tradutora: Regiane Winarski
Editora: Galera Record

Uma maldição derivada do amor proibido entre uma conjuradora e um mortal leva Lena a Gatlin para que ela possa viver como uma adolescente normal, dias antes de seu aniversário. A garota passa a morar com seu tio Macon Ravenwood e a frequentar a escola do condado onde conhece Ethan. 

Como é de se esperar os dois se apaixonam, apesar de Lena parecer negar isso de qualquer maneira por puro medo. Quando uma mulher da família Duchannes completa 16 anos a maldição invoca a pessoa para a luz ou trevas, depende de sua verdadeira natureza, e Lena tem certeza que será invocada para as trevas.


Quando vi Dezesseis Luas no cinema eu soube que deveria comprar o livro, porque por mais que eu não seja um fã de romance eu gostei do que eles haviam criado ali e se eu tinha gostado do filme, provavelmente iria me encantar pelo livro. Dito e feito, eu me apaixonei pela série.

O mundo

Eu realmente tenho essa coisa de me atrair por mundos mágicos, acho que é porque imagino o quanto minha vida seria mais legal se ela existisse e o mundo Conjurador é sim um mundo mágico. As autoras fizeram como a maioria dos autores de fantasia, implantaram um mundo no nosso, um que sempre esteve escondido dos mortais. Com bibliotecas mágicas, túneis que te levam a qualquer lugar, Conjuradores, Videntes e Incubus de Sangue. Margaret e Kami uniram vastas informações e conseguiram dar nexo a todas elas. 

Enredo

O que Ethan e Lena enfrentam durante o livro é muito mais do que a maldição dos Duchannes e muito mais do que o amor proibido. Outros problemas surgem durante a história, e muito piores. Envolvendo um Incubus de Sangue centenário que odeia mortais, uma mãe oportunista das trevas e uma instituição corrupta que é responsável pelas Crônicas Conjuradoras.

Personagens

No meu ponto de vista os personagens foram muito bem trabalhados, de maneira que eu me identifico com alguns deles (uns mais que os outros) e admiro os outros. A história é narrada por Ethan (porém no último livro temos um trecho narrado por Lena) e mesmo ele tendo sua própria visão de cada personagem conseguimos criar nossas relações. Eu por exemplo gosto tanto dos protagonistas quanto dos personagens mais insignificantes, desde a Sra. Lincoln, passando pela querida Marian Ashcroft, Macon Ravenwood, Ridley Duchannes, e chegando até mesmo aos vilões.

Muitos podem achar Ethan um chato, porque ele tem sim muitas coisas desinteressantes e eu mesmo fico enjoado com o quanto ele ama a Lena. Fora isso eu me identifico muito com o personagem. Ele vive em uma cidade pequena e para ele, sair dali e ir para uma faculdade, conhecer outros lugares é uma vitória. Além disso, Ethan herdou da mãe o hábito de ler, talvez porque a leitura o tirava de Gatlin por alguns momentos.

Gatlin não era um lugar complicado; Gatlin era Gatlin. Os vizinhos ficavam de guarda nas varandas no calor insuportável, sofrendo e suando à vista de todos. Mas não havia sentido. Nada mudava nunca.

Lena Duchannes, aquela que ama um mortal e que pode ser a Conjuradora mais forte da Luz ou das Trevas. Porque eu gosto tanto de você? Pode ser por sua personalidade forte, pelo modo como você respeita seu tio, por você acreditar que onde há trevas a luz e por se arriscar tantas vezes por um ser inferior a você. Lena tem um modo de vida simples demais para tanto poder, e poemas tão belos para apenas uma garota.

Eu aconselho todos a lerem, mesmo os que não gostam de romances como eu, porque a história apesar de ter grande base nisso envolve outras coisas que podem te fazer ler tudo sem parar. Eu não me decepcionei som a saga e acho que outras pessoas também não. Por mais que eu tenha ficado chateado no último livro, o final dele valeu a pena.

2 comentários:

  1. Tenho vontade de ler essa série. Parece ser boa!

    Respondi a Tag "Conhecendo a Blogueira" no meu blog te indiquei para fazer também.
    Link: http://incontrolaveispalavras.blogspot.com.br/2013/12/tag-conhecendo-blogueira_30.html#more

    Parabéns pelo blog.
    Beijos!

    http://incontrolaveispalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. É tão fofo!!! Preciso acabar a leitura da série ^^
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa | Todos os direitos reservados ©