29 de novembro de 2016

Sobre a Importância de Formar Crianças Leitoras


Quando se é um leitor assíduo, as perguntas que mais costumamos ouvir são como conseguimos ler tão rápido, ou nos questionam sobre a quantidade de livros que lemos por semana e até mesmo, pasmem, perguntam como é que a gente gosta tanto de ler. O mais legal é que minha resposta é praticamente a mesma para todas essas perguntas: minha mãe sempre me incentivou a ler desde que me entendo por gente. Então, se eu me tornei essa pessoa apaixonada por literatura que sou hoje, é porque minha mãe sabia que a leitura seria importante para a construção do meu caráter. 

Para quem ainda acha que ler é bobagem, infelizmente vou ter que dar um puxão de orelha. A leitura, além de mexer com a nossa imaginação, traz vários benefícios. Sei que eu nem precisava dizer, mas é cientificamente comprovado que crianças que leem e têm contato com a leitura desde cedo, principalmente se for motivada pelos pais, não só aprendem melhor — e quando eu digo aprender, quero dizer que ela terá mais facilidade na escrita e na pronúncia das palavras — como se comunicam melhor também. Sendo assim, é fato que a leitura ajuda com todas as disciplinas que a criança terá contato ao longo da vida. 

Ler amplia o nosso conhecimento geral, aumenta o nosso vocabulário e ouso dizer que até estimula os sentimentos da gente — quem nunca se sentiu feliz ou triste ao terminar um bom livro que atire a primeira pedra. Se vocês estão se perguntando quando devem começar a ler para as crianças, a resposta é agora. Experimentem ler para seus bebês, dar um livro de presente para o filho no lugar daquele brinquedo de sempre... Ah, e é super importante dar o exemplo, viu? Não vale querer que seus filhos, afilhados ou até mesmo o sobrinho sejam apaixonados por livros se eles não virem os familiares entrando na onda. 

Também é importante lembrar que existem livros próprios para cada faixa etária. É claro que a indicação dos amigos e educadores são válidas, mas nada de forçar a barra, ok? É essencial que a criança se interesse pela história e que a linguagem seja de fácil acesso. Imaginem só uma criaturinha de seis anos de idade, em processo de alfabetização, lendo Machado de Assis? Não rola, né? Para dar aquela ajudinha, vou indicar alguns livros aqui de acordo com a faixa etária. 

Um ano: Que Animal eu Vejo? — Gabriela Degen 
              Cadê Minha Mamãe? — A. J. Wood e Rachel Williams

Dois anos: A Casa Sonolenta  Audrey Wood
                  A Lagarta Muito Comilona  Eric Carle

Cinco anos:  A Velhinha Que Dava Nome às Coisas  Cynthia Rylant
                     Quem Quer Este Rinoceronte?  Shel Silverstein

Sete anos: George — Alex Gino
                  O Menino Maluquinho  Ziraldo

Dez anos: Harry Potter e a Pedra Filosofal — J. K. Rowling
                 O Meu Pé de Laranja Lima — José Mauro de Vasconcelos

Acho que a partir daí a criança já vai ter maturidade o suficiente para procurar os próprios livros, mas é sempre bom ficar de olho. Para entrar nesse clima de leitura, o que acham de aproveitar as festas de fim de ano para dar aquele livro de presente para as crianças próximas a vocês? 

8 comentários:

  1. Confesso que as vezes sou meio preguiçosa em relação à leitura, mas concordo plenamente! Também fui incentivada desde pequena a trocar os brinquedos no natal por livros e até hoje tenho meus livros favoritos da minha infância!!!!

    ResponderExcluir
  2. Minha irmã super gosta de ler, e ela tem apenas 6 anos <3

    ResponderExcluir
  3. Minha irmã super gosta de ler, e ela tem apenas 6 anos <3

    ResponderExcluir
  4. Excelente esse post, é super importante formar crianças leitoras, amei essas indicações de livros para cada idade.

    ResponderExcluir
  5. OOi, acho muito importante as crianças lerem, até para ajudar na formação deles como adultos,muito bom esse incentivo!!!

    ResponderExcluir
  6. Oiii.
    Eu fui incentivada desde muito nova a ler, e isso foi maravilhoso. Por isso acho que sim, é muito importante termos crianças leitoras, as crianças de hoje, serão os adultos de amanhã.
    Beijos,
    https://teattimee.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Parabéns Aninha pelo excelente texto! Não sei que tipo de pessoa ou o que seria de mim se minha mãe também não tivesse me incentivado a ler desde muito pequena, e eu sou extremamente grata por isso! Acho muito estranho as pessoas sempre se surpreenderem, por além dos livros didáticos da faculdade eu ainda tentar sempre encontra um tempinho para outros tipos de literatura, mas é que pra mim ler sempre foi um grande prazer, nunca algo maçante ou tedioso. Livros (e leitura de uma forma geral) abrem a mente para o conhecimento, a aprendizagem, a tolerância e a vontade de educar-se. Muito bom você ter abordado esse tema!

    ResponderExcluir
  8. Realmente é importante incentivar as crianças a lerem desde pequena. No meu caso, minha avó teve essa função, me levando pra aula de natação 2x na semana e sempre passava na biblioteca no caminho de volta pra casa. Porém, segundo pesquisa divulgada na Publishnews, o número de livros infantis vendidos no último dia das crianças foi pífio.
    =/
    Ou não estamos formando crianças leitoras, ou os pais estão muito ruins de grana. Eu adoraria acreditar que se trata da segunda opção, porém, o número de venda de jogos eletrônicos não diminuiu, então... tire suas próprias conclusões.

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa | Todos os direitos reservados ©