7 de abril de 2018

Resenha: Sem Filtro

Lily Collins estreia na literatura com um tocante relato sobre autoimagem, confiança, amor-próprio, relacionamentos, família, amor e muito mais
Lily Collins — estrela de filmes como Instrumentos mortais, Espelho, espelho meu e Simplesmente acontece — estreia na literatura com um livro confissão; uma conversa entre amigas. Honesta. Sem filtro.
Pela primeira vez, Lily fala da vida pessoal e confessa seus segredos mais bem guardados. Lily desnuda suas vulnerabilidades com uma coragem comovente, e lembra que a vida não é feita apenas de risos e um eterno alvorecer cor-de-rosa. Para cada alegria há, também, dor e desilusão; luz e trevas, como em qualquer trama bem urdida.
Aceitação é a palavra mágica. Para Lily, olhar o espelho e gostar do que vê, fazer as pazes com você mesma é a chave para suportar os dias ruins. Embora o caminho para o amor-próprio possa ser sinuoso, a autora aprendeu que basta uma pessoa estender a mão, alguém tomar uma pequena atitude para todos os demais entenderem que não estão sozinhos.
Engraçada e terna, a voz de Lily irá inspirar você a ser quem é e a sempre dizer o que sente. Chegou a hora de achar sua voz. E viver sua vida... plenamente. 

Título Original: Unfiltered: No Shame, No Regrets, Just Me
Autor: Lily Collins
Páginas: 240
Tradução: Joana Ferreira de Faro
Editora: Galera Record
Livro recebido em parceria com a editora

Adoro ler biografias, descobrir um outro lado de pessoas que não conhecemos pessoalmente ou de jeito nenhum. Para mim é muito interessante, principalmente quando eu mesma acabo aprendendo alguma coisa com a trajetória do(a) autor(a). Sem Filtro é a biografia de Lily Collins, atriz, modelo e escritora, filha do músico Phil Collins. Para ser sincera, conheço pouco o trabalho de Lily e pedi o livro mais pelo gênero, mas não me decepcionei.

A cada capítulo, a autora não só nos conta um pouco sobre si mesma, mas também nos deixa uma mensagem para refletirmos sobre nós mesmos. Inclusive, antes do início de cada capítulo, tem uma página com uma frase inspiradora de acordo com o que será abordado ali. Da história das suas tatuagens a relacionamentos abusivos, Lily fala um pouco de tudo. Uma coisa que gostei bastante no livro foi que, não só a autora nos mostra como tenta ser feliz consigo mesma de todas as formas possíveis, mas também nos ajuda em algumas coisas no meio do caminho para que possamos também encontrar nossa felicidade.


O relacionamento de Lily com sua mãe me impressionou bastante, as duas são muito próximas e já viveram muitas aventuras juntas. A cada batalha, a cada problema, a autora nos mostra o quanto é importante ter amigos e família para te apoiar e o quanto é importante escutá-los, por mais difícil que pareça. Muitas vezes nos vemos tão fundo no poço que parece impossível enxergar o que tem lá em cima, mas o importante é saber que existe uma saída, basta ter força de vontade para alcança-la.

O título do livro descreve muito bem seu conteúdo, pois Lily não tem medo de contar sua história exatamente como foi, ela não tenta disfarçar ou esconder nada. A autora entra em uma busca por si mesma, pela própria felicidade e nos leva junto com ela. Claro que não podemos nos identificar com todas as histórias, nem seguir exatamente os mesmos passos dela, afinal cada um é diferente.

Senti falta de um pouco de humor, não que eu queira que Lily banque a palhaça, mas acredito que ao tratar de certos temas, um pouco de humor ajuda na absorção de tudo. Não acho que Sem Filtro seja um livro de autoajuda, mas com certeza nos faz perceber muitas coisas em nossa própria vida. Lily conseguiu não só transmitir sua história e suas experiências, mas também nos mostrou um dos vários caminhos para a tão desejada felicidade.

20 comentários:

  1. Não curto muito biografias, mas esse livro me chama muita atenção; e essa resenha aumentou minha vontade de ler.
    Gosto muito do trabalho da Lily, e acho incrível que ela nos mostre esse outro lado sem o glamour, sem filtro.
    Gostei de saber das mensagens, de certa maneira motiva e inspira.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Também gosto muito de biografias. Já li algumas bem interessantes.
    Jamais pensei que Lilly tivesse passado por tanta coisa. Fiquei muito curiosa para conhecer mais a verdadeira história dela.
    Com certeza adicionarei o livro a minha Wishlist.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Alê.

    É bacana o que a Lily consegue passar para os leitores, por mostrar os momentos vividos por ela, sem impor barreiras.

    ResponderExcluir
  4. Também gosto muito de biografias, mas confesso que desconhecia essa. Acompanho um pouco o trabalho da atriz e puxei um pouco da vida dela há um tempo quando vi que ela é filha do Phill(amo de paixão as músicas do cara)
    Mas pelo que li acima, deve ser um livro mais como um simples contar de vida. Claro que há lições, todos nós se escrevermos um livro, temos algo a contar. E este talvez tenha sido o ponto da atriz/autora.
    Se tiver oportunidade, quero conferir.
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Olá Alê!
    Eu sou fã da atriz e eu ainda não conhecia o livro, mto bom conhecer mais um pouquinho vou add aos desejados, adoro os trabalhos dela.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Olá Alê!
    Não leio muitos livros de biografia, mas tenho alguns que selecionei na minha lista. O da Lily já estava por lá e com certeza lerei. Acho legal ler sobre algumas pessoas que gostamos e aprender um pouco com a trajetória delas.
    Beijos!

    Books & Impressions

    ResponderExcluir
  7. Confesso que o livro não me chamou atenção nenhuma, apesar de gostar da atriz e dos trabalhos dela. Sei lá, livro do tipo só gosto de ler quando gosto MESMO da pessoa, aí fica legal conhecer um outro lado, outras histórias...
    Mas achei interessante como bate nessa tecla de família. Pra quem tem uma vida tão publica quanto artistas assim, passar pelas dificuldades sem aquele bom apoio dos familiares deve ser dureza. E a busca por ser feliz é outra coisa bem interessante de ter falado.

    ResponderExcluir
  8. Já assisti alguns filmes com a Lily e gosto muito do trabalho dela. Não sabia que ela tinha escrito uma biografia!! Ela teve muita coragem em contar detalhes de sua vida, podemos tirar algo bom de suas experiências, pois por trás da fama, ela é uma pessoa como todos nós e deve ter passado por muitas coisas, altos e baixos e seja o que for, conseguiu superar. Espero que ela continue fazendo bons filmes!!

    ResponderExcluir
  9. Oi Alê.
    Não tenho o costume de ler biografias.
    Eu já vi alguns filmes com a atriz e eu a acho uma fofa. Que bom que no geral você gostou do livro.
    A parte mais difícil, mas necessária é tentar ver o lado bom das experiências ruins. Por isso temos que ter amigos e familiares ao nosso lado para nos apoiar e nos ajudar nesses momentos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Acho muito legal esse tipo de livro pois nos ajuda a refletir sobre nossas vidas.
    Como você falou, alguns temas precisam de um pouco de humor, nem que seja um humor negro apenas para dar uma leveza para o assunto, mas acho que por a autora ser famosa e muito querida por muitos isso não deixa com que as pessoas desistam da leitura.

    ResponderExcluir
  11. Oi Alê,
    Confesso que não sou fã de autobiografias, mas como gosto bastante da Lily vou tentar dar uma chance ao livro. Já sabia da relação incrível que ela tem com a mãe, na verdade com todos a sua volta pelo que percebo no pouco que a acompanho. Fiquei bem curiosa para saber mais sobre suas tatuagens, já li que para elas todas tem um significado ... Pena que faltou o humor, é uma característica tão presente nas entrevistas da atriz/autora.
    Beijo

    ResponderExcluir
  12. Eu não sou muito fã de biografias, mas vou ser sincera: eu estou louca pra ler sem filtro. Isso porque a autora passou por momentos muito pesados e gostaria muito de saber como ela saiu dessa. E por mais que não tenha passado por nada igual, passei por situações parecidas (imagino, pelas resenhas que já li) e acho que vai me tocar muito.

    ResponderExcluir
  13. Alê!
    Não sabia que ela é flha do Phill Collins.
    Confesso que não a conhecia, mas admiro quem consegue falar de seus problemas (e os dela são muito sérios), de forma aberta, sem medo e ainda aconselhando e trazendo boas reflexões. Deve mesmo ser um bom livro.
    Desejo uma ótima semaninha!
    "De vez em quando eu não sei o que fazer comigo mesmo e com o meu gênio. É um saco estar sorrindo e dois minutos depois chorando." (Augusto Cury)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA ABRIL – ANIVERSÁRIO DO BLOG: 5 livros + vários kits, 7 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  14. Oi, Alê!!
    Gosto bastante da atriz, modelo, escritora Lily Collins. Para falar bem a verdade nunca li nada dela e não sou muito de ler biografias mas fiquei bem curiosa para saber mais um pouco sobre a Lily.
    Bjoss

    ResponderExcluir
  15. Oi Alê,
    Para mim é sempre curioso quando um autor(a) escreve um livro, ainda mais um tão íntimo como esse. Já acompanho o trabalho de Lily Collins há algum tempo, mas confesso que não sei praticamente nada de sua vida. Mesmo não tendo o costume de ler biografias, Sem filtro conseguiu chamar minha atenção, pois a autora promete um conteúdo sincero e honesto, mostrando a realidade sem medo ou floreios. Tenho certeza que conforme eu for acompanhando mais trabalhos da Lily, mais vou ficar interessada em saber sua história e quando isso acontecer irei procurar um exemplar desse livro para realizar a leitura.

    ResponderExcluir
  16. Não sou de ler biografias, mas é interessante como a Lily nos mostra o que passou e enfrentou, acho que é uma leitura que mexe com os leitores nos deixando refletindo sobre muitas coisas. Assisti os filmes com ela, não sabia que é filha do cantor.

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Assistir alguns filmes da Lily, mas não acompanho sua carreira, não gosto de biografias, já tentei ler algumas mas não deu muito certo, mas gostei do conteúdo desse livro, achei interessante os pontos que a Lily trás nesse livro livro e parece o tipo que acaba ajudado e nos fazendo refletir !!

    ResponderExcluir
  18. Eu gostei muito da atuação dela no filme, deveriam dar mais oportunidade a ela, é uma excelente atriz. Quero ler essa biografia, não é o estilo que leio muito, mas tenho interesse.

    ResponderExcluir
  19. Por ser uma pessoa pública, as pessoas se acham no direito de julgar e Lily já foi criticada por relacionamentos, magreza e até as sobrancelhas grossas. Ela fala do filme To The Bone que tem muito dela na sua luta contra distúrbios alimentares. vale muito a pena o livro.

    ResponderExcluir
  20. Conheço a Lily como atriz e apesar do sobrenome demorei saber de quem ela é filha. Já assisti alguns filmes com ela como, Ligados pelo Amor, O Mínimo Para Viver, Um Sonho Possível, Sem Saída e até uma certa adaptação que eu prefiro nem lembrar muito porque não gostei do filme e nem quis ler o livro, mas continuando, só de ler a sinopse consegui perceber o quão positivo o livro é, não por se tratar apenas de coisas alegres, mas por mostrar que as coisas ruins existem e precisamos lidar com elas e fazer o melhor que pudermos. Não costumo ler biografias, porém acho que é um gênero bem interessante. Além de conhecermos mais sobre as pessoas, podemos nos identificar em algumas coisas e nos surpreender com outras. Adorei isso de ter essas mensagens motivacionais espalhadas pelo livro. Não sei que realizaria a leitura agora, mas gostaria de dar uma chance um dia.

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©