17 de setembro de 2019

Uma Mulher no Escuro | Raphael Montes


Um crime brutal cometido há vinte anos, uma única sobrevivente, o retorno calculado do assassino. Em quem Victoria deve confiar? Neste thriller psicológico, Raphael Montes une romance e suspense em uma narrativa intrincada e sedutora.
Victoria Bravo tinha quatro anos quando um homem invadiu sua casa e matou sua família a facadas, pichando seus rostos com tinta preta. Única sobrevivente, ela agora é uma jovem solitária e tímida, com pesadelos frequentes e sérias dificuldades para se relacionar. Seu refúgio é ficar em casa e observar a vida alheia pelas janelas do apartamento onde mora, na Lapa, Rio de Janeiro.
Mas o passado bate à sua porta, e ela não sabe mais em quem pode confiar. Obrigada a enfrentar sua própria tragédia, Victoria embarca em uma jornada de amadurecimento e descoberta que a levará a zonas obscuras, mas também revelará as possibilidades do amor. Um psiquiatra, um amigo feito pela internet e um possível namorado — qual dos três homens está usando tudo o que sabe para aterrorizar a vida de Vic? E o que afinal ele quer com ela?
Na literatura nacional, Raphael Montes é unanimidade quando se trata de livros de suspense. Uma Mulher no Escuro traz sua primeira protagonista feminina e confirma o autor como um dos mais originais da atualidade — além de deixar o leitor intrigado do começo ao fim.

Título Original: Uma Mulher no Escuro
Autor: Raphael Montes
Páginas: 256
Editora: Companhia das Letras
Livro recebido em parceria com a editora

Uma Mulher no Escuro traz a história trágica de Victoria. Quando ela tinha 4 anos, Santiago, um ex-aluno da escola onde seu pai era diretor e sua mãe era professora, entrou na sua casa e matou seus pais e o seu irmão mais velho. Apenas ela sobrou.

Anos se passam e vemos Victoria tentando seguir em frente, mas claro, com muitos problemas para se relacionar. Ela trabalha, paga suas contas e faz terapia com o Dr. Max. Victoria não tem amigos, mas ela tem Arroz, e ele não sabe de nada sobre a vida e o passado dela. Ela não deixa ninguém entrar.

O problema é que a ameaça de Santiago está de volta e ela vai precisar mergulhar no próprio passado pra tentar descobrir porque ele fez o que fez. E isso tentando desenvolver um relacionamento (o primeiro que tem na vida!!!!) com Georges, um dos clientes do café em que trabalha.

Uma Mulher no Escuro tem gatilhos para abuso — todo tipo — e violência também. Então, se algum desses assuntos te incomoda pessoalmente, não é uma boa você ler. Eu fiquei extremamente ansiosa lendo, tanto que tive que terminar de uma vez.

O enredo é de perder o fôlego, sinceramente. Quando comecei a ler, tava meio sem interesse, mas de repente a história te pega e você não consegue parar até acabar. Victoria é uma garota claramente cheia de traumas devido a essa tragédia, mas é impressionante que ela pelo menos tenta ir em frente, mesmo com os obstáculos que são criados. E quando Santiago aparenta voltar, ela não pensa duas vezes e decide que é hora de descobrir o que realmente aconteceu naquela época.

O excesso de amor é tão perigoso quanto a falta. (p. 136)

E ela descobre muita coisa, assim como o leitor. Os dois fazem a mesma jornada pra entender Santiago e as suas motivações e o por quê de ter poupado Victoria. O mais angustiante é que a gente sabe que algum dos homens que estão na sua vida são uma ameaça, mas a gente não tem noção de qual e tenta criar teorias. Eu mesma cheguei muito perto, mas nada me preparou pra o que foram as reviravoltas colocadas por Montes nessa história.

O livro é narrado na terceira pessoa, o que dá uma visão mais ampla e que é muito necessária nesse caso. Os personagens secundários são — todos — utilizados e — todos — têm seu arco fechado. Eu fiquei realmente impressionada com o que o autor fez porque sinceramente, achei que fosse ser mais um desses thrillers psicológicos que eu descubro tudo na metade e leio só pra ver se o autor vai seguir o que eu imaginei. Raphael não fez isso. Talvez alguém ache muito exagerado o que acontece, mas eu acredito que fez muito sentido com tudo que foi construído. 

O livro, como eu disse, tem vários gatilhos e eu fiquei muito incomodada durante algumas cenas porque elas são gráficas. E elas rodeiam assuntos pesados. Esse foi o elemento que mais me surpreendeu inclusive. A leitura foi incrivelmente rápida porque eu realmente precisava saber o que ia acontecer, talvez não de um jeito muito saudável, era bom eu ter dado umas paradas, mas foi impossível.

Uma Mulher no Escuro termina me deixando tão surpresa que até o título só faz sentido ao final da leitura.

16 comentários:

  1. Os livros do Raphael são bem fortes e repletos de sangue, mortes e tragédias.
    Ele quis explorar o medo nesse livro, Victoria passa por situações críticas que abalam seu emocional e a deixam aterrorizada. Dai os gatilhos, que a mim também incomodam.
    Apesar de tudo, Victoria vai mergulhar na tragédia que assolou sua família para ter uma conclusão e seguir em frente

    ResponderExcluir
  2. Olá! ♡ Ainda não li nada do autor, mas quero muito fazer a leitura de Uma Mulher no Escuro, essa premissa chamou bastante minha atenção.
    Não consigo nem imaginar o tamanho da dor de Victoria em perder sua família de uma forma tão brutal e ainda sendo apenas uma criança. Imagino o quão difícil deve ser seguir em frente depois de passar por algo tão cruel e traumático.
    Estou intrigada para saber o que levou Santiago a cometer uma atrocidade dessas e porque agora ele está de volta.
    Deve ser bem angustiante mesmo saber que ao redor de Victoria tem alguém que é uma ameaça, mas não sabemos quem.
    Gostei demais que o autor desenvolveu bem cada um dos personagens, que todos eles têm relevância para a história.
    Obrigada pela indicação! Beijos! ♡

    ResponderExcluir
  3. Raphael é meu autor nacional favorito e me falta só este livro dele para completar minha coleção.
    Amo suas letras, sua crueldade e esse jeito único do autor em deixar o leitor incomodado, totalmente perplexo em alguns momentos. Quando li Jantar Secreto, eu tinha que parar e respirar..rs (quando um autor consegue isso??)
    Por isso,a história de Victória com certeza traz elementos que vão deixar a gente fora da caixinha, esse lance de mexer com o psicológico.
    Já está na lista dos mais desejados!!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Queria ler mais coisas desse autor e o que sempre me anima é que parece ter aquelas tramas que você começa a ler e não consegue parar. A garota desse parece ter passado por muita coisa ruim, coisas que deixaram sequelas e já me deixou torcendo por ela. Mas com medo por qualquer um que esteja na vida dela também. Criar teorias e essas coisas, a paranoia ao ler esse tipo de livro, é bem legal e prende. Mais um detalhe que já gostei dele. Tem coisas pesadas mas acho que iria gostar de ler. As boas surpresas chamam atenção.

    ResponderExcluir
  5. Ana!
    Parece mesmo um daqueles livros que incomoda, mas são necessários para tomarmos ciência de como os relacionamentos abusivos podem acontecer, mesmo que não percebamos.
    Fiquei curiosa, porque quero ver os aspectos psicológicos.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  6. Apesar de me interessar por leituras pesadas, acredito que essa não seja para mim por conta do gênero.
    Não conheço a personagem, mas já desenvolvi um afeto por ela, nada foi fácil... Impossível não crescer traumatizada, né?
    Me chamou atenção que o título só faça sentido no final; na verdade, fiquei curiosa haha.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá! Eita bem tenso esse livro hem, curto muito um suspense e essa sua resenha me deixou bastante curiosa em conferi essa história, porem não agora, no momento estou só com leituras tranquilas pra relaxa.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oiii ❤ Este livro parece ser ótimo, já que quando vejo falarem do Raphael Montes chovem elogios. Acho que já está na hora de eu conhecer a escrita do autor.
    É muito triste que Victoria tenha presenciado a morte dos pais, ainda mais tendo apenas 4 anos. Não consigo nem imaginar como uma criança absorve uma coisa dessas, que causou traumas na personagem e moldou sua vida e sua forma de se relacionar com as pessoas.
    Fiquei curiosa pra saber porquê o assassino matou os pais de Victoria e porquê ela também não foi morta no dia do crime.
    Espero que, na medida do possível, a personagem possa superar tudo de ruim que lhe aconteceu e, claro, que o assassino tenha o que merece pela crueldade que praticou.
    Deve ser uma leitura incrível, mas com certeza angustiante também, já que os temas presentes no livro são fortes.
    Quero muito fazer essa leitura.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  9. Apesar da escrita do autor ser bastante elogiada, não conseguiria ler uma história com tantos gatilhos. Porém, gostei da protagonista ser uma personagem real que, mesmo com seus traumas, tenta seguir em frente, que trabalha e paga suas contas e, além disso, foi muito corajosa ao tentar desvendar o que aconteceu com a sua família.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Ana
    Não conheço a escrita do autor, mas ele tem sido muito elogiado e indicado pelos blogs ultimamente. Estou com muita vontade de ler algum livro dele.
    Victoria parece ser uma personagem como na vida real carregando seus medos, vontade de descobrir o porque dela estar viva, sem amigos e ainda enfrenta seu passado.
    Quero poder desvendar esse mistério logo, beijos.

    ResponderExcluir
  11. Senti pena pelo passado trágico de Victoria e fiquei bem curiosa para descobrir o porquê de terem poupado ela. Inclusive saber quais doa caras de sua vida é Santiago. Espero que quando ler descubra ser tão bom quanto tanta gente vem dizendo. Vou ficar bem atenta aos gatilhos.

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Li muito sobre esse livro e estou bastante curiosa por ler ele. Tem uma ótima premissa e uma historia que gosto principalmente nesse gênero. Espero muito ter a oportunidade de ler!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  13. Oi, Ana
    Gente! Mas olha, a cada resenha que leio desse livro mais me surpreendo!
    Quero muitooooo lê-lo! Tô morrendo de curiosidade, até da Victoria tô desconfiando.
    Mas, ainda não tive coragem de começa-lo. Sou muito medrosa kkkk
    A história parece ser bem amarrada e instigante, e sendo difícil de descobrir o mistério é melhor ainda.
    Assim que me der coragem, lerei!
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Oi, Ana!!
    Todas as vezes que leio uma resenha sobre esse livro do Raphael Montes fico mais curiosa e empolgada para fazer essa leitura!! Realmente parece ser um livro bem interessante e com uma premissa maravilhosa!! E como adoro um bom livro de suspense e mistério sem dúvida quero conferir Uma mulher no escuro.
    Bjs
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Fascinante esse livro. Ja anotei para comprar, pois é o tipo de història que curto muito, principalmente pelo final ser tão surpreendente. Ja estou curiosa.

    ResponderExcluir
  16. Thriller não é o meu gênero favorito, nem de longe. Não conhecia o autor, talvez por ele escrever esse gênero, mas a história desse novo livro me chamou a atenção. A história do Victoria é bem trágica, e, o fato de um amigo virtual dela ser um dos suspeitos para estar aterrorizando a sua vida me chama bastante atenção pelo motivo de eu ser uma pessoa que na primeira oportunidade conto minha vida toda pra qualquer um.
    Além disso, você ter dito que não descobriu o final no meio do livro é algo bem positivo e que contribuiu pra que eu me interessasse por ele.
    Beijos, ♡.

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©