14 de novembro de 2013

Resenha: Branca dos Mortos e os 7 Zumbis

Título: Branca dos Mortos e os 7 Zumbis
Autor: Abu Fobiya
Ilustrador: Michel Borges
Páginas: 240
Editora: Nerdbooks

"Branca dos Mortos e os Sete Zumbis" é o conto que abre o livro de mesmo nome pelo atormentado Abu Fobiya. Tal qual a caixa de pandora, uma vez abertas as páginas deste tomo macabro espalharão pesadelos e sortilégios ao redor do mundo. Aqui ninguém está a salvo, e o mais importante: nada é o que parece. A pobre filha do rei, cujo único pecado foi ser de todas a mais bela, precisará enfrentar zumbis e a fúria da madrasta invejosa. A morte de uma pequena vendedora de fósforos desencadeia uma série de roubos e um crime aparentemente insolúvel. E o grande segredo da menina do chapeuzinho vermelho será enfim revelado àqueles que tiverem coragem de se aventurar por estas páginas. Nesta compilação de 11 histórias de terror, zumbis e psicopatas dividem espaço com fadas e animais falantes, numa sucessão de capítulos não-lineares que culminam no fim do mundo e na transformação de tudo o que o leitor julgava saber sobre os contos de fadas.

Para ser sincera, não sou fã de livros de terror. O motivo óbvio é o medo que eu sinto quando leio coisas do gênero. E quando eu digo medo, quero descrever aquele frio na barriga, suor frio e mil pesadelos que tenho em uma só noite (já podem me chamar de maria-mole). Acontece que apesar de tudo, resolvi pegar esse para ler e, por Deus, não me arrependo.

Por incrível que pareça, eu não fiquei com medo. O que senti, na verdade, foi certa repulsa e, muitas vezes, indignação. Mas não entenda isso como uma coisa ruim: a meu ver, essa é a intenção do autor. O livro reúne 11 contos que já conhecemos, mas de uma forma espantosamente macabra. Abu Fobiya muda a “direção” de todos os contos para uma coisa mais sangrenta e assustadora. E o mais interessante do livro é que o autor foge do tradicional “feliz para sempre” com muita originalidade, o que me surpreendeu bastante.

A verdade é que, tivesse tido a oportunidade, e se esta fosse uma história feliz, Cindehella poderia ter seguido os passos do pai, ou se aventurado no desconhecido campo da alquimia, e assim contribuído para o avanço da ciência. Mas esta não é uma história feliz.

O mais legal da obra é que os contos conversam entre si. Um personagem ou estória de um é citado em outro. Sempre tem algum detalhe que dá a entender que todos eles estão ligados por um fio, tornando-os um. Apesar de ter gostado de todos os contos e o mais marcante ser Branca dos Mortos e os 7 Zumbis, os que mais me cativaram foram Cindehella e o Sapatinho Infernal, Samarapunzel e O Fim De Quase Todas as Coisas. Fobiya usa e abusa da sua criatividade ao tornar estórias infantis em uma trama para recomendada para adultos, sem tirar a ideia principal dos contos de fadas que, aqui, se tornam contos de bruxas.

Não posso deixar passar em branco a arte de capa, que é maravilhosa, e as ilustrações do Michel Borges, que mostram com sutileza o que está por vir em cada conto. Branca dos Mortos e os 7 Zumbis é um livro divertido, de leitura bem rápida, fácil e contagiante, que faz você querer trocar as versões originais por essa maravilha criada por Fábio Yabu, sob o pseudônimo de Abu Fobiya. 

Classificação final: 

10 comentários:

  1. Ok, também tenho muito medo de livros de terror hahaha Mas gosto MUITO de livros de contos e também de versões baseadas em clássicos, então esse livro me desperta sentimentos contrários: Quero ler, mas será que devo??? hahaha
    Adorei a resenha.

    Beijo
    Mariana Baptista | Sem querer me intrometer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mariana! Eu também estava com medo de ler! Como eu disse antes, sou muito medrosa. Mas não fiquei com (muito) medo não... Acho que deveria ler, é muito bom!
      Beijos.

      Excluir
  2. Nunca tinha ouvido falar do livro, mas ele me atraiu hahha adorei o título e capa é muito bonita. Parabéns pela resenha.
    Seguindo o blog ;)
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As letras são espelhadas e a capa é dura. É a coisa mais linda do mundo!
      Obrigada, que bom que gostou! *.*

      Excluir
  3. Se não fosse um livro de "terror" até arriscaríamos (risos). Adorei a ideia de que os contos se conversam, fica mais fácil a leitura fluir, sendo assim. Primeira vez aqui e ♥

    Beijos
    http://booksdeluxe.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode se arriscar! Eu gostei bastante, e olha que eu sou medrosa até o último fio de cabelo!

      Excluir
  4. Totalmente contrária aqui, amo livros/filmes de terror rs
    E amo ainda mais essa onda de livros novos que modificam os contos que a gente já conhece.
    Pode ser que um dia eu leia, quem sabe.

    Ótima resenha, Nana. Beijos! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou a favor de você ler. u.u HAUSEHAUSHEUASHEUASEH
      Obrigada Carla. <3

      Excluir
  5. Conheci o Fábio Yabu essa semana, ele é um amor! Tô muito afim de ler esse livro ((:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dizem mesmo que ele é um amor! Invejinha de você, viu, Patrícia! hausehausehausheae

      Excluir

 
Layout feito por Vinícios Costa | Todos os direitos reservados ©