26 de novembro de 2013

Resenha: O Lado Bom da Vida

Título Original: The Silver Linings Playbook
Autor: Matthew Quick
Páginas: 256
Tradutor: Alexandre Raposo
Editora: Intrínseca

Pat Peoples, um ex-professor na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele “lugar ruim”, Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um "tempo separados". Tentando recompor o quebra-cabeças de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com seu pai se recusando a falar com ele, a esposa negando-se a aceitar revê-lo e os amigos evitando comentar o que aconteceu antes da internação, Pat, agora viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida. Uma história comovente e encantadora, de um homem que não desiste da felicidade, do amor e de ter esperança.

Estava querendo ler esse livro há um bom tempo, mas sempre colocava algum na frente. Então um dia eu vi que não queria ler nenhum dos livros que eu tinha aqui e me lembrei d’O Lado Bom da Vida. 

Pat Peoples é um homem com distúrbios psicológicos que acaba de sair de uma instituição psiquiátrica, que ele chama de “lugar ruim”. O problema é que ele não consegue se lembrar de forma alguma o que fez para parar lá. A única coisa que se lembra é que sua esposa Nikki pediu um tempo do casamento, e ele acredita piamente que esse “tempo separados” irá acabar logo, logo. Para isso, ele resolve mudar vários de seus comportamentos que não eram bons no casamento. Com isso, começou a enxergar "o lado bom das coisas".

Uma coisa curiosa sobre Pat é que ele é fissurado por exercícios físicos (uma das mil coisas que ele faz para tentar agradar Nikki ao fim do “tempo separados”). Em um belo dia, ele estava fazendo sua corrida de sempre quando se encontra com seu melhor amigo e ele o convida para um jantar.  É nesse jantar que Pat conhece Tiffany, que também começou a ter distúrbios psicológicos após a morte do marido. E é aí que a história começa. 

Mas sei que às vezes as pessoas dizem e fazem o que pensam que os outros desejam que elas digam e façam. 

Uma das coisas que mais atraiu minha atenção nesse livro foi a leveza das palavras. Mas apesar de ser um tema relativamente polêmico, ele tem um tom bastante infantil, já que é narrado pelo próprio Pat. Devo dizer que não sou fã de livros que são narrados por protagonistas adultos que usam fala infantil, mas nesse caso é aceitável, devido os problemas da personagem.

O livro é bem irônico e engraçado, mas na medida certa. As partes que mais gostei mesmo foram as que Tiffany e Pat estavam juntos. Foi muito divertido ver as mentes perturbadas de ambos trabalhando juntas, eu ri bastante durante a leitura. 

— Um dançarino tem permissão de pôr as mãos em qualquer parte do corpo da parceira, Pat. Não é sexual. Então, quando você fizer essa primeira pegada do passo aéreo, sim, suas mãos devem estar apoiadas na minha bunda e na minha virilha. Por que você está andando para lá e para cá? Pat, não é sexual, é dança moderna.

Mas, apesar de tudo, o final não me agradou muito. Esperava muito mais dele. Esse é um dos muitos fatores que me faz preferir o filme ao livro. No filme encontramos uma Tiffany bem mais espontânea que nos livros e um final que me deixou bem satisfeita.

O livro tem uma leitura muito fácil e rápida. É perfeito para quem está procurando um enredo simples e divertido. Mas conheço muitas pessoas que não são fãs desse tipo de livro, ou seja, se você não tem paciência para história com tom infantil, "O Lado Bom da Vida" não irá te agradar. 

Classificação final: 

15 comentários:

  1. Gostei da resenha e tenho o livro na estante, não vejo a hora de ler pois sinto que vou adorar, já assisti o filme e amei haha
    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei do livro, mas fiquei decepcionada mesmo. O filme me conquistou bem mais!

      Excluir
  2. Eii, Ana!
    Tenho vontade de conhecer esse livro, mas nada urgente. Ele não deve ser ruim, mas pelo que percebi também não é tipo: "inesquecível" ou "pare tudo e vá ler agora". Haha
    Quando me deparar com uma promoção muuuito boa dele por aí, então eu compro. ;)

    Beijinhos!
    Cel,
    www.umajanelasecreta.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é um livro "mds, que coisa perfeita e maravilhosa" mas vale a pena ler. Espero que você goste. :3

      Excluir
  3. Oi! Adorei o blog. Seguindo, claro!
    Beijos,
    Isabelle
    http://www.verbosdiversos.com/

    ResponderExcluir
  4. No começo achei a narração um pouco difícil, mas depois dos primeiros capítulos já me adaptei.
    Ana estou te seguindo, boa sorte com o blog.
    Te espero no meu.
    Mariana – WTF. [{ Sobre livros,filmes e séries.}]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mariana! Eu achei confuso no início, já que começamos a leitura sem saber o que está acontecendo na verdade, mas gostei.
      Obrigada por seguir. O seu blog é maravilhoso!

      Excluir
  5. Olá, acabo de visitar seu blog e segui-lo. Lhe desejo foco, sucesso e força. Que conquiste muitas realizações através do mesmo. E também convido você e seus/suas leitores/leitoras a conhecer o meu blog: toobege.blogspot.com.br . Beijinhos e espero você lá também *0*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Obrigada pela visita e por seguir! Espero que apareça aqui mais vezes. Boa sorte com o seu blog também (muito lindo)!

      Excluir
  6. Tenho que ler, tive a sorte de conhecer o autor na Bienal, um fofo com os leitores!
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/
    http://lizajoneslivros.wix.com/lizajones

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiza! Que bom que você o conheceu! Até eu queria. *.*
      Beijos!

      Excluir
  7. Oi Ana, não tenho vontade de ler este livro... E ando tão sem tempo que estou selecionando só os que realmente quero ler..
    Adorei saber sua opinião, pena que o livro não te agradou muito.. Eu gostei do filme!!

    Obrigada pela visita no Daily, eu ando meia atarefada e não tenho feito muitas visitas nos blogs, por isso sumi..
    bBijos Mila
    http://www.dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila! Eu tinha vontade de ler, mas não era uma coisa desesperadora. Eu gostei muito mais do filme, é bem mais divertido.
      Beijos!

      Excluir
  8. Excelente o seu post, você me incentivou a ler. Filme muito bom. Bem dirigido, um bom roteiro, divertido, inteligente. Jennifer Lawrence esta digna em seu personagem, ja mostrou que é uma excelente atriz, ja Bradley Cooper me surpreendeu, a história tem sido os melhores filmes com Bradley Cooper que eu vi. Atuações ótimas até mesmo dos coadjuvantes Robert De Niro e Jacki Weaver estão ótimos. Uma ótima historia, madura, diferente de todas essas comedias dramáticas/românticas. Vale muito apena acompanhar.

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa | Todos os direitos reservados ©