18 de julho de 2014

Resenha: As Vantagens de Ser Invisível

Título Original: The Perks of Being a Wallflower
Autor: Stephen Chbosky
Páginas: 223
Tradutor: Ryta Vinagre
Editora: Rocco

Elogiado pela crítica e adorado pelos leitores, As vantagens de ser invisível – que foi adaptado para os cinemas com Emma Watson, a Hermione de Harry Potter, e Logan Lerman, de Percy Jackson, no elenco – acaba de ganhar nova reimpressão pela Rocco. Livro de estreia do roteirista Stephen Chbosky, o romance, que vendeu mais de 700 mil exemplares nos EUA desde o lançamento, está de volta ao topo do ranking do The New York Times impulsionado pela adaptação para a telona. Ao mesmo tempo engraçado e atordoante, As vantagens de ser invisível reúne as cartas de Charlie, um adolescente de quem pouco se sabe - a não ser pelo que ele conta nessas correspondências -, que vive entre a apatia e o entusiasmo, tateando territórios inexplorados, encurralado entre o desejo de viver a própria vida e ao mesmo tempo fugir dela.

Estava na casa da minha melhor amiga quando, de repente, ela me mostra que comprou "As Vantagens de Ser Invisível". Eu fiquei enlouquecida, gente. A pobrezinha nem tinha pegado no livro direito e o sequestrei. Fui chegando em casa e comecei a ler. Em menos de quatro horas já tinha terminado. Já conseguem imaginar o quanto eu amo esse livro? Não, não conseguem. Nem eu sei explicar. 

Charlie é um garoto solitário e tímido que não conhece praticamente nada do mundo. Está prestes a começar o Ensino Médio e nos conta um pouco do seu dia-a-dia através de cartas que ele manda para um amigo anônimo. A única coisa que Charlie quer é que essa pessoa leia sua história, sem julgamentos ou críticas.

A vida do protagonista é uma monotonia total, até que ele conhece duas pessoas extremamente importantes para a trama: Sam, a garota delicada, mas de personalidade forte, e o divertido, sociável e carismático Patrick - obviamente o meu personagem favorito do mundo inteiro. A partir desse momento, sua vida começa criar cor. 

Uma pessoa que também tem certo destaque e é imprescindível para o crescimento pessoal do Charlie é seu professor de Inglês, Bill, que o estimula a desenvolver suas habilidades na escrita através dos livros que oferece. Por falar nisso, o livro é repleto de referências literárias ótimas: O Sol é Para Todos, O Apanhador do Campo de Centeio, Walden e muitos outros. Também há referências musicais ilustres que me fizeram morrer ainda mais de amores, tais como The Beatles - minha vida, como vocês já devem saber -, Pink Floyd e The Smiths

Charlie: Por que as pessoas boas sempre escolhem as pessoas erradas para namorar?
Bill: Nós aceitamos o amor que achamos que merecemos.
Charlie: E nós podemos mostrar para essas pessoas que elas merecem mais?
Bill: Nós podemos tentar.

Bill é o tipo de professor que todo mundo tem vontade de ter, sabem? Aquela pessoa que não é só para sala de aula, que cria uma relação de amizade com o aluno, acima de tudo. Felizmente, eu posso dizer que tenho a honra de conviver com uma pessoa dessas, que merecem respeito, confiança e carinho. Há também a irmã mais velha de Charlie, outro personagem que merece destaque. Ela e o irmão acabam construindo uma relação de cumplicidade maravilhosa no decorrer da estória. 

Eu simplesmente não tenho como explicar o quanto eu amo esse livro. O enredo é maravilhoso, os personagens (todos eles) são incríveis e todas as referências serviram para fazer eu me apaixonar ainda mais pela estória. Apesar de Charlie e seus amigos serem adolescentes dos anos 90, conseguimos nos identificar com muitos dos acontecimentos presentes na obra. Além disso, o tema abordado - que só é realmente exposto no final - pode ser considerado como bem atual. 

A única coisa que  tenho para dizer para vocês é: leiam, leiam rápido. Obviamente, vocês devem assistir ao filme também. Apesar de ter algumas coisinhas ligeiramente divergentes do livro, essas peculiaridades deixaram a estória ainda mais singular. Para quem quiser ler, tem review do filme aqui no blog. Ah! Não posso deixar de comentar que a adaptação me apresentou o meu ator favorito, Ezra Miller, que entra na pele do meu amado Patrick. 

Foi emocionante acompanhar Charlie durante um ano da sua vida, tanto é que sentimos de verdade que as cartas que ele escreve são destinadas para nós. "As Vantagens de Ser Invisível" é repleto de descobertas, de amizades puras e verdadeiras, cumplicidade e, é claro, amor. Resumindo em uma só palavra, é um livro infinito

Classificação final: 

10 comentários:

  1. Gente, eu p-r-e-c-i-s-o ler esse livro! Parabéns pela resenha, Nana <3

    ResponderExcluir
  2. Oie Ana
    quando li esse livro, também gostei muito. Se bem que no início, minha implicância com o protagonista era imensa, e no final eu chorei até não poder mais rs
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jacqueline!

      Que bom que gostou! Tenho a impressão que todo mundo tem um ranço do Charlie no início, mas eu gostei dele logo de cara.

      Beijos!

      Excluir
  3. Hahaha, isso é que é amiga, empresta o livro antes de ler ;) rs
    Esse livro está aqui em casa esperando minha leitura, rs. Nem o filme eu vi. Mas em breve vou conferir ;)
    Eu amo esse quote "nós aceitamos o amor que achamos que merecemos" ♥
    Linda resenha, parabéns!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol!

      Tem gente boa de coração, né? Eu vi o filme antes de ler o livro, de tanta ansiedade. Mas não interferiu em nada na leitura. Espero que você goste!

      Beijos!

      Excluir
  4. Esse livro já esta na minha lista a um tempinho, mas minha lista em bem bagunçada rsrsrsrs
    Te espero no blog
    Blog Livros com café
    Um beijo flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie!

      E tem lista de organizada quando se trata de leitores compulsivos? rs
      Espero que você consiga lê-lo logo!

      Beijo!

      Excluir
  5. Oi, Ana!

    Amo ''As Vantagens de ser Invisível''! Tanto o livro quanto o filme! É realmente perfeito! Concordo com tudo que você falou/escreveu! rs


    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tony!

      Ain, num tem como não amar. A estória é linda e o elenco é perfeito. Faltam as palavras para explicar. haueaheuhaeuahe

      Beijos!

      Excluir

 
Layout feito por Vinícios Costa | Todos os direitos reservados ©