27 de fevereiro de 2015

Resenha: Os Goonies

Título Original: The Goonies
Autor: James Kahn
Páginas: 240
Tradução: Cecilia Giannetti
Editora: Darkside Books

Os Goonies - O clássico filme infanto-juvenil, volta direto dos anos 1980, adaptado para livro. Às vésperas de serem despejados de seus lares, um grupo de crianças segue em busca de um tesouro escondido. “Os Goonies é, na verdade, um filme sobre a amizade, sobre manter-se unido. O sonho de toda criança é poder estar no controle de seu próprio destino, ainda que apenas por um sábado à tarde. Não seria incrível nunca perdermos esse sonho? A verdadeira magia dessa história está sobretudo naquilo que eles se tornam uns para os outros, de uma maneira muito especial.” – Steven Spielberg. 

Provavelmente você já viu esse filme ao menos uma vez na vida. Na minha época (falou a velha de vinte anos de idade) ele costumava passar o tempo inteiro na Sessão da Tarde. Tudo bem, não tanto quanto "A Lagoa Azul", mas está valendo. O livro foi baseado no roteiro do filme criado pelo incrível Steven Spilelberg.

Os Goonies é um grupo de amigos que vivem nas Docas Goon (quem mora lá é conhecido como goony, daí o nome do grupo), composto por Mikey, Gordo, Bocão e Dado. Cada um dos meninos tem uma característica em especial: o Gordo, é claro, só pensa em comida e gosta de inventar histórias; Mikey é o clássico filhinho da mamãe que é super magrelo, fracote e tem todas as doenças respiratórias imagináveis; Bocão fala mais do que devia e conta mentiras a revelia; o Dado é o cabeça do grupo, é muito inteligente e cria mil e uma bugigangas, apesar de nenhuma funcionar verdadeiramente. 

Um belo dia, eles recebem a notícia de que o lugar que eles vivem será demolido para dar espaço a um novo campo de golfe, caso não tenham como comprar o terreno. Como é de se imaginar, nenhum goony tem dinheiro suficiente para isso. É claro que os meninos, ao encontrarem o velho mapa do tesouro do pirata Willy Caolho, não veem outra alternativa a não ser procurarem o ouro para ajudar os pais. 

Eu jamais trairei meus amigos das Docas Goon,
Juntos ficaremos até o mundo inteiro acabar,
No céu e no inferno e na guerra nuclear,
Grudados feito piche, como bons amigos iremos ficar,
No campo ou na cidade, na floresta, onde for,
Eu me declaro um companheiro Goony
Para sempre, sem temor.
(O Juramento Goony)

Sabe aquela nostalgia que a gente sente quando nos lembramos de algo que aconteceu na nossa infância? Pois foi exatamente isso o que eu senti durante a leitura de "Os Goonies". Não me lembrava muito bem de certos detalhes da história, mas quanto mais eu lia, conseguia me lembrar até do gosto das balinhas de hortelã que eu comia enquanto assistia ao filme. Garanto para vocês que não há sensação tão mágica quanto essa no mundo. 

A única coisa que me incomodou, e que me incomoda independentemente da história, foram os capítulos longos demais. Mesmo assim, vejam só, a narrativa é tão boa que esse detalhe não conseguiu atrapalhar o fluxo de leitura. Os personagens são incríveis, extremamente fofos e prezam, acima de tudo, a amizade. Mesmo com  todas as dificuldades, estão juntos o tempo todo e demonstram a importância dessa união. 

O livro possui uma narrativa leve, fluida e divertida, que fez com que eu o terminasse em pouco mais de um dia. O trabalho gráfico da Darkside está, como sempre, impecável; a única coisa que eu mudaria seria o tamanho da fonte, colocaria um pouco maior para ficar mais confortável. É claro que isso não atrapalhou a magia da história: "Os Goonies" é, com certeza, o melhor livro infanto-juvenil que li nos últimos tempos.

Classificação final: 

2 comentários:

  1. Hey, tudo bem?

    Por incrível que pareça, eu nunca vi esse filme HAHAHA. Na minha época só passava Lagoa Azul. A ediçõa feita pela DS em capa dura é sensacional e de causar inveja em qualquer um.

    Também odeio capítulos longos, pois eu não consigo parar de ler enquanto não termino o capítulo e as vezes tenho que fazer algo mas fico preso no livro porque o capítulo não acaba, dá raiva! HAHAHA

    Vou ver se alugo o filme para ver esse fds. ^_^

    Abraços,
    Matheus Braga
    Vida de Leitor - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Matheus!

      Sério? Nossa, eu lembro muito! Lembro de "A Lagoa Azul" também, outro clássico. Assistia sempre também porque eu gostava de verdade. Todos os livros da DS são muito perfeitinhos, né? Amo a editora. Sobre os capítulos longos demais: além desse negócio de ficarmos preso no livo, tem vezes que tô MORRENDO de sono e ainda tem uns 5 páginas para ler. zzzZzzzZz

      Beijo!

      Excluir

 
Layout feito por Vinícios Costa | Todos os direitos reservados ©