5 de março de 2015

Resenha: Fangirl

Título Original: Fangirl
Autora: Rainbow Rowell
Páginas: 424
Tradução: Caio Perereira
Editora: Novo Século

Cath é fã da série de livros Simon Snow. Ok. Todo mundo é fã de Simon Snow, mas para Cath, ser fã é sua vida – e ela é realmente boa nisso. Vive lendo e relendo a série; está sempre antenada aos fóruns; escreve uma fanfic de sucesso; e até se veste igual aos personagens na estreia de cada filme. Diferente de sua irmã gêmea, Wren, que ao crescer deixou o fandom de lado, Cath simplesmente não consegue se desapegar. Ela não quer isso. Em sua fanfiction, um verdadeiro refúgio, Cath sempre sabe exatamente o que dizer, e pode escrever um romance muito mais intenso do que qualquer coisa que já experimentou na vida real. Mas agora que as duas estão indo para a faculdade, e Wren diz que não a quer como companheira de quarto, Cath se vê sozinha e completamente fora de sua zona de conforto. Uma nova realidade pode parecer assustadora para uma garota demasiadamente tímida. Mas ela terá de decidir se finalmente está preparada para abrir seu coração para novas pessoas e novas experiências.

Todo mundo é ou já foi superfã de alguma coisa. Eu mesma sou Potterhead desde os meus oito anos (estou quase completando 20, agora) de idade e não nego para ninguém. Muito pelo contrário, amo mostrar o quanto eu sou fã da série. Cath Avery é justamente esse tipo de pessoa. Ser fã da série Simon Snow (que é muito relacionada a Harry Potter, aliás), é sua vida. Simon é tão importante que ela deixa de fazer muitas coisas para escrever sua fanfic, que é super famosa. 

Em "Fangirl", acompanhamos a jornada de Cath e Wren (sua gêmea), quando entram para a faculdade. As meninas sempre foram muito unidas, mas Wren decide que não quer dividir o quarto com a irmã na universidade. É claro que, para Cath, isso é o fim do mundo. Afinal, quem mais irá ajudá-la a escrever Vá Em Frente? Com quem mais poderá surtar sobre Simon Snow? O grande problema é que Wren cresceu e deixou o fandom um pouco de lado, enquanto Cath simplesmente não consegue se desapegar. 

Com isso, o que era para ser o primeiro grande passo da sua vida, acaba se tornando um pesadelo para Cath, que sempre foi a irmã introvertida e que tem dificuldades de interagir socialmente. Sem Wren ao seu lado, Cath se vê perdida e cheia de dúvidas. Tanto é que nos primeiros dias ela só sai do quarto para comparecer às aulas e suas refeições são compostas de barras de cereais. 

A narrativa é em terceira pessoa, sempre na visão de Cath. Acompanhamos todas as dificuldades da garota: lidar com o abandono da mãe, que deixou as gêmeas quando elas ainda eram muito pequenas; a mudança de Wren, que se manteve afastada dela praticamente o tempo inteiro; a preocupação com o pai, que ficou sozinho em casa depois que elas se mudaram; estudar e ainda encontrar tempo para escrever a sua amada fanfic. 

Era por isso que Cath escrevia histórias. Para ter esses momentos em que o mundo deles suplantava o mundo real. Quando ela podia simplesmente cavalgar nos sentimentos deles como uma onda, como algo flutuando morro abaixo. 

Quem escreve sabe o quanto é difícil conciliar a escrita com os estudos. Por experiência própria, por causa do blog, eu sei o quanto é complicado conseguir resenhar no meio de tantas provas, trabalhos e até mesmo as aulas. Fico tão ocupada o tempo inteiro que, quando estou livre, a única coisa que eu quero fazer é dormir. Por isso, posso dizer que nunca me identifiquei tanto com a personagem principal. Não só por ser fã e todo mundo achar que é exagero, mas pelo fato de gostar de escrever e enxergar um futuro nisso. 

Apesar de não ser o foco central do livro, temos um romance daqueles bem água com açúcar super delícia que faz a gente não conseguir para de ler. Levi é um personagem super amável, daqueles que a gente quer colocar no bolso e carregar para todos os lugares. Além do Levi, conhecemos também a Reagan, colega de quarto de Cath e completamente doida, que fez a história ficar ainda mais divertida. 

Para ser sincera, a única coisa que eu detestei na história foram as inúmeras passagens dos tais livros do Simon Snow e das fanfics da Cath. Como não conhecemos muito sobre as histórias, ficou um pouco confuso e muito cansativo. Chegou num ponto que, toda vez que tinha algum desses trechos (normalmente no início de cada capítulo), eu saltava. Mesmo assim, gostei tanto do livro que não consegui dar menos de quatro estrelinhas para ele no Skoob. 

Classificação final: 

8 comentários:

  1. Oi Ana, esse livro está causando bastante rebuliço por aí! rsrsrs
    Eu até tenho curiosidade de ler, mas tenho tanta coisa em casa que desanima até pensar em comprar. ;~
    Se tiver oportunidade em outro momento, talvez.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju!

      Não é? De forma boa e ruim, para completar, viu.
      Eu também tenho muita coisa em casa, mas ainda não consegui passar da fase de acumuladora não, viu... Tá difícil. Espero que você consiga ler. :*

      Beijo!

      Excluir
  2. Oi Ana, como vai?

    Eu AMO a Rainbow Rowell mas, por causa do lance das fanfics misturadas com a narrativa, este não é um livro que pretendo ler. É uma pena, pois AMO os livros da Rainbow!

    Beijos,
    Caroline, do criticandoporai.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Caroline!

      Então, isso irritou mesmo. Também achei uma pena, já que gostei demais de "Eleanor & Park".

      Beijo!

      Excluir
  3. Oi Ana,
    Sempre vejo mtos elogios sobre a autora, mas pelo que tenho visto na blogosfera Fangirl não agradou tanto assim. Realmente, parece que o livro ficaria confuso com os trechos do livro e da fanfic.
    Ainda quero ler algum livro da autora, mas acho que vou começar por outro.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alê!

      Pois é, né? E olha que era para fazer muito sucesso, porque acaba que muita gente se identifica e tal. Mas causou foi um belo reboliço, isso sim.

      Beijo!

      Excluir
  4. Também achei um pouco chato a coisa da fanfic, mas mesmo assim gostei bastante do livro. É todo fofinho e segue a mesma fórmula dos outros livros da autora. Mesmo assim é um dos meus favoritinhos. <333

    Beijos!
    http://www.prateleiracolorida.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Livro chato demais, Cath é mais chata ainda, amo os livros da Rainbow, mas esse parece que foi feio nas coxas, 4 estrelas é demais para ele

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©