20 de outubro de 2016

Resenha: O Diário de Bridget Jones + Bridget Jones no Limite da Razão

Bridget Jones já é uma personagem querida por milhões de leitores. Seja pelas desventuras amorosas ou pelos problemas com os pais, é muito fácil se identificar (e se encantar) com a protagonista criada por Helen Fielding. Nesta nova edição comemorativa dos vintes anos de lançamento do primeiro livro os fãs antigos terão a chance de reencontra-lá, e os novos leitores descobrirão uma paixão por este clássico!

Títulos Originais: Bridget Jones's Diary | The Edge of Reason
Autora: Helen Fielding
Páginas: 288 | 400
Tradução: Beatriz Horta | Alda Porto
Editora: Paralela
Livros recebidos em parceria com a editora

Minha intenção ao ler os livros da Bridget Jones era espairecer um pouquinho, já que estava lendo muito livros do Stephen King que claramente têm histórias mais pesadas. Sinceramente, eu já não gosto muito do gênero chick-lit, mas resolvi dar uma chance porque né, todo mundo conhece Bridget Jones, nem que seja pelos filmes, mas a verdade é que eu achei a personagem tão contra os meus princípios que eu acabei não gostando dos livros.


Resumindo, o que me atrapalhou com a história de Bridget foi justamente a personagem: não consigo achar normal uma pessoa de 30 anos que age como se tivesse 15, que bebe todos os dias, fuma todos os dias, praticamente não come e não procura ajuda. A verdade é que, mesmo que os fãs não admitam, Bridget é alcoólatra, tem vários outros problemas que precisam ser tratados. E não, não é engraçado.

Classificação final: ✩ (2,5)

18 comentários:

  1. Oi, miga!

    Olha, eu concordo com você totalmente. Tudo bem, nós também bebemos, alguns de nós até fumamos, mas né, temos que admitir que não é uma prática muito saudável, e no caso da Bridget passa do bom senso. Acho que ela tinha que assumir realmente que tem problemas e procurar um tratamento né (quem sabe a autora não possa fazer isso em algum volume futuro?).

    Beijo <3

    ResponderExcluir
  2. Jéssica!
    Não li nenhum dos livros, mas ri muito assistindo o filme.
    Gosto de chick-lit, mas tem algumas atitudes que não dá para entender mesmo em determinadas protagonista, né?
    “A simplicidade representa o último degrau da sabedoria.” (Arthur Schopenhauer)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de OUTUBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Não assisti os filmes ainda e nem li os livros. Já tinha lido uma resenha sobre este livro, e a sua resenha me surpreendeu porque não tinha visto esta preocupação com a protagonista anteriormente. Não sei se eu quero ler este livro, pois eu acho que eu iria ficar irritada com as atitudes dela, mas enfim, para quem gosta eu acho que vale a pena ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dica minha: se você ta muito curiosa, procura um pdf com o comecinho! Geralmente algumas editoras até disponibilizam as páginas iniciais pra pessoa ler~
      Obrigada <3

      Beijos!

      Excluir
  4. Oi, Jéssica!
    Jurava que ia ler mais uma resenha de alguém amando esses livros! Eu já assisti um dos filmes e não simpatizei nem um pouco com a Bridget, achei ela forçada e imatura demais, simplesmente não engoli, e desde então passo longe dos livros. Concordo plenamente com a parte de ela agir como se tivesse 15 anos, pelo menos eu não consigo me identificar com ela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não me identifiquei com a Bridget e acho que nem se eu tivesse 15 anos conseguiria haha

      Beijos <3

      Excluir
  5. Caramba! Quando entrei aqui, ia comentar que achava que era uma autora novata ou que tinha ficado conhecida por agora, aí vou olhar, e é uma edição comemorativa de VINTE ANOS e a autora nem chama Bridget Jones (eu achava que era). Nem os filmes eu conhecia. Estou bem besta! kkkkk
    Eu vi váários sorteios por agora desses livros, achei que seriam legais, mas pelo jeito, não é :/ no meu caso, não por ser check-list(?) mas por conta do conteúdo mesmo, que tu falou que vai contra os teus princípios. Realmente, pelo teu comentário, realmente não é nada engraçado e é bem preocupante.. De qualquer forma, foi muito bom ler isso, de verdade...

    Abraço! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! O problema não é ser chick-lit, mas sim não dar importância pra um problema tão grande e preocupante :(

      Beijoss <3

      Excluir
  6. Caramba! Quando entrei aqui, ia comentar que achava que era uma autora novata ou que tinha ficado conhecida por agora, aí vou olhar, e é uma edição comemorativa de VINTE ANOS e a autora nem chama Bridget Jones (eu achava que era). Nem os filmes eu conhecia. Estou bem besta! kkkkk
    Eu vi váários sorteios por agora desses livros, achei que seriam legais, mas pelo jeito, não é :/ no meu caso, não por ser check-list(?) mas por conta do conteúdo mesmo, que tu falou que vai contra os teus princípios. Realmente, pelo teu comentário, realmente não é nada engraçado e é bem preocupante.. De qualquer forma, foi muito bom ler isso, de verdade...

    Abraço! :D

    ResponderExcluir
  7. Olá.
    Ainda não li os livros, portanto não posso dar minha opinião. Mas quanto aos filmes, me diverti muito com a personagem. Claro que não concordo com muitas das atitudes dela, como as que você comentou na resenha, mas no filme, levo para o lado da comédia mesmo. Tenho curiosidade pelos livros, mas não sei se será um enredo que irá me prender. Ótima resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dê uma chance, vai que né? HAHA obrigada pelo comentário!!

      Beijos <3

      Excluir
  8. Poa concordo com você em número gênero e grau, quanto à isso, sempre achei que as pessoas levavam muito "na esportiva" o grau de bebedeira, e de depressão disfarçada que há nessa personagem, deixando que as pessoas acreditem que isso é uma normal atitude do ser humano, Um fato que deveria ser avaliado levado como comédia pelas massas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi algo que me preocupou e incomodou durante a leitura. Me perguntava todo o tempo por quê ninguém tratava isso nela :(

      Excluir
  9. Oi Jessica ^^
    Gosto muito da Bridget Jones. Vi somente os filmes e o fator que me fez gostar dela foi a maneira como me senti parecido nas questões clichês que o enredo aborda, sei que não precisamos de outra pessoa para ser feliz mas ano passado para trás vivia numa solidão que encontrar algum personagem que compartilhasse o anseio de conhecer outro alguém me animava e me tocava, fora as cenas loucas que Bridget proporciona.
    No filme não é perceptível o quanto a personagem precisa de ajuda, nada é muito exagerado e a situação dela é só mais uma "cotidiana", fiquei bem surpreso em saber que no livro não é especificado as dosagens e o modo dessas dosagens q ela faz das porcarias dessa vida. Nunca me apeguei a idade dela, só percebia uma mulher solteira há anos procurando o amor, agora sinto uma vontade imensa de julgá-la, qual é, 30 anos com atitudes de adolescente??? Para tudo tem limite, se eu fosse amigo dela tentaria dar uns toques nela para a situação.
    Amo chick-lit então tenho certeza que gostarei muito desse diário quando tiver a oportunidade de ler.
    Gostei de você ter dado uma chance para um gênero completamente diferente do que você costuma ler, Jéssica. Temos que ser mesmo ecléticos nas leituras ou vamos acabar nos enjoando fácil de nossos gêneros favoritos.
    Muito obrigado por ter abertos os olhos para a problemática que é a Bridget, vou até rever os filmes para repensar o que senti quando os vi.
    Bjs

    https://peregrinodanoite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh que comentário maravilhoso!! Eu realmente recomendo os livros para você, além de saber que vai gostar, também acho que vai ver que a Bridget precisa de ajuda. Certamente que se eu fosse amiga dela, ia ficar louca de preocupação e tentaria ajudar!

      Beijos e boa leitura <3

      Excluir
  10. Oi!
    Realmente esse tipo de personagem é muito chato na história.
    beijos

    ResponderExcluir
  11. Não li nenhum livro dela e acho que não iria gostar, pois uma pessoa querendo dar uma de jovem quando não é fica feio, sem falar em seus vícios, parece que a historia não agrega nada de bom.

    ResponderExcluir
  12. Oi!!! Não consigo me lembrar se já assisti os filmes, mas tenho certeza que não li os livros...E não li justamente pelo que vc disse: eu sei que a personagem vai contra tudo o que eu sou e acredito e eu sei que eu vou acabar não gostando e que ia meio ser tempo perdido.

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa | Todos os direitos reservados ©