15 de março de 2017

Resenha: Noah Foge de Casa

Noah tem oito anos e acha que a maneira mais fácil de lidar com seus problemas é não pensar neles. Quando se vê cara a cara com uma situação muito maior do que ele próprio, o menino simplesmente foge de casa, aventurando-se sozinho pela floresta desconhecida. Logo, Noah chega a uma loja mágica de brinquedos, com um dono bastante peculiar. Ele tem uma história para contar, uma história cheia de aventuras que termina com uma promessa quebrada, uma história que vai levar o fabricante de brinquedos a pensar sobre o seu passado e Noah a pensar sobre aquilo que deixou para trás. Em seu primeiro livro juvenil desde o best-seller O Menino do Pijama Listrado, o escritor irlandês John Boyne cria um mundo que mistura contos de fadas com os problemas mais cotidianos de um garoto comum. Esta fábula leve e inteligente prende os leitores presos até o final com dois grandes mistérios: por que Noah fugiu de casa e quem é o fabricante de brinquedos? 

Título Original: Noah Barleywater Runs Away
Autor: John Boyne
Páginas: 198
Tradução: Eduardo Brandão
Editora: Seguinte
Livro recebido em parceria com a editora 

Não é difícil de imaginar que fiquei tão animada para ler esse livro porque ele é de um autor que admiro muito, John Boyne. Noah Foge de Casa é um livro destinado para o público infanto-juvenil, mas que possui uma história bastante densa por trás das entrelinhas. Desde o início somos levados a ler o livro basicamente para obter uma resposta: o que aconteceu para um menininho de apenas oito anos resolver fugir de casa do nada? 

O livro começa justamente com Noah Barleywater saindo de casa bem antes do sol nascer. Não sabemos o porquê da sua decisão, mas sabemos que é isso e pronto. Antes de chegar até o local onde acontece a maior parte da história, Noah passa por diversas cidadezinhas estranhas. Nessa viagem, o garotinho se depara com tantas várias coisas inimagináveis, como um cachorro falante, um burro simpático, porém muito faminto, e até móveis que se mexem. Seu destino final acabou sendo uma loja de brinquedos dirigida por um velhinho deveras interessante. 

Noah Foge de Casa é o primeiro livro do John Boyne, mas apesar disse, possui tanta qualidade quanto os outros. Não nego que achei o início um pouco arrastado, principalmente porque a história tem uma pegada bem Lewis Carroll, com direito à portas que andam e falam, árvores que dão galhos infinitos e coisas do gênero. Mas as coisas começam a dar uma guinada quando Noah conhece o Velho e, a partir daí, partes da história são narradas em primeira pessoa por ele, contando fatos da sua vida. 

Apesar de toda essa situação fantasiosa, o livro é bem mais profundo do que parece. Noah é um garotinho muito ingênuo, mas que têm os seus medos e acha que a melhor forma de lidar com eles é fugindo; o Velho é uma pessoa muito vivida, com muitas histórias para contar, mas que carrega um fardo muito grande por não ter cumprido uma promessa quando era mais jovem. Com o passar dos capítulos, descobrimos que Noah está passando por um problema familiar muito sério e pesado e o Velho acaba se tornando um exemplo para ele por ter levado uma vida de tantos arrependimentos. 

Outro mistério do enredo é a identidade do Velho, que só é revelada bem no finalzinho. Claro que há dicas de quem ele é durante todo o enredo, mas claramente sou muito sonsa e só percebi quando o segredo foi enfim revelado. Isso deu um toque de magia ainda maior para a obra que já é um amor. Me emocionei em várias partes do livro, principalmente em uma das histórias do velho (todas elas têm a ver com algum títere, ou marionete, que representa as pessoas que passaram pela vida dele)  em que ele fala da sua promessa e faz várias reflexões. 

Noah Foge de Casa, apesar da roupagem infantil, é um livro maravilhoso e profundo que debate sobre a vida, o tempo e a importância das pessoas, tudo isso pela visão de uma criança. Com certeza é um livro que me surpreendeu bastante, que emocionará tanto crianças quanto adultos.

8 comentários:

  1. Esse parece ser um daqueles livros que quando terminamos de ler, ficamos parados refletindo sobre a história, adoro histórias fantasiosas e sou muito fã do Lewis Carroll, lembro que o primeiro personagem que me apaixonei de verdade foi pela Alice, Noah parece que é uma criança que enfrenta problemas e por ser criança, não sabe como reagir a esses problemas e prefere fugir, acho que o Velho deve se rum personagem incrível e fiquei muito interessada pela história.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Ana!
    Tão bom ver um autor enveredar por novos estilos e de forma magnânima, né?
    Adoro livros infantos porque sempre trazem muito aprendizado e aqui além disso, tem toda aventura fantasiosa criada e o por que de Noah ter fugido, a dúvida de quem é o veloho... deve ser um bom livro.
    “Não confunda jamais conhecimento com sabedoria. Um o ajuda a ganhar a vida; o outro a construir uma vida.” (Sandra Carey)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. Oi Ana,
    John Boyne é conhecido por seus protagonistas jovens (mais especificamente crianças) e por ter como ambientação de suas obras a 2ª Guerra Mundial, então ler uma obra sua de outro gênero que envolva um pouco de fantasia deve ser interessante. Para uma criança de 8 anos de idade tomar a iniciativa, e ter a coragem em fugir de casa sozinho é porque algo muito sério ou importante aconteceu e esse mistério deixa a sinopse mais tentadora. Noah é a representação de muitas crianças que passam por problemas em casa e vêem na fuga a única saída, mas nem todos encontram em seu caminho alguém que irá ajuda-los ou orientá-los a enfrentar seus medos. Não tenho dúvidas de que é uma história emocionante e cheia de reflexões!!

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li nenhum livro do autor, mas como adoro uma fantasia, vou gostar. Fiquei intrigada imaginando o que aconteceu para o personagem querer sair pelo mundo digamos assim, que problema será esse que o leva a tomar essa atitude, pois é tão novo, mas pelo visto pelo caminho ele terá suas aventuras e descobertas. Acho que ao final da leitura ficamos pensando sobre os acontecimentos da historia.

    ResponderExcluir
  5. Que livro gostinho de ler, numero de paginas é pequeno. Então quando voce ver já leu tudinho, e ainda ficou aquele gostinho de quero mais. Pois bem, sou apaixonada por livro infantil, porque tem uma doçura, e Noah Foge de Casa não é diferente, ver o mundo nos olhos de criança é maravilhoso. Percebemos que acabamos perdendo aquele visão magica sobre universo com a idade. Quem sabe, não leio algum dia, porque é estilo que gosto muito.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Ana, tudo bem?
    Tenho um fraco por livros contados na visão de crianças. Acho que as coisas sempre ficam mais interessantes na visão dos pequenos. Fiquei curiosa pra saber o porque dele ter fugido de casa e qual a relação entre o Velho e o problema familiar que ele está passando.... Será que vou descobrir antes do final ?
    Beijokas
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  7. Vi o lançamento desse livro mas na época ainda não tinha lido nada do autor. Aparentemente ele gosta de histórias com crianças mas que não são nada bobas ou superficiais, como algumas pessoas podem imaginar.
    Fiquei pensando aqui quem seria esse Velho hahaha Papai Noel? Deus? :p viajei legal

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ana!!
    Não conhecia esse livro Noah Foge de Casa, do John Boyne e mesmo ele sendo voltado para o público mais jovem achei a história bem instigante!!
    Beijoss

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa | Todos os direitos reservados ©