30 de agosto de 2017

Resenha: Graça & Maldição

Um thriller que mantém a magia ambígua até a narrativa ganhar asas e levar o leitor por uma viagem intensa, estranha e envolvente. Como todos os outros na pequena cidade, River é obcecada pelos Grace. Fenrin, Thalia e Summer Grace são carismáticos, charmosos e ricos — e há boatos de que sua influência se estende aos mais altos degraus da política mundial. Se você não ama um deles, quer ser exatamente como um deles. Especialmente River, a nova aluna da escola local... Que de repente é acolhida pela família que todos reverenciam e temem em igual medida. Ela é diferente. Mas o que os Grace não sabem é que a garota não está na cidade por acaso; ela sabe exatamente o que está fazendo. Ou não?

Título original: The Graces
Autora: Laure Eve
Páginas: 345
Tradução: Natalie Gerhardt
Editora: Galera Record
Livro recebido em parceria com a editora

Graça & Maldição é a publicação mais recente da talentosíssima escritora Laure Eve. Lançado no Brasil pela editora Galera Record, temos aqui um livro extremamente interessante e de leitura gostosa — que digo de passagem, não via igual há muito tempo.

Na obra, conhecemos a história dos Grace, uma família envolta em mistérios e riquezas que comandam a pequena cidade em que River passa a viver após o repentino desaparecimento de seu pai. River é uma personagem interessante que possui altos e baixos, principalmente baixos, em relação a sua vida de forma geral. Ela não possui uma boa relação com sua mãe, o que leva a incontáveis segredos.

Toda a pequena cidade aposta nos Grace como feiticeiros, bruxos capazes de realizar feitiços e magias poderosas. Observamos então a relação dos três filhos da família  Summer, Fenrin e Thalia  que são vistos como perfeitos por todos: imprudentes, poderosos, lindos e influentes na medida certa. Temidos e respeitados por toda a escola, todos querem ser um deles, inclusive nossa protagonista, River, que quer desesperadamente participar deste mundo de magia, tanto para empoderar-se, entender-se e tentar trazer seu pai de volta.

O livro possui uma narrativa fantástica entretanto traz um problema clássico onde nota-se que os personagens secundários são mais legais que a principal. River não pode ser considerada chata, de forma alguma. Porém, esta pode ser cansativa para alguns leitores. Por ser muito tímida e manipuladora, acaba tornando-se enfadonha em alguns momentos, e seguindo demais os passos da família misteriosa a qual ela tanto admira.

Ao longo de toda a leitura mantém-se sempre a questão: a magia praticada, é real ou lenda? A prática é tratada de forma diferente aqui, já que não é como em Harry Potter por exemplo, com feitiços e magias claros e bem definidos. São coisas sutis que remetem e me lembraram bastante de religiões de cunho pagão e da Wicca. Há uma admiração por símbolos, pedras, palavras e ritualísticas percebida em toda a história.

O final, é uma enorme reviravolta inesperada. Devido a notória instabilidade dos personagens, todo movimento é imprevisto e todo acontecimento é repentino e surpreendente. Particularmente, adorei a conclusão da trama mas alguns podem não gostar por esta deixar algumas questões no ar, para que o próprio leitor interprete. Ou não. Ao que tudo indica, Laure Eve está escrevendo um segundo livro, ao qual não se sabe ainda se será uma continuação, um ponto de vista dos Grace ou algo no estilo. Até lá, é esperar pra ver.

8 comentários:

  1. E ai Edu! Tudo bem?

    Que livro lindo!!!! E a sinopse me agradou bastante apesar de não ser um gênero de minha zona de conforto.

    Grande abraço,
    www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir
  2. Adoro livros que aborda o tema fantasia, magia e poderes sobrenaturais. Gostei da premissa do livro e gostaria de saber mais sobre o assunto magia que aborda no livro. Gostei de saber que a leitura é bem fluida e que o final tem uma reviravolta inesperável, amo livros assim. Tenho certeza que vou gostar muito desta leitura.
    Obrigada pela dica, beijos.

    ResponderExcluir
  3. Eu não conhecia o livro e nem a autora, mas confesso que a história não me chamou a atenção, mesmo se tratando um pouco de fantasia.

    ResponderExcluir
  4. Edu!
    Gosto muito quando o livro envolve magia, seja do tipo apresentado em Harry Potter, seja das religiões pagãs como Wicca, essas bem praticadas até hoje em nossa sociedade.
    Uma pena Raven ser um tanto acanhada e tímida e que as personagens principais tenham maior destaque que ela.
    Se o final tem reviravolta e mesmo deixando alguns ponttos entreabertos, é como gosto.
    Daria uma chance a leitura.
    “Deus com Sua infinita Sabedoria, escondeu o Inferno no meio do Paraíso para que nós sempre estivéssemos atentos.” (Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  5. Eu já disse que amo thriller?
    Pois bem, AMO!

    Gostei bastante do que li aqui, já quero!
    Saber que tem uma reviravolta no final então... Vou dar uma olhada no Skoob.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Se tem algo relacionado a magia já sei que vou gostar; a história parece ser bem interessante, só acho que provavelmente, se fosse ler, também sentiria que os personagens secundários são mais legais que a protagonista, mas talvez isso seja proposital, para mostrar como a protagonista sente que que essa família é realmente muito mais legal que ela.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Gosto quando as historias tem magias envolvidas e principalmente mistério, fiquei curiosa em saber se a personagem vai conseguir o quer quer com a magia. Espero que essa obsessão pela família Grace não a deixe chata. Adoro reviravoltas e acho que vou gostar dessa que tem no final.

    ResponderExcluir
  8. Ola, tudo bom?
    Eu não tinha ouvido falar do livro ainda, parece ser legal, gosto muito de magia, mesmo nele sendo diferente de Harry Potter, sendo a magia mais complexa né, fiquei curiosa para ler o livro.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©