9 de outubro de 2017

Resenha: Garotos de Lugar Nenhum

Quando uma excursão escolar dá errado, quatro adolescentes passam a noite presos numa floresta tentando se proteger de uma terrível tempestade. No dia seguinte, quando finalmente conseguem voltar para casa, descobrem que algo surreal aconteceu: o mundo se reconfigurou como se eles nunca tivessem nascido. Os meninos estão presos numa realidade alternativa em que tudo continua o mesmo, mas eles são completos estranhos. O único jeito de recuperarem suas vidas é descobrir o que está por trás dessa mudança. 

Título Original: Nowhere Boys
Autora: Elise McCredie
Páginas: 296
Tradução: Carolina Mesquita
Editora: Rocco Jovens Leitores
Livro recebido em parceria com a editora

Felix, Sam, Andy e Jake estudam na mesma escola, mas não têm nada em comum. Os quatro adolescentes são obrigados a se aproximar quando, por sorte ou não, caem no mesmo grupo numa excursão escolar. O passeio iria durar apenas quatro horas, mas os meninos se perdem na floresta no meio de uma tempestade inacreditavelmente forte e acabam passando a noite por lá. Quando finalmente conseguem voltar para casa, ninguém os reconhecem. É como se eles nunca tivessem sequer nascido. 

Obviamente esse acontecimento não foi randômico. O irmão mais novo de Felix, Oscar, sofreu um acidente que acabou deixando-o em uma cadeira de rodas e, por se sentir culpado pelo tal acidente, o protagonista em questão resolve fazer um feitiço — sim, bruxaria mesmo — que claramente acabou dando muito errado. A partir daí, os quatro personagens se unem com o único propósito de fazer as coisas voltarem ao normal, mas a amizade entre eles vai se fortalecendo a cada dia.

Garotos de Lugar Nenhum é o primeiro livro da atriz e escritora Elise McCredie, e foi baseado na série australiana Nowhere Boys. Cada capítulo é narrado por um dos meninos, o que nos dá uma visão ampla dos acontecimentos e, é claro, o que cada um está sentindo diante da situação. No decorrer das páginas dá para perceber descaradamente que o único que está realmente confortável com tudo o que está acontecendo é Felix, pois na dimensão onde se encontram, apesar de tudo, Oscar não está em uma cadeira de rodas. 

Durante toda a história há aquela atmosfera deliciosa de mistério, pois além de estarem em uma dimensão totalmente diferente, alguma entidade mística está atrás deles para consertar a ordem natural das coisas, e a gente não tem a mínima ideia do que é e se ela pode ser parada. Também somos apresentados a uma personagem bastante peculiar que aparece para ajudar os meninos (ou não), a dona da loja de artigos de magia, Phoebe. Porém, o tempo todo a gente tem a impressão de que ela está escondendo alguma coisa importante. O que eu mais gostei nessa história foi justamente essas sensações de algo ruim poderia acontecer a qualquer momento. E acreditem, acontecem coisas o tempo inteiro, mas não é enjoativo ou previsível.

Cada personagem têm suas características particulares, o que dá um tom totalmente particular para a narrativa. Felix, por exemplo, se considera gótico — apesar de eu, particularmente, achar que ele adotou o estilo após o acidade de Oscar — e acha que nunca fará falta para a família se simplesmente sumir. Sam é o típico adolescente egoísta que está acostumado com as pessoas fazendo tudo por ele. Jack é aquele personagem babaca e, apesar de demonstrar ser um cara durão, no fundo é só um carinha super sensível que se preocupa com a mãe o tempo inteiro. Andy, provavelmente o meu preferido entre os quatro, é o nerd solitário superprotegido pela família, mas super aberto à novas amizades. Ele é tão absurdamente inteligente que chega a ser cômico.

Apesar de ter gostado bastante de Garotos de Lugar Nenhum, achei que algumas perguntas ficaram sem resposta. Mas, a boa notícia é que o final do livro deixa o gancho para, no mínimo, um segundo volume, então tenho esperanças de ter todas as informações possíveis nessa continuação. A narrativa é super leve, fluida e divertida, dá para ler em uma sentada tranquilamente. A história do grupo prende desde o início, além de deixar aquele gostinho de quero mais. 

16 comentários:

  1. Ana, não consegui sentir uma vontade imensa de conhecer essa história. Não sou muito fã de mistério...
    Me parece uma história sem grandes emoções.
    Não sei como é a relação dos meninos, mas essa é a parte que mais me interessou; o fato deles serem diferentes e ter que ficar juntos querendo ou não deve deixar a história um pouco mais empolgante.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana.
    Essa é a primeira vez que vejo falar do livro, porém preciso dizer que estou bem interessada em conferir, o fato de que eles se perdem e tem todo esse cenário de mistério é o que me chamou bastante a atenção, uma pena que achou que algumas coisas ficaram sem respostas, mas assim como você falou, esse é um gancho para um segundo livro, adorei saber que a narrativa é fluida e pretendo ler com toda certeza.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Eu também ainda não tinha conhecimento desta obra, e fiquei completamente surpresa com sua resenha, pelo fato de me parecer uma estória divertida, e empolgante, onde teremos uma narração ampla, pois a várias visões em relação aos personagens, que possuem características de personalidade diferente, o que proporciona ao leitor um maior envolvimento com a leitura. Gostei bastante, espero ter a oportunidade de ler a obra.

    ResponderExcluir
  4. Nossa! Adorei a sinopse. Gosto muito de livros misteriosos desse tipo!
    É ruim quando percebemos alguns erros ou perguntas sem respostas.
    Porém fiquei curiosa em relação ao livro.

    ResponderExcluir
  5. Oi Ana,
    Garotos de Lugar Nenhum poderia ser mais um livro para contar a história de um grupo adolescente que entra em uma aventura se esta não fosse tão misteriosa. Mexer com coisas que não conhece pode gerar consequências sérias e os meninos vão sentir isso na pele. Mas, vendo pelo lado positivo, se não fosse a bruxaria feita por Felix, talvez eles tivessem se permitido se conhecerem e estabelecerem uma amizade. Gostei da proposta da autora e se o faltou algumas respostas para os acontecimentos do livro espero que Elise McCredie escreva uma sequência.

    ResponderExcluir
  6. Ana!
    Gosto de livros de fantasia no estilo, onde tem outras dimensões e os personagens podem confrontar sua vida antiga com o novo lugr em que estão, gosto também de todo o vlima de mistério que permea a trama.
    Pena que algumas questões ficaram sem resposta, mas pelo jeito, teremos mesmo um novo volume.
    Desejo uma ótima semana produtiva!
    “Saber quando se deve esperar é o grande segredo do sucesso.” (Xavier Maistre)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  7. A trama desse livro é bem interessante e gostei de ver um pouco mais dele. Não tinha visto muita coisa...
    Gosto de histórias que passam essa sensação de que algo ruim pode acontecer a qualquer momento e a curiosidade pela situação deles, de como tudo vai terminar... esse negócio de dimensão e coisa e tal chama atenção e parece bom na hora de ler. As visões diferentes da história também ajudam, é bom narração assim porque acaba não ficando chatinho ter sempre o mesmo tipo de pensamento sobre as coisas, o mesmo ponto de vista etc. E os personagens são bem diferentes pelo jeito.
    Tem uma coisa legal nesse livro, ele chama minha atenção. Se puder vou tentar ler.

    ResponderExcluir
  8. Achei super diferente a história deste livro, e parece ser muito boa, gosto muito de histórias de mistério, sua resenha e seus comentários positivos sobre o livro me deixaram muito curiosa para ler ele, adicionei este livro em minha lista de leituras e sem dúvidas pretendo ler ele futuramente.

    ResponderExcluir
  9. Olá, a obra parece ser aquele tipo de livro que faz o leitor criar várias teorias para tentar entender o que está acontecendo, sem contar que a caracterização das personagens não peca e é bastante satisfatória. Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Assisto a série e adoro. Quero ler o livro também, adoro mistério e a agitação devido aos acontecimentos que não param é um atrás do outro isso deve deixar a leitura bem ágil e são acontecimentos que nem passavam pela nossa mente rs.

    ResponderExcluir
  11. Olá! Tudo bem?
    Amo o gênero mistério e realidade alternativa. Deve ser tenso ficar preso em uma realidade alternativa e ainda mais em uma que você é uma completa estranha. Gostei demais da premissa do livro e pretendo ler quando tiver a oportunidade.
    Gostei da resenha, beijos.

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Então, não curti muito a premissa, talvez por ter personagens jovens no núcleo.
    Mas, sua resenha me remeteu a série Stranger Things.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Ana!!
    Essa é a primeira vez que vejo alguma resenha sobre esse livro, achei a estória bem interessante, fiquei bem curiosa para saber como tudo vai se resolver para esses quatro!! Bjoss

    ResponderExcluir
  14. De cara a gente se prende pela capa, creio que este “gancho” tem tudo a ver com a historia. Confesso que a proposta é bem diferente, bruxaria e ainda envolvendo quatro meninos. E cada um com personalidades diferentes! Creio que irei aguardar mais para saber se haverá continuação antes de adicionar a lista de desejados!

    ResponderExcluir
  15. Olá Ana!
    Não conhecia o livro e já gostei do enredo apresentado, me agradou e me fez ficar curiosa pra conhecer mais ...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  16. Esse é o primeiro caso de livro baseado em série que já vi. Pela sinopse e capa eu fiquei com muita vontade de ler, e após ler a resenha então... só espero que lancem as continuações logo, se forem mesmo ser lançadas. Abraços!

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©