27 de junho de 2018

Resenha: Mais Que Amigos

Aos vinte e dois anos, a jovem Parker Blanton leva a vida que sempre sonhou. Tem um namorado inteligente e responsável, um emprego promissor e a companhia de seu melhor amigo, Ben Olsen, com quem divide um lindo apartamento.
Parker e Ben são tão grudados que muita gente duvida que eles morem sob o mesmo teto sem nunca ter vivido um caso, mas eles não se importam com o que as pessoas pensam. Sabem que não foram feitos um para o outro — pelo menos não para se envolver.
Por isso, quando um acontecimento inesperado faz com que Parker se veja sem namorado e com o coração partido, ela sabe que pode contar com Ben para ajudá-la a sacudir a poeira e partir para outra. Afinal, ninguém seria mais ideal do que seu melhor amigo para lhe mostrar os prazeres da vida de solteiro… Certo? Mais que amigos é uma comédia romântica irresistível!

Título Original: Blurred Lines
Autor: Lauren Layne
Páginas: 223
Tradução: Alexandre Boide
Editora: Paralela
Livro recebido em parceria com a editora

Bom, fazia muito tempo (!) que eu não lia uma comédia romântica para um público jovem adulto. E é claro que o título desta obra já caracteriza um clichê nítido: uma “amizade colorida” entre a jovem Parker e o garanhão Ben. Os dois se conheceram há seis anos na faculdade e de lá para cá sempre cultivaram uma amizade sincera, divertida e espontânea. Até que os dois, nesse percurso todo, decidiram morar juntos.

Parker Blanton carrega, na história, todo o estereótipo de uma garota perfeita: atraente, inteligente, divertida e bem sucedida no trabalho com apenas 22 anos. E isso me irritou um pouco nesse contexto carregado de clichês. Pô! A garota não tem nenhum defeito? É tudo tão lindo assim mesmo na vida dela?

Assim como Parker, Ben Olsen é o cara perfeito: bonito, adora treinar na academia, ótimo comunicador e extrovertido com todos ao seu redor. Todas as garotas de Portland o desejam  até as amigas de Parker. Eu realmente torci o nariz para esse ponto que cita como os personagens principais são “perfeitos”. Mas percebi, no decorrer da leitura, que tudo isso fazia parte de uma história clichê mesmo.

Como a sinopse apresenta, Parker leva um pé na bunda de seu namorado Lance. Para a jovem, o mundo desaba. Então ela decidiu se arriscar na mesma aventura de seu melhor amigo, Ben, um mulherengo de primeira, que a cada final de semana, fica com uma garota só para sexo casual. E tchau.

A princípio, Ben não concordou com a decisão de Parker. E é aí que a  vida dos dois começa a girar interminavelmente, como uma roda-gigante, para encontrar uma “solução” para que Parker perceba que não é assim que a banda toca — típica atitude de caras machistas que acham que só homens podem fazer o que quiserem.

O clichê de toda essa história passa por percalços nas decisões tomadas pelos jovens. A leitura, diluída em capítulos divididos para cada personagem, corre bem. A narrativa de Lauren Layne é descritiva e isso me agrada, pois o leitor poderá imaginar cada cena perfeitamente graças aos detalhes contados por ela. É quase um diário pessoal.

A capa é realmente para chamar a sua atenção, então caso você esteja disposto a ler uma história que você já saberá qual é o final logo de cara, mas mesmo assim quer seguir adiante, indico esse livro. Mais Que Amigos é quase uma cura caso você esteja naquela ressaca literária, já que é uma leitura bem leve!

17 comentários:

  1. Oi, Ellen.

    A autora inseriu no enredo algo que podemos dizer que é previsível, mas que também é cativante, e que prende a atenção... E cheio de incertezas, afinal, uma longa amizade vinda com novas descobertas de sentimentos, pode mudar toda uma história.

    Enfim, é um livro que tá na minha infinita lista de leitura.

    ResponderExcluir
  2. Oi Ellen,
    Eu estou louca para ler Mais que amigos!!!! Eu vi algumas pessoas elogiando, outras criticando, mas to com muita vontade de ler!

    ResponderExcluir
  3. Ellen!
    Nada como uma boa comédia romântica sem muitas complicações para fazer uma boa leitura.
    Delícia ler um livro que nos faz bem, não é mesmo?
    A liberdade de estar solteira a leva a aproveitar, mas pelo jeiot, já está envolvida novamente, mesmo que não perceba.
    “Não sei o que fazer do que vivi, tenho medo dessa desorganização profunda. “ (Clarice Lispector)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Pela capa e sinopse logo se percebe como será Mais Que Amigos. Porém eu, particularmente, não resisto a um bom clichê amorzinho com gostinho de Sessão da Tarde.
    De vez em quando é gostoso ler uma comédia romântica YA

    ResponderExcluir
  5. Oi Ellen,
    A premissa de Mais que Amigos é bem clichê mesmo, mas me deixou curiosa para saber como essa história irá de desenvolver. Adoro quando um romance começa com uma amizade, esta que Parker e Ben irão provar que pode sim existir entre um homem e uma mulher. Em um livro curto a autora conseguiu retratar sentimentos verdadeiros e puros sobre um amor que vai nascendo aos poucos e conquistando o leitor. Só talvez ela tenha pecado ao exagerar nas qualidades dos personagens. Esse livro é bem o que tenho procurado para intercalar com leituras mais densas e assim que possível quero adquirir um exemplar.

    ResponderExcluir
  6. Sou fã de uma leitura mais leve e descontraída de vez em sempre! E tenho namorado arduamente este livro desde seu lançamento!
    Ah, sou fã de um bom clichê também..rs e esta história aborda coisas simples, como amizade, namoro, dúvidas..e a velha pergunta que já assolou muitas e muitos de nós: o que fazer quando a amizade se torna outro sentimento? Há volta se tiver um fim? É possível continuar a amizade se o namoro der errado?
    Pretendo ler em breve!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Aiai...
    Estava na maior expectativa para ler os livros da Lauren, até estou com os dois aqui, mas pelo visto é melhor eu não ir com tanta sede ao pote.
    Eu não suporto personagem machista, e torço para que todo o resto da história seja bom a ponto disso não me incomodar.
    Às vezes a questão da perfeição é mais uma crítica; tão perfeita, mas tem problemas na vida, não sei...
    Gostei do seu ponto de vista e espero ler em breve.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Eu simplesmente amo livros clichês, certo que as vezes são clichês demais, ms mesmo assim nunca me decepciono. Fiquei muito animada pra saber como que vai ser esse desenrolar todo e como a Parker vai fazer agindo como o amigo.

    ResponderExcluir
  9. Gosto muito de as vezes pegar uma leitura mais descontraída pra ler. Estou bem positiva pra ler esse livro porque curto clichês, e já ouvi algumas pessoas falando sobre ele também. Achei pela resenha que ele me lembra muito filmes de sessão da tarde, mesmo. A capa realmente é linda!

    ResponderExcluir
  10. Foi exatamente isso que eu senti lendo livro Um Clichê bem previsível cujo todos sabiam final Porém tem uma leitura agradável e divertida realmente é uma leitura bem cura ressaca

    ResponderExcluir
  11. Gostei da ideia dele por ser um clichêzinho daqueles que a gente lê rápido, uma história sem muito drama e boa de acompanhar até por já imaginar o final. Já vi algumas coisas dos dois personagens que talvez me desse uma raiva boba e tal pelas atitudes, mas dá pra superar, acho. Gostei dele. Se bater uma ressaca aí vou tentar pegar mesmo, parece bem tranquilo.

    ResponderExcluir
  12. Gostei da capa, mas não do enredo kkkkk
    Achei bem clichê, e pelo jeito é aquela coisa, personagens superlindos, que são ótimos amigos e começam a se pegar do nada e por fim não se veem mais longe um do outro kkkkkk
    aiii não curto, não.
    Não lerei.
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Oi, Ellen
    Mesmo sendo um romance clichê quero ter a chance de ler o livro.
    Um livro de uma leitura leve, se tiver uma ressaca já sei qual livro procurar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Parece ser uma leitura agradável sem grandes acontecimentos, mas concordo os personagens parecem ser perfeitinhos demais. E desde o começo já dá para perceber que os dois vão acabar se apaixonando, gosto de leituras que surpreendam e com reviravoltas.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Ellen!!
    Realmente esse livro tem cara ser aquela comédia romântica que tira você daquelas ressacas literárias que de vez em quando nos acomete. Sem dúvida é um clichê bem bacana.
    Bjos

    ResponderExcluir
  16. Achei essa história cichê e como outras. Mulherengo que inicia amizade colorida com a melhor amiga e acaba se apaixonando.Todo mundo sabe como acaba.Nada contra, mas não é muito o tipo de leitura que eu gosto. Gosto de aventura, coisas novas e não com um final que você já sabe no que vai dar.

    ResponderExcluir
  17. Acho a capa e o título tudo a ver com a història. Mesmo sendo algo bem repetitivo, que lemos sempre, ainda quero saber como termina.

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©