14 de dezembro de 2018

Espere Agora Pelo Ano Passado | Philip K. Dick

Uma obra brilhante de um dos maiores nomes da ficção científica.
O dr. Eric Sweetscent está em apuros. Seu planeta está enredado em uma guerra intergaláctica; sua esposa é letalmente viciada em uma poderosa droga com efeitos colaterais estranhos; e seu novo paciente não é apenas o homem mais importante da Terra, como talvez o mais doente. Em meio a uma crise interplanetária, onde nada é exatamente o que parece, Eric se torna o médico pessoal do secretário geral Gino Molinari, que transformou suas misteriosas doenças em um instrumento político — e Eric já não sabe se seu trabalho é curá-lo ou apenas mantê-lo vivo.
Navegando entre o impossível e o inevitável, Philip K. Dick nos apresenta um futuro onde a realidade é uma superfície terrivelmente tênue, multifacetada — e faz com que o leitor repense tudo o que sabe sobre o tempo.

Título Original: Now Wait for Last Year
Autor: Philip K. Dick
Páginas: 296
Tradução: Braulio Tavares
Editora: Suma
Livro recebido em parceria com a editora
Compre aqui

Philip K. Dick é um dos grandes nomes da ficção científica, e mesmo que você nunca tenha lido nada dele, aposto que já ouviu falar, ou pelo menos viu algum dos seus livros em destaque nas livrarias, como Androides Sonham com Ovelhas Elétricas? ou Realidades Adaptadas. O livro Espere Agora Pelo Ano Passado com certeza ainda dará muito o que falar com sua nova versão publicada pela Suma, pois adivinhem só... fala sobre política! Apesar de ter sido escrito em 1966 e misturar o futuro, guerras, tecnologias e robôs, no fim da leitura você percebe o quanto tudo isso pode funcionar se bem escrito, que é o caso aqui.

Eric Sweetscent, o protagonista, é um médico especialista em órgãos artificiais, e acaba de ser encarregado pela saúde de Molinari, o homem mais importante e doente do mundo. Se já não bastasse todo esse problemão em meio à guerra interplanetária, ele ainda descobre que Kathy, sua esposa, está viciada em uma droga que tem como efeitos colaterais, viagens no tempo. Seu trabalho com Molinari é salvá-lo ou só não deixá-lo morrer? E o que diabos ele vai fazer com a Kathy agora que a mulher parece só querer viver no passado?

Ódio e amor estão intimamente ligados. Muito mais do que a maioria dos terrestres imagina.

Durante a leitura você vai se sentir confuso, assim como Eric, posso assegurar. Descobrimos a cada página o quanto Kathy é egoísta e mesquinha, pouco liga para Sweetscent e é uma pessoa deveras esquisita, a ponto de você conseguir se identificar as vezes. Do outro lado temos Molinari, um hipocondríaco pouco simpático. Não sabe-se ao certo se as doenças são fruto da imaginação do secretário geral ou de fato existem, mas a gente começa a questionar as ações autoritárias e também o lado frágil do personagem, bastante peculiar.

Se você ainda não entrou em contato com nenhum livro do gênero, talvez Espere Agora Pelo Ano Passado seja estranho de mais para você, mas nem por isso recomendo que não o leia. É preciso apenas se abrir para os assuntos que Philip trata, como as viagens no tempo, invasão alienígena, drogas que te levam ao passado, política e a tênue linha da realidade, te fazendo questionar o quanto as coisas que ele escrevem são reais ou não. E juro, se eu falar muito sobre o enredo, vou acabar estragando tudo, ou deixando ainda mais confuso (como se isso fosse possível haha).

Se viagens a Marte em um piscar de olhos serão possíveis no futuro, não sabemos... Mas as questões tratadas aqui poderiam se passar em qualquer lugar, devido à sua profundidade. Vou confessar que talvez eu precise ler mais uma vez o livro para entender exatamente todas as questões presentes na obra, e pode ser que eu nem chegue a entender tudo, mas é aí que mora a graça. Esse é o tipo de livro que envelhece e muda com você e com a sua visão de mundo.

10 comentários:

  1. Adoro uns livros assim e dele tem um monte que queria ler. Mais um com esse. Gostei dos temas. E o melhor é que gosto quando um livro fica confuso e te dá vontade de ler mais vezes. É louco que a cada leitura você possa tirar algo diferente, ver algo que não viu antes. Amo isso. Leria esse fácil e até chamou atenção isso da política na história. Ah adoro. Que faça pensar é o melhor de tudo.

    ResponderExcluir
  2. Eu costumo dizer que o autor é para poucos! Dick é muito à frente de tudo que imaginamos e consegue sempre abordar temas pesados, fortes e mesmo assim, jogar o leitor no desconforto de querer saber o que vai acontecer.
    Ainda não puder este novo trabalho dele,mas já quero demais saber, ainda mais que tendo política e colocada desta forma, soa tão nossa pós eleição!rs
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Faço parte desse grupo que ainda não leu PKD mas já ouvi falar e muito bem.
    Realmente é meio confuso mas falar de política em um cenário futurista, órgãos artificiais,guerra e robôs de uma maneira inteligente e coerente é para poucos. O que deixa o leitor fascinado pela história.

    ResponderExcluir
  4. Vergonha em dizer que nunca vi nada do autor, nem li Ficção científica.
    Acredito que ficaria mais confusa Eric, me parece que é bem informativo.
    Mas é interessante encontrar livros que foram escritos há décadas e que permanecem atuais.
    Gostei dessa capa!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Jéssica!!
    Gosto muito do gênero ficção científica, mas ainda não conseguir nada do Philip K. Dick mas conheço sim algumas das suas obras. E essa história parece ser bem diferente por ter dois temas bem intrigante que é a politica e viagens interplanetárias.
    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Quando vejo algo relacionado a ficção científica, me vem um desprezo por ter lido O Guia do Mochileiro das Galáxias, mas quero dar chance à outros. Philip K. Dick é um autor que conheço há tempos, inclusive amo os títulos. Espere Agora Pelo Ano Passado me conquistou por tudo, desde o título, a essa nova capa e, óbvio, a história futurística, política e tecnológica.

    ResponderExcluir
  7. Gostei da sugestão. De início, lembrou o Douglas Adams, mas parece que não há o tom irônico e de humor desse. Ainda assim, parece uma obra muito boa. Vai para a lista de leituras.

    ResponderExcluir
  8. É um livro original, sem dúvida.
    Mas também muito complexo.
    Não entendi bem a trama, e acho que não lerei mesmo, não.
    Não gosto muito de ficção científica, e raramente entendo kkk
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Oi, Jéssica
    Ainda não li nada do autor, mas vejo muitos comentários sobre seus livros.
    PKD era um escritor a frente do seu tempo, a cada resenha fico mais curiosa para ler algum livro seu.
    Seus livros não estão muito distantes de nossa realidade, só prestar atenção, ler novamente, cada um tem sua própria interpretação dos livros de PKD.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Eu adoro ficção científica mas eu nunca cheguei a ler nada desse autor apesar de haver muito marketing a ele Principalmente por você um escritor à frente do seu tempo

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©