As Dez-Vantagens de Morrer Depois de Você | Fernanda de Castro Lima - Roendo Livros

3 de novembro de 2019

As Dez-Vantagens de Morrer Depois de Você | Fernanda de Castro Lima


Coisas mágicas acontecem quando a gente se abre para o mundo. 
Gabriela Muniz tem dez desafios a cumprir, um mais desconcertante que o outro. Saltar de paraquedas é só o começo ― ela ainda vai ter que distribuir abraços a desconhecidos, aprender a dançar, cantar para uma multidão, entre outros itens da lista que sua amiga Júlia deixou para ela. A ideia surgiu em uma tarde em que as duas não tinham muito o que fazer: inventar dez coisas para a amiga cumprir caso a outra morresse. E que fossem coisas absurdas, já que, aos dezessete anos, a morte era algo muito, muito distante.
Mas, quando Júlia sofre um terrível acidente, resta a Gabriela a memória de sua melhor amiga ― e a lista de desafios, que agora terão de ser cumpridos. Entre situações que tiram a pacata Gabriela completamente da zona de conforto ― é sério que a Júlia incluiu “Se apaixonar” na lista? ―, ela talvez aprenda que a vida pode ser mais leve quando vivida com alegria e intensidade, e que coisas mágicas acontecem quando a gente se abre para o mundo.

Título Original: As Dez-Vantagens de Morrer Depois de Você
Autora: Fernanda de Castro Lima
Páginas: 252
Editora: Verus
Livro recebido em parceria com a editora
Compre aqui

Gabriela e Júlia são amigas inseparáveis. Elas fazem tudo juntas, são o mundo uma da outra. Em um dia aleatório Júlia tem a ideia de inventar dez desafios cada uma para cumprirem caso ― ou quando ― a outra morresse. O que era uma brincadeira super engraçada se tornou um pesadelo: pouco tempo depois, Júlia morre em um acidente de carro e, para tentar manter a memória da amiga, Gabriela resolve cumprir os desafios da lista. 

Além de ainda estar de luto pela amiga, um período muito obscuro e difícil para qualquer pessoa que perdeu alguém importante, Gabi ainda tinha que lidar com os desejos malucos de Júlia, que iam desde pular de paraquedas à abraçar estranhos na Paulista. Júlia sempre achou Gabi muito acomodada com a vida e todos os itens ela deixou para a amiga cumprir foram deixados por motivos específicos. O que Gabi nunca imaginava é que alista de Júlia mudaria sua forma de ver o mundo, ajudaria a lidar com a dor e, principalmente, a tornaria uma pessoa muito, muito melhor.

Juro para vocês que quando olhei para a capa de As Dez-Vantagens de Morrer Depois de Você eu pensei que fosse algum romance onde o rapaz ou a mocinha sofreria com a morte precoce do amado. Fiquei muito surpresa e feliz ao descobrir que era a história de melhores amigas, e que, de alguma maneira, seria bem diferente do que estou acostumada a ler ― livros com listas são relativamente comuns, se pararmos para pensar. Apesar de alguns incômodos durante a leitura, o livro de Fernanda de Castro Lima foi uma grata surpresa. 

O mais interessante de tudo é que Júlia, mesmo morta, se fez muito presente na história. Obviamente Gabi falava muito dela e existem vários flashbacks onde o relacionamento das meninas é explorado. A personalidade de Júlia é perfeita! Ela era o tipo de amiga que apoiava, mas que não tinha medo de dar umas broncas e falar o que pensava. Dá até um apertozinho no coração lembrar que ela não está mais nesse plano e que Gabi nunca mais teria a companhia dela. 

Gabi, ao contrário de Júlia, é extremamente retraída e o fato de ter perdido sua única amiga fez com que ela se fechasse ainda mais para o mundo. Quando alguém tentava se aproximar, ela logo dava um jeito de pular fora. Por isso que, em alguns momentos, acabava sendo super grosseira com as pessoas, isso para não dizer babaca. Eu sei muito bem que perder uma pessoa que amamos é muito difícil e doloroso, mas isso não nos dá um atestado para ser estúpida com as pessoas, principalmente com quem só quer ajudar. 

Nesse sentido, a autora nos mostra dois pontos importantes do luto de Gabi: o primeiro, onde ela tenta a todo custo reviver a amiga através dessa lista maluca, cumprindo cada item com afinco, principalmente para não deixar as memórias sobre ela se perderem; e o segundo, que citei acima, um lado super egoísta e deveras mesquinho, onde a protagonista só enxerga seu próprio umbigo e acha que é a única pessoa a sofrer pela morte da Júlia. Essa segunda onde de sentimentos trás a tona uma Gabi não muito legal, e foi muito difícil manter minha empatia por ela nesses momentos. #sincera 

Apesar do tema difícil e de falar muito sobre culpa ― principalmente por estar viva enquanto a melhor amiga se foi ―, Fernanda de Castro Lima conseguiu abordar todos os assuntos de forma leve e despretensiosa, muitas vezes engraçadas. Conseguiu até mesmo incluir uns "romances" aqui e ali, uns caras babacas e outros fofos demais. Mas ainda que o livro seja divertido, não dá para esquecer a dor e o sofrimento, e ainda assim foi emocionante ver como a personagem crescia no decorrer das páginas. 

Para finalizar, não podia ir embora sem falar do meu personagem preferido, o seu Toninho! Um senhorzinho super bem humorado e guerreiro, espevitado e de bem com a vida, que entra na vida da Gabi por causa de um dos itens da lista ― se quiser saber qual é, vai ter que ler o livro SIM! A minha felicidade nesse livro foi o seu Toninho gente, a história com certeza se tornou bem melhor por causa dele, um hino de amigo! 

As Dez-Vantagens de Morrer Depois de Você é um livro sobre perdas, mas também é sobre superação. Sobre sentir culpa, mas também entender que não é. Sobre não deixar uma pessoa importante, que se foi, sair do nosso pensamento, mas também sobre permitir a entrada de outras pessoas, não para substituir, mas para acrescentar.

8 comentários:

  1. É, também fui outra que logo imaginou romance ou alguma coisa assim quando viu esse livro. Legal que fale de amigas. A história parece triste mas muito bonita também. Nem imagino o que deve ser perder alguém importante assim, ainda mais depois da ideia louca da lista do que fazer. E ela ter esse sentimento de obrigação, pela memoria da amiga, de cumprir com as coisas da lista já me faz imaginar um monte de aventura interessante. Mesmo com o luto ainda existe muito pelo que viver não é? Me passa essa ideia do que ela deve ter passado. Apesar de uns probleminhas aí no meio deve ser legal ver a personagem ir crescendo ao longo do livro. Parece uma história bonita.

    ResponderExcluir
  2. Também achei que se tratava de um livro cujos protagonistas era um casal. Fiquei feliz de serem melhores amigas.
    Se não me engano já vi algo parecido em termos de uma protagonista ter que cumprir itens de uma lista deixada por alguém mas no caso era de uma mãe para a filha.
    Gosto quando o coadjuvante rouba a cena. Sempre são uns fofos.
    Dá um desconto pra Gabi, Ana!
    Já inclui na wishlist

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ana
    Adorei a capa do livro é super alegre.
    O enredo é fascinante que conta uma amizade linda entre Gabi e Júlia e mesmo depois de sua morte Júlia é um porto seguro para a amiga com essa lista de 10 coisas para serem cumpridas.
    É uma leitura que tem uma mistura de sentimentos e mesmo com Gabi sendo chata em alguns casos vale muito se aventurar neste livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Ana!
    Deve ser bem difícil ver a melhor amiga ir... ainda mais quando se é tão fechada quano Gabi. Trabalhar o luto, é diferente para cada pessoa e sinto que no livro, para ela, ficou ainda mais difícil.
    Agora se seu Toninho dá um colorido diferente ao livro e certo humor, dá até vontade de ler só para conhecê-lo.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  5. Que linda essa história de amizade! Achei bem interessante que, apesar de terem personalidades bem distintas, a Júlia e a Gabi se complementam. Também, achei bacana a autora tratar o luto de uma forma despretensiosa e mostrar que a culpa pode se transformar em superação. Tive a impressão que a Gabi é uma personagem que não sabe como lidar com o luto, o que é bastante comum e compreensível, na realidade.
    As dez-vantagens de morrer depois de você é uma ótima oportunidade para ler um livro nacional!

    ResponderExcluir
  6. Primeira resenha que leio desse livro e já me apaixonei na hora! Amo enredos assim, que além de trazer a amizade, traz também a dor da perda e o recomeçar.
    A ideia da lista é sempre colocada em livros e filmes mas no caso de quem vai morrer. Nunca havia lido a respeito de deixar tarefas para outros cumprirem, ideia inovadora!
    A capa é uma fofura e claro que o livro já vai para a lista dos desejados!!!
    Beijo

    Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  7. Oi Ana,
    Apesar do título ter me deixado curiosa sobre o livro eu não tinha nenhuma ideia sobre o que era a história, para ser honesta pensei o mesmo que você, que fosse um romance. Eu gosto muito de tramas sobre amizade, mas tenho lido poucos livros com a temática. Acho importante os autores escreverem histórias assim, onde muito do que é mostrado pode fazer o leitor se identificar. Percebe-se que a amizade entre Júlia e Gabi é muito bonita, sincera e importante para ambas. É uma relação onde há complemento das partes, em que uma é mais retraída e a outra o oposto. Nem imagino qual o sentimento de se perder a melhor amiga e entendo que a parte do luto é muito importante na trama e como cada um lida com ele a sua maneira. A forma como a Gabi lida com sua dor, mesmo não sendo legal, tenho certeza que foi a forma que a autora achou mais conveniente para a personagem que ela criou, mas sei que eu também ficaria irritada com protagonista durante a leitura ao vê-la destratar quem só quer lhe ajudar. As Dez-Vantagens de Morrer Depois de Você me parece ser um livro para explorar os sentimentos, os bons e os ruins e isso já é o suficiente para me fazer ansiar pela leitura.

    ResponderExcluir
  8. Que resenha linda!
    Estou bem empolgada pra fazer essa leitura, até porque achei essa premissa original.
    O tema me chama atenção; acho importante leituras sobre superação.
    Estou curiosa com essa lista e sinto que vou me emocionar com essa amizade.

    Beijos

    ResponderExcluir