18 de abril de 2016

Resenha: Ouro

Título Original: Gold
Autor: Chris Cleave
Páginas: 336
Tradução: Claudio Carina
Editora: Intrínseca

O que você sacrificaria por aqueles que ama? Kate e Zoe se conheceram aos 19 anos, nas eliminatórias de um programa para jovens talentos do ciclismo de elite — um esporte que exige foco e comprometimento. Após mais de uma década, aos 32 anos, elas se preparam para enfrentar a última e mais grandiosa prova de suas vidas: os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. Amigas e também grandes rivais, Kate e Zoe são atletas no topo do ranking, lutando para vencer a competição mais importante do mundo. Com vidas marcadas pela tragédia, cada uma delas tem muito a perder, e as duas se veem diante do desafio de optar entre a família e a glória no esporte. Contada como somente Chris Cleave é capaz, Ouro é uma história sobre os limites da resistência humana, tanto física quanto emocional, sobre maternidade e amor, e sobre o que nos permite, em nossas diferentes maneiras de agir, alcançar feitos memoráveis. Com grande humanidade, o autor de Pequena Abelha analisa as escolhas que são feitas quando a vida está em risco e tudo o que se ama está em jogo.

Eu tenho uma amiga que é louca por Pequena Abelha, uma obra desse mesmo autor. Ela fala tão bem do Chris Cleave que quando vi esse livro por apenas cinco reais na livraria Cultura não tive dúvida alguma sobre comprá-lo. Apenas com essa história, o autor se tornou um daqueles escritores que a gente teria coragem de comprar até o bilhetinho que ele deixa na geladeira para a esposa. Apesar de ter criado uma história simples, que foca no dia-a-dia dos personagens, ele conseguiu ser super original.

O livro é focado principalmente em três personagens: Jack, Kate e Zoe, mas, para mim, a história não é sobre Sophie, a filhinha de Jack e Kate. Os três são ciclistas e se conheceram aos 19 anos durante o Programa de Potenciais de Elite e, apesar de terem personalidades tão diferentes, tinham um objetivo em comum: competir nas olimpíadas. Tom é o treinador de Kate e Zoe, que são aquele tipo de amigas que competem em tudo, tudo mesmo. Vocês podem imaginar a reação de Tom quando descobriu que apenas uma de suas corredoras teria a chance de ganhar o ouro. 

Além de toda essa confusão, Kate e Jack têm que lidar com Sophie, uma menininha super meiga, corajosa e madura mas que, infelizmente, sofre com aquela maldita doença que muitos autores são fãs, o câncer. Sophie tem leucemia e por isso o casal tem que se virar para continuar treinando sem deixar de cuidar da filha, principalmente porque ela piora a cada dia que passa e, aparentemente, a quimioterapia não está funcionando muito bem. Ah, se teve uma coisa que eu adorei foi Sophie ser fã de Star Wars, foi meio que um refúgio que ela encontrou para lidar com a sua doença. 

O amor não devia exigir reafirmações constantes. (pág. 17)

Não vou negar que achei as primeiras 40 páginas do livro um pouco lentas, mas esse quadro muda totalmente quando conseguimos nos inserir na história. Apesar de falar sobre os ciclistas, como é a rotina deles e tudo mais, não é uma história focada no esporte em si, por isso não fica chato. O livro vai alternando entre o presente e o passado e é só a partir daí que podemos entender o que está acontecendo com os personagens no agora. Chris Cleave não vai nos entregando as informações assim tão facilmente, é claro, a cada página vamos conhecendo um pouco mais sobre cada um dos protagonistas. 

E por falar em protagonista, acho que nunca li uma personagem tão detestável quanto a Zoe. Quem leu o livro pode até discordar de mim, mas ô mulherzinha arrogante e prepotente! Além de ser totalmente egoísta. A vida não gira em torno do umbigo da gente né, convenhamos. Tá pra nascer personagem mais frio e calculista que a Zoe, que faz de TUDO para ganhar o ouro, mesmo que isso signifique sacrificar suas amizades, sacrificar sua vida, sacrificar qualquer coisa que ela vê pela frente e tô me segurando aqui para não dar spoiler, alguém me segura! Sério, toda vez que as partes da narração eram sobre a Zoe e que tinha a oportunidade de conhecer os pensamentos dela, eu tinha vontade de entrar no livro e dar uma nela, juro. Okay, eu posso até concordar que nenhum personagem desse livro é totalmente culpado ou totalmente inocente, mas essa mulher não me desce de jeito nenhum. As atitudes dela não são atitudes de gente decente, pronto, falei. 

Chris Cleave apresenta um drama totalmente real, daqueles que envolvem a gente de uma forma que não conseguimos explicar. Quando você pensa que não, já chegou o final do livro e ficamos lá, olhando pro nada com aquela cara de quem acabou de apanhar da vida e não sabe o porquê. O mais importante é que as questões abordadas não giram em torno da importância de ganhar, e sim de competir, não desistir nunca das coisas, de lutar por aquilo que acreditamos. Só digo uma coisa: esse livro não entrou para a minha seleta lista de favoritos a toa, viu?

Classificação final: 

15 comentários:

  1. Eu lembroooo desse livro, Pequena Abelha! Foi um que teve um marketing incrível, porque não divulgação sua história na sinopse é pedia para os leitores que lesse não divulgar também hahahahaha
    Foi terrível fazer essa resenha, mas eu lembro que adorei a obra. Só por isso já quero ler essa.
    Adorei sua resenha e conhecendo a capacidade do escritor há tenho um ponto a mais na escolha. Valeu a dica. Gostei de relembrar essa obra!

    >> Vida Complicada <<

    ResponderExcluir
  2. Olá Ana, tudo bem?

    Pequena Abelha é um livro mundialmente conhecido. Sei pouco sobre seu enredo, mas o marketing criado ao redor dele foi maravilhoso e me fez, por diversas vezes, quase gastar o que não tinha para comprá-lo. Resisti bravamente, rs.

    Mas ao ver Ouro em muitas promoções, percebi que algo não estava muito certo. Talvez seja a temática que não tenha agradado ao mesmo número de leitores.

    Com certeza deste eu passo longe, rs.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oiii, tudo bem?
    Pequena Abelha é um amor incondicional <3 só porque citaste quero ler kkkkkkkkkkkkkk eu achei a premissa do livro bem envolvente e com toda certeza quero ler, o que mais me chamou atenção foi o quote escolhido que me cativou. Adorei a sua resenha <3
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Oie...
    Adoro quando leio alguma resenha que o leitor se sente tão envolvido que não consegue explicar, isso só demostra que o livro é realmente bom. Fiquei com muita vontade de comprar o livro e iniciar a leitura agora! Seria melhor ainda se conseguisse por esse preço rsrs...
    Fiquei curiosa em conhecer essa protagonista ...
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Ana, sua linda, tudo bem?
    OMG, acho que eu sou a única que não conhece Pequena Abelha, acabei inclusive de pesquisar no google, risos... Mas esse livro Ouro eu já tinha visto e não me interessei por ele. Mas depois da sua resenha, minha visão acaba de mudar: eu preciso ler os livros desse autor. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi! A premissa deste livro não é uma que me pega de cara, geralmente deixo os dramas somente para quando for assistir um filme ou série; ainda mais quando tem um personagem com câncer. Não entendo como os autores podem gostar tanto de usar essa doença em suas histórias. Mas enfim... u.u
    Acho que se lesse esta obra odiaria Zoe tanto quanto você; apenas pela sua descrição já fiquei com raiva da personagem. Beijos
    Sil - Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  7. Oi Ana, tudo jóia?
    Esse Chris gosta de criar estórias comuns, mas ao mesmo tempo chocante, é? Gosto de escritores assim.
    Um dos melhores livros que li esse ano. Apesar da história comum e pouco inventiva, o que pra mim não é um defeito, a forma como foi contada é que fez o livro ser tão bom e diferente. Os personagens são muito envolventes e bem elaborados e no meu caso, não pude evitar tomar partido de uma delas, a Kate, e fiquei com raiva da Zoey em várias situações. Adorei a Sofie, o modo como ela encara a doença e se insere no mundo de “Guerra nas estrelas”. Enfim, é um livro bem difícil de largar, o autor conseguiu prender a minha atenção com as várias reviravoltas reveladas durante a história. Gostei muito e já estou atrás dos demais livros do autor. ;D
    Beijos!
    Juliane

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Lembro do sucesso de Pequena Abelha, mas até hoje não consegui ler! :(
    Não conhecia Ouro ainda, mas a história me atraiu bastante, entrou para minha wishlist! E vou aproveitar para tentar ler Pequena Abelha também!
    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Bem, apesar das ressalvas, estou entusiasmada para ler esse livro, o gênero não é um que costumo ler, mas como gosto de variar, acredito que Ouro possa ser uma leitura interessante para sair da minha zona de conforto. Só por saber que o autor entrou para sua lista de favoritos, me deixa bem animada, será que vou gostar? Estou torcendo para que sim, afinal, gostei da premissa do livro. Pequena Abelha você chegou a ler? Uma professora minha elogia muito essa obra, mas não tive oportunidade de conhecer, parece ser ótimo também, de qualquer forma, incluirei os dois na minha lista!

    Da Imaginação à Escrita

    ResponderExcluir
  10. Comprei esse livro bem baratinho também, embora nunca tenha lido nada do autor, e fico feliz por ter feito isso já que você já virou fã só lendo esse! Fico feliz que o foco não seja no esporte, ou eu ficaria realmente entediada. Pena que teve essa lentidão inicial, mas que bom que depois o livro te envolveu e te conquistou. Vou querer matar essa Zoe, mas tudo bem, faz parte... rs...

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bem?
    Eu já vi esse livro em vários lugares, mas essa é a primeira resenha que leio dele e posso dizer que eu estava julgando o livro pela capa, hahah! Eu não fazia ideia de que se tratava de uma história tão rica e maravilhosa! Gosto de livros que abordam algo mais 'real' (como o dia a dia dos personagens e seus dilemas). Sophie ganhou meu coração por ser fã de Star Wars, e eu peguei ódio de Zoe por conta dos seus comentários., hahaha

    Beijos
    www.procurei-em-sonhos.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Ana.
    A Zoe me fez lembrar de um livro que eu li e fiquei revoltada assim também, chama Dupla Falta. Se tiver oportunidade leia um dia.
    Onde que ciclista entra nas Olimpíadas? kkk As vezes eu acho que não existe outra doença pros autores colocarem no livro, sempre câncer nosso Deus. Ta certo que é comum mas vamo dar uma variada né.
    Sempre vi esse livro por aí mas nunca tinha tido interesse em saber do que se tratava mas agora achei interessante até, não é uma coisa que eu sairia correndo pra comprar e ler mas não descartaria não.
    Beijo

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Que ótimo que vc gostou do livro!
    Eu já havia visto essa capa várias vezes mas nunca havia parado para ver sobre o que se tratava e mesmo parecendo que transmite uma mensagem muito bonita no momento eu passo a dica, não curto dramas, sempre me envolvo demais durante as minhas leituras.
    Beijos,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
  14. Oi Ana!
    Own personagens que gostam de Star Wars são puro amor <3
    Eu ainda não conhecia este livro, mas sempre tive vontade de ler o outro livro desse autor.
    Apesar de ter essa personagem arrogante e egoísta, certeza que agregou muito na história, pelo menos serve pra movimentar a trama rs
    Bela resenha!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  15. Oi, Ana!
    Lembro de ter ficado bem interessada nesse livro quando foi lançado, mas acabei deixando-o passar por entre outras leituras que me atraíram e surgiram com mais afinco na minha lista de leitura. Com sua resenha agora, volto a me interessar pelo livro, ainda que visivelmente receosa já por saber da situação da Sophie e do caráter instável da Zoe, mas essas representações da normalidade, do cotidiano, quando bem desenvolvidas e escritas, realmente dão ótimas histórias e espero ter a oportunidade de conferir Ouro assim que possível.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional ♥

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa | Todos os direitos reservados ©