21 de agosto de 2016

Resenha: No Meio do Caminho Tinha Um Amor

"Eu achava que o amor existia, mas não era pra mim. Você foi a prova que eu estive errado por muito tempo!" – Matheus Rocha. Às vezes, a gente insiste em viver um relacionamento que já chegou ao final faz tempo. Tentamos resistir, fazer de tudo para durar mais, lutando para trazer de volta os momentos mágicos do início. Mas, quando o amor acaba, no lugar do conforto e do carinho que existiam só restam feridas que vão doer por um bom tempo e deixar cicatrizes que não desaparecerão. Porque o amor nem sempre é para sempre. Com o fim vem a tristeza, a saudade, a mágoa, o desespero e a vontade de nunca mais sentir aquela dor. Aí fechamos as portas ao perigo de sermos machucados outra vez, mas também à chance de sermos amados de novo. Um belo dia, quando as lágrimas já secaram e nos esquecemos do desconforto, com muito cuidado abrimos uma fresta só para ver a vida lá fora. E, assim como um raio de sol que entra por qualquer brecha, de repente uma vontade de recomeçar nos invade e tudo volta a fazer sentido. E, sem nem saber como, no meio do caminho avistamos novamente o amor – e a certeza de um novo começo!

 Título Original: No Meio do Caminho Tinha Um Amor
Autor: Matheus Rocha
Páginas: 176
Editora: Sextante
Livro recebido em parceria com a editora

Adivinhem só quem solicitou um livro só porque a capa é maravilhosa? Pois é, né? Quem nunca? Para quem ainda não conhece, No Meio do Caminho Tinha Um Amor é do autor/blogueiro — gente como a gente — Matheus Rocha, do Neologismo. O livro é de encher os olhos, já que não traz apenas crônicas, mas também imagens com frases marcantes em lettering, que foi o que me chamou atenção para a obra. 

Sabem que eu não consigo mentir para vocês: eu não fazia ideia de que o livro era de crônicas. Sim, eu sou daquelas que não pesquisa nada sobre o livro antes de lê-lo, com medo de estragar a "surpresa"... Mas a verdade é que não sou uma leitora muito assídua do gênero — só para não falar que não gosto mesmo. É importante dizer que tudo o que vou dizer aqui é pessoal, pois a escrita do Matheus é ótima.


Os textos de No Meio do Caminho Tinha Um Amor exprimem basicamente o término de um relacionamento e as suas fases: o fim, o meio e o começo; é exatamente essa a divisão do livro, então as crônicas do fim são um pouco mais tristes e o tom delas vai melhorando conforme chega o (re)começo. É impossível não se identificar, já que todos nós passamos por algum término ao menos uma vez na vida. 

Matheus é super cuidadoso com as palavras, procura aquelas que sabe que vão conversar com o leitor e, de certa forma, consegue. Creio que a obra funcionaria para 90% das pessoas que a lessem, mas como eu disse antes, não gosto de livros de crônicas. A leitura acabou se tornando um pouco maçante e deprimente — isso por causa do tema proposto, é claro — em vários momentos.


Não posso negar que, provavelmente, No Meio do Caminho Tinha Um Amor é um dos livros esteticamente mais bonitos que tenho. O mais legal é que logo no início o Matheus propõe algo interessante: faça o que quiser com esse livro, interaja, marque, converse com ele. Não fui tão corajosa e ousada assim, ainda sou daquelas que prefere os livros intactos, mas acabei registrando com fotos as minhas partes preferidas. 

Para as pessoas que são fãs de um bom livro de crônicas, No Meio do Caminho Tinha Um Amor é um prato cheios. Para aqueles que, como eu, gostam de ler uma crônica aqui ou ali, fica a dica do blog do autor. 

Classificação final: 

6 comentários:

  1. Solicitar por causa da capa faz parte da vida de blogueiro e resenhista rsrs ( sim, julgo um livro pela capa).Gosto de crônicas, então vamos dizer que para mim essa sua surpresa foi mega positiva, mas é uma pena que você não esteja adaptada ao gênero, pelo site do autor percebo que ele narra com facilidade e se expressa bem em seus textos, espero gostar, que livro lindo!

    ResponderExcluir
  2. Adorei sua resenha, mas não sou muito fã de contos. A capa esta linda, mas não sei se no momento seria uma boa leitura, acho que vou deixar pra depois

    ResponderExcluir
  3. "Sim, eu sou daquelas que não pesquisa nada sobre o livro antes de lê-lo, com medo de estragar a "surpresa"" - sou eu mesma :v ai acabo pegando muita coisa estranha no meio do caminho haha <3
    Mas confesso que mesmo sendo um gênero que eu também não acompanho muito, o livro me deixou intrigadíssima pra ler!

    ResponderExcluir
  4. Oi Cri!

    Bonito o livro é, pena que você não gostou tanto né?
    Amei a foto também.

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi Ana!

    Antes de qualquer coisa, você já me conquistou com essa primeira foto! <3 Que coisa linda menina! (quero ir pra Minas de novo!)
    Agora vamos ao livro e a resenha haha, não sabia que era de um blogueiro e também não sabia que era de crônicas. O que gosto nas crônicas, é que quando elas são bem construídas, geralmente são carregadas de sentimento e intensidade e é isso que me parece acontecer em No Meio do Caminho Tinha um Amor.

    ResponderExcluir
  6. Afinal, quem nunca escolheu um livro por causa da capa? Confesso que isso é o que eu mais faço, e esse livro de fato é esteticamente muito bonito. Já tinha visto algumas resenhas dele, e mesmo assim continuo muito curiosa pra ler. Muito legal saber que o livro faz com que você interaja com ele, melhor ainda saber que o autor tem jeito com as palavras.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa | Todos os direitos reservados ©