6 de agosto de 2017

Resenha: O Casal Que Mora Ao Lado

É o aniversário de Graham, e sua esposa, Cynthia, convida os vizinhos, Anne e Marco Conti, para um jantar. Marco acha que isso será bom para a esposa; afinal, ela quase nunca sai de casa desde o nascimento de Cora e da depressão pós-parto. Porém, Cynthia pediu que não levassem a filha. Ela simplesmente não suporta crianças chorando. Marco garante que a bebê vai ficar bem dormindo em seu berço. Afinal, eles moram na casa ao lado. Podem levar a babá eletrônica e se revezar para dar uma olhada na filha. Tudo vai dar certo. Porém, ao voltarem para a casa, a porta da frente está aberta; Cora desapareceu. Logo o rapto da filha faz Anne e Marco se envolverem em uma teia de mentiras, que traz à tona segredos aterradores.

Título Original: The Couple Next Door
Autora: Shari Lapena
Páginas: 294
Tradução: Márcio El-Jaick
Editora: Record
Livro recebido em parceria com a editora

O Casal Que Mora Ao Lado, primeiro thriller da autora Shari Lapena, é protagonizado pelo casal Conti. Anne e Marco estão vivendo um momento delicado. Seis meses após o nascimento da filha, Cora, Anne está enfrentando depressão pós-parto e Marco está tentando ajudar a esposa, ao mesmo tempo que mantém a empresa.

Quando o casal que mora ao lado os convida para comemorar o aniversário de Graham, Marco vê a chance de animar a esposa, tirando-a um pouco de casa e da vida exclusivamente focada na maternidade. Porém, quando a babá liga, pouco tempo antes do início da festa, para avisar que não poderá cuidar de Cora, Anne fica ainda mais relutante em comparecer à comemoração.

Marco insiste e acaba convencendo a esposa a ir à festa dos vizinhos, ficando combinado que eles irão se revesar para checar se está tudo bem com Cora de meia em meia hora. Além disso, eles também levarão a babá eletrônica que, apesar de estar com o visor quebrado, ainda está transmitindo o áudio.

A festa está sendo uma tortura para Anne, que precisa assistir ao flerte entre seu marido, Marco, e a vizinha, Cynthia. Além disso, todos estão ficando bêbados. O último a olhar Cora foi Marco, à meia noite e meia. Já são quase uma e meia quando Anne perde a paciência e se levanta para ir embora, com Marco a acompanhando. No entanto, para a surpresa do casal, a porta da frente de sua casa está entreaberta. Anne corre para o quarto da filha e se depara com o berço vazio.

A partir daí, a vida do casal Conti será caótica. Com a polícia em sua casa, o julgamento dos vizinhos por terem deixado a filha de seis meses sozinha em casa, a intromissão da mídia, o sentimento de culpa e o medo de perder a filha para sempre, Anne e Marco enfrentarão os piores momentos de suas vidas.

O Casal Que Mora Ao Lado é um livro extremamente envolvente, que prende o leitor na história e nos deixa ávidos para descobrir o que aconteceu. Com a narrativa em terceira pessoa, expondo o ponto de vista de vários personagens, o livro consegue nos colocar numa rede de intrigas, desconfianças e inseguranças.

Com capítulos curtos, letras de tamanho agradável e poucas páginas, a leitura é muito rápida e fluida. A capa é simples e trás as casas germinadas dos casais, oferecendo ao leitor uma clara ambientação da história. Shari Lapena realmente soube criar um thriller envolvente. Quando pensamos que a história está se desenrolando e os mistérios estão se resolvendo, mais conflitos entram em cena e a trama fica cada vez mais eletrizante, colocando os personagens em situações absurdamente perturbadoras.

Algumas passagens do livro não são muito verossímeis, mas, apesar disso ter me incomodado durante a leitura, certamente não estragou a experiencia como um todo. Outra ressalva é no que diz respeito aos diálogos, que, em alguns momentos, me pareceram artificiais.

Eu recomendo o livro, especialmente para momentos de ressaca literária ou para quem está precisando de um livro fácil de ler. Envolvente e surpreendente, O Casal Que Mora Ao Lado é um livro muito bom e que vale a pena ser lido.

11 comentários:

  1. Oiee!!
    Já me deparei com resenha sobre esse livro e há tempos ele está na minha lista de desejados. Gosto de narrativas em terceira pessoa nesses casos pra ter essa visão mais ampla, gosto muito de thriller, suspense psicológico,Bom saber que é uma leitura que prende. Espero ter a oportunidade de realizar a leitura em breve.

    ResponderExcluir
  2. Priscila!
    Super trama, hein? Adoro thrillers psicológicos também e já me interessei pelo livro. Curiosa em saber o que acontece com o bebê e como tudo será solucionado para que seja encontrado.
    Nem imagino o que Anne sentiu, porque ver sua filha ser 'sequestrada' deve dar o maior desespero.
    Desejo uma ótima semana!
    “A vida guarda a sabedoria do equilíbrio e nada acontece sem uma razão justa.” (Zíbia Gasparetto)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  3. Oi Priscila,
    Já estou com este livro na lista de espera de minhas leituras e, provavelmente, será o próximo que lerei. A história aborta muitos temas que vão além do mistério como problemas conjugais e a vida familiar. Tentei me colocar no lugar do todos eles mas fica díficil me imaginar fazendo as escolhas que eles fizeram na trama, primeiro porque eu não iria deixar minha filha sozinha (mesmo que fosse estar bem perto) e, segundo, jamais impediria meus amigos de levarem seus filhos a alguma festa que eu fosse organizar. Apesar destes pontos, estou curiosa para saber as surpresas que a autora reservou para o desfecho desta história.

    ResponderExcluir
  4. Realmente o livro parece ser extremamente envolvente, eu amo livros que tem suspense e nos deixa intrigada pela obra, o livro parece ser otimo e gostei de sabee que o livro tem ponto de vista de vários personagens, adoro o gênero, porém fiquei chateada por saber que alguns diálogos parecem artificiais espero que isso não estrague a obra para mim. Estou muito curiosa para saber p desfecho desta história.

    ResponderExcluir
  5. Demorou muito para eu despertar um interesse nesse livro, estava relutante principalmente pela capa, que não me atrai nem um pouco e quase sempre julgo o livro pela capa, mas quando finalmente consegui ler ele, gostei bastante, não achei um dos melhores livros do ano, mas por ele ser fácil de ler e ter um suspense para saber o que aconteceu com a filha do casal, acabei lendo ele bem rápido.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Gosto de umas coisas assim, mas esse livro me deixou meio que no muro. Deu vontade de ler porque parece que prende bem mesmo, vai dando uma vontade boa de conhecer e entender e tendo esses pontos de vista deve deixar a leitura bem mais interessante. Acho legal quando é assim porque vai fazendo a gente criar nossas teorias e a história fica bem mais gostosa de acompanhar. E que tenha uns capítulos curtos também achei legal.
    Mas não sei. Alguma coisa ali não me chamou muita atenção. Acho que vou colocar ele numa lista de livros mais rápidos pra ler ou coisa assim. Parece ser uma dica boa por isso, ele parece ser bom pra leitura mais rápida e quando a gente precisa de algo que não dá muito esforço pra ler.

    ResponderExcluir
  7. Eu NECESSITO desse livro!
    Fui apresentada a ele no Mochilão da Record que rolou aqui em Salvador. Pense como fiquei?!
    Esse estilo de livro ganha o meu coração.
    Pretendo coloca-lo nas próximas compras.
    Obrigada pela resenha!!1
    Abraço!

    ResponderExcluir
  8. Tenho muita curiosidade em ler esse livro por causa desse mistério todo que envolve o desaparecimento da criança e mais todo esse conflito que parece que envolve os vizinhos, gostei por ter mais pontos de vista, a leitura deve ser bem instigante.

    ResponderExcluir
  9. Quero muito ler este livro, a história me chamou bastante atenção e entrou na minha lista de desejados desde a primeira resenha que eu li sobre ele.

    Quero muito saber o que vai acontecer com o livro, pois a leitura parece ser envolvente e fiquei curiosa sobre o desaparecimento da criança.

    ResponderExcluir
  10. Que thriller envolvente, hein? Logo de cara já me senti que devo ler esse livro o mais rápido possível. O livro trás um mistério que envolve um desaparecimento de um bebê, desconfianças e muita intriga. Fiquei mega curiosa pra saber o final dessa historia. Me parece ser um livro que se lê em menos de dois dias! Já quero!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Nossa conforme eu ia lendo a resenha a curiosidade foi tomando conta, devo dizer que consegui visualizar o casal na festa, a preocupação da mãe, eles se revesando para Jr ver Cora, a polícia na casa deles, o desespero, mesmo tendo coisas que são difíceis de engolir, eu quero muito ler o livro.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©