24 de outubro de 2017

Resenha: Corte de Espinhos e Rosas + Corte de Névoa e Fúria

Corte de Espinhos e Rosas: Um misto de A Bela e A Fera e Game of Thrones, Sarah J. Maas cria um universo repleto de ação, intrigas e romance. Depois de anos sendo escravizados pelas fadas, os humanos conseguiram se libertar e coexistem com os seres místicos. Cerca de cinco séculos após a guerra que definiu o futuro das espécies, Feyre, filha de um casal de mercadores, é forçada a se tornar uma caçadora para ajudar a família. Após matar um féerico transformada em lobo, uma criatura bestial surge exigindo uma reparação. Arrastada para uma terra mágica e traiçoeira que ela só conhecia através de lendas , a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, senhor da Corte Feérica da Primavera. À medida que ela descobre mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade até uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas e Feyre deve provar seu amor para detê-la... Ou Tamlin e seu povo estarão condenados.
Corte de Névoa e Fúria: A jovem humana que morreu nas garras de Amarantha, Feyre, assume seu lugar como Quebradora da Maldição e dona dos poderes de sete Grão-Feéricos. Seu coração, no entanto, permanece humano. Incapaz de esquecer o que sofreu para libertar o povo de Tamlin e o pacto firmado com Rhys, senhor da Corte Noturna. Mas, mesmo assim, ela se esforça para reconstruir o lar que criou na Corte Primaveril. Então por que é ao lado de Rhys que se sente mais plena? Peça-chave num jogo que desconhece, Feyre deve aprender rapidamente do que é capaz. Pois um antigo mal, muito pior que Amarantha, se agita no horizonte e ameaça o mundo de humanos e feéricos.

Título Original: A Court Of Thorns and Roses e A Court Os Mist and Fury
Autora: Sarah J. Mass
Páginas: 434 e 658
Tradução: Mariana Kohnert Medeiros
Editora: Galera

O terceiro livro da série Corte de Espinhos e Rosas, Corte de Asas e Ruína, está chegando ao Brasil e, para os fãs de Sarah J. Maas (mais conhecida por sua outra série de livros, Trono de Vidro), esse é um lançamento muito aguardado. E para quem ainda não conhece, ainda dá tempo de ler os dois primeiros livros. Portanto, vamos entender que história é essa e por que o lançamento do terceiro volume é tão aguardado. E não se preocupem, vou avisar quando os spoilers começarem.

O primeiro livro, Corte de Espinhos e Rosas, nos apresenta nossa protagonista, Feyre, uma humana que vive em um mundo dividido entre o território humano, que corresponde a uma pequena parte do continente, e o território feérico, ficando com a maior parte das terras.

Para ajudar a família, que é muito pobre, Feyre enfrenta o frio e os animais selvagens para caçar. Tudo começa quando, em um de seus dias de caça, Feyre acaba matando um feérico. Um tempo depois, uma criatura surge na casa da família de Feyre para buscá-la. Afinal, desde que as terras dos humanos e dos feéricos foram separadas, é proibido que um mate o outro. O Tratado exige que qualquer ataque não provocado contra feéricos, por parte dos humanos, só pode ser pago com uma vida humana, ou seja, uma vida pela outra.

No entanto, a fera que vem buscar Feyre está disposta a oferecer uma segunda opção. Ao invés de matá-la, Feyre será levada à Prythian, a terra feérica, onde passará o resto de seus dias. Porém, o mais surpreendente é que Feyre não será uma prisioneira, mas sim, uma moradora, com todas as gentilizas que uma convidada merece.

Sarah J. Maas soube como prender o leitor em uma rede de mistérios e dúvidas, além de nos deixar sedentos por conhecer melhor as criaturas feéricas e a diversidade de magia que possuem. A curiosidade por descobrir o porquê de Feyre ser tão bem tratada mesmo após ter matado um feérico é intrigante, apesar de extremamente confusa e contraditória.

Feyre é uma personagem que começa muito bem, demonstrando força, independência, inteligencia e generosidade. Porém, a personagem vai se tornando bem menos determinada com o desenvolvimento do livro, mostrando suas fraquezas e inseguranças. Isso pode ser um pouco incômodo às vezes, mas, é compreensível, afinal, a humana está vivendo em meio a criaturas mágicas e poderosas, então é normal que ela se sinta menos forte.

Apesar de ser um livro grande, o desenvolvimento amoroso ainda soa um tanto quanto forçado e há também algumas cenas hot no livro que são bastante aleatórias e não se encaixam muito bem com o tom geral do livro. Mesmo assim, vale ressaltar que o romance é apenas uma parte do livro. A autora vai inserindo muitos outros elementos para a história, novos enigmas, problemas a serem resolvidos e muitas criaturas. Essa é uma daquelas histórias que nos deixam boquiabertos por sua diversidade e grandiosidade.

Gosto da forma como a autora constrói seus personagens, mostrando o melhor e o pior de cada um, sem fazer deles apenas mocinhos e vilões, mas sim, personagens complexos que acertam e erram. Apesar de possuir alguns clichês, Corte de Espinhos e Rosas consegue ser original e inova nos momentos certos. A autora soube fazer de Feyre uma personagem única, sem precisar apelar para as típicas garotas inocentes, que não sabem nada do mundo e, mesmo estando em um território desconhecido, Feyre mantém seus valores e continua de cabeça erguida.

SPOILERS DO PRIMEIRO LIVRO A PARTIR DAQUI

A partir de agora, farei alguns comentários a respeito do segundo livro. Portanto, pode haver spoilers do primeiro volume. No primeiro livro, conhecemos a Corte Primaveril e o território sob a montanha. No segundo livro, a história muda de cenário e passamos a conhecer a Corte Noturna. A expectativa por conhecer as demais cortes é um dos motivos para nos mantermos determinados a ler os próximos livros que, como já confirmado pela autora, somarão oito volumes.

Todos os acontecimentos do final do primeiro livro deixaram muitas cicatrizes em Feyre e ela está perturbada com tudo isso. Para piorar, Tamlin nunca foi tão superprotetor, sufocando Feyre e chegando ao ponto de impedi-la de sair de casa. Para tirá-la desse sufoco, eis que surge Rhysand para levá-la para a Corte Noturna, como havia ficado combinado entre eles.

Agora, Feyre está sob o território de Rhysand e a autora nos presenteia com novos conflitos e perigos, cenários ainda mais incríveis e personagens poderosos e muito interessantes. As diferenças entre Tamlin e Rhys são notáveis e, aos poucos, Feyre vai percebendo que o relacionamento com Tamlin estava longe de ser um conto de fadas.

Rhysand é um personagem muito mais interessante e complexo que Tamlin. Rhys não se esforça para ser bonzinho, o que faz dele um personagem bem mais intenso e divertido. Apesar de fazer o tipo anti-herói, Rhys consegue provar que não é o vilão que parecia ser no início do primeiro livro.

Particularmente, não gosto desse clichê em que a protagonista sempre acaba por descobrir que ela não é tão fraca como imaginava, que também possui poderes e, muitas vezes, é até mais poderosa do que muitos outros. Acho que a Feyre não precisava disso, ela já era uma protagonista completa. Porém, entendo os efeitos que isso terá para a história como um todo e compreendo a decisão da autora.

Corte de Névoa e Fúria corrige muitos dos erros cometidos no primeiro livro. A autora foi realmente corajosa em criar uma história tão problemática e confiar que as pessoas iriam ler o segundo livro, ao invés de simplesmente abandonar a série no primeiro volume. Portanto, se você leu o primeiro livro e não gostou, sugiro que leia o segundo.

FIM DOS SPOILERS

Acho que nem preciso falar do trabalho lindíssimo que a editora Galera fez. As capas são absurdamente mais bonitas que as capas originais e, certamente, figuram entre as capas mais lindas já feitas. A diagramação é perfeita e os livros possuem muitos detalhes encantadores. Tudo isso torna a experiencia de leitura ainda mais deliciosa. Sem falar que ter aquele mapa no começo dos livros me deixa sedenta por conhecer as outras cortes e até mesmo outros continentes. Essa é uma ótima estratégia para prender os leitores a uma série.

Ambos os livros possuem finais eletrizantes e desconcertantes. Porém, o final do segundo volume é de arrepiar. Além disso, a autora nos dá algumas dicas do que está por vir e é impossível não ficar ansioso. Corte de Asas e Ruína será muito bem recebido. Se você busca uma fantasia com muito romance, magia e aventura, lugares lindos e reviravoltas chocantes, a série Corte de Espinhos e Rosas é uma ótima opção.

16 comentários:

  1. Adoro fantasia co muito romance. Acho que vou comprar na Black Friday. Tem muita gente falando que vou amar esse livro.
    Como ainda não li, pulei os spoiller. Obrigada por avisar ksksks.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá, gosto muito da escrita da autora e sua série de estreia é uma das minhas preferidas. Ainda que o tema envolvendo fadas seja batido, Sarah consegue introduzir uma releitura de A Bela e a Bela somada a essas criaturas que parece dar muito certo, sem falar nessas capas mais que convidativas, né? Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li essa série, mas de tantos comentários positivos fui procurar saber mais; confesso que não me chamou tanta atenção, não é muito o gênero que estou acostumada.
    Que bom que a autora conseguiu corrigir os erros no segundo livro, e que apesar disso conseguiu muitos fãs pra essa série.
    Oito livros, uau... Tenho tantos na minha lista que acredito que seja difícil dar uma chance a essa série, mas quem sabe mais pra frente né...
    As capas realmente são lindíssimas.
    Gostei da resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Minha gente, só agora percebi que é a mesma autora de Trono de Vidro, que por sinal foi recomendadíssima.
    Adoro livros de fantasia, já faz um tempo que estou de olho nesse, mas digamos que os valores andam salgados...
    Muito bom saber que o livro não fica apenas no romance, que leva do riso ao choro.

    ResponderExcluir
  5. Sou louca com releituras e A Bela e a Fera é meu conto favorito, então ver essa mistura do livro já me chamou atenção e dessa autora tão falada só espero coisa boa. Ainda não li nenhum desses livros, apesar de ter o primeiro aqui. Queria ler tudo de uma vez, mas ainda vai levar um tempo pra isso :S
    Bem, legal saber um pouquinho mais do que esperar dessas histórias. Uma coisa que achei interessante é não ter aquele clichê de mocinho ou vilão. Adoro quando fazem personagens complexos, que erram, que acertam, que fazem o bem ou o não, não ficam só naquilo de certo ou errado tão chatinho e irreal. Quanto mais humano melhor, não é mesmo?
    Feyre tem uma força que chama atenção, a personalidade forte dela faz a gente querer conhecer, torcer pela sua jornada. Mesmo que tenha seus momentos ruins e de vulnerabilidade isso só ajuda a torná-la mais humana aos nossos olhos.
    Achei um tanto estranho foi esses detalhes do romance. Parece que tem algumas coisas erradas, mas é bom que não seja um livro todo só nisso né. Tem tanto pra ser feito com a história...
    Os finais parecem deixar a gente louco por ler a continuação, então acho que me dei bem em esperar pra ler todos de uma vez porque se tem uma negócio que me deixa maluca é esperar continuação quando acabo de ler um final eletrizante. Ahh é horrível! xD

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Tenho mta vontade de ler os livros da autora, não consegui ler nenhum ainda, tenho um livro dela, mas pra ler teria que ler volumes anteriores, infelizmente ainda não consegui, quem sabe em breve começo minha coleção da autora que eu tanto admiro.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Gosto muito de fantasia então fiquei interessada nessa serie, mas não sabia que seria oito volumes e muito. Tambem fiquei intrigada da personagem ir ao mundo Federico como convidada depois do que ela fez, só se eles tem outros planos para ela ou ela tem alguma coisa importante que eles saibam. Esse segundo volume parece que esta muito bem trabalhado tanto nos personagens como na trama, espero que os outros continuem assim.

    ResponderExcluir
  8. Eu amo fantasias e estou louco pra ler essa série há um bom tempo, lendo a resenha e vendo tudo o que tem de bom na história, o romance, as reviravoltas, a aventura, enfim, a vontade só aumenta. Estou ansiando pela BF quando espero finalmente garantir meus livros. Amei a resenha e a recomendação, abraços!

    ResponderExcluir
  9. Priscila!
    Gostei de ver as duas resenhas juntas porque já lembramos tudo que aconteceu nos dois exemplares.
    Grande mudança de um exemplar para o outro e acredito que aí está o sucesso da autora.
    Acredito que Feyre acaba se metendo em um tremendo triângulo amoroso e gostaria de saber como tudo isso vai terminar...
    “Todo o nosso saber se reduz a isto: renunciar à nossa existência para podermos existir.” (Johann Goethe)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  10. Oi Pris.
    Eu adorei sua resenha, achei uma pena o fato de que ela vai perdendo um pouco sua essência com o passar da trama e concordo com você que isso pode ser muito incomodo, em relação as cenas hot fiquei um pouco triste em saber que perde um pouco o contexto, ainda não li nada da autora e apesar de ja ter começado a ler o primeiro livro, acabei deixando a leitura de lado por ter tido alguns pontos que me incomodaram bastante, porém pretendo retomar e por isso não li a resenha do segundo.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  11. Infelizmente ainda não tive oportunidade de adquirir os livros, mas fiquei impressionada com o tamanho não imaginava que a estória fosse tão grande, principalmente por se tratar de uma trilogia, mas vejo que a trama e muito bem construída, e forma eletrizante, que te prende, já que a autora soube inserir diversos temas. Bom, quero muito a obra, mesmo que o romance seja forçado, e as cenas hot não se encaixe.

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Bom, nunca li nada da autora, mas sempre quis ler a série Trono de Vidro. Gostei muito da premissa dos livros, apesar de que eu não gosto muito de releituras. Mas gostei bastante como a autora escreveu esta historia.
    Fiquei bem ansiosa pra ler essa série e não vejo a hora.
    Gostei muito da resenha, beijos.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Priscilla!!
    Não li toda a sua resenha pois não queria pegar a parte do spoiler da estória, pois quero ler essa série agora que já lançou o terceiro livro da série. Gosto bastante da autora por que acompanho a série Trono de Vidro.
    Bjoss

    ResponderExcluir
  14. Oi Priscilla,
    Tenho grande curiosidade em conhecer a escrita de Sarah J. Mass, pois ouço maravilhas sobre suas obras. O que mais havia me chamado atenção para esta obra foi a, pequena referência A Bela e a Fera e como uma amante de fantasia, esse "reconto" e toda a proposta me parece muito interessante. A criação de um mundo onde feras existem e humanos sabem da existência nos poupa de muita enrolação como introduções ou uma protagonista descobrindo que outros seres existem. O mistério por trás da importância de Feyre intriga e instiga o leitor a ler a história. O trabalho de edição, também chama atenção, pois acho as capas maravilhosas.

    ResponderExcluir
  15. Eu acho muito lindas as capas dos livros desta série, e quero muito ler eles, pois já li diversos comentários positivos referentes a estes livros, pelo jeito Corte de Espinhos e Rosas tem uma história muito boa, que bom que que autora construiu personagens mostrando o melhor e o pior de cada um, sem torna-los mocinhos ou vilões, e que este livro consegue ser original e inovar nos momentos certos.
    Que bom que Corte de Névoa e Fúria corrige muitos erros cometidos no primeiro livro, fiquei bem curiosa para ler estes livros após ler sua resenha sobre eles, pretendo lê-los em breve.

    ResponderExcluir
  16. Ainda não tive a oportunidade de ler nada da autora, mas confesso que só li resenhas sobre positiva sobre esta série. É um genero de fantasia que não me recordo de já ter lido também, vi muitas resenhas no You tube indicando este livro, e depois de ver tua postagem, fiquei ainda mais intrigada por ela. Acho estas capas muito fantásticas. Espero poder conferir em breve ♥

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©