22 de abril de 2018

Resenha: Muito Além do Inverno

Um romance que reflete sobre importantes questões da humanidade, com paixão, humor e sabedoria. Da mesma autora do best-seller A casa dos espíritos. Tudo começa com um leve acidente de trânsito — que se transforma no catalisador de uma inesperada e tocante história de amor entre duas pessoas que acreditavam estar no inverno de sua vida. Em meio a uma nevasca no Brooklyn, aos 60 anos, Richard Bowmaster, um professor universitário, bate na traseira do carro de Evelyn Ortega, uma jovem imigrante ilegal da Guatemala. O que a princípio parecia apenas um pequeno incidente toma um rumo imprevisto e muito mais sério quando Evelyn aparece na casa do professor em busca de ajuda. Confuso com a situação e sem entender o espanhol falado pela jovem, ele pede ajuda a sua inquilina, Lucía Maraz, uma chilena de 62 anos, que está passando uma temporada nos Estados Unidos como palestrante na mesma universidade em que Richard dá aula. Juntas, essas pessoas tão diferentes embarcam em uma dramática e incrível aventura, que vai do Brooklyn do presente à Guatemela de um passado recente, do Chile dos anos 1970 ao Brasil dos anos 1980, e na qual descobrem sua força interior. Para Lucía e Richard, além de tudo, significa uma nova chance para o amor.

Título Original: Más Allá del Invierno
Autora: Isabel Allende
Páginas: 294
Tradução: Luís Carlos Cabral
Editora: Bertrand Brasil
Livro recebido em parceria com a editora

Isabel Allende, mais conhecida pelo seu romance A Casa dos Espíritos, é uma das escritoras de língua espanhola mais lida na atualidade. Isso porque sua escrita mescla ficção com elementos fantásticos, além das suas personagens femininas sempre muito fortes e decididas. Muito Além do Inverno foi um livro muito aguardado pelos fãs da autora chilena e agora eu consigo entender o motivo de tanto alarde.

Nessa trama, conhecemos três protagonistas que têm a teia do destino entrelaçada quando Richard Bowmaster bate na traseira do carro da jovem Evelyn Ortega, em um dia de muita nevasca no Brooklyn. O acidente, que parecia não ter nenhuma gravidade, acaba se agravando quando Evelyn aparece na casa de Richard procurando ajuda e, sem saber o que fazer, o professor universitário recorre à sua vizinha e inquilina, Lucía Maraz, uma chilena que está passando uma temporada nos Estados Unidos.

Quando a garota, uma imigrante ilegal da Guatemala, revela o grande segredo — muito obscuro, diga-se de passagem — por trás do seu pedido desesperado de ajuda, os três personagens se unem em uma aventura onde descobrirão respostas acerca de suas vidas, além de perceberem qual o verdadeiro sentido da palavra "empatia".

— No meio do inverno aprendi, finalmente, que havia em mim um verão invencível.
— Isso acabou de lhe ocorrer?
— Não. É de Albert Camus.

Muito Além do Inverno possui uma narrativa em terceira pessoa, mesclada entre presente e passado, sob o ponto de vista dos três protagonistas. Enquanto descobrimos um pouco da vida de cada um nos flashbacks — por exemplo, o porquê de Richard ser um homem tão metódico e amargo, ou até mesmo como Evelyn conseguiu chegar aos Estados Unidos —, acompanhamos os acontecimentos nos quais os personagens estão envolvidos. Essa mistura de presente e passado na história foi uma sacada genial da autora, pois conseguiu manter o tom de mistério durante toda a narrativa. 

Além de explorar várias questões humanitárias, Isabel Allende insere também assuntos como o contexto histórico e político de países como Chile, Guatemala e Brasil, principalmente durante a ditadura militar. Assim, Allende constrói de forma extremamente sensível, incluindo temas como amor, necessidade de aceitação, luto e família, um romance histórico digno das telas de cinema.

Apesar de não ter me conquistado logo de cara — o começo do livro foi um tanto parado e com várias descrições muito cansativas e chatas —, Muito Além do Inverno acabou me surpreendendo bastante. Muitas pessoas podem achar forçada a situação que aproxima Richard, Lucía e Evelyn, mas para mim isso foi apenas um detalhe, principalmente porque o destino dos três já estava entrelaçado. Um romance comovente, capaz de aquecer o coração de qualquer leitor. 

17 comentários:

  1. O livro trata do drama da vida desses três personagens. Acho que da situação que cada um vive, um irá ajudar o outro e assim surgirá uma grande amizade. Acho que a trana proporciona uma leitura boa e fluída!!

    ResponderExcluir
  2. Ganhei esse livro em um sorteio de um blog mas ainda não li. Porém tenho altas expectativas!
    Busquei mais informações sobre Muito Além do Inverno no Skoob e as críticas são muito boas. A maioria fala o mesmo que você: o livro não foi arrebatador desde o início mas quando a história fluiu se tornou uma excelente leitura.
    Mal posso esperar para ler!

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia essa escritora. Gostei muito do título e parece ser uma história interessante. Gosto quando as personagens se entrelaçam, gosto quando há passado e presente.
    Foi bom saber desse livro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi Ana,
    Confesso que bom começo não me interessei pelo livro, achei que ia ser uma história fraca, e fiquei meio perdida na sinopse, o que despertou a minha curiosidade foi tudo o contexto que ele traz, família, política, luto, tudo o que eu não imaginava que haveria no livro, pelo menos não de forma impactante. Parece um bom livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ana.

    Acaba sendo intrigante essa ligação entre os três personagens, que de forma inesperada, acabam tendo suas vidas enlaçadas, mas que talvez tenha algo em comum, no qual vivenciaram...

    E acho que essas questões os submeteram a estar na situação em que estão.

    ResponderExcluir
  6. Já li muita coisa positiva sobre o trabalho da autora e A Casa dos Espíritos é um senhor livro! Li ele já tem um bom tempo e agora vendo este novo trabalho da autora, os olhos brilharam.
    Essa coisa gostosa de trazer personagens diferentes que se cruzam em algum momento e essa mistura de passado e presente, dão aquela sensação de colcha de retalhos, onde cada pedacinho vai se juntando aos poucos e eu amo livros assim!
    Vai para a lista de desejados com certeza.
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Já vi coisa bem legal desse livro e ele parece bom mesmo. Gostei da premissa e pela narrativa já vi que iria ficar bem curiosa porque adoro quando mesclam passado e presente. Dá aquele gatilho gostoso na hora de ler, você fica curioso pra saber como tudo termina. E ver os três personagens tendo a vida entrelaçada assim já é uma curiosidade e tanto. Entender cada um deve ser o melhor da leitura. Leria.

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Ainda não conheço a autora nem li nada dela, esse livro pareceu ser interessante, principalmente pelos temas que a autora trata e parece o tipo que acaba nos fazendo refletir, quero muito conhecer a escrita da Isabel Allende e esse livro parece ser um otimo jeito de começar !!

    ResponderExcluir
  9. Olá Ana!
    Bom saber que a leitura é um pouco parada no começo assim eu não crio anta expectativa e vou com mais calma, eu gostei de conhecer o livro, vou add na listinha e tbm torcer por uma oportunidade de ler, adorei essa capa...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Oi Ana.
    Ainda não li nada da autora, nem conheço o livro A casa dos espíritos.
    A trama de Além do inverno não me cativou por completo, mas adoro conhecer novos autores e espero me surpreender com as histórias.
    Achei interessante a narrativa ser em terceira pessoa, com 3 narradores diferentes e parte dela ser feito com uso de flashbacks. Esse artifício sempre me agrada.
    Se eu tiver a oportunidade de ler esse livro, com certeza lerei.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Já vi muitos livros da autora, mas ainda não tive oportunidade de ler nenhum, apesar de ser cansativo no começo, parece que depois a leitura fica envolvendo devido ao mistério e segredos que envolve a trama, fiquei curiosa em saber como a vida dos três personagens vão se conectar.

    ResponderExcluir
  12. Sem dúvidas o livro possui alguns mistérios que se bem trabalhados prende o leitor. Narrativa passado e presente é algo que eu gosto muito. Assim como pontos de vista diferentes. Os personagens parecem cativantes e que conseguem encontrar um no outro uma ajuda especial, uma empatia, carinho e amizade. Acho que é bacana lermos sobre isso, acho que pode nós tornar pessoas melhores. Interessante também o livro trazer esse contexto histórico de três locais diferentes. Não vou mentir, fiquei curiosa para saber quais são esses mistérios que os personagens tem, as razões do porque eles serem do jeito que são e como conseguiram certas coisas.

    ResponderExcluir
  13. Ana!
    Já tive oportunidade de ler uns dois ou três livros da autora e sou totalmente encantada pela forma como ela escreve, traçando uma trama bem intricada com personagens diferentes e bem delineados.
    Aqui fiquei foi curiosa por saber porque o dito cujo é tão metódico e porque tem um corpo no carro da mulher que ele bateu…
    Pena que achou a leitura um tanto enfadonha em alguns momentos e que não ficou totalmente convencida.
    Bom final de semana!
    “Os piores estranhos são aqueles que vivem na mesma casa e fingem que se conhecem. Conversam banalidades, mas nunca o essencial.” (Augusto Cury)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA ABRIL – ANIVERSÁRIO DO BLOG: 5 livros + vários kits, 7 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  14. Oi, Ana!!
    Nunca li nada da autora, mas sem dúvida é uma história bem interessante, fico imaginando como m evento simples pode ligar três pessoas tão diferentes.
    Bjoss

    ResponderExcluir
  15. Isabel Allende é maravilhosa. Adoro o ritmo de suas narrativas, essa interação do destino que sempre juntas pessoas totalmente opostas, mas que se unem em busca de um mesmo objetivo. Eu fiquei bem curiosa por esse segredo muito obscuro, varias teorias já se formaram na minha cabeça. Agora é ler hahahahaha

    ResponderExcluir
  16. Oi Ana!
    Não conhecia a autora mas "Muito além do inverno" me pareceu um ótimo livro. Com certeza o mistério envolvendo a trama dá um toque ótimo para o livro mas além disso a construção dos personagens, a empatia envolvida e os assuntos políticos envolvidos tornam a obra completa.
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Gosto da escrita da autora. Li A casa dos espíritos e gostei muito mesmo. Não tive outras oportunidades para ler outros livros dela, mas sempre acompanho e me interesso por todos.

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©