8 de outubro de 2018

Resenha: Outsider

O corpo de um menino de onze anos é encontrado abandonado no parque de Flint City, brutalmente assassinado. Testemunhas e impressões digitais apontam o criminoso como uma das figuras mais conhecidas da cidade — Terry Maitland, treinador da Liga Infantil de beisebol, professor de inglês, casado e pai de duas filhas.
O detetive Ralph Anderson não hesita em ordenar uma prisão rápida e bastante pública, fazendo com que em pouco tempo toda a cidade saiba que o Treinador T é o principal suspeito do crime. Maitland tem um álibi, mas Anderson e o promotor público logo têm amostras de DNA para corroborar a acusação. O caso parece resolvido.
Mas conforme a investigação se desenrola, a história se transforma em uma montanha-russa, cheia de tensão e suspense. Terry Maitland parece ser uma boa pessoa, mas será que isso não passa de uma máscara? A aterrorizante resposta é o que faz desta uma das histórias mais perturbadoras de Stephen King.

Título Original: Outsider
Autor: Stephen King
Páginas: 528
Tradução: Regiane Winarski
Editora: Suma
Livro recebido em parceria com a editora
Compre aqui

Frank Peterson, de 11 anos, é assassinado de uma maneira extremamente brutal em Flint City, uma cidade próxima ao Texas, e as investigações apontam diretamente o treinador do time de beisebol da cidade, Terry Maitland. Mas existem alguns detalhes que intrigam os investigadores, e até mesmo o advogado do treinador. Testemunhas dizem ter visto o acusado na noite do crime. Alguns viram Terry coberto de sangue em busca de uma fuga, outros o viram num encontro na cidade vizinha — e existem realmente muitas provas incontestáveis de que ele estava, de fato, há quilômetros de distância de onde Frank foi encontrado.

Mas então... Como Terry estaria em dois lugares ao mesmo tempo? Para Ralph Anderson isso pouco importa. O detetive, por estar muito envolvido emocionalmente no caso, prende o treinador na frente de uma multidão, e então uma comoção se inicia entre os moradores da cidade. Afinal, uma figura tão carismática não poderia estar envolvida com esse tipo de crime. Porém, Frank Peterson merece justiça, e certamente você vai acabar se questionando sobre o certo e o errado durante e após a leitura.

Esse livro possui referências claras ao conto de William Wilson de Edgar Allan Poe. Inclusive o Stephen King mesmo admitiu, em entrevista recente, essa inspiração. E vocês sabem que além de eu ser a louca do King, também sou a louca do Poe, então não podia ser melhor. Aliás, Outsider possui muitas ligações e referências com outras obras do Stephen King, então é um bom exercício para quem gosta do autor. Será que você consegue pegar todos os easter eggs?

Mas cuidado com spoilers de Mr. Mercedes! O final da série e o destino de personagens muito importantes está todo escrito em Outsider, então se você ainda não leu essa trilogia tão "diferentona" e incrível do King, sugiro que deixe este livro de lado — principalmente por que uma das personagens mais carismáticas e fofas do King, a Holly, foi apresentada em Mr. Mercedes e aparece novamente aqui. Acredite, você vai me agradecer depois!

Inclusive, por falar em Mr. Mercedes, a linha que King usa nesse livro é a mesma que na trilogia Bill Hodges — e convenhamos que deu super certo: uma história de mistério, com muita investigação policial. Além disso, o autor apostou, como sempre, no suspense que, a partir de certo ponto da narrativa, se transforma no terror sobrenatural do qual estamos tão acostumados. A narrativa, como sempre, é tão ágil que a gente mal pisca e percebe que já leu metade do livro.

Por fim, posso dizer que essa é mais uma das obras primas do autor. Com certeza é diferente dos livros do King que já resenhei por aqui, e você pode se surpreender, mas mostra que sua escrita continha afiada como sempre. É com certeza uma das melhores obras da era atual do Stephen King. Aos medrosos de plantão: vão ter que dormir de luz acesa! 

15 comentários:

  1. King é mestre em transformar uma história de assassinato em algo aterrorizante que causa medo e pesadelos.

    ResponderExcluir
  2. Como fã incondicional do trabalho do Mestre King, não vejo a hora de poder conferir este trabalho do autor.
    Mais uma vez, ele nos traz um enredo forte, onde a mente humana é o centro de tudo. E eu amo esse jeito do autor de nos colocar em dúvidas o tempo todo. O simples é jogado na nossa cara e faz a gente duvidar de tudo e de todos!!!
    Está na lista de desejados e espero ler o quanto antes!!!
    Ah, preciso terminar Mr Mercedes...e oh, a série é excelente também!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Chamou mais atenção por todas as referências de outras obras dele do que pela história em si agora. Adoro quando fazem isso. Mas nao li aquela trilogia e tinha vontade... vishi.
    Parece uma trama legal, gosto disso de investigação e mistério e por ser desse autor já dá pra esperar muita coisa. Uma boa leitura mesmo. Mais um pra lista dos que gostaria de ler dele.

    ResponderExcluir
  4. Que legal ele admitir que se inspirou no Poe, ambos são tão elogiados entre os leitores do gênero.
    Eu sou medrosa, super medrosa, então corro de suspense e passo longe do sobrenatural, por conta disso nunca li nada do King.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá Jéssica,
    Mesmo não sendo fã de Poe, a inspiração do King foi bem montada.
    Fico imaginando o que se passa na cabeça dele, como consegue montar histórias que mexem com o leitor de forma nada legal, e com toda essa loucura.
    Imagino que o enredo coloque mesmo a prova e em dúvida o que é certo, até mesmo para o leitor, e isso é o que faz King ser chamado de mestre.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Jéssica,
    Eu já tenho uma lista bem grande de livros do King que quero ler, mas isso não me impede de sempre acrescentar mais um toda vez que o autor lança algo novo. Outsider trás uma premissa mais voltada para o lado investigativo do autor, mas com aquela pitada de sobrenatural e, honestamente, é o tipo de trama que mais gosto de acompanhar. Tudo parece apontar para o treinador, tudo óbvio demais, certo e objetivo demais. Nesse ponto já começo a suspeitar de que nem tudo é o que parece e olha que nem li o livro ainda. Não tenho dúvidas de que esse livro trás pontos bem chocantes a começar pelo assassinato de uma criança e como isso atingiu toda a população da cidade. Mesmo que Terry seja o culpado tem tantos outros pontos a serem considerados dentro dessa trama, como as motivações, a família e a própria vítima. Sem dúvida lerei este livro assim que for possível.

    ResponderExcluir
  7. Sabe que me lembrou muito A Espera de um milagre? Por esse negócio do personagem principal ser acusado de assassinato e a gente não conseguir saber direito se é verdade ou não. Como eu adorei esse livro A Espera de um milagre, com certeza vou gostar de outsider. Adoro a escrita do King, um verdadeiro mestre.

    ResponderExcluir
  8. Adoro os livros do autor e quero muito ler esse. Adoro esse mistério em volta do culpado do assassinato e achei esse professor que é o suspeito bem estranho deve ter seus segredos. A leitura deve ser envolvente e ágil para descobrirmos logo o que aconteceu.

    ResponderExcluir
  9. Olá, Jéssica
    Ainda não li nada do King e do Poe.
    Tenho muita vontade de ler os livros deles, mas o preço as vezes não ajuda muito um pouco salgado.
    Mas tenho curiosidade para me aventurar nos livros do mestre e ter que dormir com a luz apagada e o pior de tudo meu quarto é com janela para a rua posso escutar tudo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Jéssica!
    Já estou aqui totalmente empolgada para poder fazer a leitura, ainda mais por saber que ele se inspirou em Poe, genial.
    Fantástico Mestre King mistura uma investigação criminal com algo 'sobrenatural', mudando a performance das personagens no decorrer do livro e tornando a leitura intigante e misteriosa, além de trazer curiosidade para chegar ao final.
    “Felizes são aqueles que não se deixam levar pelos conselhos dos maus.” (Salmos)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA OUTUBRO - 5 GANHADORES – BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  11. Oi, Jéssica!!
    Nossa esse livro do King, parece ser sensacional!! Adorei que saber que o Stephen King se inspirou em Edgar Allan Poe, achei muito interessante essa história por ele colocar elementos de mistério, suspense e investigação policial em uma mesma história. Fiquei bem empolgada para ler essa história e também a trilogia Bill Hodges.
    Bjos

    ResponderExcluir
  12. Oi Jéssica!
    Ainda não li livros do King acredita?
    Cada vez que leio resenhas sobre suas obras tenho ainda mais interesse pelas histórias, só espero ter oportunidade de ler um dia.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Jéssica,
    tenho muita vontade de ler Outsider e outros livros do King, mas tenho um pouco de medo da parte terror kkkkk
    por esse ter mais investigação policial acho que é melhor pra mim, não me dará tanto medo assim.
    Quando der, lerei.
    bjs

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©