3 de junho de 2019

Quem Sabe Um Dia | Lauren Graham

Franny Banks é uma atriz lutando em Nova York, com apenas seis meses para o prazo de três anos que deu a si mesma para ser bem sucedida. Mas até agora, tudo o que ela tem para mostrar por seus esforços é uma única linha em um anúncio de camisolas feias de Natal e um emprego de garçonete degradante. Ela vive no Brooklyn, com duas companheiras de quarto, Jane - sua melhor amiga de faculdade, e Dan, um escritor de ficção-científica, que é muito, definitivamente não namorável. E está lutando por seus sentimentos por um cara suspeitamente charmoso de sua aula de atuação, tudo isso enquanto tenta encontrar um shampoo para seus cabelos que realmente funcione. Enquanto isso, ela sonha em fazer um trabalho "importante", mas parece que ela só consegue audições para propagandas de detergente líquido e comerciais de manteiga de amendoim. É difícil dizer o que vai acontecer primeiro: ela vai ficar sem tempo ou sem dinheiro, mas de qualquer forma, o fracasso significaria enfrentar o fato de que ela não tem absolutamente nenhum habilidade para sobreviver no mundo real. Seu pai quer que ela volte para casa e vire professora, seu agente não vai chamá-la de volta, e sua colega de aulas, Penelope, que parece incentivadora, pode só tornar a competição ainda mais difícil. Quem Sabe Um Dia é uma estreia engraçada e encantadora sobre encontrar a si mesmo, um amor e o mais difícil de tudo, encontrar um trabalho como atriz.

Título Original: Someday, Someday, Maybe
Autor: Lauren Graham
Páginas: 368
Tradução: Elaine Moreira
Editora: Record

Quando terminei de assistir Gilmore Girls, senti um vazio e uma saudade dos personagens que comecei a assistir entrevistas da Lauren Graham (nossa eterna Lorelai Gilmore) no YouTube. E foi assim que descobri que ela tinha escrito um livro, baseado em sua própria vida, chamado Quem Sabe Um Dia. Quando finalmente consegui o livro, preenchi cada segundo livre do meu dia lendo suas páginas.

Frances “Franny” Banks já tem seus vinte e poucos anos e está morando em Nova York para tentar realizar seu sonho de atuar na Broadway. Ela se deu três anos para conseguir uma carreira de sucesso antes de desistir e voltar para Connecticut e ser professora como seu pai. Agora, apenas seis meses antes do final de sua meta, ela percebe que não foi tão longe quanto gostaria e questiona seu caminho até ali.

É exatamente como sempre pensei.
Ao cometer o engano de agir como uma pessoa confiante, descobri a verdadeira personalidade que sempre esperei estar enterrada dentro da outra, aquela que eu costumava ter, cheia de dúvidas e uma baixa autoestima nada atraente. Ao agir por acidente como a eu que queria ser, convenci alguém de que sou de fato aquela pessoa, e quase me convenci.

É muito difícil não gostar de Franny logo de cara, ela é divertida e esforçada, às vezes diz coisas erradas na hora errada, mas quem nunca fez isso? O fato de Lauren ter baseado o livro em sua própria história faz com que todos os personagens sejam realistas e nenhuma de suas atitudes parece forçada, tudo é muito natural e isso colabora para uma leitura extremamente fluida.

Pessoalmente, me identifiquei muito com Franny. Suas incertezas, as inúmeras tentativas (em vão) de seguir uma dieta, a cada decisão que ela tomava eu me imaginava fazendo o mesmo, inclusive os erros. Acompanhar o crescimento da personagem e a forma como pouco a pouco ela descobre mais sobre o mundo em que quer entrar, tudo isso nos inspira e me fez pensar sobre meus objetivos e o que eu estou fazendo para alcançá-los.

— Bem, o que eu quero dizer é que você usa, ou melhor, eu uso…, vamos dizer assim, tenho direito a um certo número de calorias por dia, né? Então, digamos que sejam 100…. Claro que não são, mas, se pensarmos nelas como dinheiro, e em termos de dinheiro, apenas aqui nesta explicação, são 100 dólares. Vamos dizer que sou rica, certo? E estou na França ou em algum lugar assim, e alguém me dá 100 dólares por dia para gastar.

O livro é narrado em primeira pessoa, então vemos o mundo aos olhos de Franny, mas ainda assim os personagens secundários são extremamente bem explorados durante toda a história. De Jane e Dan, que dividem um apartamento com ela no Brooklyn, até seus colegas das aulas de teatro e seu pai, cada personagem tem um papel importante na vida de Franny e a história definitivamente não seria a mesma sem eles.

Para uma escritora iniciante, acredito que Lauren fez um trabalho incrível com Quem Sabe Um Dia, até a forma como ela terminou a história me surpreendeu. Fiquei muito feliz quando soube que ela está trabalhando em um novo livro com Franny e mal posso esperar para lê-lo.

14 comentários:

  1. Nossa, fiquei muito animada quando esse livro saiu exatamente por ser dessa atriz daquela série. Mas acabei não conseguindo ler. Foi legal saber um pouco mais dele, mal vi coisas do bendito. E só pela personagem acho que já iria adorar. Esse jeitinho dela parece super fácil de torcer e até se identificar. É bem normal, vida real, fácil de ver essa garota no mundo e os sonhos e percalços dela. Gostei disso. Parece uma leitura boa.

    ResponderExcluir
  2. Engraçado que sempre ouvi muito bem sobre a série, mas ainda não consegui parar para dar uma conferida nela e sempre que leio o nome, me bate um arrependimento de não ter dado esta chance.
    Farei isso, prometo.
    Mas bacana saber que por ser um primeiro livro, a atriz/autora não decepcionou e conseguiu construir um enredo gostoso, leve e até divertido, com essa pontinha de realidade, ah vida real!
    Se tiver oportunidade com certeza, quero sim, conferir!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oi, Alê
    Ainda não assisti essa série, estou terminando Teen Wolf e estou desesperada pensando por qual série assistir depois dessa.
    Creio que esse livro mesmo sendo de estreia da autora é bom porque ela foi verdadeira mostrando sua história de vida por meio do livro.
    Gostei muito do livro com esses personagens tão reais, claro que se tiver oprtunidade quero ler. A capa é linda!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Quem sabe Um Dia está na minha lista de desejados do Skoob há algum tempo. Sempre que está disponível para troca não tenho saldo.
    Só de imaginar Franny nessas audições já morro de rir.
    Lauren é muito divertidas contando histórias, sempre há vejo na Ellen. Tenho certeza que ela conseguiu passar pro papel essa mesma vivacidade das entrevistas. Assim o livro tem sua cara e sua alegria.

    ResponderExcluir
  5. Gosto do fato de os personagens serem realistas e bem explorados, uma vez que o livro foi inspirado na vida da autora. A Lauren se saiu muito bem como escritora, sobretudo, para um livro de estreia. Agora, é só esperar a continuação!

    ResponderExcluir
  6. Não assisti Gilmore Girls, então não sei quem é a autora, mas amei que ela tenho baseado a história na vida dela.
    A leitura parece divertida e é tão bom quando acompanhamos o crescimento da personagem.
    Gostei muito de saber mais sobre esse livro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Alê,
    O mais engraçado dessa premissa é que não sou atriz, na verdade estou longe de qualquer carreira do meio artístico, mas consegui sentir as frustrações e me ver na pele da personagem sem nem ao menos ter lido o livro. Essa realidade que a autora trás para a história é o que a torna tão interessante para mim e é o que procuro em muitos livros contemporâneos, mas que, muitas vezes, não encontro. Não sabia que Lauren havia escrito esse livro e só a conheço pelo trabalho em Gilmore Girls, mas fiquei bem curiosa para conhecer essa história.

    ResponderExcluir
  8. Olá! Eu adoro Gilmore Girls, apesar de fazer um tempinho que não vejo essa série ❤ Lorelai é minha personagem favorita da série! Não fazia ideia que a Lauren escreveu um livro, só fui descobrir agora com a sua resenha. Que surpresa maravilhosa!
    Adorei o fato da Lauren ter baseado o livro na história dela, isso me faz querer ler esse livro o mais rápido possível kkk.
    Quero muito conhecer Franny, ela parece o tipo de personagem que a gente se identifica e se apega com facilidade.
    Outro fato que chamou minha atenção é a autora explorar também os personagens secundários, acho isso bem bacana, pois apesar de eles não serem protagonistas, eles são de suma importância para o desenvolvimento da história. ♡
    Com certeza Quem Sabe Um Dia irá para minha lista de leituras! Obrigada pela indicação!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Você pode não acreditar mas eu nunca assisti Gilmore Girls :(
    Mas eu sei que a Lorelai era a mãe. kkkk Não sabia que ela tinha escrito esse livro. Fiquei bem curiosa agora, por se tratar em uma história baseada em coisas que aconteceram na vida dela. Espero que ela continue evoluindo na escrita. Quero muito poder conferir.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Alê!!
    Também adoro Gilmore Girls só que não lembro quase nada da história e estou pensando em assistir de novo a série. E não sabia que a atriz Lauren Graham tinha um livro publicado. Gostei muito da história e espero muito em breve adquirir esse livro que parece ser super interessante.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Oiii ❤ Ahhh, Gilmore Girls é uma série maravilhosa! Como não gostar do papel de Lauren Graham na série?! Impossível rsrsrs. Não sabia que ela tinha escrito um livro, mas agora que sei isso só me faz querer ler esse livro ainda mais.
    Franny parece ser aquela personagem que todas nós mulheres, nos identificamos pois ela é uma mulher comum correndo atrás de seus sonhos, que sempre tenta fazer uma dieta e nunca a leva adiante (Essa sou eu! Rsrsrs). É bom ver personagens assim em livros, nos sentimos mais acolhidos.
    Espero que Franny realize seu sonho ❤ Obrigada pela indicação, mais um livro pra minha lista de leituras ❤

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Eu não conhecia o livro e nem a autora mas tem uma premissa muito boa. É muito bom quando o livro retrata uma historia real, onde os personagens não são apenas criado em mente mas sim na pessoa que conviveu com tudo que aconteceu com ela. Adorei muito e espero ter a oportunidade de ler!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  13. Eu me identifiquei bastante com personagem do livro porque todo mundo passa por um problema de achar que não serve para nada e que não consegue fazer nada. Quero muito ter a oportunidade de ter esse livro e conhecer um pouco mais de sobre a protagonista

    ResponderExcluir
  14. Oi, Alê
    Faz tempo que quero ler esse livro e agora com sua resenha tão positiva fiquei com mais vontade ainda!
    Parece ser um livro divertido, real e fofo!
    Bjs

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©