Impostores | Scott Westerfeld - Roendo Livros

16 de novembro de 2019

Impostores | Scott Westerfeld


Impostores é uma história que existe no mesmo universo que Feios (são do mesmo autor, afinal). Eu só li o primeiro volume da série e não tive problemas em entender a história em questão. Claro que você pega um pouquinho de spoiler de algumas coisas, mas é a vida.

O livro traz a história de duas irmãs gêmeas. Rafia e Frey. Rafia nasceu 26 Minutos antes e ela foi criada como a filha perfeita e imaculada, enquanto Frey foi feita de guerreira para proteger a filha que nasceu primeiro. Inacreditavelmente, as duas são muito unidas, mas também, sendo filhas de um líder autoritário como o pai delas, nem existiria outra opção. Ele é odiado, mas consegue tudo o que quer pelo poder que tem nas mãos.

Rafia então tem a melhor educação, é inteligente e é usada pelo pai, já que a população que o odeia, a venera. Frey foi criada para matar, ela sabe tudo sobre armas e sua missão de vida é proteger Rafia. Então, se alguma situação (discursos, exposições em público) colocam sua vida em perigo, não é Rafia, mas sim Frey. E o pai delas não pensaria duas vezes em sacrificar Frey se necessário fosse.

É difícil odiar alguém que luta ao seu lado. (p. 203)

As regiões onde o enredo se passa estão em guerra, pois o pai das meninas quer dominar todos os lugares, e alguns não estão tão afim de abrir mão das terras, enquanto os outros são os Rebeldes. O pai de Rafia e Frey firma um compromisso com Palafox, a primeira família de Victoria e Frey vai fingindo ser Rafia, como refém. E é a partir daqui que a história desenrola.

É muito surreal acompanhar a dinâmica entre Rafia e Frey e ainda ver o laço verdadeiro entre as irmãs. Impostores tem muitos conflitos por conta de governo autoritário e posse de terras. Frey acaba indo pras mãos de supostos inimigos porque seu pai quer mais e mais poder.

Durante minha vida toda achei que era a única impostora. Que todas as outras pessoas tinham certeza de que eram reais de uma maneira que jamais compreendi. Mas e se todos também estão fingindo? Talvez ninguém saiba quem é de verdade. (p. 277)

A história é narrada em primeira pessoa pelo ponto de vista de Frey e isso dá uma boa visão de seus pensamentos e sentimentos ao longo das páginas. E eu gostei do autor ter usado a primeira pessoa porque considerando que Frey sempre foi a filha escondida, ela ter a voz na história provavelmente vai ser um recurso interessante futuramente também.

O livro não foi aquela coisa que me cativou como nunca, a história não é ruim, mas também não tem nada demais. Acho que o diferencial é só o lance das irmãs gêmeas e uma viver literalmente escondida e ninguém sequer saber que ela existe, de resto é um livro de distopia como qualquer outro.

A escrita é bem rápida de acompanhar e o fato dos capítulos serem curtos ajuda bastante. Até certo ponto eu li bem rápido, depois chegou num momento da história que eu fiquei com um pouco de preguiça porque parecia muito lenga lenga, algo bem repetitivo.

O final é um ótimo cliffhanger pro próximo volume e eu quero ver se isso vai dar certo. No geral, Impostores é uma leitura boa, mas sem nenhum grande elemento surpreendente que o diferencie de outros livros do gênero e até mesmo do que vi em Feios, a outra série do autor.

Título Original: Impostors ✦ Autor: Scott Westerfeld ✦ Páginas: 352
 Tradução: Giu Alonso ✦ Editora: Galera
Livro recebido em parceria com a editora

12 comentários:

  1. Sempre li muitas coisas boas sobre a série Feios.
    Interessante a dinâmica das gêmeas: Frey não existe para o mundo, só Rafia. E por ela vale qualquer sacrifício.
    Acredito que nos próximos volumes isso de alguma forma mudará. Frey com certeza vai querer ser ela mesma diante de todos.
    E que ranço dessa rei hein? Sacrificar as duas filhas em prol do poder. Digo duas filhas, pois acredito que Rafia mesmo sendo a preferida não deve ter nenhuma voz ativa

    ResponderExcluir
  2. Já tive vontade de ler aquela outra série dele, mas esse novo livro vou dizer que não me chamou muita atenção. E parece não ter mesmo lá essas coisas todas pra animar a ler, tá bem normal pelo que falou. Talvez o final é que compense e dê vontade de conferir os próximos, mas pelo que disse e pelo pouco que espero acho que seria uma leitura bem mediana. Sei não. Teria que ver o que vão falar de outros depois...

    ResponderExcluir
  3. Ana!
    Todo livro que tem gêmeos sempre me interessa, porque tenho enteadas gêmeas e gosto de ver a dinâmica entre elas e como as personagens também.
    Uma pena não ser uma distopia excepcional, ser mais morna, porque geralmente os livros de ficção nese estilo tem sempre um pouco de ação e situações extraordinárias.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Não li a série Feios, mas acho que é legal para quem leu ter outra história no mesmo universo.
    Confesso que não sinto interesse na história; a parte das gêmeas até chama atenção porque são poucos livros com essa temática, mas sinto que falta algo a mais para me conquistar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Apesar de não ter lido a saga de Feios, me recordo que na época foram livros elogiados demais. Por isso, esse livro já chamou a atenção.
    Engraçado que lendo a resenha, a gente se pega perguntando a nós mesmos sobre toda a situação envolvendo as duas irmãs. O que esse ser tão diferentes e criadas de formas tão diferentes, pode ter acarretado em matéria de sentimentos a ambas.
    Com certeza, espero muito conferir este livro!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  6. Oi Ana,
    Scott Westerfeld é um dos autores que mais tenho curiosidade em conhecer a escrita, principalmente por causa da série Feios, mas ainda não tive a oportunidade. Eu não sabia que Impostores se passa no mesmo universo de Feios, mas achei isso bem interessante e mais um motivo para eu ler a primeira série. Gostei muito dessa ideia de irmãs gêmeas, ainda mais porque elas foram criadas com ideais e propósitos tão diferentes. Nem imagino como deve ser para Frey viver escondida na sombra e com um pai disposto a sacrifica-la sem nem pensar duas vezes. Acho importante que o autor tenha trabalhado com a relação entre as duas, de forma que os laços são maiores do que qualquer outra coisa. Eu gosto de livros narrados em primeira pessoa, mas quase sempre, em se tratando de distopia, isso não acontece, então fiquei surpresa em saber que Scott trouxe a narrativa pelo ponto de vista de Frey. Mesmo que o livro não tenha sido uma grande surpresa gostei da premissa e, como quero muito dar uma chance a este autor, essa será mais uma obra de sua autoria que vou querer conhecer.

    ResponderExcluir
  7. Olá, Ana
    Não li nada do autor, bem interessante ele trazer outra história que se passa no mesmo universo que ele criou.
    Gostei que o enredo além de batalhas, disputas por territórios tem irmãs gêmeas que mesmo que seu pai tenha propósito diferentes para ambas elas são unidas. E ter Frey narrando tudo fica fácil entender como ela se sente em relação a tudo.
    Quero muito ler, beijos.

    ResponderExcluir
  8. Olha, eu também não achei nada de mais.
    Mas só por ter essas gêmeas já me ganhou. Adorei uma nem ser conhecida e to aqui pensando nos rolos que isso tudo vai dar.
    Preciso voltar a ler distopias e essa parece muito boa.
    Anotado aqui.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Oiii ❤ Tenho muita vontade de ler os livros do Scott Westerfeld, já que ouvi falar muito bem sobre a série Feios.
    Nossa, as duas irmãs foram criadas de forma bem diferentes, não acho nem um pouco justo que Frey seja tida como um recurso a ser usado no futuro. Estou curiosa pra saber o que acontece com a personagem nessa aventura que ela tem pela frente.
    Essa capa é um tanto estranha, é até meio difícil distinguir as ilustrações, acho que a editora poderia ter caprichado bem mais.
    Bom saber que os capítulos são curtos, coisa que gosto bastante, pois assim o leitor não se cansa fácil.
    Espero poder fazer essa leitura em breve.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  10. Olá! ♡ Morro de vontade de ler algo do Scott Westerfeld, sempre vejo falarem bem do autor.
    Achei bem interessante a premissa do livro, mesmo que a mesma não se diferencie muito das distopias que estamos acostumados a ler.
    Quero muito conhecer as irmãs gêmeas e ver a relação verdadeira que existe entre elas ♡
    Adorei saber que os capítulos são curtos, ultimamente tenho preferido livros com os capítulos assim, pois de fato, tornam a leitura mais fluída.
    Espero poder fazer a leitura deste livro em breve, faz um tempinho que não leio uma distopia e estou com saudades do gênero.
    Beijos! ♡

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Não tinha conhecimento sobre o livro, mas fiquei bastante interessada pela historia. A premissa é ótima e apesar da circunstância as irmãs tem um laço. Espero muito ler e conhece mais a trama!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  12. Oi, Ana!!
    Nunca li nada do Scott Westerfeld, mas a história parece ser bem interessante e pelo que vi a história vai ser narrada em primeira pessoa pelo ponto de vista de Frey que no meu ponto de vista já é bem empolgante!!
    Bjs

    ResponderExcluir