Nocturna | Maya Motayne



Nocturna é o primeiro livro de uma trilogia com raízes latinas. Logo de cara conhecemos Príncipe Alfie, que passou três meses em processo de luto pelo irmão Dezmin. Dez era o herdeiro do trono e era perfeito pra isso, mas acabou morto deixando tudo para Alfie e ele não aceita nem a morte e nem ser o dono do trono de seu irmão mais velho.

Como toda boa fantasia, Nocturna é cercado de magia, todos de Castellan possuem afinidade com algum dos elementos, o de Alfie é a água. Além dessa proximidade com algum dos elementos, também podem ter seu próprio poder, e Alfie tem. Essa é uma magia mais profunda que deve ser trabalhada. Alfie tem algo que é muito poderoso, já que ele vê o poder dos outros como cores e, com isso, ele pode manipular e até transformar o seu poder no da outra pessoa por meio das cores. Essa parte foi um dos pontos positivos da história, essa mitologia que a autora utiliza das cores é muito interessante!

Enquanto estava no período de luto, Alfie não ficou se afundando em tristeza. Na verdade, ele recebe uma informação que o dá esperança e decide investigá-la. Ele decide que quer salvar o irmão, já que não acredita em sua morte. Isso é uma parte intrigante da história, que abre inúmeras teorias pro leitor dependendo de como ele interpreta os fatos que são apresentados, você decide no que acredita, haha.

Também conhecemos Finn, uma personagem cativante que perdeu os pais cedo e foi "salva" — essa não é bem a palavra, acredite — por um homem chamado Ignacio. Ele tem o poder de controlar outra pessoa e é isso que faz com Finn (se você já assistiu Jessica Jones é tipo um Killgrave). Ele acredita que por ela ser sua "filha" não importa como ele a controle, ela sempre vai o amar. Mas Finn foge dele, então pense a confusão.

Os caminhos de Alfie e Finn vão se cruzar, obviamente, na base do desespero. Existe um poder capaz de trazer a noite pra terra, e eles tem que lutar contra isso. E esse poder é de um deus. É o poder Nocturna, e aparentemente a culpa de ele ter sido liberto é de Alfie!

Nocturna foi um livro de leitura mais lenta, mas não ruim. Acho que a lentidão se deu por eu não ser muito acostumada a ler fantasias, mas a leitura me cativou de uma forma surpreendente. A construção da mitologia e universo é muito bem feita, mas acredito que a autora deixou a desejar quando constrói os personagens.

Assim como em The Vampire Diaries (desculpa a referência, é que eu tô assistindo no momento, haha), a história de amor aqui no livro não é amor romântico. O foco da autora é o amor fraternal entre Dez e Alfie — sabe Damon e Stefan? Pois é, hahaha, mas os personagens em si não tem nada em comum, ok?

A cultura latina está presente em nomes, uso do casteliano e espanhol e até críticas sociais sobre dificuldade de sobrevivência e coisa do tipo. Nocturna é uma ótima leitura, apesar de eu ter sentido falta de um desenvolvimento melhor dos personagens, mas eu não vou criticar muito isso, já que é o primeiro livro de uma trilogia, ou seja, dá pra trabalhar. Assim como a finalização do livro que te dá um choque porque parece que realmente acabou ali, mas é só pegadinha e ainda deixa alguns pontos em abertos para a continuidade da história.

Título Original: A Forgery of Magic Autora: Maya Motayne
Tradução: Flávia Souto Maior ✦ Páginas: 480 ✦ Editora: Seguinte
Livro recebido em parceria com a editora
Ajude o blog comprando o livro através do nosso link!

Postar um comentário

11 Comentários

  1. Gostei muito das raízes latinas estarem presentes no livro mas, particularmente, achei mais do mesmo. Você viu semelhanças/ referências com Vampires Diaries já eu, vi com A Rainha Vermelha.
    Meu questionamento é: essa premissa aguenta uma trilogia?

    ResponderExcluir
  2. Olá Ana ;)
    Só conhecia o livro por capa (que por sinal é linda), e adorei a sinopse e seus comentários sobre o livro.
    Amo ler fantasias, mas nunca vi uma tão diferente e que aborda essa parte da cultura latina, algo que achei bem interessante. Só por isso já senti vontade de ler haha
    As vezes livros do gênero se tornam até melhores por não focarem no amor romântico, então creio que por isso a autora usou desse "recurso".
    Obrigada pela indicação S2

    ResponderExcluir
  3. Este livro tem dividido opiniões e eu amo quando isso acontece.rs Sou fã de todo tipo de leitura e acredito piamente que cada livro funcione de certo modo a certo leitor!
    Uns não gostaram, outros amaram!
    Eu penso que irei amar quando ler, pois amo fantasia e isso de magia, bruxos e um romance ali, sendo não o foco de tudo,mas apenas estando ali, me agrada e muito!
    A capa é um show à parte e espero ter e ler a obra o quanto antes!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  4. ANA!
    Bom ver os povos latinos sendo retratados no livro.
    Uma pena ver um livro que poderia ter um enredo bem desenvolvido, porque o plot chama atenção, se tornar uma mera cópia mal feita de um outro bem desenvolvido...
    Fiquei muito curiosa, mesmo com todas as ressalvas que fez sobre os fatos do livro.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  5. Achei interessante a ideia dele e confesso que dei uma risada com a referencia de tvd xD
    Pensando em algo daquele tipo deu uma leve ideia. O lado latino dele é que me chamou mais atenção. Pode deixar um clima interessante, um tanto diferente das fantasias que leio no momento. E bota fantasia que amo. Pode ate ser mais lento de ler, mas ah sempre adoro uma fantasia. Gostei das ideias dele e do que pode ter aí, conflitos e magia, desesperos... Deu vontade de conhecer.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ana
    Adorei a capa, o livro tem dividido muito as opiniões.
    Tem uma premissa interessante, e trazer a cultura latina para os livros é maravilhoso.
    Estou muito curiosa para ler e saber mais sobre os poderes de Alfie e tudo o que ele apronta indo atrás do irmão.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Eu tinha tantas expectativas com esse livro...
    Eu gostei da leitura, mas demorei para me envolver.
    Alfie deixou a desejar , e Finn foi a melhor personagem da história.
    Acabei me surpreendendo depois da metade e pretendo dar continuidade.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Já anotei o nome desse livro e ja fiquei babando com a história mas acho que vou esperar a série ser toda lançada no Brasil porque eu odeio ter que esperar continuação de um livro mas eu sou apaixonada por livros de fantasia e a pegada do livro me lembrou muito a série A Rainha vermelha

    ResponderExcluir
  9. Oi, Ana!!
    Gostei da indicação do livro e adoro um bom livro de fantasia, apesar que li poucos livros desse gênero em 2019, mas Nocturna parece ser bem interessante, e achei interessante a sua comparação com The Vampire Diaries.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá! ♡ Primeiramente tenho que falar que adorei a sua referência a The Vampire Diaries, amo essa série e ainda não consegui supera-la kkk.
    Adoro fantasia, por isso estou bem curiosa para fazer essa leitura. Estou curiosa para conhecer esse universo que a autora criou, que parece muito bem construído. Achei muito interessante essa coisa de cores e poderes, já quero conferir isso no livro! ♡
    Obrigada pela indicação! Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Oiii ❤ Essa premissa realmente chama bastante atenção, ainda mais por ter a ver com a cultura latina, algo que me encanta.
    Achei interessante que a obra tem fico no amor fraternal e não no romântico.
    Estou curiosa para ver quais serão as aventuras pelas quais Alfie e Finn passarão.
    Bom saber que essa é uma leitura cativante, pois já faz um tempo que quero fazer essa leitura.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir