Desde o Primeiro Instante | Mhairi McFarlane

Título Original: You had me at Hello
Autora: Mhairi McFarlane
Páginas: 464
Tradução: Carolina Caires Coelho
Editora: Novo Conceito
Compre aqui

Desde o Primeiro Instante, de Mhairi McFarlane, estava estagnado na minha estante desde que o recebi em parceria com a Editora Novo Conceito. Ele era um dos livros que mais me deixaram curiosa na época do lançamento, mas eu tenho a mania irritante de não ler os que mais quero primeiro - a expectativa me deixa desconfiada. Então ele foi ficando, ficando... E eu acabei nem lembrando mais que ele estava lá. Até que a Ana me convidou para participar do projeto "Está na Estante e Não Leu? Seu Amigo Escolheu!" e selecionou ele para que fosse minha leitura.

O livro é narrado em primeira pessoa por Rachel, e o primeiro capítulo conta o fim de seu relacionamento de longa data com Rhys. Depois de tanto tempo compartilhando a vida com o ex-noivo, Rachel se sente sem rumo, até que descobre que Ben, seu antigo amigo da faculdade, está de volta à cidade e resolve, disfarçadamente, procurá-lo. Mas ela sabe que a amizade deles não será como era antes, já que quando estavam na faculdade eles tinham um mundinho só deles. Agora Ben está casado, e Rachel sabe que o que está começando a sentir por ele não é certo.

Intercalados aos capítulos que contam os acontecimentos presentes, Rachel insere alguns trechos de lembranças da época da faculdade, quando conheceu Ben. É uma construção interessante, porque não entrega nem o que aconteceu naquela época logo no início do livro, nem o que está acontecendo no presente.

— Pode mandar um abraço meu a Abi, se conversar com ela?
— Claro — Ben diz. — Ela costumava perguntar muito sobre você.
Nós dois paramos quando ele diz 'costumava'. Fico tentando imaginar como ele explicou o fim de nossa amizade. Como ele se lembrava de mim? Se é que pensava...
É o primeiro obstáculo na nossa interação decidir se seremos amigos. Talvez Ben não veja o início de nada aqui, apenas um favor a outro amigo. Um passeio pelo passado, um giro rápido e então o retorno, com o pé firme no acelerador.

O primeiro aspecto positivo que preciso comentar sobre esse livro é: nunca vi uma obra que tratasse de um fim de relacionamento de maneira tão convincente. Rhys e Rachel compartilharam mais de dez anos de suas vidas, e não faria sentido que conseguissem se excluir totalmente um da vida do outro. A autora soube demonstrar bem a dificuldade de Rachel em saber viver sem ele, em uma nova casa, com novas rotinas, os pontos bons e ruins de estar solteira novamente. Ao mesmo tempo, mostrou o quanto a personagem queria poder contar com ele às vezes, aquela pessoa que ela conhece, e que a conhece, tão bem. Fiquei encantada com isso, principalmente porque, pessoalmente, estou em um relacionamento bastante duradouro e acho que, se terminasse, seria dessa forma. Não havia raiva, mágoa, sentimentos ruins, pelo contrário.

O segundo aspecto interessante foi a própria construção do enredo. A autora não conta toda a história dos dois no início do livro, e isso persuade o leitor a acreditar em algo que no fim não se concretiza, o que é surpreendente e muito bom. Vou tentar explicar melhor: desde o começo achei Rachel ingênua demais, e até um pouco manipuladora nessa ingenuidade, mas gostei da personagem e torcia por ela. Com o decorrer da leitura, no entanto, comecei a acreditar que ela tinha feito burradas demais no passado que estragaram tudo, e comecei a criar certa antipatia pela protagonista. No fim, a autora me conseguiu me surpreender, já que o que aconteceu estava bem longe do que eu tinha imaginado.

[...] Se você não faz nada, nada acontece. A vida envolve decisões. Você as toma ou elas são tomadas por alguém, mas não é possível evitá-las.

O que eu mais gostei na obra, no entanto, foi ela tratar das decisões que precisam ser tomadas na vida, ou das que não são tomadas, e das consequências que cada ato ou omissão traz para nós mesmos. Além disso, o livro trata do que está subentendido, das nossas interpretações errôneas guiadas pelos medos, sem qualquer lógica que as sustentem e sempre, sempre, de como tudo poderia ter sido diferente se tivéssemos agido de modo diferente. 

Desde o Primeiro Instante é, em suma, um romance leve, divertido e que se torna uma boa companhia sem dificuldade.

Postar um comentário

10 Comentários

  1. Olá, Ju.
    Para uma romance leve, até que o livro possui um enredo interessante, principalmente por causa da construção convincente do término.
    Ótima resenha.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de janeiro. Serão dois vencedores!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ju!
    Confesso que descobri sobre esse livro outro dia e o que me chamou bastante atenção foi a capa.
    Realmente 10 anos na vida de alguém não são 10 segundos. Curti que você falou que a autora trabalhou bem isso. Tem alguns livros que o povo supera muito rápido e imagino se rolava algum sentimento ali.
    Gostei muito da resenha. Parabéns!
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ju! Tudo bem? Ah, adorei a resenha! Gostei de saber o que o livro trata um fim de relacionamento de maneira convincente, pois adoro encontrar histórias que sei que poderiam acontecer facilmente na nossa vida.

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oie...
    A premissa do livro me chamou bastante atenção! Quero muito ler esse livro:)
    Leituras leves sempre me agradam:)
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu curti demais esse livro! E sua resenha ficou maravilhosa! Parabéns!
    http://www.lostgirlygirl.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Ju, tudo bem?
    Confesso que a premissa da história me deixou com um pezinho atras sabe? Essa coisa de ela gostar do melhor amigo, e ele ser casado, não sei, me sinto meio desconfortável sabe? Em contra partida, gostei do fato de o fim do relacionamento ter sido bem tratado pela autora, gosto de livros com esse tom mais real! Amei a sua resenha <3

    Amei o blog e já estou seguindo!
    Beijos,
    Ana | Blog Entre Páginas
    www.entrepaginasblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Assim como você, fiquei muito curiosa com o livro e a premissa na época que a Novo Conceito lançou esse livro. Não comprei nem ganhei de presente, mas acabei esquecendo-me dele também. Adorei a resenha, reacendeu a minha vontade de ler essa história.

    Beijos!
    Lauren | http://blograzoesliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Eu tenho essa mania de deixar os livros de lado enquanto leio as novidades e acabo esquecendo. Acho a capa desse livro bem bonitinha mas ele é tão grande que eu tenho um pouco de preguiça, haha. Mas pela resenha acho que eu ia acabar gostando se pegasse para ler. ^^

    Beijos!
    http://www.prateleiracolorida.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Ju! Oi, Ana!

    Ainda não conhecia este livro, mas gostei da premissa. Parece ser uma leitura bem realista e inusitada - visto que a maioria das histórias mostram como o casal se conhece, etc. Quando eu quiser uma leitura leve, vou me lembrar desta história.
    Adorei a dica!

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Ju, fui eu que criei o Projeto e fico feliz em saber que ele está dando frutos ainda hoje. Bom, afiz a mesma coisa que você com esse livro, ma no meu caso ele está na estante até hoje e não me sinto mais tão empolgada para lê-lo. Já me disseram que o livro é uma delícia de ler, até agora não sabia muito bem do que se tratava, e depois de ler sua resenha não sei bem o que pensar, parece ser uma história que nos pega desprevenidos em várias partes mas ao mesmo tempo muito realista, vou dar uma chance em breve

    ResponderExcluir