Observações Sobre Um Planeta Nervoso | Matt Haig


Imagine estar fazendo compras em um supermercado comum e de repente começar a ter um ataque de pânico e choro compulsivo? Essa pode ser a realidade de pessoas com ansiedade, depressão ou ataques de pânico. Mas o que pode nos levar a determinado colapso? Matt Haig traz essas e outras respostas para os resultados negativos do estilo de vida contemporâneo e excelentes dicas sobre como podemos ser mais felizes, aproveitar o que temos e manter uma boa saúde mental. Best-seller com outros romances adultos publicados, o autor finalmente decidiu falar sobre sua própria ansiedade e ataques do pânico. Tudo a fim de ajudar os leitores ao redor do mundo, naturalizando os transtornos mentais e ajudando a superá-los através de uma narrativa envolvente, doce e que pode ser lida rapidinho.

Divido em 18 partes, Observações Sobre Um Planeta Nervoso é uma coletânea de crônicas sobre a ansiedade e como as coisas boas da vida se distanciam de nós a medida que queremos viver apenas o futuro, seja ele próximo ou não. Passando por diversos temas e como precisamos ser resilientes para resistir às compulsões e comparações que a vida online nos impõe, é uma leitura obrigatória para usuários de redes sociais. Em todas as passagens, existem frases icônicas de grandes nomes da literatura e das ciências sociais, o que afirma que o nervosismo que vivemos hoje não é tão atual assim. E que devemos ser mais cuidadosos que as gerações passadas com nossa vida pessoal. 

Mas nem só de vida pessoal se compõe o livro de Matt, já que ele também explora as esferas profissionais dos humanos, evidenciando nosso distanciamento da natureza e a atração quase magnética ao trabalho e telas acessas. Como o autor fala, "a receita perfeita da infelicidade" está em tudo que fazemos hoje esperando que reflita no amanhã. Isso nos torna nervosos e nos mata lentamente. 

Não se expulsa uma dor engolindo de maneira compulsiva, tuitando ou bebendo. Chega o momento que é preciso encará-la. Se encarar. Em um mundo de um milhão de distrações, você continua tendo uma só mente.

Uma analogia perfeita é a lesão por esforço repetitivo da mente. Por assimilar demais, pensar demais, preocupar demais, deixamos de viver o agora e sentenciamos nosso presente por um futuro que pode não existir. Dentre essas e outras lições valiosas, Matt consegue tranquilizar o leitor e passar listas de sentenças sobre coisas que nos fazem acreditar e que não necessariamente são verdade. Você não precisa suportar um trabalho horrível, você pode ter dias ruins, você pode querer o seu lazer. 

Talvez, esse seja o melhor caráter da obra do autor: nem tudo vem escrito em letras garrafais, mas certamente algo nas palavras dele o lembrará de algo que você precisa enfrentar, superar, repensar. É quase como uma sessão de terapia de 300 páginas. Algo, que certamente, nós, nervosos do século XXI, precisamos cada vez mais.

Título Original: Observações Sobre Um Planeta Nervoso ✦ Autor: Matt Haig
Tradução: Donaldson M. Garschagen e Renata Guerra  
Páginas: 320 ✦ Editora: Intrínseca
Livro recebido em parceria com a editora

Postar um comentário

18 Comentários

  1. Quando comecei a ler a resenha, já me peguei com dois sentimentos, dor e tristeza.
    Há um tempo, saí de um mercado longe cerca de uma hora de casa(tinha ido de carro) e voltei a pé, sozinha, a noite(enxergo mal) só porque meu marido falou que eu não poderia comprar um raio de pão que eu queria. Pode parecer pouco, mas para quem sofre com ansiedade, não é algo pequeno.
    Meu genro estava dentro do mercado e teve que ser levado para o hospital, pois literalmente, começou a chorar ajoelhado no corredor.
    Só quem sofre com essas crises sabe que não fácil lidar com elas. E não é algo proposital, somente acontece.
    Por isso, amei a ideia do livro, de certa forma, tentar ajudar a todos nós.
    Já vai pra listinha de mais desejados!!!
    beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Na faculdade, psiquiatria é uma das áreas que eu mais fiquei encantada! Acho que entender o funcionamento do cérebro e como tudo ao nosso redor pode influenciar é uma das coisas que faz a medicina ser tão linda pra mim.
    Acho que por isso eu ficaria super maravilhada em ler esse livro. Ainda mais que ele fala sobre si, então experiências próprias tendem a ser mais verdadeiras e cheias de emoção crua.
    Não sou uma pessoa ansiosa, mas é um livro que eu gostaria de ler e indicar, talvez.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Mylane!
    Livros com esse cunho psicologico sempre me interessam, ainda mais relacionados com todas as neuroses que a vida moderna trouxe e com a agilidade das redes sociais que interferem nos resultados estressantes em nossas vidas.
    Já quero.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. É o novo mal do século. Sou da opinião que todos sofrem de ansiedade, em maior ou menor grau.
    Achei interessante o livro, pois ao mesmo tempo que tem uma vibe de auto ajuda, é um guia para a pessoa viver melhor e aproveitar a vida

    ResponderExcluir
  5. Não sou fã de livros de crônicas, mas acho essa uma leitura muito válida pelo tema, toda ajuda é bem vinda! Como se muitas coisas já não fossem difíceis, esse período que estamos vivendo só piora tudo. Linda a capa e que bom que o autor resolveu abordar os próprios problemas também.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Quando vi a capa, pensei se tratar de uma história fofa e que envolve astronomia ou algo do tipo; me enganei.
    Um tema atual, necessário e de fácil identificação. Achei interessante ser no formato de crônicas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Gostei demais dessa resenha e de conhecer esse livro, parece um livro de leitura fluida e acho que vou gostar da obra.
    Gostei demais dessa edição, achei linda!
    Beijocas.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Mylane
    Eu gostei da capa, olhando para ela jamais pensei que seriam crônicas.
    Nos tempos atuais a Internet, as redes sociais, o trabalho ou qualquer outro fator influência com certo impacto a vida das pessoas. Muitas delas podem ter síndrome do pânico, depressão entre outras doenças que são mal do século.
    Estou curiosa para saber mais desse livro como o autor lida com a depressão, as dicas que nos leva a refletir.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Tive uma pequena crise de ansiedade uma vez, e que sensação horrível, começei a suar frio. Hoje sempre fico atenta aos sinais. Esse livro parece ser ótimo para quem quer entender sobre essas coisas ruins que podemos ter. Quero muito ler esse livro logo.

    ResponderExcluir
  10. Muuito interessante o tema abordado nas cronicas ,hoje vivemos num mundo que as pessoas tem pressa ,vive conectado as redes sociais ,perde se tempo com tudo isso e o que é essencial muitas vezes é deixado de lado . por isso se observa mais e mais casos de pessoas com ansiedade ,insastifeita com tudo brigando com o tempo .achando que pode fazer de tudo ,mas é preciso frear o ritmo ,
    é um livro que eu gostaria de ler

    ResponderExcluir
  11. Eu trabalho em um supermercado, e lá tem uma moça que sempre vai acompanhada com algum familiar, porque senão ela tem ataque de pânico. É triste ver uma situação como essa e saber que muitas pessoas não levam o assunto a sério. Amei esse o livro pelo fato de explorar a ansiedade/depressão e como ela pode afetar todos nós!

    ResponderExcluir
  12. Olá! Só o título do livro já diz muito sobre como as pessoas estão nos dias hoje, parece que a maneira que o autor aborda essa situação é bastante positiva, ele tenta nos auxiliar no processo de perceber o que podemos fazer para conseguirmos enfrentar essas situações tão difíceis e aproveitar melhor e com mais qualidade nosso dia-a-dia.

    ResponderExcluir
  13. Oi My,
    A geração atual já nasce propícia a muitos problemas emocionais e psicológicos, principalmente por causa da pressão imposta pela sociedade em diversas áreas da vida do ser humano e da autocobrança. Consequência disso são pessoas mais nervosas e ansiosas. Não sou diagnosticada com ansiedade, mas muitas vezes me vi passando trabalho diante de algo novo ou desafiador por causa do sentimento, do nervosismo e dos pensamentos cheios e preocupados. Por isso, acho bem importante e interessante livros que tragam esses temas do ponto de vista de alguém que os vivencia, pois o que ali for relatado trará a realidade e não suposições sobre ela. Observações sobre um planeta nervoso, cujo o titulo não poderia ser melhor pensado, me chamou muita a tenção e olha que nem sempre fico interessada em livros do gênero.

    ResponderExcluir
  14. Oi, My!
    Nunca tive um ataque de pânico, mas sofro de ansiedade, já tive depressão e síndrome do pânico...Por isso já fui logo me interessando por Observações Sobre Um Planeta Nervoso, dicas em como manter uma boa saúde mental são sempre muito bem vindas, sem falar que eu amo crônicas.  Já estou adicionando na minha lista de leitura, valeu pela dica! Bjos!

    ResponderExcluir
  15. O assunto é um que me chama atenção sempre, porque né, quem nunca teve uns pensamentos do tipo, entrou em panico ou algo assim? Seja leve ou o forte como do tipo estar no mercado e dar uma crise. É algo legal de se ler nem que seja como forma de se conhecer melhor, pensar de uma outra forma sobre essas coisas e ver como lidar com isso. Leria esse fácil.

    ResponderExcluir
  16. Oi My!
    Eu adoro esse tipo de livro, sério! Inclusive já tive muito interesse em estudar sobre o assunto na faculdade, relacionando o mundo em que vivemos com toda essa cultura do "pra ontem" com a ansiedade e demais dores que temos hoje em dia. Adorei a indicação e já quero ler!
    Os Delírios Literários de Lex
    Participe do Top Comentarista de Agosto!

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Não tinha conhecimento sobre o livro, mas parece ser muito interessante. Principalmente pelo fato dele fala de um tema muito importante que é a ansiedade e outras questões também que acaba gerando isso. Gostei, talvez eu leia em algum momento!

    Blog: Tempos Literários

    ResponderExcluir
  18. Oi, My
    Nossa, adorei.
    Não conhecia o autor, nem o livro, mas preciso fazer essa leitura.
    Eu sou muito ansiosa e realmente as redes sociais nos deixam ainda mais nervosos e tensos.
    Além de afetar a produtividade.
    Bjs

    ResponderExcluir