Arlindo | Ilustralu


Com sotaque nordestino, gostinho de anos 2000 e cores lindíssimas, Ilustralu estreia seu livro sobre como é ser um jovem LGBTQIA+ na região mais arretada e também mais homofóbica do país. Nas pequenas passagens com músicas tradicionais e também com as já conhecidas frases preconceituosas, eu senti a dor e a delícia que foi crescer no Nordeste ouvindo muito forró e comendo o delicioso creme de galinha.

A HQ começa a narrativa no colégio de Arlindo, Lindo para os íntimos, no calor do interior da Paraíba. Com suas colegas de classe Marissa e Elisangela (Lis) ele começa a confidenciar suas primeiras aventuras, ocultando sempre a atração por outros garotos. Até que chega o Pedro, o irmão descolado e atencioso do garoto mais babaca da escola, e rapidamente Lindo fica apaixonado e eles tornam-se amigos. O quarteto fantástico formado pelos garotos e garotas é abalado pelo namoro hétero de Mari, mas apesar disso, ainda tem muita festinha de ensino médio, papinho de MSN e fofoca de colégio.

Quem me conhece sabe que eu sou uma grande saudosista dos anos 2000, porque já tínhamos a tecnologia ao nosso favor, mas ainda não éramos escravos delas para manter nossos relacionamentos. Todo o desenlace da história é baseado em abraços e super nordestinos “Chegue!” dos amigos oferecendo colo uns aos outros em situações difíceis. MSN e SMS só pra marcar rolê e ligação no celular só se tiver na promoção de final de semana!

Além disso, a Ilustralu teve muita delicadeza ao trazer uma sonografia ao livro que vai de Forrozão Tropikália até Pitty, passando pela trilha sonora de Lisbela e o Prisioneiro. O mais legal disso é a forma como a tipografia se encaixa nas ilustrações, sendo tudo muito lindo. Além, claro, de respeitar a origem nordestina de boa parte das referências artísticas e mostrar que podem ser tão ou mais tocantes e delicadas como as demais.

Essa delicadeza se estende a como as questões da descoberta da orientação sexual e a fase da vida confusa em que isso tende a ocorrer. O tema permeia com responsabilidade outros subtemas como aceitação dos pais, feminismo, homofobia e formação de personalidade. Tudo isso de uma maneira doce, em meio a diálogos cálidos, engraçados e tristes. É um livro que vai te fazer lembrar do pré adolescente que você já foi um dia!

Ler a HQ foi uma delícia, é linda, bem desenhada, bem diagramada nos quadrinhos, faz rir e chorar em um virar de páginas. Como li em e-book, talvez tenha perdido um pouco em relação à versão impressa, mas se a edição digital é belíssima, imagino que a impressa seja uma obra prima!

Título Original: Arlindo ✦ Autora: Ilustralu
Páginas: 200 ✦ Editora: Seguinte
Livro recebido em parceria com a editora

Postar um comentário

12 Comentários

  1. É quase impossível não se identificar com o Arlindo, nem que seja na parte de Sandy e Junior KKK ou por se passa no Nordeste, é muito bom saber que além de linda a HQ também abordar assuntos importantes a ser discutidos e reflexões a fazer.

    ResponderExcluir
  2. Quero muito ler essa hq, porém vou espera para ver se consigo comprar em físico. Esse gostinho totalmente brasileiro é maravilhoso. E traz bastante abordagem importante.

    ResponderExcluir
  3. A HQ nacional que está no merecido hype.
    Arlindo é aquele menino da nossa sala, nosso vizinho. Por isso, nos sentimos próximas a ele.
    As ilustrações são perfeitas e nada contra e book mas nesse caso, o livro físico proporciona uma experiência melhor

    ResponderExcluir
  4. Arlindo foi minha melhor leitura de Agosto, sem nem pensar!Eu fico olhando meu livro ali na estante e tenho um carinho enorme.
    Sorri, sofri, me emocionei, cantei e me apaixonei por Arlindo e todas as suas dores, amizades, paqueras e alegrias!
    Todos deveriam ler essa Graphic e aprender um pouco sobre amor, amizade e respeito!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  5. Só leio críticas positivas dessa HQ. Temas importantes, ambientado em nosso país, uma leitura estimulante para os jovens, e também para os adultos.
    E ainda tem um ponto que gosto: trilha sonora.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu sou completamente apaixonada por HQs desde que me entendo por gente. Anoto várias dicas que vejo nos blogs e esse é um que já tá na lista porque cada vez que vejo eu fico babando e doidinha pra conhecer. Além de ser um tema excelente pra discussões ne? Perfeito!

    ResponderExcluir
  7. To tao curiosa pra ler essa hq. Esse negocio de trazer muitos dos costumes dos anos 2000, tao nostalgico. Hq pros cringes rsrs. Amo.
    Espero conseguir ler esse ainda.

    ResponderExcluir
  8. Ainda não me rendi a esse mundo das HQs. Mas vejo o quanto esse quadrinho está fazendo sucesso pois ao que parece ela é bem feita com ótimas ilustrações , traz referências a músicas e traz esse pedaço de nosso lindo país como ambientação..

    ResponderExcluir
  9. Olá! Essa HQ parece ser linda, espero muito ter a oportunidade de ler, além de todas essas referências que eu conheço muito bem, aborda temas importantes, de uma maneira super bacana.

    ResponderExcluir
  10. My!
    Ah! Que livro delicinha!
    Só em ver que mostra um pouco do nosso nordeste, os dilemas adolescentes, a amizade, sem contar com o bullying, preconceito e várias referências dos anos 2000, deve ser lindo.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  11. Ah, que coisa linda gente! Amei demais o tema, que parece ter sido tratado de maneira muito afetiva e delicada. Quero ler! :)

    ResponderExcluir
  12. Oi, My
    Essa HQ está lindíssima! Amo as cores dela!
    Aborda muitos assuntos e remete uma saudade desse tempo de adolescência que não volta mais.
    Estou doidinha pra ler, beijos.

    ResponderExcluir