7 de novembro de 2014

Resenha: Antes Que Eu Vá

Título Original: Before I Fall
Autora: Lauren Oliver
Páginas: 368
Tradução: Rita Sussekind
Editora: Instrínseca

Samantha Kingston tem tudo: o namorado mais cobiçado do universo, três amigas fantásticas e todos os privilégios no Thomas Jefferson, o colégio que frequenta — da melhor mesa do refeitório à vaga mais bem-posicionada do estacionamento. Aquela sexta-feira, 12 de fevereiro, deveria ser apenas mais um dia de sua vida mágica e perfeita. Em vez disso, acaba sendo o último. Mas ela ganha uma segunda chance. Sete “segundas chances”, na verdade. E, ao reviver aquele dia vezes seguidas, Samantha desvenda o mistério que envolve sua morte — descobrindo, enfim, o verdadeiro valor de tudo o que está prestes a perder. ... Em uma noite chuvosa de fevereiro, Sam é morta em um acidente de carro horrível. Mas em vez de se ver em um túnel de luz, ela acorda na sua própria cama, na manhã do mesmo dia. Forçada a viver com os mesmos eventos ela se esforça para alterar o resultado, mas acorda novamente no dia do acidente. O que se segue é a história de uma menina que ao longo dos dias, descobre através de insights desoladores, as conseqüências de cada ação dela. Uma menina que morreu jovem, mas no processo aprende a viver. E que se apaixona um pouco tarde demais.

Já faz um bom tempo que eu li esse livro, meados de 2011, por aí, mas quando vi que ainda não tinha feito resenha dela para vocês, fiquei me perguntando o porquê, já que acho esse livro incrível. Já adianto que a história dele é totalmente o contrário de tudo o que eu esperava, e isso uma super vantagem, na maioria das vezes. 

Samantha Kingston é aquela garota que, supostamente, todo mundo queria ser. Tem uma vida perfeita, o namorado mais lindo e desejado do mundo, amigas maravilhosas e, é claro, é a mais popular do colégio. Resumindo, sua vida não tem defeitos. Tudo está acontecendo com naturalidade: paquerou o professor de Álgebra, colou em uma prova e está indo à uma festa com suas amigas. Porém, acontece o inesperado. Ao voltar da festa, Sam sofre um acidente de carro. E morre. 

O que acontece em seguida consegue ser mais inesperado ainda. Estranho, até. Sam simplesmente acorda no outro dia, como se nada tivesse acontecido. E isso acontece durante uma semana inteira. São sete dias revivendo o dia 12 de fevereiro, um dia que tinha tudo para ser perfeito. O que você faria se isso acontecesse com você? Tentaria consertar os seus erros? Até onde iria para salvar a sua vida?

O que estou querendo dizer é: talvez você possa se dar o luxo de esperar. Talvez para você haja um amanhã. Talvez para você haja mil amanhãs, ou três mil, ou dez, tanto tempo que você pode se banhar nele, girar, deixar correr como moedas entre os seus dedos. Tanto tempo que você pode desperdiçar. Mas para alguns de nós só existe hoje.E a verdade é que nunca se sabe. (p. 205)

A verdade é que eu nunca vou conseguir fazer uma resenha digna para esse livro. Nos dois primeiros dias revividos por Sam, eu estava achando que o livro seria, com o perdão da palavra, uma verdadeira merda. Eu sinceramente achava que todos iam ser a mesma coisa. Mas não. A protagonista percebe que, independentemente do que ela faça ou fale, ela sempre irá voltar para o mesmo dia. Foi nesse ponto que consegui enxergar a autenticidade não só da personagem, mas da autora também. 

Sam sempre foi aquela que maltrata e julga as pessoas, parte por vontade própria, para se satisfazer, parte por influência das amigas. Somos levados então a um ponto interessante da trama, que é bem delicado: a amizade das garotas e como ela muda com o decorrer do livro. A primeira impressão que temos é que as meninas são inseparáveis. Mas a verdade é que, quando Sam começa a mudar de atitude, percebemos que essa união é totalmente fútil e levada por interesses. 

Lauren Oliver não só conseguiu criar personagens incríveis e marcantes, mas também uma trama digna de atenção. A começar pela protagonista que, ao final do livro, já aprendeu tanto com a vida que se torna praticamente outra pessoa. Obviamente, os personagens secundários também não deixam a desejar, principalmente Kent, totalmente fofo e apaixonante, e Juliet, alvo de tanta humilhação por parte de Sam e suas amigas que se tornou quase impossível não se interessar por ela. 

Tirei uma estrelinha do livro unicamente pelo final, que me deixou muito frustrada. Fiquei esperando muito por uma coisa que não aconteceu. É claro que isso não faz o livro ser ruim, pelo contrário. É uma leitura totalmente válida, comovente e profunda e que te fará ter uma nova visão sobre a vida.

Classificação final: 

6 comentários:

  1. Oi Ana, tudo bem?
    Já li esse! Confesso que a protagonista me irritou muito durante a maior parte do livro kkk. Mas chegar até o final do livro valeu a pena, tem vários quotes lindos e lições, e os personagens crescem bastante!
    Pq vc não gostou do final? kkk
    Beijos
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com
    // esse mês tem Foto do Leitor com o tema: Paisagem! envie sua foto até 20/11 //

    ResponderExcluir
  2. Olha, essa autora me deixou meio traumatizada. Li uma série dela e achei o final tão péssimo que decidi demorar um bocadooo a ler algo mais da mulher.
    Sempre tive curiosidade por esse livro, mas depois do meu trauma vou esperar um pouco mais. rsrs

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Tenho esse livro e estou para ler a um bom tempo kkk
    Já li Delirio e amei e espero muuuito gostar desse kkk sua resenha me deixou ainda mais curiosa pela história e tudo mais.
    Adoro essa capa e o título.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/2014/11/resenha-lista-negra-jennifer-brown.html

    ResponderExcluir
  4. Oie Ana
    eu também achei que esse livro seria uma verdadeira bosta rs mas fui me envolvendo, e gostando, e torcendo para a Sam mudar o rumo do seu destino. O final ficou um pouco aquém da minha expectativa, mas no geral eu amei e me apaixonei pela escrita da Lauren.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Eu já tinha visto mesmo esse livro, só a capa, mas nem li a sinopse, gostei!
    Ameia resenha, parece ser um livro muito emocionante e surpreendente já que até te faltaram palavras :D
    Quem sabe eu não leia mais para frente :)
    SEu blog é uma graça, Parabéns e sucesso! :D
    Seguindo!
    Beijos
    tamigarotaindecisa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ainda não tinha lido uma resenha desse livro e gostei bastante da premissa. Curiosa para saber o que ela fez nos dias 12 de fevereiro.
    Bjim!
    Tammy
    Livreando

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©