15 de outubro de 2015

Resenha: Sereia de Vidro

Título: Sereia de Vidro
Autor: Marcelo Antinori
Páginas: 72
Editora: Bússola
Livro recebido em parceria com o autor/editora.

Clique aqui para mais informações.
Adicione o livro no Skoob.

Um escritor frustrado sofrendo de bloqueio criativo resolve, por indicação de alguns amigos, fazer uma leitura de Tarô num convento em São Paulo. As cartas, mais do que meros símbolos, passam a indicar caminhos e personagens que ele até então desconhece. Movido por uma curiosidade insaciável, e genro de um poderoso empresário paulista, ele embrenha-se num universo novo e desconhecido, tendo o centro de São Paulo e seus locais pitorescos como pano de fundo. Através de um texto ágil e preciso, ele logo vê-se envolvido numa teia de acontecimentos inusitados na companhia de uma mulher linda e misteriosa que o leva ao crime organizado, a corrupção e as mais altas esferas do poder. Sereia de Vidro é o primeiro volume da Coleção Sereia de Vidro, escrito com maestria por Marcelo Antinori. Sereia de Vidro é o título escolhido para lançar os novos selos da editora Bússola nos formatos impresso e digital.

Quando vi a proposta do Marcelo Antinori para a série Sereia de Vidro, me interessei na hora. Muito provavelmente vocês já ouviram aquele velho ditado que diz que os melhores perfumes estão nos menores frascos (perdi as contas de quantas vezes já escutei isso na minha vida por causa do meu tamanho compacto). O livro pode ser pequeno e curto, mas o conteúdo que há nele é extremamente surpreendente. 

Para começar, Sereia de Vidro é um livro de bolso que mede menos de um palmo e possui poucas páginas, mas saibam que isso foi totalmente proposital. O intuito do livro é fazer as pessoas que não leem muito tomar gosto pela literatura, já que é de rápida leitura. Como o próprio autor disse, a história é perfeita para ser lida no ônibus/metrô e até mesmo nos intervalos do trabalho ou aula. Como que uma ideia dessa não deixa a gente curiosa?

O conto e narrado em primeira pessoa por um escritor que leva uma vida muito boa, mas está tendo um terrível bloqueio criativo (quem nunca...). Justamente por isso, resolve tirar sua sorte com Madame Cristina, uma freira que lê cartas de tarô. É claro que todos os personagens que aparecem durante a sua consulta nos acompanham até o fim, mas é a Dama da Paus que muda totalmente o curso da história e da vida do nosso protagonista. 

— Algumas coisas que falamos talvez não pareçam fazer sentido, mas não se surpreenda. Elas podem ocorrer. (págs. 15 e 16)

Confesso que no início pensei que a história seria corrida demais para o meu gosto, mas ela tem tudo na medida certa: mistério, suspense e até mesmo uma pitada de romance, tudo o que eu adoro em livros desse tipo. Mesmo com um número reduzido de páginas, a obra não deixa de ser bem construída e profunda, principalmente pela realidade apresentada no texto. 

Vemos de tudo na história: desde tráfico à adultério, todo tipo de desvio de caráter que vocês possam imaginar. Para ser sincera, a maneira como o adultério foi tratado me deixou um pouco incomodada, como se fosse uma coisa totalmente banal. Pode até ser, mas eu não concordo de jeito nenhum com essa visão. Um detalhe super importante é que o título faz todo sentido depois que você lê a obra. 

Após a leitura, foi impossível não ficar com um gostinho de quero mais. A boa notícia é que o segundo volume da série, intitulado Os Crimes do Dançarino da Sé, já está indo para a gráfica e promete grandes surpresas. 

Classificação final: 

8 comentários:

  1. Oi Ana,
    Não conhecia o livro, mas fiquei bem curiosa.
    Me lembrou um pouco um filme chamado The Third Person, com Liam Neeson.
    Adoro livros assim, porque nossa ficar presa em banco ou em consulta de hospital sem algo pra ler é um saco.
    E nem fale em bloqueio...está horrível aqui..hahaha acho que vou consultar a Madame Cristina haha

    tenha uma ótima sexta.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana, que ideia legal essa de fazer livros menores para alcançar aqueles que não gostam tanto de ler. E é ainda mais interessante quando o autor consegue inserir, em poucas páginas, uma história bem estruturada e interessante. Gostei de sua opinião, espero ter oportunidade também.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Na verdade essa ideia do autor é muito boa. Realmente algumas pessoas desistem de ler por causa da quantidade de páginas de um livro. Assim pode ser que mais pessoas se interessem pela estória.
    Eu gostei do enredo, é uma ideia diferente, o que é um alívio, se comparando com um monte de livros com estórias iguais que tem sido lançados ultimamente...

    Beijos
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Ana!
    Não conhecia esse livro. Ele ser tão pequeno e rápido me deixou receosa já que a história parece cheia de detalhes. Mas ao que parece, o tamanho não atrapalhou mesmo né?
    Você me deixou bem curiosa com esse livro!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ana! Tudo bem? Eu adorei a proposta do livro! Às vezes é tão bom ler o um ótimo livro curtinho e o legal é que as pessoas que não leem livros grande podem lê-lo numa boa. Fiquei interessado em ler "Sereia de Vidro" e espero fazer isso em breve! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/2015/10/resenha-premiada-muito-mais-que-5inco.html <- Tá rolando promoção do livro "Muito Mais Que 5inco Minutos" lá no blog! ;)

    ResponderExcluir
  6. Oie Ana.
    Gostei da proposta do livro. Antes eu tinha um certo preconceito com livros de bolso, mas hoje em dia gosto de comprar essas edições para levar na bolsa.
    Que bom que o autor consegue tratar tantos assuntos em poucas páginas. Tramas com adultério costumam mexer muito comigo. Eu leria.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Ana!
    Não conhecia o livro e fiquei surpresa com o tamanho dele. Nem tinha visto o número de páginas até você não mencionar que era curtinho, mas pela sinopse não esperava que pudesse ser tão sucinto. Que bom que o autor conseguiu desenvolver tudo satisfatoriamente.
    Será que todos os livros terão essa proposta de serem lidos no ônibus/metrô? Bacana.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olá Ana Clara,

    Não conhecia esse livro e gostei muito da sinopse e sua resenha excelente me deixou com vontade de ler, dica anotada....bjs.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa | Todos os direitos reservados ©