28 de janeiro de 2016

Resenha: Arquivos Serial Killer: Louco ou Cruel?

Título: Arquivos Serial Killers: Louco ou Cruel?
Autora: Ilana Casoy
Paginas: 360
Editora: DarkSide® Books

A primeira parte de Louco ou Cruel? aborda os serial killers sob diversos aspectos e à luz da Criminologia, do Direito, da Psiquiatria e da Psicologia, e dedica-se a dissecar este universo, analisando como tudo começa, quem são as vítimas, os aspectos gerais e psicológicos, os mitos e as crenças, o perfil do criminoso, a psicologia investigativa, a análise do local do crime e a encenação/organização da cena. Na segunda parte do livro, Casoy apresenta em detalhes 16 casos de serial killers que chocaram e marcaram o século XX, entre eles Albert Fish, Ed Gein, Ted Bundy, Andrei Chikatilo, Jeffrey Dahmer, Aileen Wuornos e o Zodíaco, cuja identidade segue desconhecida até hoje. Histórias que habitam as entranhas da humanidade e o que ela tem de pior: frieza, perversidade e falta de sensibilidade que acabam por produzir o mal em escalas inimagináveis.

Sempre gostei muito de séries policiais, principalmente Criminal Minds, que trata basicamente do assunto abordado no livro: serial killers. O diferencial é que os perfis e dados apresentados por Ilana são reais, o que deixa tudo mais assustador. O livro é maravilhoso, é claro, mas confesso que fiquei com um pouco de medo sim, e principalmente pensativa. É meio difícil imaginar e acreditar que existem assassinos assim no meio de nós. 

Antes de falar um pouco sobre os principais serial killers estrangeiros, digamos assim, Ilana nos apresenta um pouco do mundo deles: dá termos técnicos, fala sobre o que os leva a matar as pessoas, quais os seus métodos, modus operandi, assinatura e outros aspectos de como identificar o assassino. Além disso, ela explica um pouco sobre os métodos de investigação e no geral acaba tirando diversas dúvidas e derrubando vários mitos sobre os serial killers.

Nós, serial killers, somos seus filhos, somos seus maridos, estamos em toda parte. E haverá mais de suas crianças mortas no dia de amanhã. Você sente o último suspiro deixando seus corpos. Você está olhando dentro de seus olhos. Uma pessoa nesta situação é Deus! – Ted Bundy

Depois dessa parte teórica é que vem os perfis dos assassinos. Sem dúvida foi a minha parte preferida, já que senti como se eu estivesse na cabeça de cada um deles. Não é muito complicado perceber, durante a leitura, que a maioria dos assassinos tiveram muitos problemas na infância, mas mesmo assim é difícil entender e aceitar o que os leva a matar tantas pessoas inocentes, principalmente se formos levar em consideração a quantidade de pessoas que tem traumas de infância e conseguiram superar.

Alguns dos casos são tão detalhados que diversas vezes tive que dar aquela parada para respirar fundo e tentar engolir tanta crueldade. Acho que, o que me assusta mais é o fato de a maioria dos assassinos serem pessoas normais, aparentemente, e conseguirem viver no nosso meio sem causarem suspeitas. Ao todo são 16 casos, todos perturbadores, mas extremamente interessantes. 

Por ser um livro da DarkSide® Books, já esperava uma edição totalmente caprichada e não me decepcionei: a diagramação está linda! Em todos os casos temos fotos dos assassinos e até algumas fotos dos crimes que, confesso, podem causar um certo desconforto se a pessoa for um pouco mais sensível. Arquivos Serial Killer: Louco ou Cruel? é um prato cheio para os fãs de literatura policial ou até mesmo para aqueles que tem curiosidade de saber como realmente funciona a cabeça de um serial killer.

Classificação final: 

7 comentários:

  1. Ana, não costumo ler livros do estilo, até mesmo livro de terror eu sou muito seletiva na hora de ler, se não for King ou Hill eu sempre tenho um pé atrás, pq esses autores é batata que apesar do medo vão me fazer ir até o fim da leitura. Agora quanto a esse livro ele parece ser um pouco mais técnico e por não ser ficcional deve ser ainda mais tenebroso, no sentido de crueldade. Fiquei curiosa com esses perfis, mas apesar de não ter estômago fraco acho que me sentiria desconfortável com as imagens. Ou seja, quero conhecer as histórias mas ao mesmo tempo não sei se devo kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ana, tudo bem?
    Leituras do gênero de terror e suspense passam bem longe na minha lista, por motivos óbvios, rs. E no caso desse livro, por mais interessante que ele possa ser em termos gerais, para se ter uma noção melhor do perfil dos supostos serial killers, ainda assim passa igualmente longe da minha estante, pois eu sou realmente sensível à esse tipo de cenário. Mas mais do que ler o livro por si só, é mesmo intrigante e assustador pensar que todas as pessoas retratadas no livro um dia foram pessoas comuns e realmente ficamos mais temerosas de deparar-nos com uma em potencial sem sabermos. No mundo de hoje em dia, a verdade é que muitas vezes temos de 'confiar desconfiando' de certas pessoas. O caráter, lá no fundo, nem todo mundo conhece de verdade... Mas parabéns pela resenha, ficou ótima!
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional ♥

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Eu comprei o box desse livro na BF e está na minha lista de leituras de Fevereiro.
    Sempre fico encantada de ler resenhas que falam tão bem dele, pois a autora descreve muito bem como eles são, seus métodos e principalmente, como você citou, mostra que são pessoas 'normais' que vivem normalmente na sociedade, frequentam os mesmos lugares que você....
    Estou ainda mais louca de vontade de pegar essa obra pra ler, pode ter certeza que será uma das primeiras do mês.

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  4. Miga sua locaOI
    Nossa, nunca tinha me interessado por livros assim (na verdade, nunca tinha parado para ler sobre eles), mas agora quero?
    Acho que eu gostaria mais dessa segunda parte também, que mostra mais o perfil de cada um. Apesar de ter um certo medinho, também tenho uma certa curiosidade para saber o que se passa na cabeça dessas pessoas.
    Vou ficar de olho em promoções desse livro (agora quero também aquele outro, focado nos serial killers do Brasil).

    Beijo,
    João Victor - De cabeça para baixo | All Pop stuff

    ResponderExcluir
  5. Oi Ana,
    Li esse livro quando estava escrevendo meu TCC e gostei bastante. A Ilana consegue escrever sobre assuntos técnicos de uma forma acessível ao público leigo.
    Tbm gosto bastante de séries policiais e acho essa temática muito interessante. É uma pena que no Brasil a pesquisa sobre este assunto seja tão limitada...
    Abraço,
    Alê

    ResponderExcluir
  6. Obrigada pela resenha kkkkk, assim não vou ter interesse em ler esse livro!!
    Sou muito sensivel e é capaz de nem dormir a noite direito por causa disse, sou medrosa mesmo kkk
    Mas tenho vontade de ler um livro do genero policial, mas não sangrento!!

    Nathália Bastos// Biblioteca Lecture

    ResponderExcluir
  7. Meu Deus eu quero esse livro já indo para os desejados do skoob. Se é loco!!!! Eu tirando conclusão pela capa, achei que seria tipo documentario ou algo do tipo, mas não, só tenho que dizer que necessito pra ontem haha
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa | Todos os direitos reservados ©