5 de outubro de 2016

Resenha: Boa Noite

Alina quer deixar seu passado para trás. Boa aluna, boa filha, boa menina. Não que tudo isso seja ruim, mas também não faz dela a mais popular da escola. Agora, na universidade, ela quer finalmente ser legal, pertencer, começar de novo. O curso de Engenharia da Computação - em uma turma repleta de garotos que não acreditam que mulheres podem entender de números -, a vida em uma república e novos amigos parecem oferecer tudo que Alina quer. Ela só não contava que os desafios estariam muito além da sua vida social. Quando Alina decide deixar de vez o rótulo de nerd esquisitona para trás, tudo se complica. Além de festas, bebida e azaração, uma página de fofocas é criada na internet, e mensagens sobre abusos e drogas começam a pipocar. Alina não tinha como prever que seria tragada para o meio de tudo aquilo nem que teria a chance de fazer alguma diferença. De uma hora para outra, parece que o que ela mais quer é voltar para casa.

Título Original: Boa Noite
Autora: Pam Gonçalves
Páginas: 240
Editora: Galera Record
Livro recebido em parceria com a editora

Depois que eu li O Amor Nos Tempos de #Likes, decidi que daria uma chance para o livro solo da Pam pelo simples fato de achar a sua escrita promissora, de achar que ela seria capaz de desenvolver uma história caso tivesse oportunidade. E eu não estava enganada. Apesar de não ter nada de incrível, Boa Noite tem uma história que precisa ser lida simplesmente pelos temas que aborda. 

Alina — eu sou perdidamente apaixonada por esse nome — é uma mulher de 18 anos que acaba de entrar na faculdade e é impossível não se identificar em ela. Todos nós já fomos calouros ou seremos algum dia. Assim como nós, Alina passa por justamente o que passamos: o dilema de ter que se virar sozinha, achar um lugar para morar, as dúvidas sobre estar no curso certo, pressão por parte dos professores e nós mesmo, chorar em posição fetal sem os pais saberem, essas coisas normais da vida acadêmica. Só que Alina ainda tem um diferencial que, apesar de eu também cursar engenharia, não sofro: o preconceito por ser uma mulher cursando Engenharia da Computação, principalmente por parte dos colegas.

Mas não é apenas sobre isso que a Pam nos fala. É algo muito maior. Boa Noite aborda temas que, graças a Deus, estão tomando cada vez mais voz: abuso sexual sofrido por mulheres nas universidades e não apenas nelas, machismo institucionalizado, feminismo e igualdade de gênero. Com a ajuda das colegas de curso — apenas quatro em uma turma gigante — e os amigos que fez na república, Alina tenta mostrar que as mulheres são tão capazes quanto qualquer homem. Apesar de ter problemas como todo jovem adulto normal, Alina consegue ajudar a combater a violência sexual com o desenvolvimento de um aplicativo totalmente incrível.

Pam acertou em cheio na escolha do tema do seu primeiro livro. Para mim, o feminismo é um tema que ainda precisa muito ser debatido. Ainda é difícil acreditar que, em pleno século XXI, existem pessoas que acham que homens são melhores, que merecem mais oportunidades, ou até mesmo que acreditam piamente que as mulheres são culpadas pelos abusos que sofrem. Confesso que eu esperava uma história um pouco mais profunda, mas ela soube sim falar sobre um assunto delicado sem parecer que foi forçado.

A escrita da Pam é tão fluida e tão leve que eu li o livro todinho numa manhã de domingo. E sim, posso dizer que Boa Noite superou e muito as minhas expectativas! Pam também conseguiu criar personagens super cativantes, que com certeza vão conquistar vocês também — principalmente o fofo do Gustavo.

Classificação final: 

14 comentários:

  1. Oi!
    Não conhecia este livro ainda, e sempre fico animada quando vejo que esses assuntos estão ganhando voz. Muito legal a autora abordar essas temáticas no livro. Adorei a história e a resenha.

    ResponderExcluir
  2. Eu comprei esse livro recentemente e foi ótimo ouvir a Pam falando sobre suas inspirações para esse livro, acho que o assunto abordado é super importante e eu não vejo a hora de ler o meu exemplar. Estou vendo muitos comentários sobre a escrita promissora dela. Quero conferir em breve.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Não sabia que a Pam Gonçalves tinha lançado outro livro. Ainda não li Amor em Tempos de #Likes, mas pelas resenhas que vejo acho que é bom. E fiquei muito interessada em Boa Noite, pois o assunto abordado é extremamente importante. Também curso engenharia, mas no meu caso é Engenharia Química, e é um curso bem dividido na quantidade de homens e mulheres, então não tem essa de o homem é melhor. Eu fico feliz por não ter que passar por esse tipo de coisa, mas sei que muitas mulheres passam, e é sempre bom ter livros que nos falam do assunto. Pretendo ler com certeza.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  4. Ana!
    Não conheço a autora, porém achei que ela realmente acertou começando por tema polêmico e contemporâneo.
    Preconceito ainda está bem presente em pleno século XXI e é totalmente inadmissível do meu ponto de vista, principalmente em termos profissionais.
    Fiquei bem curiosa por saber quais serão os novos desafios de Alina.
    “A sabedoria consiste em ordenar bem a nossa própria alma”. (Platão)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de OUTUBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ana Clara!
    Também curso engenharia (Civil, não Computação), e quando entrei na universidade agradeci muito por ter caído em uma turma em que há homens, mulheres, héteros e homossexuais, e todo mundo convive muito bem, sem esse tipo de preconceito ridículo que nos dias de hoje ainda existe. Sou muito fã da Pam pelo canal, e tenho muita vontade de ler os livros que ela já lançou, e sabendo que Boa Noite não é um livro superficial, fiquei com mais vontade ainda. Sem dúvida passou pra uma das minhas prioridades de compra.

    ResponderExcluir
  6. Oi Ana ^^
    Faz mais de um ano que sigo o canal da Pam e vê-la lançando livros nesse ano de 2016 me surpreendeu muito, me deixou muito feliz!
    Boa Noite me parece ter um enredo muito instigante. Os abusos cometidos dentre de universidades tem que ser combatidos, sem veículos que problematizem essa questão o problema continuará, sem manifestação as causas não são ouvidas e nem ganham destaque para serem.
    Fico muito feliz pela Pam ter apostado numa temática que passe uma mensagem reflexiva e não que seja só um enredo de entretenimento.
    Boa noite tem uma capa linda demais! Para um livro de debut (estreia), Pam parece ter se saído muito bem, só precisa melhorar a profundidade e são poucos os escritores que acertam de primeira nesse item, geralmente precisam ter um feedback de seus escritos.
    Espero ter a oportunidade de ler essa obra. E que a Alina tenha conseguido superar todas as situações negativas por quais passou na faculdade.
    Ah, tenho uma confissão a fazer: MEU SONHO É MORAR NUMA REPÚBLICA! ahsushua não conta pra ninguém, viu.

    E que o feminismo continue na luta pela igualdade de gêneros e contra o preconceito de gênero.
    Parabéns pela resenha, Ana. Só fez aumentar minha vontade de ler essa obra.
    Bjs

    https://peregrinodanoite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Já vi os livros da autora, mas não li, parece ser muito bom esse, pois o tema abordado é muito importante, por mais que as coisas estão mudando para o lado feminino ainda tem muito o que mudar. Muito boa a ideia do aplicativo isso pode ajudar muitas universitárias, deve ser difícil essa fase de morar em uma república longe de todos e tudo.

    ResponderExcluir
  8. Estou bem curiosa para ler o livro da Pam, porém confesso que não conhecia muito a respeito sobre o que se tratava.

    Porém, fiquei mais curiosa ainda para ler, inclusive por causa dos temas envolvidos.

    ResponderExcluir
  9. Olá.
    Não acompanho o canal da autora e não conheço sua escrita. O livro parece bem interessante. Se tiver oportunidade, darei uma chance a leitura, apesar de não ser muito meu estilo. Ótima resenha. Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    esse livro com certeza está na minha wishlist, gosto muito da Pam, ainda não li nada dela mas ela deve escrever muito bem. beijos

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia a autora, mas sem duvida nenhuma é um tema bem contemporaneo e bem importante pq há muitas e muitas pessoas que dizem que o feminismo não é mais necessario (e a gente sabe que, infelizmente, ainda é). Entrou pra listinha de desejados sim

    ResponderExcluir
  12. Já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse, e agora depois de ver essa resenha fiquei ainda mais curiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  13. Além de gostar do nome a personagem também é engenheira como você rsrs
    É triste que em pleno século 21 um tema como esse seja atual. Fiquei curiosa pois na minha profissão Pedagogia, vejo muito preconceito com professores homens. Acho que seria muito interessante... só não entendi a ligação do título com a história

    ResponderExcluir
  14. Amiga gostei da resenha, essa garota parece comigo, to velha já mas continuo boba e sendo ferrada pelas pessoas kkkkkk. Bem vou ver se leio ele porque acho que pode me ajudar numas coisas q aconteceram na minha vida. Mas se é nacional já vi que tem tudo pra ser um grande sucesso!!!

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa | Todos os direitos reservados ©