29 de dezembro de 2016

Resenha: Meus Fracassos na TV

No três anos em que trabalhou como autor-roteirista da maior emissora do país, o professor Felipe Pena apresentou diversos projetos dramatúrgicos, escreveu uma dezena de pilotos, colaborou com um grande autor de novelas e chegou ao cargo de diretor de análise de conteúdo, o que lhe permitiu ler e avaliar outros cento e vinte projetos de diferentes autores da casa. Mas há um detalhe importante: nenhum de seus projetos foi ao ar. Ou seja, nada do que Felipe escreveu teve seu verdadeiro destino concretizado. Nenhuma de suas cenas foi dirigida pela Amora Mautner. Nenhuma de suas rubricas mereceu a fotografia do Walter Carvalho. Neste livro, Felipe Pena divide alguns de seus fracassos com leitores. São três sinopses e os roteiros de seus respectivos pilotos: uma novela das sete, um seriado de terror e uma minissérie policial. Nas palavras do professor: "imaginar cada cena e tentar descrevê-la com rigor necessário para que alguém completamente diferente de você também possa imaginá-la não é uma tarefa simples. Para fazer com que diretores, atores, figurinistas e outros tantos profissionais consigam enxergar pelas palavras (e só pelas palavras), o autor precisa de muitos fracassos. Eles são a bússola e âncora."

Título Original: Meus Fracassos na TV
Autor: Felipe Pena
Páginas: 389
Editora: Primavera Editorial
Livro recebido em parceria com a editora

Os bons também fracassam. Essa foi a minha constatação ao terminar de ler Meus Fracassos na TV, escrito pelo jornalista, professor, escritor e psicólogo Felipe Pena. A princípio, logo na introdução, Felipe cita a seguinte frase: "O fracasso me subiu a cabeça". E é claro que a citação me fez lembrar daquela música da Pitty, Fracasso, sabe? Bom, independente de termos sim ou não a trilha sonora para leitura, o autor fracassou. Mas tenhamos calma, caro leitor. Fracassar é bom, esqueceu? 

Dentre tantos cargos importantes que o Felipe ocupou, principalmente na Rede Globo de Televisão, o jornalista não se consagrou como autor de novela, seriado e minissérie. Estes projetos estão distribuídos nas 389 páginas do livro, e por mais que seja prazeroso lê-los, é muito difícil colocar cada cena a se protagonizar, entende?

Ao ler, por exemplo, a sinopse da novela Canguru — tema que aborda homens e mulheres que adiam suas respectivas saídas da casa de seus pais para, enfim, construir e ter seu próprio espaço — é muito peculiar e minimalista a forma que o autor narra e imagina cada cena, e não é a mesma visão de um crítico ao deparar com o que está escrito ali. Aliás, há críticas destacadas durante todo o texto. E por mais que Felipe tenha fracassado, as críticas apontadas por diretores de núcleo e analistas, fizeram com que cada trecho específico ganhasse uma nova dimensão e sentido.

Desculpa-me, caro leitor, mas eu não ficarei apontando aonde estão os erros de Felipe em cada sinopse deste livro. É muito mais prazeroso você descobrir ao ler. E refletir sobre. É interessante a reflexão que o autor faz sobre a TV aberta, no final do livro. Tanto a gente quanto as máquinas precisamos nos reinventar — para, quem sabe, fracassarmos menos. Ou melhor.

15 comentários:

  1. Não tenho muito interesse pela literatura nacional e devo admitir que um livro sobre fracassos não é exatamente a minha primeira escolha, qualquer que seja o autor.

    ResponderExcluir
  2. Oi Ellen, tudo bem?
    Eu geralmente não sou de ler livro assim, mas esse me interessou de verdade. Achei bacana você não ficar citando os fracassos na sinopse, porque é bem melhor mesmo a gente descobrir durante a leitura.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  3. Eu não conhecia este livro, mas lendo a sinopse e sua resenha, ele não despertou meu interesse, este estilo de livro não faz meu estilo de leituras e não chama muito minha atenção.

    ResponderExcluir
  4. Oi Ellen! Nunca tinha visto nada sobre esse livro, mas, pela sua resenha me pareceu bem interessante! Embora, não seja o tipo de livro que eu sairia louca para te-lo, eu adoraria ler se tivesse a oportunidade. Eu já fiz teatro amador, então, realmente acho divertido ler alguns roteiros e scripts, e esses de programas criados pelo autor, mas que nunca chegaram à serem gravados me deixaram bastante intrigada. Bjos!

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Nunca tinha lido um livro assim, mas já estou amando, deve ser muito legal principalmente ler ele escutando Pitty <3 hahaha, já foi para a minha lista de desejados, ansiosa para descobrir sobre esses fracassos.
    Beijos Squad Of Readers

    ResponderExcluir
  6. Oi Ellen, tudo bem?
    Pitty <3
    Eu não costumo assistir televisão, então acho que esse livro não vai me prender.
    Mas parabéns pela resenha, gostei do modo como falou do livro.
    Beijos!
    Lost Words

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia o livro, porém confesso que achei a proposta do autor interessante, quem sabe um dia eu leia.

    ResponderExcluir
  8. Acho que é o primeiro livro que vejo sobre os fracassos de alguém é diferente do que estou acostumada, fiquei em dúvida se leria.

    ResponderExcluir
  9. Oi Ellen, tudo bem?

    TV é um tema que me agrada muito, gostei bastante da história do livro, não conhecia, mas fiquei curiosa!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  10. Ellen!
    Deve ser um bom livro, porque podemos conhecer um pouco mais sobre o que acontece nas escolhas na TV e também por falar dos fracassos.
    Na minha opinião, através deles podemos aprender e crescer cada vez mais, basta termos uma visão mais intimista.
    “Não existem sonhos impossíveis para aqueles que realmente acreditam que o poder realizador reside no interior de cada ser humano. Sempre que alguém descobre esse poder, algo antes considerado impossível, se torna realidade.” (Albert Einstein)
    FELIZ 2017!
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Sinceramente, esse livro não me atraiu. Apesar dele meio que "passar uma mensagem" legal, sobre o fracasso e tal, acho que não gostarei dele.

    ResponderExcluir
  12. interessante o livro, acho que para quem trabalha na área deve ser uma boa leitura
    pois afinal, tem uma máxima que diz que os inteligentes aprendem com os próprios erros e os sábios com os dos outros se ele ainda apresenta onde foi que ele errou deve ser bem interessante
    não faz muito meu estilo de leitura, mas talvez eu dê uma chance

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Ainda não conhecia esse livro, mas gostei muito de o autor não focar o livro no sucesso, mas sim no fracasso, que é algo natural e querendo ou não sempre fracassamos em algo ao longo da nossa vida, fiquei curiosa para poder ler esse livro !!

    ResponderExcluir
  14. Esse não é o tipo de livro que eu procure para ler, mas normalmente quando são assuntos mais simples eu termino a obra em uma tarde, então acho que talvez eu leia para relaxar ou para sair de uma ressaca literária. Gostei dele falar de seus fracassos, o que acontece com frequência com todos principalmente com os que trabalham nessa área.

    ResponderExcluir
  15. Eu trabalho com ele no Estudio I e não sabia da existência desse livro. E muito menos que ele escrevia roteiros para novelas e séries! Hahahahahahaha
    Tá aí. Fiquei interessada no livro. Até por que, o que mais faço ultimamente é fracassar miseravelmente nas minhas metas (ler mais livros...não comprar mais livros...emagrecer...aprender outra língua...a lista é grandeeeee)

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©