3 de fevereiro de 2018

Resenha: Uma História de Verão

É o último verão de Analu perto de casa antes da faculdade. Entre a dificuldade de se entender com seus pais, que queriam que ela cursasse Direito e não Cinema, e as persistentes comparações com seu irmão gêmeo, André Luiz, o grande exemplo de filho que faz tudo para agradar, a garota está cansada de tanta hipocrisia e da cobrança de todos e só quer aproveitar suas férias com os amigos. O lugar é lindo, o clima está ideal e não faltam lembranças em cada cantinho da praia. Pena que nem todas são boas: a primeira decepção amorosa e grande paixão de Ana Luísa, Murilo, está de volta com o sorriso cafajeste de sempre e novas promessas. De um lado, o futuro em uma nova e incrível cidade, São Paulo; do outro, os amigos, a família e um amor traiçoeiro que ao mesmo tempo machuca e envolve.

Título Original: Uma História de Verão
Autora: Pam Gonçalves
Páginas: 304
Editora: Galera Record
Livro recebido em parceria com a editora

Desde que eu li Boa Noite, primeiro livro solo da autora, decidi que iria acompanhar o desenvolvimento da Pam Gonçalves. Sempre acompanhei o canal dela e fiquei muito feliz com todas essas novidades, porque ela merece muito. Dessa vez, com uma premissa mais simples, Pam nos apresenta Ana Luísa — ou Analu, como gosta de ser chamada —, uma jovem adulta que acaba de descobrir que passou na faculdade em São Paulo. Antes de ir para lá, ela e seus amigos decidem curtir o restinho das férias em um lugar maravilhoso, a Praia da Rosa. 

Para quem é um mero espectador, Analu tem a vida perfeita junto a uma família perfeita. O que quase ninguém sabe é que tudo não passa de uma fachada. A protagonista tem um pai que não perde a oportunidade de trair a mãe — que finge que nada está acontecendo só para manter as aparências — e um irmão gêmeo babaca, super puxa saco, mas que é o orgulho da família. Já não fosse encheção de saco o suficiente, os pais querem que Analu curse a faculdade de Direito, mas em um dos seus acessos de raiva ela acaba trocando a primeira opção do SISU para o que realmente sonha em fazer o resto da vida: Cinema. Assim, ela acaba decepcionando toda a sua família maravilhosa. Haja hipocrisia, não é mesmo?

Na esperança de esquecer todos os seus problemas, incluindo o fato de que o pai desprezível a expulsou de casa após contrariar sua decisão de não refazer o vestibular, Analu, Yuri e Gisele vão passar um tempo longe de tudo, curtindo as últimas férias que realmente passarão juntos. O que tinha de tudo para ser uma viagem maravilhosa se torna uma verdadeira confusão quando Analu acaba reencontrando Murilo, um cara super babaca que a machucou muito no passado, mas que infelizmente continua sendo sua inesquecível paixão. Foi a partir daí que comecei a perder toda a minha paciência com a protagonista. 

Apesar de ter curtido bastante o drama familiar apresentado por Pam — acreditem, o que mais existe no mundo são pais que acham que mandam nos filhos só porque pagam as contas deles —, eu me decepcionei muito com o romance e com a personagem principal em si. Gostei dela ter ido em frente com o seu sonho, de desafiar o pai e tudo mais, mas no quesito "relacionamento amoroso", só Jesus na causa. A autora tentou nos passar uma personalidade forte e desencanada, mas acabou conseguindo justamente o contrário. Analu não queria ver Murilo nem pintado de ouro pelo o que ele fez no passado, mas bastou um match em um aplicativo para ela ficar toda derretida por ele de novo.

Na vida eu sou a Gisele, que não quer ver a amiga triste novamente e tenta a todo custo avisar as reais intensões do rapaz, mas que nunca é escutada e sabe exatamente onde isso vai dar. Gente, eu só conseguia passar raiva com as atitudes de Analu! Ela ficava nessa de "ah, vai ser só uma conversa, está tudo bem", "bom, não tem problema nenhum em almoçar com ele, isso não significa nada", "só uma noite de despedida e depois acabou mesmo" e isso pra mim só mostra que a protagonista não tem maturidade nenhuma. Acredito que o livro teria sido muito mais proveitoso se tivesse focado na amizade entre Analu, Yuri e Gisele. 

Ainda assim, a escrita da Pam Gonçalves é tão maravilhosa que eu não consegui parar de ler até chegar no final. Diferente de Boa Noite, Uma História de Verão tem uma atmosfera muito mais leve, que combina muito bem com o título. O deslise de Pam não foi com a protagonista, todo mundo passar por um relacionamento iô-iô pelo menos uma vez na vida. O grande problema foi que não houve nenhuma solução concreta para os conflitos apresentados na trama. Eu só acho que o livro merece uma continuação, nem que seja um pequeno conto, para encaixar todas as pontas soltas que ele deixou.

21 comentários:

  1. Esse livro dela parece bem legal. Gostei do que falou sobre isso de pais que mandam muito e da garota enfrentar o dela pra seguir seu sonho, mas o negócio do relacionamento já me deixou meio pé atrás. Só que tem muita gente que é assim, se abusar faço a mesma coisa que essa garota numa situação do tipo e fico ali abobalhada com quem não merece tanta chance assim e derretida por um qualquer que já me fez infeliz e inventando desculpas. Mas pra ler isso me irrita e muito. Coitada é da Gisele! xD
    No geral parece uma historia fofa, leve e boa de ler. Talvez gostasse também, mas a pirraça com o relacionamento? Acho que iria ficar revirando os olhos com isso aí.

    ResponderExcluir
  2. Ainda não li nem um livro da autora Pam Gonçalves. Uma pena você ter se decepcionado com o romance e com a personagem principal em si, lendo um pouco mais sobre a história deste livro nesta sua resenha, acredito que se eu lesse este livro também não gostaria de algumas atitudes da personagem em relação ao relacionamento amoroso, mas também achei legal ela ter ido em frente com o sonho dela de cursar o curso que ela realmente queria cursar na faculdade.
    Quem sabe futuramente eu leia Uma História de Verão.

    ResponderExcluir
  3. Não conheço ainda as letras da autora, mas tudo que já li a respeito dela, falam sobre a maneira linear que ela conduz suas histórias.
    Eu sou meio contra verão.rs(não me bate),mas sei lá...sou do inverno, do frio, das reclamações de boca rachando e pés gelados.
    Mas em contrapartida, gosto de histórias que beiram a realidade e que trazem também a amizade desta forma.
    Se tiver oportunidade, quero conferir sim!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, eu sinceramente prefiro 100x o inverno também. Calor fica todo mundo suado curuz. kkkkkkkkkk

      Excluir
  4. Oi Ana!
    Ainda não li nd da autora e desde que li uma resenha desse livro tenho interesse em conhecer, o enredo parece agradável e saber alguns pontos positivos ajuda mto, vou add os dois livros nos desejados e torcer pra que surja uma oportunidade de ler logo.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Oi Ana,
    Acompanho a Pam através do canal dela há algum tempo e por gostar tanto dos diálogos e indicações literárias é que estou tão curiosa para ler suas obras. Para quem já passou pela fase pós ensino médio ou está passando por ela agora vai conseguir se identificar com os questionamentos e desejos da personagem. Mas não é só isso que faz esta premissa me chamar tanta atenção, pois os dramas familiares tem seus papéis bem definidos e, com certeza, agregam em muito a história. Uma pena que a Analu não tenha sido uma personagem mais cativante ou que o foco da trama não tenha sido só na amizade e na família da mesma, pois na certa a história teria sido mais envolvente.

    ResponderExcluir
  6. A capa desse livro é extremamente fofa; mas me parece que a história não segue essa linha.
    Ainda não conheço a escrita da Pam, e Boa noite me chama bastante atenção. Mas esse livro não, e conhecendo os pontos negativos a vontade de não ler aumentou.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Ooi, acompanho o canal da Pam a muito tempo, mas infelizmente nunca li nada dela.
    Livros com relacionamento iô-iô não me chamam muita atenção, mas gosto bastante de dramas familiares.

    ResponderExcluir
  8. Ana!
    Bom ver que o livro apesar de trazer os conflitos e as dúvidas que os adolescentes passam nessa fase, principalmente pela imposição familiar, etc... é um livro leve e gostoso de ser lido.
    Acho bem importante esses temas serem abordados e poderem de alguma forma, ajudar os adolescentes.
    Desejo um final de semana esplendoroso e um mês mais que abençoado!!
    “Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você.” (Cynthia Kersey)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Gostei do livro, tem uma premissa muito boa. Eu também não sou fã de personagem que já vai de amores pelo ex namorado, acho isso péssimo mas também gostei da personagem ser desafiadora e correr atrás dos seus sonhos e em realizar.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  10. Oi mana, eu ainda não tive a oportunidade de ler livros dela, embora eu cheguei acompanhar o seu canal. O livro tem um enredo bem simples mas parecer ser bem desenvolvido, acho que se eu tivesse a oportunidade de ler esse livro eu com certeza me arriscaria na leitura, mas nesse momento não está na minha lista de prioridade nesse momento. Obrigada pela resenha.

    ResponderExcluir
  11. Como você eu também sempre acompanhei o canal da Pam, também tive a oportunidade de ir a uma roda de conversa com ela. Mas confesso que ainda não li nenhum livro dela =/
    Pela sinopse e resenha acho que vou gostar mais de Boa Noite. Ambos estão na minha wishlist, espero ler este ano ainda :D
    Bjos

    ResponderExcluir
  12. Tem muitas famílias assim como a da personagem que vivem de aparências e escolhem a profissão do filho, ponto para a personagem ter sua própria escolha e segui-la. Mas acho que não leria a obra não teria paciência com esse romance da personagem e nem com essas pontas soltas, gosto de tudo bem explicadinho.

    ResponderExcluir
  13. Oi Ana.
    Uma pena que o livro no quesito relacionamento amoroso tenha te decepcionado tanto, eu ainda não li nada da autora, por isso não tenho um opinião sobre sua escrita, em relação a premissa não me chamou muito a atenção, essas histórias de verão ou coisas do tipo, não costumam me cativar não, por outro lado gostei de saber que apesar de tudo a amizade dos personagens é digno de destaque, não sei se leria, mas achei um tanto que interesse nesse quesito.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  14. Olá! Pela premissa parece realmente atender ao título, uma história mais leve, um romance, praia, amigos... mas pelo jeito faltou alguma coisa né? É triste quando terminamos um livro com essa sensação de que algumas páginas a mais poderiam melhorar a coisa. E acho que eu também ficaria irritada com essa protagonista!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Oi Ana!
    Também me convenci mais com o drama familiar, do que com esse romance doido aí, e nem dizendo que todo mundo tem um romance iô iô uma vez na vida, me faz entender porque uma autora tão incrível como a Pam não trabalhou melhor família e amizade... A história parece mesmo bem leve, apesar de achar todo mundo em volta da Analu meio babaca - menos seus amigos - a história parece divertida. Talvez com uma continuação a autora possa dar resposta para os pontos em aberto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Desde que li Boa noite também quis ler outras obras da autora, até por acompanha-la em seu canal, no entanto no momento acredito que este não e o livro que eu procuro, não pelo fato da personagem enfrentar seus pais, e querer seguir o caminho que sonha, porém o que mais me chateia, são personagens femininas sem palavra, que diz que não quer se relacionar tal pessoa, mas acaba se deixando levar mesmo sabendo que o individuo não vale nada. Espero que a situação se reverta para melhor.

    Venha participar do Top Comentarista e concorra o livro "O Maravilhoso Bistrô Francês": http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi, Ana.

    Acho que o livro também nos apresenta um outro lado vivido por muitas pessoas.

    Deixar tudo pra trás, com certeza não foi uma decisão fácil para Analu, ao criar novas perspectivas para sua vida, construir uma nova história, e até mesmo se desapegar de suas raízes.

    Não sei, porque não li, mas talvez, o livro nos faça pensar e repensar sobre nossas decisões.

    ResponderExcluir
  18. Acho muito triste saber que ainda existem pais que querem que seu sonhos se realizem nos filhos, tenho pena pela pressão que eles sentem, acho que essa leitura mesmo parecendo cheia de mimimi é interessante para aqueles que passam por isso. Acho que seria legal se tivesse um livro sobre os amigos da Analu pois cada um tem seus problemas mas a amizade sempre prevalece.

    ResponderExcluir
  19. Eu lembro de ter devorado esse livro em questões de horas a leitura é muito fácil incluída e eu fiquei apaixonada com esse livro da Pan Gonçalves a ponto de não querer largar

    ResponderExcluir
  20. Oi, Ana!!
    Ainda não li nada da Pam Gonçalves, acho interessante a história mas no momento no estou muito empolgada para fazer essa leitura.
    Bjoss

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©