Antifrágil | Nassim Nicholas Taleb


No best-seller A Lógica do Cisne Negro, Nassim Taleb propõe diversos desafios a serem vencidos nos próximos anos. Alguns anos depois, continuamos a história da humanidade e aqui estamos: apelando para diversas forças para manter firmes nossa economia, política e vencer nossas batalhas pessoais. Pensando nisso, Antifrágil ensina novos caminhos para, como enuncia seu subtítulo, beneficiar-se do caos. E apesar do título sensacionalista, garanto a qualidade impecável do previsor da crise de 2008 que devastou a economia mundial por anos. 

Mas o que é ser antifrágil? É tudo aquilo oposto ao frágil, portanto, tenaz, resiliente, mutável e que melhora após cada queda ao invés de quebrar-se. E partindo desse belíssimo conceito, Nassim traz este compilado de análises filosóficas de maneiras aplicáveis na vida de um poderoso executivo, Madre Tereza e o mais importante: na vida de qualquer um que esteja atento a absorver seus posicionamentos. 

A experiência lecionando e lidando com ameaças de investimentos permite ao autor explicar com classe qual a melhor forma de se fortalecer com os riscos e sua importância na nossa vida. Ensinando a como devemos ser como ímãs atraídos pelas situações imprevisíveis e assimetricamente favoráveis. O que no livro significa ganharmos mais que perdermos, evitando a prevalência de desvantagens. 

Fazendo parte de um compilado de ensaios filosóficos e com suas mais de 700 páginas, não é um livro de leitura fácil, um tanto cansativo e é preciso estar visando alguma aplicação prática imediata para alcançar a leitura até o final. Se deseja superar um status quo ruim, ser promovido, tornar-se político ou alguma outra ambição prática e relevante, a leitura será fácil e proveitosa, caso contrário, pode tornar-se um fardo. 
 

Por fim, assim como na última resenha, deixo 3 principais lições do livro e que certamente impactarão sua vida ao lê-lo!
  1. Busque riscos em sua vida, são eles que te tornarão melhor!
  2. “Sem aleatoriedade, sem desordem, sem perigo, sem estresse, sem incerteza, sem instabilidade, não temos como desenvolver o “antifrágil” que está dentro de nós.”
  3. O problema deve ser transformado em motivação.
Título Original: Antifragile ✦ Autore: Nassim Taleb
Páginas: 670 ✦ Tradução: Renato Marques ✦ Editora: Companhia das Letras
Livro recebido em parceria com a editora
Ajude o blog comprando o livro através do nosso link!

Postar um comentário

20 Comentários

  1. Oii!!
    Não conhecia o livro, mas ultimamente estou na vibe de leituras que me ajudam em alguns aspectos da minha vida e me fazem crescer como pessoa. Parece que Antifrágil é exatamente esse tipo de livro, que não nega que iremos encontrar dificuldades na vida, porém podemos agir da melhor maneira possível e assim nos tornarmos resilientes!
    Muito interessada na leitura, ainda mais interessada depois de ler as 3 lições escolhidas. Amei a resenha, beijoos!!!

    ResponderExcluir
  2. Até então, não conhecia as obras do autor.
    Não é muito o meu gênero, mas traz temas tão atuais que fiquei com vontade de ler e saber mais.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Mylane!
    Imagino o tamanho do aprendizado que este livro traz.
    As três principais lições que deixou, é o que penso e só aí o livro já me conquistou.
    E como ele é grande, acredito que temos de ir degustando aos poucos e é o que tentarei fazer.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Oiii ❤ Achei interessante esse ponto de vista de ser "antifrágil", de se fortalecer com a dificuldade ao invés de deixar que ela o quebre.
    Nunca li um livro que falasse sobre isso, então fiquei curiosa para ler.
    Gostei que através de ensaios filosóficos o autor mostra ao leitor como é possível usar as situações desfavoráveis ao seu favor.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Vi um pouco esse livro em alguns lugares do meio literário, mas nunca me interesse em conhecer mais. O julgamento pela capa dessa vez deu certo, porque de fato o livro não me despertou interesse algum. Como você disse, é uma leitura pra quem realmente tem interesse e deseja uma aplicabilidade na vida pessoal, o que não é o tipo de leitura que busco no momento.

    ResponderExcluir
  6. Uau!!! 700 páginas!
    Com certeza não deve ser uma leitura fluida tanto pelo número de páginas quanto pelo teor mas ainda sim, importante.
    Ser resiliente nos dias de hoje é de suma importância

    ResponderExcluir
  7. Nossa, quase um calhamaço e eu juro que ainda não tinha lido nada sobre ele. Não sei se é minha praia, mas confesso que fiquei bem curiosa com o enredo.
    Penso que seja como olhar um problema ou algo por outros ângulos e gostei muito disso, ainda mais nestes tempos ruins que estamos vivendo.
    Se tiver oportunidade,já quero sim, conferir!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  8. Que bonitos os nomes dos livros, confesso que não sabia da existência nem do primeiro. Achei a premissa interessante, apesar de ser um conteúdo denso, eu gosto de ler livros assim vez ou outra. Quando você disse que o autor era professor, já logo imaginei que fosse bem escrito e explicado.

    Beijos,
    Amanda Almeida

    ResponderExcluir
  9. Olá Mylane!
    Certamente esse é um tipo de livro que deve ser lido com bastante calma para que seja possível absorver os conselhos de Taleb, que não poderiam ser mais válidos nesses tempos tão difíceis, né?
    Faz todo sentido esse pensamento de que é necessário incerteza e instabilidade para que possamos desenvolver nosso lado antifrágil. Pois, sem essas "ameaças", não teríamos motivos para nos blindar e buscar estratégias que nos possibilitem lidar com as situações da melhor maneira.
    Deve ser um ótimo livro para ler antes de dormir, ou ao acordar.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Mylane
    Essa parece ser aquela leitura que vai me tirar da zona de conforto.
    Tem vários temas abordados que ao mesmo tempo nos faz questionar, pensar.
    Se tiver oportunidade lerei, beijos.

    ResponderExcluir
  11. Não é um livro que me chamaria atenção de cara, mas gostei das coisas que falou. Principalmente das lições que acaba deixando. Ver a vida e tudo ao redor da gente assim motiva, anima, faz pensar e faz você querer agir. Se der errado que isso se transforme em força pra fazer de novo. A pirraça do não desistir por qualquer coisinha, mesmo que a coisinha seja grande demais. Acho isso bonito, uma forma de ver a tua força e que se deu errado é pra você tentar até dar certo. Isso é uma lição boa pra qualquer um.

    ResponderExcluir
  12. Esse livro não é muito minha praia, tenho um pouco de receio que ele vá enveredar pelo caminho "motivacional" que eu não tenho paciência, sabe... Já o Cisne Negro eu sou doida para ler, sempre me pareceu que ele tivesse um quê de Freakonomics, mas são só minhas impressões, né. Ainda não li eles.

    ResponderExcluir
  13. Olá! ♡ Achei super interessante a proposta do livro, estou curiosa para conferir essas análises filosóficas que Nassim abordou em seu livro.
    Adorei as lições que você destacou, minha curiosidade sobre esse livro só aumentou, de fato, é um livro que tem muito a ensinar, mesmo sua leitura não sendo muito fácil.
    Obrigada pela indicação, vou adicionar esse livro na minha lista de leituras ♡
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Olá Mylane!
    Logo de cara já simpatizei com o título do livro e com a proposta do autor. Embora não se trate de uma leitura despretensiosa igual as que estamos acostumados, o livro parece trazer bons ensinamentos para a vida. Acho que todos buscam algum objetivo maior da vida então basta iniciarmos a leitura com ele em mente. Adorei os 3 motivos para ler o livro que você está colocando no final das resenhas, nos deixa ainda mais ávidos pela leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá! Confesso que num primeiro momento não é um livro que eu leria, o enredo não me empolgou muito e o tema também não é os dos meus favoritos, apesar de saber a importância dele. Mas sem dúvidas seus três motivos foram bem convincentes e tentadores (risos).

    ResponderExcluir
  16. Não costumo de ler livros como esse, mas pela sua resenha vejo que esse livro é muito necessário, principalmente porque ele é recheado de aprendizado. Apesar de não ser uma leitura fácil, se for lido com calma com certeza o leitor sairá com diversos ensinamentos!

    ResponderExcluir
  17. Oii,
    Não conheço o trabalho do autor, mas esse título é maravilhoso e me remete à muitas coisas, com toda certeza é algo que vou procurar saber mais.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. ola
    nesses tempos em que vai ser preciso recomeçar creio que a resiliencia sera imprtantantissima ,pois os desafios serão imensos a luta é diaria e é preciso resistir ao desanimo .e isso só com muita força interior

    ResponderExcluir
  19. Oi. Mylane
    Não conhecia o autor, nem o livro, mas achei superbacana e importante.
    Sem riscos, não aprendemos. Não vivemos bem, de fato. Precisamos arriscar em tudo!
    Vou querer lê-lo, com certeza.
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Sinceramente achei o livro meio complicado, são quase 700 páginas. Essa quantidade de páginas para mim foi desanimador, mesmo achando o livro interessante.

    ResponderExcluir