Trocas Macabras | Stephen King


Castle Rock é uma cidade muito peculiar, já que muitas coisas acontecem ali. Quem já leu King, com certeza se deparou com o local sendo mencionado, ou mesmo como palco da história em questão e em Trocas Macabras, Castle Rock é mais uma vez “protagonista”.

A loja Artigos Indispensáveis abriu em Castle Rock, sem nenhum indício de qual mercadoria os donos pretendiam comercializar ali, mas a propaganda foi grande e muita gente ficou curiosa. Se a loja já atraia os olhares, o proprietário Leland Gaunt conseguia ser a cereja do bolo, já que era muito misterioso. A loja? Vendia de tudo, tudo mesmo, por um preço muito amigo que variava da capacidade do comprador. Não existia nada que você não pudesse encontrar ali, e isso era muito legal.

Além do valor basicamente irrisório pelo item, Leland também requisitava pequenos favores aos seus compradores. Afinal, que mal teria pregar uma peça em outro morador de Castle Rock em troca do item dos sonhos? E é claro que aos poucos as coisas começam a escalar e se tornam extremamente perigosas. Uma vez que as trocas macabras começam, a cidade se torna o próprio caos. Cabe à Alan Pangborn, o xerife, tentar chegar ao culpado das atrocidades, enfrentando suas próprias tragédias ao longo da trama. 

É bom lembrar que, sendo uma obra de King, Trocas Macabras é um livro que pode demorar um pouquinho para ser lido. Além de ser grandinho, contém muita descrição do que os personagens fazem uns aos outros — por falar nisso, personagens não faltam nessa história, mas nada que nós, leitores do King, não estejamos acostumados. Nenhum deles é raso ou tem motivações que não são explicadas, por isso tenha paciência, vale a pena.

Também foi um livro que King escreveu depois de sair da sua reabilitação, e você consegue perceber isso na narrativa. Os personagens em certo ponto, vendo que poderiam ter o que queriam, não se importavam mais com as consequências ou o preço a ser pago, lembrando bastante como os viciados agem em busca do que querem. Inclusive, a maior discussão que o livro traz é justamente essa, até onde as pessoas vão para conseguirem algo que querem muito, mostrando o pior lado do ser humano.

Como algumas outras obras de King, Trocas Macabras também faz referência à outros livros do autor (já que como comentei lá no começo, Castle Rock é uma cidade um tanto quanto recorrente nas histórias de King). Se você não tiver lido A Metade Sombria e Cujo (até Zona Morta se encaixa aqui), vai pegar spoilers, mas nada que atrapalhe a leitura futura.

A edição que li foi a nova da Suma, que faz complemento à Biblioteca Stephen King. Como sempre é impecável e melhor ainda por terem relançado um dos livros mais conhecidos do autor — e um dos mais difíceis de encontrar! E não poderia deixar de citar a tradução da Regiane Winarski que é excelente e para mim, a tradutora oficial do King no Brasil, sem dúvidas. Uma leitura e tanto!

Título Original: Needful Things ✦ Autor: Stephen King ✦ Páginas: 656
Tradução: Regiane Winarski  ✦ Editora: Suma
Livro recebido em parceria com a editora

Postar um comentário

10 Comentários

  1. Ainda não li nada do king, mas quero muito ler alguns titulos dele. Mas não todos, e esse talvez seja um que não tenho tanta curiosidade assim pra ler. Mas vai que isso mude, não gosto de contos, e agora ate os contos dele quero muito ler rsrs. Gente e essa mania do king ficar dando spoilers dos proprios livros no seu livro kkkk.

    ResponderExcluir
  2. ola
    não é um genero que eu costumo ler ,embora a sua resenha me deixou curiosa para saber que trocas macabras os moradores dessa cidade misteriosa faziam ,a ponto de provocar o caos . Esse Leland parece ser bem inescrupuloso heim
    e ainda traz essa reflexão sobre até onde o ser humano é capaz de ir .,quando quer alguma coisa ,é capaz de fazer coisas horrorosas por causa de um desejo .

    ResponderExcluir
  3. Olá Jéssica!
    Eu não sou fã de terror mas estou ciente do fato das histórias de King se conectarem de alguma forma e acho isso muito legal. Apesar de não apreciar o gênero não posso deixar de admirar a forma como o autor aborda a questão moral na trama. Acredito que tudo tem limites e existem certas coisas que eu não faria jamais, mesmo que seja em troca de agora que quero muito. A capa do livro sem duvida está lindíssima, um mimo para os fãs do autor
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi Jess,
    Tenho visto muito Trocas Macabras nos igs e blogs literários.
    Já li King, mas foram os, digamos, mais leves.
    E concordo com você, que por ser mais forte, macabro, demore mais para engrenar a leitura.
    Regiane é uma excelente tradutora

    ResponderExcluir
  5. O trabalho da Editora em trazer os grandes nomes de livros do Mestre nessas capas dura estão maravilhosos!
    Tá, eu só tenho Cujo rs mas pretendo ter as demais com certeza e esse super lançamento é um dos mais desejados sim!
    King tem esse hábito gostoso de ligar suas histórias, seja pelos personagens ou pelas cidades e citações e eu sempre fico perdida(mas nem ligo rs)
    Espero de coração, poder comprar essa lindeza o quanto antes, ainda mais agora que parou de custar um rim rs
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  6. A ideia da trama da loja é bem legal e essa questão de ver até que ponto a pessoa vai pra conseguir o que quer, o perfil do viciado, como disse, é uma coisa intriga e ao mesmo tempo remete tanto a verdade. Existe pessoa assim, que faz as coisas assim e você ver essa podridão do ser humano é o que sempre me chama atenção nos livros dele. O macabro é a gente. Pode ter o tom sobrenatural que for, mas sempre tem aquele personagem que horroriza por ser humano fazendo coisas impensáveis. O que me desanima um pouco é o tamanho do bichinho, eita livro grande! Mas no geral parece ter tudo aquilo que gosto.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Jéssica
    O título e o desenho da capa remete muito a trama. Não sou muito amante de verde, mas esse está belíssimo.
    Não conheço a escrita de King, mas ele realmente é um bom escritor usa sua vida para escrever uma trama fascinante.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Jéssica!
    Mesmo sendo um livro depois da reabilitação, deve ser bom.
    Não sei estaria dispota a qualquer coisa para conseguir o que quero...
    King é sempre uma boa pedida, ainda mais quando é um livro mais psicológico com uma pitada de sobrenatural.
    Mesmo grande e com algumas partes que poderiam ser suprimidas, sempre vale a pena.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  9. Olá! Com certeza deve ser um livro com várias mensagens para nós leitores, afinal esse tema é bastante reflexivo, o que estamos dispostos a fazer por aquilo que desejamos, só fico um pouco receosa em como o terror é trabalhado durante o enredo, já que não sou lá muito fã do gênero.

    ResponderExcluir
  10. Esse livro parece ser bem interessante, por conta dos favores relacionados às trocas. Sempre falo que quero muito ler algo do autor, pra conhecer um pouco dessa renomada escrita e, mesmo tendo lido muitos comentários falando que não é a melhor das obras dele, acho que será um bom começo (mesmo com os spoilers), pois foi o livro que mais me chamou atenção.
    Beijos

    ResponderExcluir