Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas | Dale Carnegie

Você confia no poder de transformação dos livros de autoajuda? Nos últimos anos, vejo a perda de credibilidade dos livros de autoajuda graças à sua massificação e o surgimento de títulos sensacionalistas com livros que não entregam o que prometem. Mas qualquer título do Dale Carnegie foge desse padrão. Escritor consagrado na década de 1930 nos Estados Unidos, Dale possui o dom de repassar aos leitores não apenas uma série de dicas comportamentais, mas também, um estilo de vida a ser seguido a fim de garantir boas relações interpessoais na vida pessoal e profissional. 

Logo no início, recebemos uma introdução sobre quem é o autor e sobre o processo de criação do livro de autoajuda mais bem-sucedido de todos os tempos, segundo o The Times. Em seguida, Dale sugere 9 passos para que o leitor tire proveito máximo do livro, o que achei inédito, porque se você quer realmente ter mudanças profundas no estilo de vida após terminar uma leitura, é preciso que realmente consiga tirar insights bastantes para isso. 

Após as dicas de leitura, somos direcionados às 4 partes principais do livro. São elas: Técnicas fundamentais para lidar com pessoas, Seis formas de fazer as pessoas gostarem de você, Como fazer as pessoas pensarem como você, Seja um líder: como mudar as pessoas sem ofender nem criar ressentimentos. Cada uma delas é composta por um formato de escrita rígido, como uma receitinha de bolo facilmente identificável, com frases prontas de pensadores famosos, casos reais de estudantes do Dale e observações do autor para motivar ações corretas. 

Nada contra o formato infalível dos capítulos de Dale, mas livros e conteúdos produzidos de maneira muito engessada já não geram mais o mesmo impacto na era digital que vivemos. E apesar do autor repetir diversas vezes que não é a intenção ter um compilado de dicas prontas, algumas passagens me levaram a internalizar o conteúdo como um manual de instruções. 

Tirando esses pequenos detalhes, gostaria de ter lido Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas antes de precisar aprender tantas de suas lições valiosas de maneira dura na vida real. Algumas lições são um pouco óbvias para quem já leu muitos livros de negócios ou psicologia, como eu. Mas para quem está iniciando nas leituras de autoajuda e quer aprender a se portar melhor com famílias, amigos e colegas de trabalho, esse é o título perfeito!

Título Original: How to win friends and influence people ✦ Autor: Dale Carnegie
Tradução: Livia de Almeida ✦ Páginas: 256 ✦ Editora: Sextante

Postar um comentário

14 Comentários

  1. Olá, My

    Eu já li alguns livros de autoajuda, mas isso deles trazerem um padrão do que você tem que fazer, e que aquilo vai funcionar para todas as pessoas acaba me irritando um pouco.
    Por isso gosto mais de ler biografias, já que o autor vai colocando as vivências dele, e o que funcionou ou não funcionou, dai você pode tentar implementar na sua vida. Acho bem melhor.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Te confesso que não leio livros assim. Talvez pela má experiência que já tive com alguns. Mas muitas pessoas me falam que gostam, que tiram aprendizados. Acho que eu se eu visse algum sendo falado super bem, até que eu arriscaria.

    ResponderExcluir
  3. Sim, My, o grande número de livros de auto ajuda defasou um pouco o mercado.
    Mas ainda existem livros bons como Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas. É válido ler e pegar dicas aqui e ali

    ResponderExcluir
  4. Não adianta fingir que nunca lemos um livro de auto-ajuda. É praticamente impossível rs
    Eu já li muitos no decorrer da vida, até abandoná-los de vez, julgando que sabia de tudo que estava escrito ali.
    Mas a pandemia deixou a todos nós, perdidos. E isso fez com que sim, procurássemos ajuda e para amantes de livros, os auto-ajuda voltaram a povoar nossas mãos.
    Ainda não conheço nada do autor, mas com certeza, já é um livro que senti que me faria bem ao ler, até para trazer um pouco de calma na alma.
    Listinha de desejados!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  5. Olá! Gosto muito de um livro de auto ajuda, acho uma leitura bem esclarecedora e faz você repensar suas atitudes, comportamentos e falas. Bjs

    ResponderExcluir
  6. Se me perguntarem genero que nao leria no momento, ou nao tem vontade, seria autoajuda. Pra mim tem uma vibe muito de coaching. Nao sei rsrs. Acho que como esse livro, o assunto no caso, essas coisas se aprende vivendo mesmo neh, colocar passos pra isso, acho que pode ate te guiar mas nao sei, n é algo que eu teria vontade de ler sobre. Mas nunca diria nunca. Ja mordi a lingua muitas vezes.

    ResponderExcluir
  7. Olá My!
    Eu até gosto dessa nova pegada dos livros de autoajuda, com títulos chamativos e interessantes. Isso fez com que o gênero perdesse um pouco do preconceito, pois se eu não me ajudar, não sei quem vai rsrs. Estou atualmente fazendo um curso sobre empreendedorismo e liderança, por isso achei muito interessante o autor abordar as relações interpessoais. As frases genéricas podem frustrar um pouco alguns leitores, mas parra algumas pessoas fazem milagres, sendo justamente o que elas precisavam ler/ouvir em determinado momento.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá! Só esse título já nos deixa animadíssimos para conhecer esses conceitos que prometem nos ajudar tanto, mas confesso não tenho muita paciência para esse tipo de leitura.

    ResponderExcluir
  9. My!
    SAbe o que acho? Muita gente critica os livros e autoajuda e dizem não ler, porém são os livros mais vendidos no mercado editorial e fico então me perguntando por que as pessoas dizem que não acham graça nos livros do gênero?
    Acredito que sempre podemos aprender algo novo e incorporar em nossas rotinas, mesmo que seja 'engessado' como esse do Dale, algo deve nos alertar para melhoras.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  10. Não sou mesmo de ler coisa assim exatamente por essas de Mais do mesmo e manual de instrução batido. Pra quem tá começando ou quer ler coisas na linha de comportamento e melhores maneiras de agir parece uma boa dica. Colocar em prática é que é mais complicado, acho, porque às vezes a gente já internalizou um jeito e é difícil mudar. Exige aprendizado. Mas pra quem procura melhores meios de agir até no trabalho mesmo parece bom pra ter aquela dica legal de como fazer melhor umas coisas.

    ResponderExcluir
  11. Olá
    Houve um momento em que esse gênero era muito publicado .
    Vi muitas publicações desse gênero mas nunca me interessou .sei que pode ajudar muita gente .Mas creio que esses tipos de conteúdo pode até funcionar para uns .para outros não.

    ResponderExcluir
  12. Eu adoro ler um livro assim de vez em quando, li esse e amei muito, me transformou bastante, consegui tirar muitas coisas dele! <3

    ResponderExcluir
  13. Oi, My
    Li muitos livros de auto ajuda, mas confesso que faz um tempo que não leio nada do gênero. Estou anotando todos os livros que você já resenhou para ler.
    Esse autor não conhecia, espero poder ler algo dele logo.
    O livro parece ter uma linguagem fácil de compreender, trás dicas dos passos a seguir, que leva reflexão e aprendizagem.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Amiga,
    não sou muito de ler livros desse tipo de gêneros e tal, meio que não me chama atenção, sabe! Quem sabe eu der alguma oportunidade!

    Beijinhos: Tempos Literários

    ResponderExcluir