A melhor mãe do mundo é a minha!


Sempre tento trazer algum post especial para o dia das mães aqui no Roendo Livros, mas esse ano senti uma enorme vontade de homenagear minha mãe, minha companheira, a razão do meu viver. Não porque eu ache que ela é melhor que as outras, mas a minha mãe é a mais maravilhosa, a melhor que eu poderia ter. Nada melhor do que deixar registrado o meu amor desse cantinho que é tão importante para mim!

Nós duas já passamos por poucas e boas nesses 26 anos de convivência, principalmente quando eu era mais nova e nosso relacionamento era bem complicado. Mas eu sei, simplesmente sei, que tudo o que aconteceu com a gente foi indispensável para construirmos o laço que temos hoje. Minha mãe me conhece melhor do que ninguém, é minha melhor amiga. Eu daria o mundo para ela se eu conseguisse, até porque é isso que ela faz por mim todos os dias.

Inclusive — já devo ter contado essa "história" mil vezes por aqui, mas não me canso de recordar —, se o blog existe, se eu estou aqui compartilhando minhas experiências com vocês, é por causa dela. Foi ela que me ensinou a ler e que cultivou o hábito da leitura em mim. Quando eu estava desanimada, lia comigo. Sempre me dava livrinhos infantis de presente e eu amava! Rodava nossa cidade inteirinha procurando quem me emprestasse livros.

Sempre que falamos sobre literatura, ela faz questão de falar para quem estiver ouvindo que contava histórias para mim quando ainda estava grávida e eu acho a coisa mais fofa do mundo! Isso já é prova os suficiente de que eu não seria nem metade de quem sou se não tivesse minha mainha ao meu lado, me apoiando, aconselhando, torcendo e, é claro, dando uns puxões de orelha sempre que necessário. 

Mãe, a gente foi feita sob medida uma para a outra! Obrigada por ser tão amorosa, por ter me ensinado valores, por ter tido tanta paciência. É clichê, mas é verdade: eu te amo infinitamente mais que a quantidade de estrelas que existem no céu. Tenho muito orgulho de quem a senhora é, obrigada por ter me escolhido e por nunca desistir de mim!


Para finalizar, não podia deixar de me lembrar de algumas obras com figuras maternas tão marcantes que é impossível não listá-las aqui. Cada uma delas é uma linda homenagem e um lembrete de que o mundo não seria absolutamente nada sem essas mulheres incríveis.


Marmee, a mãe conselheira: Mulherzinhas, Louisa May Alcott
Violet Bridgerton, a mãe amiga: O Duque e Eu, Julia Quinn
Mãe, a mãe protetora: Quarto, Emma Donoghue
✦ Yejide, a mãe resiliente: Fique Comigo, Ayòbámi Adébáyò
Susan, a mãe paciente: A Guerra Que Salvou Minha Vida, Kimberly Brubaker Bradley

Postar um comentário

15 Comentários

  1. Que lindo, filha! Eu amei! E me deixou profundamente emocionada!
    Eu agradeço pelo carinho e amorosidade. Quero dizer também que me orgulho de ser sua mãe. Para mim, esse foi o maior privilégio que o Criador poderia dar nesta vida. Ser mãe de uma Centelha Divina tão especial, tão maravilhosa e linda como você!
    Sou grata por me escolher como mãe, nesta existência.
    Eu a amo profundamente! Incondicionalmente!
    Gratidão por existir e pela linda homenagem!

    ResponderExcluir
  2. Aaaaaa! Com lágrimas nos olhos aqui, Anaaaa!
    Que lindas vocês duas. E que linda relação vocês tem.
    Conheço e amo Violet, Susan e Yedje. Em breve vou conhecer Marmee

    ResponderExcluir
  3. Sempre lembro, quando é pedido pra indicar um livro nesse dia, de A Guerra Que Salvou Minha Vida. Muito significativo e com uma historia linda!!
    Preciso ler a continuação alias!
    Adorei o post!

    ResponderExcluir
  4. Que linda homenagem Ana! Que Deus abençoe a sua mãe e a todas as mamães do mundo!!

    ResponderExcluir
  5. Que linda homenagem Ana.
    Muito bacana a relação de vocês.
    Das mães literárias citadas, conheço a Violet e Marmee.

    ResponderExcluir
  6. Fico muito feliz em ver posts em que sinto os filhos se mostrando tão gratos pela mãe que tem. Esses dias brinquei com minha mãe perguntando porque ela se preocupava tanto quando meu irmão chegava tarde em casa. Ela me disse que eu só entenderia quando tivesse um filho e sentisse o amor que ela sente. Olha, fiquei emocionada.
    Quanto aos livros, lady B. é uma personagem que representa muito bem a grandiosidade que é ser mãe, é lindo ver ela com os filhos em todos os livros.

    ResponderExcluir
  7. Mães são anjos emprestados por Deus e por mais que muitas relações sejam aparentemente difíceis, é por ter que ser assim mesmo, para que ambas aprendam.
    E que lindo ver o encaixe de vocês duas.Que esse dia da mães tenha sido ainda mais especial a vocês e que todos os dias, sejam assim, das mães, da filha, do amor, do reconhecimento e da total partilha!
    Que sempre seja feliz!!!!
    Beijo
    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  8. aii que amooor q você começou o blog por causa dela ♥
    sou suspeita para falar, mas acho q a melhor mãe do mundo é a minha eiin kkkkkkk (brincadeira, acho q toda as mães são as melhores ♥♥ )

    ResponderExcluir
  9. Olá, Ana

    Muito legal o post! Feliz dia das mães, mesmo que atrasado, para sua mãe..

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá Ana Clara!
    Que linda homenagem! Fico feliz de saber como sua mãe influenciou sua vida literária, esse incentivo dela foi lindo mesmo. E é tão bom ver exemplos maternos na ficção que se assemelham tanto aos da vida real. Quem tem uma mãe amorosa, mas que quando precisa dá aqueles puxões de orelha também deve dar muito valor. Realmente não há palavras para expressar um amor tão intenso e profundo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá! Hahaha e não são (quase) todas as melhores do mundo, acho que nem teria como ser diferente, aqui em casa tenho a sorte de também ter a melhor mãe do mundo e que orgulho danado poder dizer (escrever) isso. Homenagem linda e merecidíssima a sua mamis, deu para sentir o quanto as ações dela foram especiais para você!

    ResponderExcluir
  12. Que fofo! Acho tão legal essas histórias de mãe que ensinou os filhos o habito de ler e essas coisas. A gente vê que faz diferença, mais uma, na vida de um filho. E mesmo com as brigaiadas e coisas assim estar presente é o que mais importa no final das contas. Tudo vale a pena por amor =)

    ResponderExcluir
  13. Oi, Ana
    Você me levou as lágrimas com essa linda homenagem, fico feliz por vocês compartilhar o amor de mãe e filha. Um laço divino que Deus nos dá.
    Sua mãe é uma pessoa maravilhosa, incentivando com a leitura de várias maneiras.
    Dos livros citados conheço Violet e Yejide, amei os livros indicados.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oiiie,
    Mãe é para toda vida.. eu tenho orgulho da minha e ela sempre esta me incentivando na leitura e quem me dar apoio nos meus post e vídeos no canal... Ela é tudo...
    Mãe deveria viver para sempre.

    Beijocas:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir