Susan Não Quer Saber do Amor | Sarah Haywood


Susan Não Quer Saber do Amor é a tradução de The Cactus, título que explica melhor o que esse romance realmente é: a narrativa de uma mulher com muitos traumas que viraram espinhos. Susan é uma mulher de quarenta e cinco anos, funcionária pública bem remunerada, advogada de formação. Loira, alta, magra e sempre bem vestida, tem tudo para ser uma sensação para os corações londrinos ao seu redor, se não fosse um pequeno detalhe: Susan não quer saber do amor. A rotina meticulosa, o guarda-roupa minimalista e o desgosto de qualquer contato social que ultrapasse o superficial revelam uma adulta com um passado sombrio.

Após anos de infância e juventude difíceis, Susan tenta superar com seu sucesso profissional na vida adulta, mas a vida é uma caixinha de surpresas. Aos 45 anos, ela torna-se órfã e resta apenas seu detestável irmão no núcleo familiar próximo. Na disputa pelos bens da falecida mãe, Susan encontra-se imersa em dramas familiares não resolvidos, traumas com o falecido pai e a sensação de sempre ter sido menos amada pela mãe que seu irmão Robert. Essa sensação é endossada pelo testamento da mãe que favorece o caçula.

Como se não bastasse tantas cenas em conflito, ela descobre-se grávida do seu amante dos últimos 12 anos, com quem nunca desejou ter mais intimidade que alguns encontros casuais semanais. Com uma gravidez de risco, um testamento injusto e uma vizinha desesperada por sua amizade, Susan precisa colocar todo seu mundo milimetricamente calculado de volta aos seus eixos.

Parece mais um romance bobo sobre mulheres que não querem romances porque já foram muito machucadas, mas vai além disso. Susan Não Quer Saber do Amor tem análises e flashbacks de traumas psicológicos profundos que são vividos diariamente por milhões de crianças e jovens. Quando o mundinho perfeito da protagonista desaba, ela vê-se fazendo tudo que mais temia: dependendo de desconhecidos e tornando-se vulnerável. Por seu caráter de análises da mente humana, comparo-o ao célebre Talvez Você Deva Conversar Com Alguém. Apesar das reflexões em primeira pessoa, não perde o mistério pelo desenrolar absurdo que toma a situação da gravidez e do testamento. Definitivamente, uma mistura excêntrica de psicologia, mistério e romance.

Susan Não Quer Saber do Amor será adaptado para a Netflix e a protagonista será interpretada por Reese Witherspoon e não tenho dúvidas que se a produtora da atriz se envolver na adaptação, teremos um resultado incrível como Pequenos Incêndios Por Toda Parte. Este foi o meu romance preferido do ano até agora, porque é reflexivo e nos faz repensar até que ponto nos protegemos do amor por vontade própria ou assombrados pelos fantasmas do nosso passado.

Título Original: The Cactus ✦ Autora: Sarah Haywood
Páginas: 336 ✦ Tradução: Ana Rodrigues ✦ Editora: Intrínseca
Livro recebido em parceria com a editora

Postar um comentário

11 Comentários

  1. My!
    Gosto dos livros que traem o aspecto psicológico das situações, principalmente dos dramas familiares e dos dramas que estão por trás, vividos pelo passado das protagonistas e tudo que muda em suas vidas.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  2. Que legal quando vejo uma resenha falando que o livro foi um favorito, a gente acaba lendo com mais carinho, mais cuidado e tentando entender de onde veio o favoritismo, quais as características mais marcantes. Pela resenha parece mesmo um livro incrível e bastante reflexivo.

    ResponderExcluir
  3. Um dos meus super desejados, My.
    Sim, a sinopse não mostra a força e grandiosidade dessa história.
    Quero muito conhecer Susan e espero fazer isso em breve

    ResponderExcluir
  4. Fora a edição que está a coisa mais linda do mundo! A gente lê o título e já pensa em uma comédia romântica e só. Mas não. Por tudo que li acima, Suzan quer o que muitas mulheres querem e isso é visto como tão "anormal" que assusta!
    Não sabia que já ia ganhar adaptação,mas claro que amei!!!
    E sim, quero muito ler também!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  5. Ter uma vida já estruturada, passando longe do amor, e de repente engravidar no meio de um drama familiar é de tirar qualquer mulher dos eixos.
    Gosto da Reese Witherspoon então acredito que a série será boa.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá! Estou bem curiosa para ler esse livro e para tentar entender os porquês (e pelo visto temos muitos) a protagonista não acredita no amor, parece ser um ótimo livro, que nos traz uma história que nos fará refletir bastante né.

    ResponderExcluir
  7. Vai ser adaptado??? quê, eu nao sabia!!!
    aaai preciso ler mais rapido agora!!

    amando esses livros, com temas mais maduros, com idades mais maduras das personagens, a capa é muito linda tb, e adoro que tem o cliche e vai um pouco alem tb.
    dooiiiida pra ler.

    ResponderExcluir
  8. Olá
    Esse livro está recebendo tantos elogios .já na primeira resenha que li já fiquei com vontade de ler .acho que vai demorar um pouco para que eu conheça Susan , porque o preço do livro está bem caro .

    ResponderExcluir
  9. Eu achei a protagonista super interessante, se eu não ler até lá, mas certeza que vou adorar assistir a adaptação.

    ResponderExcluir
  10. Um livro bastante tocante, uma protagonista que carregar muita bagagem emocional. É um livro bastante diferente do que muito que sempre estão em alta.

    ResponderExcluir
  11. Que legal que vai virar filme. Confesso que não é meu gênero favorito, mas fiquei com vontade de ler.
    Beijos

    https://recolhendopalavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir