SOCIAL MEDIA

13 de dezembro de 2021

Destruidor de Mundos | Victoria Aveyard


Provavelmente esse foi um dos lançamentos mais esperados em 2021 para quem é fã da Victoria Aveyard, aclamada autora da série A Rainha VermelhaDestruidor de Mundos chegou com a promessa de revolucionar o gênero alta fantasia, mas será que realmente chega lá?

A trama se passa no universo fictício de Todala, um continente que está ameaçado pela volta de um supervilão, Taristan, que está determinado a reabrir portais que o farão ser detendor de inúmeros poderes. A grande problemática é que esses portais são extremamente imprevisíveis e instáveis, podendo trazer criaturas perigosas que não hesitarão em destruir Todala. 

É nesse contexto que surge a protagonista, Corayne, filha de uma pirata que esconde inúmeros segredos. Um dele, inclusive, é a descendência da garota, que a torna muito poderosa e uma peça chave para a salvação de Todala. Não bastasse isso, digamos que Corayne é bem aventureira e está cansada de ser deixada para trás pela mãe, então não foi difícil convencê-la de que conseguiria impedir que Taristan completasse a missão. 

Enfim, não nego que o enredo de Destruidor de Mundos é muito chamativo, bem pensado e embasado. Prova disso é o mapa que acompanha o livro, que nos dá uma visão geral do continente e, de certa forma, ajuda a compreendermos os personagens e suas respectivas culturas. Porém, a narrativa é tão, mas tão, mas tão descritiva que, do fundo do meu coração, dá até preguiça. A começar pelo prólogo, que é extremamente longo, cansativo e com tantas informações que deixa o leitor confuso logo de cara. 

É comum que primeiros livros de séries sejam mais descritivos mesmo, afinal, o autor está apresentando um universo aos leitores. Mas Victoria Aveyard foi muito exagerada, gente. As informações precisam ser inseridas com cautela, afinal, nós precisamos entender o que está acontecendo, não é mesmo? Sinto que a autora se preocupou tanto em citar lugares, personagens e nomes que esqueceu, de fato, de desenvolver a história. 

Por exemplo, logo no prólogo, Aveyard nos apresenta as esferas e os fusos, mas só apresenta mesmo. Ela fala que esses termos existem, que são importantes para a trama, mas em momento algum explica o que eles são, o que torna a leitura muito complicada. É difícil demais se prender em um livro de fantasia em que não entendemos a magia por trás dele. Tanto que eu comecei a ler esse livro em meados de maio, pertinho do lançamento, e só fui conseguir terminá-lo agora.

Sobre os personagens, que tristeza, gente. Nenhum é desenvolvido o suficente a ponto de nos fazer gostar verdadeiramente deles. As personalidades são muito rasas, incluindo a de Corayne e Taristan. Esse último, inclusive, parece ser apenas uma aura do mal, que todo mundo ouve falar, sabe que é perigoso, mas que nunca aparece de fato.

Pensando por esse lado, Destruidor de Mundos é até um pouco incoerente... Quer dizer, logo no começo somos apresentados a um problema gigantesco e muito urgente, afinal, todos os personagens precisam parar Taristan antes que seja tarde, mas passam praticamente toda a história andando de um lado para o outro, sem nada importante acontecer de verdade. Não existe sequer uma cena de ação eletrizante que justifique tanta urgência, no fim das contas.

Como é um universo com muito potencial, tenho fé que Victoria Aveyard pode trazer o que há de melhor da história nos próximos volumes, desde que foque no que realmente importa. Mas, sinceramente, não posso dar certeza que estarei lá para conferir.

Título Original: Realm Breaker ✦ Autora: Victoria Aveyard
Páginas: 560 ✦ Tradução: Guilherme Miranda e Lígia Azevedo ✦ Editora: Seguinte
Livros recebidos em parceria com a editora

8 comentários :

  1. Olá Ana
    Estava agora há pouco em um outro blog vendo justamente o lançamento do segundo livro dessa serie e percebi que não tinha lido nenhuma resenha desse livro O destruidor de mundos. Ou se li já tinha esquecido .
    Que chato a autora ser tão descritiva e ter construído personagens rasos .que não cativam Confesso que fiquei surpresa com esses pontos negativos citados por voce

    ResponderExcluir
  2. Realmente foi um dos grandes lançamentos do ano e os fãs piraram quando essa lindeza chegou. Mas?Eu penso que foi criada expectativa demais, tanto que as resenhas estão muito divididas até hoje.
    Eu amo fantasia, amo muito. Mas admito que não senti aquela vontade enorme de ler não.
    Não digo que não lerei, afinal a beleza física do livro é incrível.
    Mas...rs já sabendo que não encontrarei um universo bem elaborado e personagens idem!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  3. Olá Ana!
    No lançamento do livro eu fique super empolgada com o "retorno" de Victoria Aveyard ao cenário literário, e realmente a premissa da trama é muito boa. Mas um livro desse tamanho cheio de descrições assusta mesmo, tem que ser persistente. Não é para os fracos kk. Vou esperar a editora confirmar a continuação e as próximas resenhas antes de gastar o meu rico dinheirinho rsrs.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Interessante que a escrita dessa autora parece ser bem 8 ou 80, ou como ela desenvolve suas historias, n sei. ainda nao li nada dela mas tenho vontade de ler rainha vermelha.
    Esse tb fiquei curiosa em ler, por ser mais "adulto" talvez, mas de novo, muitos gostam outros nem tanto, e assemelha bastante as criticas.
    Espero gostar da escrita dela qdo ler!

    ResponderExcluir
  5. Então...
    Vic e eu temos uma relação de amor e não amor....
    Sobre a série RV... amo uns livros.... outros são indiferentes e uns são ódio puro.
    Nem ia me aventurar nessa nova série mas acabei ganhando Destruidor e agora vou esperar os próximos livros para ler

    ResponderExcluir
  6. Já li outra opinião sobre esse livro semelhante à sua. Parece que todo mundo se sente um tanto perdido, e todos esperam que nos próximos livros esse sentimento se dissipe.
    O enredo é interessante, tomara que melhore.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá! Ahh sei bem como é isso de demorar para dar conta de uma leitura, confesso que na época do lançamento até fiquei animada para ler, mas ai são tantos livros que esse acabou ficando para trás, depois da resenha, vou ter que rever essa decisão aí, pois toda essa descrição com certeza vai me deixar um pouco cansada.

    ResponderExcluir
  8. Fiquei muito animada por esse lançamento, porém depois abaixou mas também tenho esperança que a victoria vai melhorar nos próximos capítulos.

    ResponderExcluir